Goodwood Members Meeting 2017: os melhores momentos da 75ª edição do evento

Dalmo Hernandes 20 março, 2017 0
Goodwood Members Meeting 2017: os melhores momentos da 75ª edição do evento

O último fim de semana trouxe o primeiro grande evento de clássicos do circuito mundial: o Goodwood Members Meeting. Pense nele como um Festival of Speed com menos exposições e leilões de clássicos e mais corridas com bólidos das antigas. Curtiu? Bem, não é à toa que o ano de 2017 marcou a 75ª edição, que aconteceu nos dias 18 e 19 de março.

Não foi desta vez que o FlatOut foi para o Reino Unido para apreciar de perto, mas por sorte Lord March é um cara generoso o bastante para garantir a cobertura de tudo, com transmissão ao vivo pelo YouTube, dezenas de vídeos postados durante os dois dias e fotos a rodo na página de Goodwood no Facebook. E a gente selecionou o melhor aqui!

Começando pela íntegra da transmissão ao vivo. Temos certeza de que quatro horas de ação na pista são suficientes para alegrar o dia de qualquer um!

Os primeiros Members’ Meetings foram realizados na década de 1950 e 1960 no Circuito de Goodwood, localizado nos domínios da Casa Goodwood, por membros do British Automobile Racing Club (ou simplesmente BARC), e os carros que corriam eram os mesmos de hoje. Só que, bem… eles eram novos!

Como você já deve ter sacado se conhece matemática básica, não faz 75 anos que o Goodwood Members’ Meeting acontece – é que às vezes era realizada mais de uma edição por ano. E, ao longo do tempo, o formato foi ficando mais abrangente. Hoje, as corridas são divididas em categorias de acordo com a época em que competiram – carros de corrida das décadas de 1950, 1960, 1970 e 1980, de várias partes do mundo, protótipos ou de turismo, todos têm seu lugar na pista. E, desde o ano passado, também há uma categoria para carros de corrida do início do Século XX, construídos entre 1905 e 1923: o S.F. Edge Trophy, responsável por um verdadeiro espetáculo na edição de 2016.

Pois então, sem mais delongas, vamos dar uma olhada no que rolou de melhor no Goodwood Members’ Meeting 2017!

 

“A Besta de Turim”

Você deve lembrar do Fiat S76, também conhecido como “A Besta de Turim”, aqui mesmo das páginas do FlatOut: em 2014, o carro de corrida com um quatro-cilindros de 28,5 litros, totalmente restaurado, funcionou pela primeira vez em 100 anos. O carro foi capaz de chegar aos 215 km/h na década de 1910, e só não se tornou o veículo terrestre mais veloz do mundo na época porque não havia nenhuma autoridade para fiscalizar o recorde.

O mais incrível é que a concepção do motor é relativamente moderna, com três velas de ignição por cilindro, dezesseis válvulas e comando no cabeçote, não muito diferente de qualquer quatro-cilindros mais moderno – exceto pelo fato de cada cilindro deslocar mais de sete litros. Confira o onboard, que certamente é diferente de qualquer outro que você já tenha visto.

 

Muscle cars americanos na Inglaterra

Alguns entusiastas esnobes adoram dizer que os carros europeus são superiores aos americanos, especialmente quando a ideia é criticar a capacidade dos muscle cars de fazer curvas. No entanto, eles podem ser muito mais que máquinas de acelerar no quarto-de-milha.

A Pierpoint Cup, categoria estreante no Members’ Meeting 2017, trata exatamente disto: os carros que se enquadram são os cupês e sedãs com motor V8 que competiram até 1966, o que exclui o Chevrolet Camaro (boo!) mas deixa a pista livre para os Ford Mustang e Falcon, o Plymouth Barracuda e o Dodge Dart, por exemplo. Eles queimam borracha e soltam fogo pelo escape do jeito que a gente gosta!

 

Ops!

Nas corridas históricas de Goodwood, há sempre muito dinheiro sobre o asfalto – os carros que aceleram por lá, às vezes, custam algumas centenas de milhares de dólares. O que não significa que os pilotos os poupem, até porque o simples ato de tirar um clássico das pistas de dentro do galpão e colocá-lo para rodar já representa um risco.

Em outras palavras: se você corre, você está sujeito a se acidentar. E é exatamente isto o que acontece com este Cooper-Climax T53 “Lowline”, pilotado por Rudi Friedrichs, que participava do Brabham Trophy – corrida para carros de Fórmula 1 de motor traseiro que competiram entre 1954 e 1960. Os carros que correm no Members’ Meeting precisam usar pneus de época, o que significa que o Cooper estava usando rosquinhas diagonais cuja característica mais marcante definitivamente não é o grip, e sim a falta dele…

 

O pequeno Austin amarelo corre…

A Weslake Trophy é uma das corridas favoritas do público que vai assistir ao Goodwood Members’ Meeting. Feita para pequenos carros de turismo equipados com o motor Austin A-Series (um esperto quatro-cilindros de 948 cm³ de 43 cv em sua versão original), a categoria mostra que tamanho não é documento. O Austin-Healey Sebring Sprite é uma versão com carroceria cupê do sorridente Austin-Healey Sprite, e o carro amarelo de Richard Woolman deu um show na primeira corrida do evento.

 

… e o pequeno Austin amarelo bate!

Acontece que ele também se envolveu no primeiro acidente. O que não nos surpreende, na verdade: apesar da pouca potência, os carros que correm na Weslake Trophy são leves e têm entre-eixos curto, e por isso não deixam a desejar na aceleração e fazem bonito nas curvas – o que torna a empolgação dos pilotos plenamente compreensível. Tanto que, em determinado momento, Woolman perde a mão, roda e sai da pista. Enquanto tenta voltar para o asfalto, ele é atingido por outro carro e arremessado contra a barreira de pneus.

 

Rinha de cobras

Quando a gente diz que os caras não poupam seus carros, não estamos brincando. E este duelo entre dois exemplares do AC Cobra durante o Graham Hill Trophy, para carros de turismo que competiram na Europa até 1966, torna isto evidente: Emanuelle Pirro, no Cobra vermelho, fica colado na traseira do Cobra de Michael Gans, ambos no meio do pelotão. Os caras jogam limpo, claro, mas dá para ver que a competição é séria e de alto nível.

 

A era de ouro do Grupo A de turismo

É claro que nem só de clássicos da década de 1960 vive o Members’ Meeting: o Grupo A de turismo, que na década de 1980 trouxe clássicos como o BMW 635i e o BMW M3 disputando posições com os também icônicos Ford Sierra RS500 e Jaguar XJS Tom Walkinshaw, tem seu espaço em Goodwood.

Junto deles, os indefectivelmente britânicos Rover SD1 e MG Metro – este último, em uma versão mais civilizada do que aquela que disputou o Grupo B de rali, mas ainda assim divertidíssimos de assistir.

 

Nick Mason acerta o muro

Só ficamos à vontade para fazer esta piada porque Nick Mason saiu ileso deste acidente – exceto pelos ferimentos no bolso, visto que seu McLaren F1 GTR de rua, um dos 28 que existem, é um dos carros mais valiosos do mundo. Temos certeza de que o lendário baterista do Pink Floyd logo gastará um bom dinheiro para devolver ao F1 sua boa forma.

 

David Coulthard e o Mercedes-Benz 300SL Gullwing

O ex-piloto escocês de Fórmula 1 David Coulthard quase comprou um Mercedes-Benz 300SL Gullwing em 1995, mas acabou desistindo do negócio. Ele se arrepende amargamente, pois os preços do clássico germânico dispararam pouco depois. No Members’ Meeting 2017, Coulthard teve, finalmente, a chance de conduzir um exemplar daquele que chama de “o carro dos seus sonhos”. Ele também diz que prefere não participar das corridas, e sim das demonstrações, pois o Gullwing é um carro muito valioso.

 

“Um minuto de barulho” em homenagem a John Surtees

No último dia 10 de março, o mundo perdeu John Surtees, o único cara a ser campeão mundial de motociclismo e Fórmula 1 na história. Nós fizemos nossa homenagem, e o pessoal em Goodwood também. Mas, em vez de fazer um minuto de silêncio, os caras fazem um minuto de barulho, acelerando todos os carros presentes no local ao mesmo tempo.

John Surtees reencontra o Lola T70 Mk2 com o qual venceu a CanAm em 1966

O carro que chega com o próprio Lord March ao volante é o Lola T70 no qual John Surtees venceu a Can Am em 1966, paralelamente à Fórmula 1, depois de “se divorciar” da Ferrari por desentendimentos com Enzo. Uma homenagem simples, mas muito bonita.

 

Já assistiu tudo e ficou com água na boca? Calma, que tem mais!

Confira a galeria de fotos que o pessoal de Goodwood fez durante o evento, e aproveite para escolher seu novo wallpaper!

gt1_demo_75mm_goodwood_18031726 gt1_demo_75mm_goodwood_18031702 gt1_demo_75mm_goodwood_18031704 75mm_gerry_marshall_trophy_goodwood_19031706 75mm_gerry_marshall_trophy_goodwood_19031707 75mm_gerry_marshall_trophy_goodwood_19031708 75mm_gerry_marshall_trophy_goodwood_19031716 75mm_gerry_marshall_trophy_goodwood_19031715 75mm_gerry_marshall_trophy_goodwood_19031720 75mm_gerry_marshall_trophy_goodwood_19031701 75mm_gerry_marshall_trophy_goodwood_19031703 75mm_goodwood_3_litre_sports_prototype_demo_18031756 75mm_goodwood_3_litre_sports_prototype_demo_18031740 75mm_goodwood_3_litre_sports_prototype_demo_18031703 75mm_goodwood_3_litre_sports_prototype_demo_18031701 75mm_goodwood_3_litre_sports_prototype_demo_18031727 75mm_goodwood_morning_saturday_18031721 75mm_goodwood_morning_saturday_18031717 75mm_goodwood_morning_saturday_18031716 75mm_goodwood_morning_saturday_18031714 75mm_goodwood_morning_saturday_18031707 75mm_goodwood_morning_saturday_18031711 75mm_goodwood_morning_saturday_18031706 75mm_goodwood_morning_saturday_18031703 75mm_goodwood_morning_saturday_18031709 75mm_goodwood_morning_saturday_18031702 75mm_goodwood_morning_saturday_18031701