A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Governo aumenta valor das multas para bloqueios de caminhoneiros, Audi A3 nacional é lançado com homenagem a Senna, um Hennessey de 1.000 cv e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Governo aumenta valor das multas para bloqueios dos caminhoneiros

.

Foi publicado no Diário Oficial da União de hoje (11) uma medida provisória (MP) que aumenta do valor das multas para bloqueios dos caminhoneiros. Com a publicação, os novos valores já podem ser aplicados. A medida havia sido anunciada ontem (terça-feira, 10/11) pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, mas dependida da publicação no Diário Oficial. Com as mudanças, a multa para quem fizer bloqueios passa de R$ 1.915 para R$ 5.746, e os organizadores de manifestações com bloqueios poderão ser multados em R$ 19.154.

A medida foi tomada após as manifestações dos caminhoneiros se espalharem por 14 estados na segunda-feira e nove estados na terça-feira. Segundo os organizadores dos bloqueios, reunidos como Comando Nacional do Transporte (uma organização ainda não oficializada), todos os caminhoneiros responsáveis pela manifestação são autônomos e independentes de sindicatos.

O ministro José Eduardo Cardozo explicou a medida: “Estamos criando uma nova situação com a introdução de um novo artigo no Código Nacional de Trânsito: ‘Usar veiculo para deliberadamente interromper, restringir ou perturbar a circulação na via, se classifica como infração gravíssima, e será aplicada multa de R$ 5.746”. O valor será dobrado em caso de reincidência.

Além da multa, o grevista reincidente poderá ser proibido de receber incentivo de crédito para veículos por dez anos (financiamento do BNDES). A suspensão do direito de dirigir por 12 meses e a apreensão do veículo continuam vigentes. O texto ainda permite que a Polícia Rodoviária Federal contrate guinchos particulares para remover os caminhões de bloqueios — com o custo arcado pelo motorista que bloqueou a via.

O ministro José Eduardo Cardozo ainda afirmou que foram aplicadas mais de 100 multas entre segunda e terça-feira e reforçou que “não se trata de uma ação do governo para calar opositores”, e sim “uma tentativa de atender o interesse público”. Também na terça-feira, a presidente Dilma Rouseff afirmou que a obstrução das rodovias é crime. “Obstruir é crime. Obstruir, afetar a economia popular é crime. Manifestar é algo absolutamente legal. É da democracia. É algo que faz bem ao pais e à democracia”. Para o governo, os caminhoneiros “não tem uma pauta”, embora ela tenha sido divulgada nos primeiros dias de manifestação.

 

Audi A3 Sedan nacional é lançado e primeira unidade homenageia Ayrton Senna

A3-Sedan-nacional-Kobra-620x414

Nesta terça-feira (11) a Audi apresentou à imprensa o A3 Sedan produzido no Brasil. A primeira unidade do modelo produzida na fábrica de São José dos Pinhais/PR, foi pintada pelo artista Eduardo Kobra (o mesmo que criou o mural no centro de São Paulo) em homenagem a Ayrton Senna, responsável pela chegada da marca ao Brasil em 1993.

620audia3sedan2014-22

O Audi A3 Sedan nacional começa a chegar às concessionárias no fim deste mês por R$ 99.990 na versão de entrada Attraction e R$ 109.990 na Ambiente. O modelo nacionalizado estreia a versão flex do motor 1.4 TFSI, agora com 150 cv e 25,5 mkgf. Outra mudança em relação ao modelo importado é que o nacional trocou a suspensão multilink traseira por um eixo de torção e o câmbio S-Tronic de embreagem dupla pelo câmbio Tiptronic automático de seis marchas com conversor de torque. O pacote de itens de série continua semelhante ao do modelo importado, com sistema Start/Stop, faróis de xenônio na luz alta e baixa, sensor de estacionamento e freio de estacionamento eletrônico.  A Audi também anunciou a chegada do modelo Ambition, topo de linha, que será equipada com motor 2.0 de 220 cv.

 

Hennessey está considerando fazer uma versão elétrica do Venom GT com 1.000 cv

venom-gt (6)

Caramba, John Hennessey é exagerado mesmo quando pensa em fazer um carro elétrico. Depois de colocar seu Venom GT de 1.471 cv a mais de 435 km/h, ele agora pretende conseguir outro superlativo automotivo: uma versão elétrica do Venom GT com 1.000 cv. Ao menos é o que ele disse ao pessoal do Top Gear.

Na entrevista Hennessey disse estar considerando fazer algo com eletricidade. Ele já encontrou parceiros no ramo de carros elétricos e está apenas esperando que as baterias se tornem mais leves e tenham mais capacidade — algo que pensa não estar muito longe. O peso das baterias atualmente é o maior empecilho para os fabricantes de esportivos, e é por isso que praticamente todas as melhores soluções adotam sistemas híbridos.

Mas o sucessor espiritual de Carroll Shelby não pretende seguir este caminho: “Eu não estou interessado em híbridos”, disse o texano ao Top Gear. “Só farei o Venom com um motor a gasolina ou puramente elétrico”. Apesar de mencionar os 1.000 cv de potência, Hennessey não prometeu esse número para o sucessor do Venom, o F5, pois está esperando para ver o que a Bugatti irá trazer com o Chiron.

O Hennessey Venom F5 usará a mesma base do GT, mas terá um novo chassi próprio (um monocoque de fibra de carbono), e transmissão de embreagem simples, e pesará pouco mais que os 1.244 kg do Venom GT. A guerra da velocidade está só começando.

 

Mercedes mostra primeira imagem do SL renovado

2017-MB-SL-10

A renovação total da Mercedes-Benz segue a todo vapor: já temos os novos Classe A, Classe C, Classe S, Classe GLE e GLC. O GLS está a caminho de Los Angeles, o novo Classe E já está sendo preparado para Genebra e o SLK já foi flagrado esticando suas pernas pela Europa. O próximo da fila é o roadster SL — o mais tradicional da marca.

A Mercedes divulgou hoje essa imagem acima, a primeira do modelo renovado com um facelift, mas não deu muitos detalhes sobre ele. O que sabemos é que o visual seguirá o estilo dos demais modelos da marca, tornando-o mais próximo do AMG GT em termos estéticos, com linhas mais curvas nos faróis, nos para-choques e grade dianteira. Na traseira também há algumas mudanças mais sutis nas lanternas e para-lamas, enquanto a cabine receberá novos materiais, um novo volante e uma tela maior para o sistema multimídia. Os motores V6, V8 e V12 devem permanecer os mesmos, somente com algumas mudanças para as versões S da linha AMG. O modelo será apresentado oficialmente no Salão de Los Angeles, na próxima semana.

 

Volkswagen tem 10 dias para explicar irregularidades em suas emissões à União Europeia

tdi_motor_685x325

Na última segunda-feira (9) a Volkswagen recebeu da União Europeia um prazo de dez dias para fornecer detalhes a respeito das irregularidades nas emissões de dióxido de carbono de cerca de 800.000 veículos seus. Segundo o Wall Street Journal, a Volkswagen pode acabar recebendo uma multa pesada pelas irregularidades.

O comissário de Clima e Energia da União Europeia, Miguel Arias Cañete, escreveu uma carta ao CEO da Volkswagen ontem, pedindo à fabricante “mais esclarecimentos” sobre as emissões. De acordo com o Wall Street Journal, a carta exige informações sobre quais modelos e quantos carros registrados foram afetados pelas irregularidades, e quão acima estão os níveis de emissões. A carta ainda pede à Volkswagen um prazo para atualizar os documentos oficiais com os níveis corretos de emissões de poluentes e que a União Europeia “apreciaria se essas respostas fossem dadas em 10 dias”.

 

Toyota e Subaru registram patentes de versões mais radicais do BRZ e GT 86

Captura de Tela 2015-11-11 às 12.14.22

Desde o lançamento dos gêmeos Toyobaru (ou trigêmeos, se você considerar o Scion FR-S) os fãs estão esperando uma versão mais radical dos modelos — um BRZ STI, ou um GT 86 TRD, quem sabe. Mas até agora nada havia sido sequer cogitado. Até agora, pois o escritório de registro de patentes do Japão aprovou recentemente documentos da Toyota para um veículo com a exata descrição do Subaru STI Performance Concept, que vimos por aqui há algumas semanas. Segundo o site Auto Guide, os documentos também creditam a Fuji Heavy Industries como autora do projeto.

O STI Performance foi apresentado com um boxer 2.0 turbo derivado do Subaru GT300, e trazia upgrades no chassi, suspensão e freios vindos do BRZ ts, vendido apenas no Japão, além de um novo para-choque dianteiro, novas lanternas, para-lamas mais largos, difusor traseiro, novo escape e uma asa traseira.

Logicamente o fato de ter registrado a patente não significa que o carro será de fato produzido, mas a Subaru já confirmou que a parceria continuará na segunda geração do modelo. Ao menos sabemos que ele não morrerá tão cedo.

 

Matérias relacionadas

Autolatina: os carros de quando VW e Ford se uniram

Juliano Barata

Novo Audi R8 é flagrado, Koenigsegg prepara novo “megacarro” de 1.340 cv, cliente insatisfeito coloca fogo em oficina de SC e mais!

Leonardo Contesini

Estas são algumas das Ferrari mais legais anunciadas no GT40

Dalmo Hernandes
error: Direitos autorais reservados