FlatOut!
Image default
Notícias

Governo estuda aumentar para 27,5% a mistura de álcool anidro na gasolina

Os proprietários de carros a gasolina podem começar a se preocupar. Um ano depois do aumentar a concentração de álcool anidro na gasolina de 20 para 25%, o Ministério da Agricultura está estudando a possibilidade de aumentar a mistura para 27,5%. Mais álcool e menos gasolina para o seu não-flex.

A proposta foi feita pelos produtores de cana-de-açúcar, dizendo que essa é uma solução para equilibrar as perdas causadas pela seca que atrasou a safra da cana de açúcar e aumentou seu preço. O pedido será analisado em conjunto pela área técnica dos ministérios da Agricultura, de Minas e Energia, e da Fazenda.

O ministro da Agricultura, Neri Geller, afirmou que  a medida pode viabilizar a produção de cana-de-açúcar, além de ajudar o meio ambiente com maior geração de energia limpa.

Por outro lado, especula-se que a intenção de aumentar a mistura de álcool anidro na gasolina seja uma forma de amenizar aumento do preço do combustível fóssil na bomba e, por consequência, amenizar o índice da inflação. O aumento para 2014 foi previsto pela Agência Nacional do Petróleo devido ao déficit na balança de combustíveis.

Caso seja aprovado, o aumento da mistura de álcool anidro na gasolina visa evitar o aumento do preço do litro da gasolina na bomba (que na prática terá menos gasolina) e, por consequência, combater a inflação.

A solução não afetaria os veículos flex (às vezes parece até que eles foram inventados para isso), mas os modelos equipados com motores a gasolina tendem a sofrer com essas variações, apresentando consumo mais elevado de combustível.

 

Matérias relacionadas

Brasil é o país com maior número de carros blindados no planeta

Leonardo Contesini

Audi lança nova A4 Avant no Brasil – e mantém as peruas vivas por aqui

Leonardo Contesini

Novo recorde em Nürburgring: uma volta completa em Nordschleife… sobre duas rodas

Leonardo Contesini