Edição diária: 18/06/2019
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Governo quer estimular exportações de carros, VW cria Golf para as pistas, o novo carro dos Caça-Fantasmas e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Volkswagen Motorsport revela Golf de corrida

18145479701641999137

A Volkswagen revelou um modelo conceitual, baseado no Golf, que deve ser a alegria de times de competição pequenos e privados no mundo todo. Equipado com um motor 2.0 turbinado capaz de render 330 cv e câmbio DSG com borboletas atrás do volante, ele vem sem nada que não seja essencial em seu interior, o que inclui banco, volante revestido de Alcantara e uma gaiola de proteção. Nada mais.

 

Por fora, o “conceito” tem uma dianteira com tomadas de ar mais largas e um difusor de ar de respeito. Arcos de roda mais largos, que abrigam modelos de aro 18, saias laterais e um aerofólio de fibra de carbono completam o visual nervoso. Ele será usado, em duas unidades, na etapa do Touringcar Racer International Series, ou TCR. Se emplacar, deve ser oferecido para equipes de competição particulares. Alguma dúvida de que isso vai acontecer?

 

As primeiras imagens do Lamborghini Aventador SV Roadster

lamborghini-aventador-sv-roadster-shiraki-hero

A Lamborghini ainda não anunciou oficialmente a versão roadster do Aventador SV, mas as primeiras imagens do modelo já estão circulando na internet. As fotos foram publicadas pelo fotógrafo Jordan Shiraki em seu site.

lamborghini-aventador-sv-roadster-shiraki-side lamborghini-aventador-sv-roadster-2

Segundo o fotógrafo, o SV roadster terá 1.575 kg (ou 50 kg a mais que o irmão fechado) e seu teto removível de fibra de carbono pesa apenas 6 kg. Quanto ao motor, nenhuma novidade: será o mesmo V12 de 6,5 litros e 750 cv do cupê, combinado ao câmbio de sete marchas e ao sistema de tração integral. O Aventador SV Roadster será limitado a 500 unidades de cerca de US$ 680.000 cada. As entregas começam no início de 2016.

 

Governo federal quer estimular exportações de carros

ExportaçãoAutomóveisCarrosArgentina2

Com uma queda de 20,7% nos licenciamentos de carros novos no primeiro semestre deste ano, o governo federal quer ajudar as fabricantes de automóveis a pararem de demitir recorrendo ao mercado externo. Já interessantes devido à alta desvalorização do real frente ao dólar, os veículos brasileiros ainda enfrentam problemas para ser vendidos fora do país, como altos custos de frete e estrutura alfandegária complicada e burocrática.

O governo promete financiamento por bancos públicos ao setor de autopeças, que já estava com a corda no pescoço quando as vendas iam bem, e reduzir o Imposto de Importação em acordo comerciais específicos. A Anfavea também quer mais agilidade para fechar acordos automotivos com Colômbia, Peru e Uruguai.

Sem isso, a Anfavea já havia anunciado melhoria nas exportações. Em junho, a indústria exportou 17,9% a mais do que em maio. No semestre, o aumento foi de 16,6%. Isso representa 28 mil carros a mais vendidos ao exterior, diante de uma queda no mercado interno de 350 mil automóveis. Como se vê, ainda é pouco para o tamanho do problema que a indústria enfrenta por aqui.

 

Fiat Chrysler deve trazer o Barracuda de volta à vida

cudaaar

A renovação da marca Barracuda pelo grupo FCA no último dia 23 de junho reacendeu as esperanças dos fãs de ver uma versão moderna do clássico de volta à ativa. Ainda que a proteção de nomes importantes seja uma constante na indústria para nenhum espertinho se aproveitar da marca por vacilo de registro, rumores anteriores da volta do carro dão motivos para acreditar que dessa vez é para valer.

O novo Barracuda seria menor que o atual Challenger, o que o tornaria mais ágil e também mais arisco do que o cupê atualmente à venda. Com a diminuição de peso da sexta geração do Chevrolet Camaro e a nova suspensao traseira do Ford Mustang, é bom mesmo que a FCA se mexa, especialmente depois do nascimento do motor HellCat. Colocá-lo sob o capô do Challenger, considerado muito grande para ser divertido em um track day, mesmo nos EUA, pode não ser suficiente.

Dizem que o Challenger será substituído apenas em 2018. Com isso, se o Barracuda voltar mesmo à vida, ele poderá conviver com o cupê maior, mas o mais provável é que ele venha para entrar em seu lugar como um legítimo pony car. Com uma marca tão forte quanto o Barracuda, que custa hoje milhões, nos EUA, a FCA estaria desperdiçando um patrimônio e tanto se não o usasse. Assim como se não usar o Lancia Delta Integrale, outro que pode voltar do mundo dos mortos se Sergio Marchionne não impedir.

 

Novo carro dos “Caça-Fantasmas” é revelado por diretor

CJW6vnDWcAATGo5.jpg-large

A refilmagem dos Caça-Fantasmas já está rolando. Agora com um elenco inteiramente feminino, em vez de Egon, Peter, Ray e Winston, o filme também teve uma substituição do outro protagonista do filme: o ECTO1.

CJXI1umXAAUgJrB.jpg-large

O Cadillac 1959, atualmente um caro item de colecionador, vendido a mais de US$ 100 mil, não cabia mais na descrição de banheira velha que as personagens, duras de tudo, poderiam comprar. Por isso o novo ECTO1 será uma Cadillac Brougham 1989. Que (ainda) é uma pechincha nos EUA. O filme estreará em 22 de julho de 2016, dentro de pouco mais de um ano.

 

Matérias relacionadas

Um Camaro de arrancada elétrico, um Corvette Yenko (!) e uma Blazer 1971 restomod: os destaques da Chevrolet no SEMA

Dalmo Hernandes

Simplifique, adicione leveza e entre para a história: os 70 anos da Lotus e a trajetória de Colin Chapman

Leonardo Contesini

Hyundai i30 N: será que o primeiro hot hatch da marca cumpre o que promete?

Dalmo Hernandes