A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Greve dos caminhoneiros continua pelo quarto dia, Civic Type R em versão picape, o “novo” TAC Stark e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Greve dos caminhoneiros chega ao quarto dia

Dd-KJ7ZVAAEK0lj

A greve dos caminhoneiros continua pelo quarto dia seguido nesta quinta-feira (24). As manifestações estão acontecendo em 25 estados e no Distrito Federal e já afetam o abastecimento de alimentos, combustíveis e insumos em todo o país. Os protestos são contra as altas consecutivas do preço do diesel nas refinarias, motivada pela alta do dólar e da cotação do barril do petróleo no mercado internacional, dois dos fatores considerados pela atual política de preços da Petrobras.Com a paralisação dos caminhoneiros, as consequências vão desde a falta de combustíveis à suspensão de atendimentos em hospitais e desabastecimento de supermercados.

Na noite de ontem, a Câmara dos Deputados aprovou um projeto para eliminar a cobrança de PIS-Cofins sobre o diesel até o fim de 2018, em uma tentativa de conter a paralisação dos caminhoneiros. A eliminação da cobrança, contudo, deverá onerar outro setor da economia por meio do aumento de impostos, uma vez que o orçamento de 2018 já está todo comprometido com as despesas públicas. A Petrobras, por sua vez, anunciou a redução de 10% no preço do diesel, mas somente por 15 dias. Com as reduções dos impostos federais, mais a redução do preço nas refinarias, o preço do diesel poderá cair cerca de R$ 0,50, voltando ao patamar em que estava no final do ano passado.

Uma versão picape do Civic Type R

honda-civic-type-r-pick-up5

Quando se fala em picape esportiva normalmente pensamos na GMC Syclone, ou na Ford F-150 Raptor ou até mesmo em uma Ford Pampa com motor AP turbo, mas jamais em um Honda Civic Type R. Mas isso pode mudar a partir de hoje: por alguma razão a Honda decidiu transformar o hot hatch mais radical de sua história em um utilitário.

honda-civic-type-r-pick-up2

 

Batizado Project P, ele é apenas um conceito fabricado pela divisão de Engenharia de Produto da Honda no Reino Unido, onde o esportivo é fabricado. Os engenheiros e mecânicos da Honda usaram um dos protótipos pré-produção do hatch, arrancaram o banco traseiro, as portas traseiras, a parte traseira do teto e no lugar instalaram uma caçamba revestida com chapas metálicas popularmente conhecidas como “chão de ônibus”. Ela ganhou até um santantônio com luzes auxiliares.

honda-civic-type-r-pick-up

Curiosamente, a picape Civic Type R manteve vários elementos do hot hatch. A tampa traseira, por exemplo, é parte da tampa do porta-malas, e ela se levanta junto com a asa traseira, que também foi mantida. Prudente em um carro com a traseira leve. A saída tripla do escape também está lá, e até mesmo o recorte inferior da porta-traseira, o que indica que foi mais uma adaptação do que uma conversão.

Apesar disso, a Honda diz que até mesmo considera levar o carro a Nürburgring — “para ver se conseguimos o recorde de picape mais rápida de tração dianteira”, segundo o chefe do projeto Alyn James. É claro que se trata de uma brincadeira, mas seria bacana ver o que este Type R “superleggera” poderia fazer.

 

TAC Stark ganha “nova geração”

fundo

Você talvez nem lembrasse do jipe Stark, da TAC motors, mas ele ainda está por aí e acabou de ganhar uma “nova geração”, que acabou de ser apresentada nesta última quarta-feira (23).

maior-altura-do-solo-da-categoria

As mudanças no visual foram muito sutis, e limitam-se à grade dianteira e aos elementos ópticos. O motor continua o mesmo — o 2.3 16v turbodiesel do Fiat Ducato, com 127 cv e 30,6 kgfm a 1.800 rpm, combinado a um câmbio manual de cinco marchas fornecido pela Eaton, e ao sistema de tração 4×4 (com reduzida) da Borg Warner. Segundo a TAC, o Stark é capaz de rodar 11 km/l na cidade e 13 km/l na estrada. Para rodar fora da estrada ele também usa suspensão independente nas quatro rodas, amortecedores duplos em cada roda, e chassi tubular segmentado em quatro partes.

controle

Por dentro ele usa componentes Fiat, provavelmente incluídos no contrato com a FPT. Volante e quadro de instrumentos são os mesmos da última versão da primeira geração do Palio, bem como a porção central do painel e os comandos do ar-condicionado. Os comandos dos vidros e maçanetas internas são os mesmos do Idea, e o sistema multimídia é fornecido pela Pioneer. O pacote de itens de série inclui direção hidráulica, ar-condicionado, vidros e travas elétricos, coluna de direção com ajuste de altura, cinto de segurança de três pontos no banco traseiro, faróis de neblina, computador de bordo e rodas de liga leve de 15 a 17 polegadas.

paineis-leves-e-resistentes

Quanto ao preço, não espere nada barato de algo produzido no Brasil, mas por R$ 115.000 ele custa R$ 12.000 a menos que a versão mais barata do Troller T4 — ainda que o rival cearense tenha quase 100 cv a mais. A TAC, contudo, pretende adotar uma estratégia de vendas diferente da Troller. Em vez de concessionárias com os carros esperando clientes, eles terão “Stark Points”, onde receberão os potenciais clientes e os proprietários. Os carros serão produzidos somente por encomenda, e poderão ser amplamente personalizados.

 

Pirelli divulga preview do GP de Mônaco

unnamed

A Pirelli divulgou nesta semana a seleção de pneus e a prévia do GP de Mônaco. Para o circuito de rua europeu os italianos selecionaram os compostos mais macios disponíveis: ultramacio e supermacio. O motivo é o alto nível de aderência mecânica exigido em Mônaco, algo típico de circuitos de rua travados com velocidades menores — o hairpin, por exemplo, é a curva mais lenta da temporada.

Além disso, por ser uma pista de rua aberta para o tráfego quando não há sessões de treino — especialmente na sexta-feira, quando não há atividades de pista —, a superfície tende a se manter escorregadia. A Pirelli espera que a maioria das equipes faça apenas uma parada, mesmo com os compostos mais macios, uma vez que os indices de desgaste são os menores do ano.

unnamed

Sobre a diferença de desempenho entre os compostos, Mario Isola, líder de competições de veículos da Pirelli, disse que nos testes em Abu Dhabi, que tem características próximas de Mônaco, o composto hipermacio foi cerca de um segundo mais rápido que o ultramacio por volta. “Os pilotos selecionaram entre oito e 11 jogos do hipermacio, então deveremos vê-lo bastante na pista ao longo do fim de semana”, disse.

 

Volvo V60 chega em agosto por R$ 200.000

New Volvo V60 exterior

Apesar do sucesso global dos SUVs, a Volvo manteve as peruas atualizadas na renovação de sua linha de modelos iniciada em 2015, lançando a V90 e sua irmã menor, a V60. A boa notícia é que a marca sueca continuará oferecendo a perua por aqui, e ela chegará início do próximo semestre.

New Volvo V60 exterior

A perua será oferecida em versão única, batizada Momentum T5, por R$ 199.950. O motor será o único oferecido pela Volvo atualmente, o 2.0 turbo de quatro cilindros, aqui em uma configuração de 254 cv combinado ao câmbio automático de oito marchas. A tração é dianteira, como praticamente todas as peruas que a Volvo ofereceu no Brasil até hoje (as exceções são a V6 T6 R-Design e as duas gerações do XC70).

New Volvo V60 interior

O carro chega somente em agosto, mas a pré-venda do modelo será iniciada em junho. Os itens de série incluem sensores de estacionamento, alerta de colisão frontal, cruise control adaptativo com leitor de placas de velocidade, assistência de permanência na faixa, faróis de LED, bancos de couro com ajustes elétricos, rodas de 18 polegadas e quadro de instrumentos digital.

Matérias relacionadas

Aceleramos o Honda CR-V Touring 1.5 turbo de 190 cv: onde ele se encaixa no mercado atual?

Leonardo Contesini

Um belo Toyota Hilux SW4 dos anos 90, um BMW 120i muito novo, uma Parati 1994 bem original e mais no GT40

Dalmo Hernandes

1.200 cv e 1.100 kg: conheça o Mustang com um V10 supercharged de Dodge Viper

Dalmo Hernandes