A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Lançamentos Zero a 300

Gunther 400R: o que acontece quando você combina tecnologia moderna, um motor aircooled de 400 cv e o visual do 993 GT2

Há quem diga que o último Porsche 911 realmente fiel a suas raízes foi a geração 993, vendida entre 1993 e 1998. Apesar do visual distinto, o 993 ainda utilizava a plataforma e diversos componentes do 911 clássico, e ainda tinha motor arrefecido a ar.

É claro que a Porsche jamais pararia no tempo: hoje em dia, apesar de conservar o motor na traseira e sua silhueta clássica, o nine eleven tem motor arrefecido a água e, dependendo da versão, pode vir com turbocompressor, tração nas quatro rodas ou eixo traseiro auto-esterçante, por exemplo. Mas e se tivesse parado? E se o 993 fosse atualizado até hoje, com motor arrefecido a ar, tração traseira, a plataforma original e tudo o mais?

gunther-werks-400-r (26)

Bem, provavelmente ele seria algo bem parecido como Gunther 400R: um Porsche 911 993 com carroceria de fibra de carbono, faróis com projetores e um motor flat six de quatro litros arrefecido a ar, naturalmente aspirado e capaz de entregar 405 cv (400 hp, daí seu nome), além de 45,6 mkgf de torque.

gunther-werks-400-r (22)

O carro foi apresentado na semana passada em Pebble Beach, Monterey, na Califórnia, durante o “The Quail: a Motorsports Gathering”, uma das atrações mais tradicionais da Monterey Car Week. Um evento cheio de glamour, com gente bem vestida e carros do pré-Guerra foi escolhido para apresentar o 911 restomod, portanto.

gunther-werks-400-r (25)

Faz sentido: a Gunther Werks é uma empresa californiana especializada na preparação do 911 e, para o 400R, decidiram seguir a vertente popularizada por empresas como a Singer Vehicle Design – um restomod que não poupa custos, engenharia e qualidade de construção, construindo diversos componentes sob medida para dar a um 911 antigo uma nova abordagem. A diferença é que, enquanto a Singer aposta em um visual clássico, refinado e inspirado nos Porsche de competição dos anos 1960, a Gunther Werks apostou em algo mais futurista, porém igualmente caprichado, bem feito e impressionante.

Tudo começou com este cara aqui:

18698374_1353980061359742_4505807115086245896_n 18767483_1353980011359747_4482311704572615527_n 18740421_1353980018026413_6480354000584486706_n

Nada mau, não? Um Carrera 993 inteirinho, equipado com um flat-six de 3,6 litros e 276 cv e de visual totalmente original. Para começar, para-lamas, capô e teto foram substituídos por componentes de fibra de carbono. A ideia era reduzir peso, claro, mas os para-lamas também tiveram sua largura aumentada em 30 mm de cada lado para acomodar as bitolas maiores e a suspensão com amortecedores ajustáveis KW Clubsport, um sistema hidráulico que eleva a dianteira para passar por obstáculos (como uma rampa de garagem por exemplo), novas buchas e pontas de eixo, e os pneus Pirelli P-Zero de medidas 245/35 na dianteira e 315/30 (!) na traseira.

gunther-werks-400-r (16)

As rodas são do tipo 3-piece de alumínio forjado, e foram feitas sob medida para lembrar o 911 GT2 RS da geração 993, e acomodam freios Brembo com discos ventilados e frisados que tomam quase todo seu diâmetro.

18814298_1360130234078058_7549660582233075286_n gunther-werks-400-r (31) gunther-werks-400-r (1)

Nesta foto dá para ter noção do quanto os para-lamas e para-choques foram alargados

Aliás, o carro todo parece um grande aceno ao GT2 993, porém com elementos modernizados: os para-lamas são moldados, e não rebitados, os faróis têm projetores (com molduras de alumínio impressas em 3D) e o para-choque dianteiro tem um desenho mais moderno e limpo, dispensando o splitter frontal destacado. No entanto, a asa traseira com dutos para arrefecimento do motor é bem parecida com a do GT2 RS, o que também não é um defeito a nosso ver. Pelo contrário.

gunther-werks-400-r (6) gunther-werks-400-r (7)

Por dentro, o carro também teve algumas modificações que precisam de alguns momentos para serem identificadas. Os instrumentos receberam molduras de billet de alumínio, marcações personalizadas e um conta-giros vermelho no centro do cluster. O volante é revestido em couro com costuras vermelhas, enquanto os bancos e revestimentos das portas são cobertos de Alcantara com detalhes vermelhos. Há elementos de fibra de carbono, como a parte de trás dos bancos e os tapetes, e em alumínio usinado, como as maçanetas das portas, os pedais e a moldura da chave de ignição. Aliás, as próprias chaves são de alumínio usinado.

gunther-werks-400-r (2) gunther-werks-400-r (9) gunther-werks-400-r (10) gunther-werks-400-r (12)

É claro que, para completar, o motor não poderia ser qualquer um. O motor arrefecido a ar do Gunther Werks 400R foi desenvolvido e montado pela preparadora Rothsport Racing, especializada em Porsche desde os anos 80, e traz um conjunto de partes móveis forjadas e usinadas em billet, módulo de alimentação Motec e corpos de borboleta indivuduais para entregar seus mais de 400 cv a 7.800 rpm. O motor é acoplado a uma caixa manual de seis marchas da Getrag com relações feitas sob medida para o 400R. Imaginamos que seja o suficiente.

gunther-werks-400-r (29) gunther-werks-400-r (15)

O carro apresentado no The Quail é o conceito, de chassi número 00. Serão feitos outros 25 carros para seus clientes, e o preço partirá de US$ 525 mil sem incluir o Porsche 993 doador – que pode ser fornecido pelo dono ou garimpado pela Gunther Werks a um custo extra. Na prática, cada carro sairá por mais ou menos US$ 600 mil.

Cada um dos carros será feito de acordo com as especificações do cliente, o que inclui a cor da carroceria, o acabamento do interior, os detalhes estéticos e e a opção por equipamentos como central multimídia e escape de titânio. Depois de pronto, o Gunther Werks 400R será entregue a seu dono em uma cerimônia que incluirá uma estada em um hotel de luxo, almoço/jantar e a revelação do carro em uma sala especial — parece que este tipo de coisa está na moda ultimamente, não?

gunther-werks-400-r (3)

Ou, se você quiser, poderá receber o 400R no conforto de seu lar, da forma mais discreta possível, em qualquer horário.

Matérias relacionadas

Honda Civic Type R testado: as primeiras impressões sobre o hot hatch

Dalmo Hernandes

Um Koenigsegg de fibra de carbono exposta, Defender pode ser lançado ainda neste mês, Paraná terá “eletrovia” de 730 km e mais!

Leonardo Contesini

BMW Série 7: conheça a sexta geração do sedã de luxo em detalhes

Gustavo Henrique Ruffo