Heavy Metal: este é o Jaguar XJ6 restomod do baterista do Iron Maiden

Dalmo Hernandes 7 março, 2018 0

c6fd23fd99cc6ebcb64e5713c99817b75d210e80

Nicko McBrain só entrou no Iron Maiden, uma das maiores bandas de heavy metal da história, no quarto álbum, Piece of Mind, de 1983. Mesmo que não tenha sido um dos membros fundadores, McBrain já é parte do Maiden há 35 anos e também é um dos integrantes favoritos dos fãs. Seu estilo único de tocar bateria, dispensando pedais duplos para os bumbos mesmo para as partes mais rápidas e usando bastante a caixa, tornou-se uma das características mais marcantes do som da banda, e dificilmente outro baterista poderia substituí-lo.

“2 Minutes to Midnight”, um dos singles de Powerslave, é uma boa demonstração do estilo de tocar de Nicko McBrain

Não surpreende, portanto, que Nicko McBrain leve o espírito da Donzela de Ferro para tudo em sua vida. E isto inclui seus carros. Sua mais recente aquisição, um Jaguar XJ6 restaurado e modificado pela divisão de clássicos da fabricante britânica, tem referências ao Iron Maiden espalhadas pela carroceria e pelo interior. E também ficou animal. Ou melhor… bestial!

0941f76e0cab7ec6f9f364b2813d74f19abc38e0

Sendo responsável por ditar o ritmo de uma das bandas mais bem-sucedidas de todos os tempos, Nicko McBrain certamente tem grana para comprar alguns carros que, para a maioria de nós, dificilmente passarão de sonhos, ou manter uma bela garagem cheia de superesportivos e clássicos lendários. Acontece que ele não faz isto.

BN-US598_MYRIDE_TOP_20170817145055

Nicko McBrain nasceu em Hackney, nos arredores de Londres – é um britânico “da gema”, com sotaque praticamente incompreensível e tudo. Mas já faz muito tempo que ele mora em uma casa na Flórida. Portanto, é de se pensar que ele até pudesse querer colocar um ou dois muscle cars em sua garagem. Mas não: como bom inglês, ele gosta mesmo é dos Jaaaaags.

Em sua garagem há um punhado deles: um cupê XK; sua versão mais apimentada, o XKR-S, com um V8 supercharger de 4,2 litros e 420 cv; e um par de Jaguar XJ da década de 1980. O Jaguar XJ, especialmente na versão XJ6, é um dos modelos mais emblemáticos da fabricante britânica. Enquanto o E-Type é o driver’s car com baixo peso, dinâmica ágil e refinada e apenas dois lugares (ainda que exista uma versão 2+2), o XJ é o sedã de luxo com motor potente feito para pegar a estrada. Ele tem força, requinte e conforto.

A primeira geração do XJ foi produzida de 1968 a 1992 (isto é, 24 anos!), dividida em três séries. A Série I durou de 1968 a 1973; a Série II foi até 1979 e a Série III, a mais longeva de todas, permaneceu em linha até 1992. Os entusiastas têm uma simpatia especial pela Série III por que ela tem o visual e a plataforma dos clássicos com melhor qualidade de construção e mecânica um pouco mais confiável.

082217myride_960x540

Nicko McBrain, naturalmente, é um fã ávido do Jaguar XJ Série III. Seu terceiro exemplar é um XJ 1984 totalmente restaurado e com algumas modificações bem interessantes feitas pela Jaguar Classic. Trata-se do mesmo departamento dedicado à produção das continuações do Jaguar E-Type Lightweight, do Jaguar XKSS e do Jaguar D-Type usando técnicas e ferramentais de época, porém com materiais modernos – como uma volta no tempo, só que melhor.

Isto quer dizer que os caras podem fazer basicamente qualquer coisa com um Jaguar antigo. No caso do XJ6 de Nicko McBrain, o desejo especial do baterista era que o carro usasse componentes de seu primeiro XJ, que passou anos guardado na garagem da casa de Steve Harris, baixista, fundador e principal compositor do Iron Maiden, no Reino Unido. Assim, o novo XJ tem o adorno em forma de jaguar no capô e as chaves de ignição daquele carro.

O motor é um seis-em-linha de 4,2 litros com três carburadores SU, acoplado a uma caixa automática de três marchas. Originalmente, o motor entregava 170 cv. O sistema de escape com quatro saídas garante um ronco mais encorpado, mas o conjunto praticamente não passou por modificações, garantindo uma experiência de época.

b7a74beb98a65f003b3ae35549c0654d3bfd143e

Faróis com LEDs e projetores são outro toque moderno no visual clássico do XJ6

Apesar de se chamar oficialemente “Greatest Hits”, o carro foi apelidado carinhosamente por Nicko de “Johnny 3”, o Jag manteve a estética original com alguns toques exclusivos. De cara dá para notar que as rodas são 3 polegadas maiores em diâmetro que as aro 15 originais do E-Type, e que elas possuem cinco porcas camufladas. Numa olhada rápida você poderia jurar que se trata de fixação com cubo rápido do tipo knock off, igual aos que eram usados nos carros de corrida até a década de 60 – a roda era presa com uma porca especial de três “asas” chamada spinner, que precisava ser removida com um martelo revestido de couro. Aqui, a solução é mais prática.

e131714f27524302f40513834ef27d6e526667e5

Com 18 polegadas de diâmetro e calçadas com pneus Pirelli P Zero de medidas 235/45, as rodas exigiram que os para-lamas fossem alargados. A suspensão foi preparada com molas e amortecedores ajustáveis na traseira.

A pintura roxa com acabamento flake foi criada especialmente para o carro, que também ganhou acabamento cromado novo na grade do radiador, molduras dos faróis e frisos das janelas.

18433b5437705952f3761cf48f3c63c819aaa31e94efe0fbe7c501efbe6210e27cf920a88ef5b2af

Por dentro as modificações foram mais radicais, ao melhor estilo restomod. O interior ganhou revestimento em couro vermelho nos bancos, console central e forrações das portas, com carpete preto instalado e finalizado à mão. O painel de instrumentos tem acabamento com lâminas de figueira escura, mesmo material usado no casco das caixas favoritas do baterista e um sistema multimídia integrado com navegador por GPS, conexão Bluetooth e telefone. O volante tem toda a cara dos Moto-Lita que equipavam o E-Type, mas com diâmetro menor e aro mais grosso.

15876dcfa52e7595426982e047f72507986b3544 6eb65ae3ace9316977149cac0d5abf248cf0fa75

O volante de três raios traz o emblema “Eddie Growler”, criado por Nicko em 2013 para seu XKR-S. O emblema é uma mistura do felino da Jaguar com o mascote do Iron Maiden, Eddie, criatura que normalmente tem a aparência de um zumbi que aparece nas capas de todos os álbuns, bem como em material promocional, clipes, nos shows e em praticamente tudo o que é relacionado à banda. O emblema também aparece na grade do radiador e nas rodas, acompanhado da inscrição “JAGUAR” com a fonte do Iron Maiden.

5318d1241e608127ba331bac5fd77174b49b2ec0 e3f2ada9da5cfb227ca3d20982114494c68f6bd6

Os bancos tiveram a espuma e a estrutura refeita, as portas receberam borrachões modernos para reduzir o ruído do vento com o carro em movimento e a cabine toda ganhou isolamento termoacústico extra. Até mesmo o sistema de ar-condicionado foi redimensionado. Além disso, os pedais do acelerador e do freio foram inspirados nos pedais de bateria usados por Nicko. Já os botões do dimmer dos faróis e do sistema de áudio de 1.100W têm visual parecido com os comandos dos amplificadores Marshall.

045627c305a4b39f5b722be527bd7d0d6c5ee98d

O carro de Nicko McBrain levou pelo menos 3.500 horas de trabalho para ficar pronto, e sua entrega ao baterista marcou o início das comemorações de 50 anos do Jaguar XJ. Sua estreia oficial aconteceu durante o Salão de Genebra 2018. Certamente foi o carro mais heavy metal do evento.

5c3f78c9d796820d0b8295aa8f6fba987156693b d3ed0948537389a901de5f8d003ecd8da124836c