A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Honda Civic EXR volta ao mercado, Bugatti Veyron ganha escape de R$ 115.000, Toyota irá lançar versão feminina do GT 86 e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Honda relança Civic EXR como versão de topo da linha 2016

Honda-Civic-2016-EXR.3-620x465

A Honda lançou ontem (12) a linha 2016 do Civc nacional tendo como principal novidade a volta da versão topo-de-linha EXR depois de um ano fora de produção. Além do EXR, o Civic será oferecido em outras três versões que partem de R$ 70.900.

Honda-Civic-2016-EXR.2-620x414

O novo Civic EXR se posiciona no topo da linha por sua lista de equipamentos — o powertrain é o mesmo da versão intermediária LXR, o 2.0 i-VTEC FlexOne de 155 cv com câmbio automático de cinco marchas. Custando R$ 88.400, o EXR tem como diferenciais os airbags laterais e de cortina, teto solar e o sistema multimídia com monitor retrátil de sete polegadas. A central traz integrados câmera de ré, navegador GPS, conexões Wi-Fi e Bluetooth e porta HDMI para reprodução de arquivos multimídia de smartphones/tablets e notebooks.

Os demais equipamentos de série são os mesmos oferecidos na versão LXR, de R$ 78.400, que agora tem controle de estabilidade e tração (ausentes no rival Corolla), assistente de partida em rampas, direção elétrica adaptativa e rodas de liga leve de 17 polegadas.

Honda-Civic-2016-EXR-620x414

 

As outras duas versões da linha 2016 do Civic são a LXS MT e LXS AT, com câmbio manual e automático, respectivamente. Ambas são as versões de entrada do Civic, e são as únicas equipadas com o motor 1.8 i-VTEC de 140 cv. A lista de equipamentos inclui central multimídia com tela de cinco polegadas integrado ao computador de bordo e à câmera de ré, e com conexões USB e Bluetooth. A LXS com câmbio manual parte de R$ 70.900, e a LXS automática custa R$ 3.000 a mais. Com exceção da versão EXR, que começa a ser vendida somente em março, todas as demais já são encontradas nas concessionárias.

 

Bugatti Veyron ganha sistema de escape “mais caro do mundo”

A britânica QuickSilver Exhaust Systems desenvolveu um sistema de escape aftermarket especial para o Bugatti Veyron Grand Sport Vitesse. Ele custa £ 26.700, ou cerca de R$ 116.000, e por isso a empresa fez questão de salientar que é o “sistema de escape mais caro do mundo”. Ele é feito todo de titânio (o que indica que ele é realmente muito caro) e ajuda os 16 cilindros quadriturbinados do hipercarro a roncarem de um jeito bem mais agressivo.

bugatti-veyron-grand-sport-vitesse-just-got-the-most-expensive-exhaust-video-92224_1

Aparentemente este é o primeiro sistema de escape desenvolvido exclusivamente para o Veyron — que não é exatamente o tipo de carro que recebe modificações desse nível. Como a empresa não divulgou detalhes técnicos, também não se sabe se o sistema ajuda o W16 a produzir mais potência. De qualquer forma, isso não importa muito quando se ouve o ronco. É o tipo de som que os habitantes de Pompeia devem ter ouvido antes de sumir do mapa. Exatamente como um supercarro deve roncar.

 

Toyota irá lançar versão “feminina” do GT 86

Toyota-86-style-Cb-3

No Salão de Tóquio de 2013 a Toyota apresentou um conceito baseado no GT 86 chamado 86xStyle Cb. Ele era basicamente um GT 86 reestilizado com a dianteira menos agressiva, usando faróis e grade circulares para atrair o público feminino.

Toyota-86-style-Cb-4

Agora a Toyota decidiu colocá-lo em produção para venda exclusiva no mercado interno japonês. Além do visual mais suave, o modelo também terá detalhes em madeira no interior, instrumentos com ponteiros brancos e volante de couro com o emblema Cb.

Toyota-86-style-Cb-10

O motor continua sendo o mesmo 2.0 boxer de 200 cv, que poderá ser combinado ao câmbio manual ou automático, ambos de seis marchas.

 

Que tal um supercarro elétrico de 1.080 cv?

image-2

Este carro que você certamente não reconheceu na foto de abertura é o Quant F, um sedã esportivo com portas asa-de-gaivota e capaz de chegar aos 100 km/h em menos de três segundos. Como? Com um motor elétrico de 1.080 cv que também pode empurrá-lo aos 300 km/h. Só tem um detalhe: ele ainda não é real.

image-1

Ainda, por que o modelo já está em desenvolvimento e será baseado em outro carro elétrico, chamado Quant E, que estreia no Salão de Genebra em março. Ambos são fabricados por uma empresa de Liechtenstein chamada NanoFlowcell AG — aparentemente mais uma das várias start-ups prometendo carros incríveis para o futuro sem petróleo.

image

O Quant F usa quatro motores elétricos alimentados por uma célula de combustível, mas diferentemente das células de combustível de hidrogênio, o Quant F usa uma tecnologia própria que usa fluidos iônicos (como em um filme de ficção científica dos anos 1980) — um dos fluidos tem carga positiva e outro usa carga negativa e ambos são armazenados em um par de tanques de 250 litros. O câmbio será automático de duas marchas e “de um tipo nunca visto até agora”, segundo a NanoFlowcell.

 

Daniel Ricciardo corre a Targa Florio histórica com o Alfa Romeo clássico do seu chefe, Helmut Marko

Captura de Tela 2015-02-13 às 11.12.52

Daniel Ricciardo já é um dos caras mais carismáticos da história da F1. Depois de desbancar Sebastian Vettel na toda-poderosa Red Bull e ser o único a incomodar a dupla da Mercedes em 2014, ele foi ao programa Top Gear, mandou um dedo do meio a um espectador sem noção e cravou o tempo mais rápido no ranking de pilotos de F1.

[vimeo id=”119075442″ width=”620″ height=”350″]

Como se não bastasse, ele ainda arranjou um tempo para ir à Sicília, a ilha italiana de onde sua família saiu em direção a Austrália décadas atrás, e acelerou na Targa Florio histórica com o Alfa Romeo T33 que Helmut Marko pilotou na edição de 1972 da prova — quando ela era uma corrida “pra valer”. A cobertura rendeu uma pequena galeria matadora de imagens e foi contada no site da Red Bull Motor, que você confere neste link.

 

Como pilotar a Ferrari F10 de Fórmula 1 no seu navegador

Captura de Tela 2015-02-13 às 11.26.16

Se você está sem muito o que fazer nesta sexta-feira, este link vai ajudar a acelerar o relógio – ou ao menos gastar alguns minutos improdutivos. Os caras do site Hello Racer desenvolveram um modelo virtual da Ferrari F10 que pode ser “pilotado” no seu navegador de internet usando comandos básicos do seu teclado.

Depois da formação do carro de um jeito meio “Matrix”, você só precisa usar as teclas direcionais para rodar por um plano branco infinito e pode até fazer uns powerslides básicos com o antigo carro de Fernando Alonso. Para “pilotar” o F1, basta acessar este link.

 

Matérias relacionadas

Novo BMW X1 chega às lojas brasileiras, Museu TAM fecha as portas, Renault mostra Kwid esportivo e mais!

Leonardo Contesini

Autolatina: os carros de quando VW e Ford se uniram

Juliano Barata

Uma perua Alfa Romeo, uma Ranger turbodiesel para trilha, um Porsche 911 997 manual e mais no GT40

Dalmo Hernandes