A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Notícias

Honda WR-V: novo SUV do Fit será apresentado no Salão do Automóvel

Deve ser parte da conspiração dos SUVs para dominar o mundo. Eles chegaram de mansinho, oferecendo aquele visual off-roader pra você expressar seu lifestyle aventureiro no asfalto da cidade sem precisar trincar os ossos com eixos rígidos e feixes de mola. Depois alguém decidiu fazer um SUV menor, mais adequado para as cidades entupidas de carros. Nasciam ali os SUVs médios.

Um dia a Ford percebeu que os SUVs eram bastante desejados pelo público, mas que a conta bancária dessa clientela estava muito distante da etiqueta dos SUVs médios. Assim ela praticamente inventou o SUV compacto urbano com o EcoSport (e sua versão europeia, o Fusion). O segredo estava no visual: o EcoSport não precisava de tração 4×4 etc. Ele só precisava parecer um SUV. Um estepe na traseira e uma suspensão mais alta resolveram a parada. Sucesso estrondoso e um segmento só seu até o surgimento do Renault Duster, há alguns poucos anos. Depois vieram Tracker, Peugeot 2008, Honda HR-V, Jeep Renegade e até quem não tinha um SUV deu um jeito de SUVizar seus carros – vide os modelos Cross/Adventure etc.

hrv-renegade-7

Aí a Renault teve uma p*ta sacada: em vez de chamar o novo Kwid de trail, adventure, cross ou qualquer coisa que remetesse uma caminhada lamacenta e desconfortável, eles decidiram tratar o carro como um mini SUV. Percebe onde quero chegar? Hoje, temos mini SUVs, SUVs pequenos, SUVs compactos, SUVs médios, SUVs grandes, SUVs “full size” e até SUVs quase-limousines, como o Bentley Bentayga.

Contei toda essa história porque agora a Honda anunciou que irá apresentar no Salão do Automóvel um SUV baseado no Fit, que será posicionado abaixo do HR-V, seu SUV compacto. Não será uma versão enfeitada como o Fit Twist, mas um modelo com carroceria própria, porte “altinho” e visual mais agressivo que o hatchback favorito das mamães cosmopolitas.

Seu nome será WR-V e ele já está sendo testado pela fabricante no Brasil há alguns meses. Desenvolvido pelo centro de pesquisa da Honda no Brasil, ele usará a plataforma e o motor 1.5 16v do Fit, e substituirá a esquisita versão Twist.

Para ser chamado de SUV (ou crossover) ele usará suspensão elevada e uma carroceria inspirada no hatchback, porém mais robusta e agressiva e com uma traseira totalmente redesenhada e molduras plásticas nos para-lamas. A intenção da Honda, segundo a própria fabricante, é aliar versatilidade e aproveitamento de espaço. Na prática, ele será um carro para competir com as versões mais básicas do Duster e EcoSport, e talvez até fisgar um público que não pensava em ter um SUV. Com o HR-V partindo da faixa dos R$ 80.000, o WR-V poderá ser posicionado entre R$ 65.000 e R$ 75.000.

Considerando que ele já circula em testes com pouca camuflagem, ele deve chegar ao mercado já no próximo ano, depois de ser apresentado no Salão do Automóvel em novembro.

Matérias relacionadas

Receita Federal prepara novo sistema para fiscalizar encomendas e passageiros vindos do exterior

Leonardo Contesini

Justiça proíbe aumento dos limites de velocidade em São Paulo

Leonardo Contesini

Polícia suíça apreende coleção de supercarros de “vice-ditador” africano

Leonardo Contesini