FlatOut!
Image default
Sessão da manhã Zero a 300

Hooned: conheça o primeiro Porsche 911 Turbo RWB feito nos Estados Unidos

Não, você não está ficando louco: a gente já falou sobre outro Porsche 911 RWB feito nos EUA – o carro chamado Phildelphia #1 Prince, que foi montado pelo próprio Akira Nakai na casa de seu dono, com a ajuda dele. No entanto, aquele não foi o primeiro 911 da RAUH-Welt Begriff na terra do Tio Sam. Este título fica com este 911 Turbo 964 branco, cujo nome de guerra é “Hooned”. E ele não foi batizado assim por acaso.

O carro pertence a Brian Scotto, gestor de marca da Hooningan, a equipe de corrida/grife automotiva que Ken Block fundou em 2010 e, desde então, se tornou uma das maiores marcas da car culture atual, especialmente para os fãs de carros modificados. Montado em 2011, o nine-eleven de Scotto se tornou uma espécie de embaixador sobre rodas para a marca Hoonigan, muito antes daquele Escort Mk2 bacanudo ou do Ford Mustang Hoonicorn de Block. E, em um belo exemplo de constância, o carro não mudou nada desde que ficou pronto.

No vídeo abaixo, publicado há poucos dias, Brian conta a história de seu carro depois de tentar fazer alguns burnouts. Não dá muito certo, porque os pneus Toyo Proxes R888 têm aderência demais, e porque a embreagem do carro acaba abrindo o bico depois de algumas tentativas frustradas.

De qualquer forma, o ronco do flat-six de 3,3 litros arrefecido a ar é matador. Com um turbo KKK K27, intercooler maior e comandos do Porsche Carrera 2 964, além de um remapeamento da ignição e de um sistema de escape aftermarket da B&B, o motor entrega cerca de 390 cv. É pouco mais que os 370 cv do Porsche 911 básico atual, mas Brian não está nem aí. Ele queria um carro minimamente confiável, não um monstro de pista que precisasse ser desmontado e acertado todos os meses.

porsche-scotto (8)

Dito isto, o visual do carro é bastante agressivo. Brian conta que desde meados da década passada era um fã dos Porsche 911 feitos por Akira Nakai – bem antes de a RWB se tornar a gigante que é hoje em dia. No entanto, foi preciso que o próprio Ken Block o convencesse a chutar o balde e transformar seu 911, que foi comprado em 2009, em um RAUH-Welt Begriff.

porsche-scotto (6)

O carro ficou pronto em 2011, e fez sua primeira aparição pública em novembro daquele ano, durante o SEMA Show. O visual do Hooned, com a carroceria impecavelmente branca – zero pigmentação,de acordo com Brian, apenas com um leve acabamento cintilante – e rodas vermelhas, é inspirados pelos carros de rali antes de receber a pintura e os decalques dos patrocinadores (o chamado body-in-white), enquanto o interior em couro vermelho faz parte do que Brian planejava para o Porsche 911 de seus sonhos desde os 15 anos de idade. Ele fez bem em comprar seu carro antes do boom que levou os preços do esportivo às alturas. Segundo o próprio Brian, sua opção nº 2 era um Mitsubishi Lancer Evolution, mas seria racional demais.

porsche-scotto (7) porsche-scotto (16) porsche-scotto (18)

Graças a seus contatos anteriores com a RWB (o que incluiu algumas visitas ao Japão), Brian conseguiu que Akira Nakai viajasse até os EUA para instalar o kit aerodinâmico da companhia, que inclui para-lamas alargados com rebites aparentes e a asa traseira inspirada no Porsche 911 GT2 da geração 993. As rodas são as Fifteen52 Turbomac, de 18×10,5” na dianteira e 18×12” na traseira, que haviam acabado de ser lançadas – o Hooned acabou se tornando o carro-propaganda para elas. Os pneus (antes, um jogo de Pirelli P-Zero, agora, os Toyo R888) têm medidas 265/35 e 315/30, respectivamente. Os freios vieram do Porsche 911 Turbo da geração 993, com pinças de quatro pistões nas quatro rodas e discos de 332 mm na dianteira e 322 mm na traseira, sendo que os dianteiros são ventilados.

porsche-scotto (10) porsche-scotto (1)

Outros detalhes que não são óbvios, mas reforçam a ideia de personalização dos RWB, são os trilhos mais longos para os bancos (que os colocam mais recuados) e o volante esportivo de saque rápido, duas exigências de Brian, que mede 2,03 metros de altura.

O Hooned também ganhou um teto solar, equipamento incomum em carros de pista — ou com inspiração nelas. Além disso Brian jamais revestiu a parte interna do teto do carro, pois gostou do efeito estético da lataria vermelha aparente e desgastada. São lembretes de que nenhum 911 RWB é idêntico ao outro. Mas dá para dizer, sim, que o carro de Brian ajudou a espalhar a fama da RAUH-Welt Begriff e do trabalho de seu fundador.

Matérias relacionadas

Fumaça azul e giro alto: os esportivos e carros de corrida com motor dois-tempos

Leonardo Contesini

Giannini 350 GP Anniversario é o Fiat 500 de motor central-traseiro de 350 cv que a gente sempre quis

Dalmo Hernandes

Este Ford Maverick com motor V8 302 e customização leve está à venda

Dalmo Hernandes