A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Projetos Gringos Vídeo

Hyper 5, parte 3: chegou a hora de descobrir qual dos hipercarros é o mais veloz de todos

Surpresa! Você provavalmente lembra do Hyper 5, o comparativo épico de três partes entre Bugatti Veyron, Pagani Huayra, Porsche 918 Spyder, McLaren P1 e LaFerrari promovido por Alejandro Salomon, youtuber conhecido como Salmondrin. Já vimos a primeira parte, com a apresentação dos carros, e a segunda, com a disputa de hot laps. Pois ele não conseguiu deixar a gente esperando e publicou a terceira parte ontem à noite! O que você está esperando para conferir?

O formato da disputa foi bem esclarecido logo no início. Duas provas seriam realizadas: primeiro, cada um dos carros daria uma hot lap nos 4,5 km do circuito de Thermal Club, na Califórnia e depois, todos disputariam provas de arrancada. O vencedor seria… bem, poderia haver dois vencedores, e provavelmente uma disputa de desempate seria realizada. Tudo poderia acontecer.

hy-5 (1)

Aliás, o resultado do desafio no circuito, mostrado no vídeo anterior, ficou em aberto: as voltas foram exibidas, mas os cronômetros na tela eram removidos antes que os carros cruzassem a linha de chegada, só para garantir o suspens. Os resultados só seriam revelados no terceiro vídeo. Para nossa sorte, aqui está ele — três dias antes do previsto.

Mas agora, chega de papo. Vamos ver o fim desta richa!

Se você pulou direto para este parágrafo antes de ver o vídeo, pode esquecer: primeiro, vamos relembrar as fichas técnicas resumidas de cada um dos rivais — pela ordem de aparição no primeiro vídeo, para não dar nenhuma dica quanto ao resultado. Claro, mais adiante vamos falar sobre o vencedor, mas por que você não assiste antes de continuar lendo?

hy-5 (1)

Bugatti Veyron Super Sport: motor W16 de oito litros com quatro turbos, 1.200 cv a 6.400 rpm e 152,9 mkgf de torque a 3.000 rpm. Câmbio de dupla embreagem e sete marchas. Tração integral. Zero a 100 km/h em 2,5 segundos com máxima de 410 km/h (limitada eletronicamente). Peso: 1.838 kg.

hy-5 (2)

Pagani Huayramotor V12 de seis litros com dois turbos, 730 cv a 5.800 rpm e 102,03 mkgf de torque a 2.250 rpm. Câmbio sequencial de sete marchas. Tração traseira. Zero a 100 km/h em 3,4 segundos com máxima de 360 km/h. Peso: 1.350 kg.

hy-5 (3)

McLaren P1: motor V8 de 3,8 litros com dois turbos, mais um motor elétrico. 916 cv a 7.500 rpm e 91,8 mkgf de torque a 4.000 rpm. Câmbio de dupla embreagem e sete marchas. Tração traseira. Zero a 100 km/h em 2,8 segundos com máxima de 350 km/h (limitada eletronicamente). Peso: 1.450 kg.

hy-5 (5)

Porsche 918 Spyder: motor V8 de 4,6 litros, mais três motores elétricos. 887 cv a 8.500 rpm e 130 mkgf de torque a 4.000 rpm. Câmbio de dupla embreagem e sete marchas. Tração integral com vetorização de torque. Zero a 100 km/h em 2,5 segundos com máxima de 346 km/h. Peso: 1.634 kg.

hy-5 (4)

Ferrari LaFerrari: motor V12 de 6,3 litros, mais um motor elétrico. 963 cv a 9.000 rpm e 98,8 mkgf de torque a 6.750 rpm. Câmbio de dupla embreagem e sete marchas. Tração traseira. Zero a 100 km/h em “menos de três segundos” com máxima de “mais de 350 km/h”. Peso: 1.345 kg.

Fichas técnicas definitivamente não são parâmetro aqui — bem, não totalmente. Sem surpreender tanto assim, o Pagani Huayra foi o menos veloz (dizer que ele foi o “mais lento” seria uma injustiça sem tamanho) ao virar  1:23,76. Todos os amigos de Salomon haviam apostado nisto, mas o próprio acreditou que o Veyron SS, por seu maior peso, seria o quinto colocado. No entanto, ele não estava totalmente errado: Bugatti foi apenas 0,754 segundo mais veloz que o Pagani, com um tempo de 1:23,06.

Os três hipercarros híbridos, então, acabaram brigando pelo topo. E fica claro que eles estão em outro nível: todos eles viraram tempos na casa dos 1:18 — e as apostas começaram a ficar divididas. No fim das contas, o McLaren P1 virou 1:18,822, abocanhando o terceiro lugar.

A diferença entre o primeiro e o segundo colocados foi muito, muito baixa: enquanto a LaFerrari conseguiu virar 1:18,46, o Porsche 918 Spyder deu uma volta de 1:18,44 — apenas dois centésimos (0,02) de vantagem!

918

A disputa de arrancada, para ficar mais interessante, foi feita por eliminatórias — dois carros disputavam de cada vez, e o último a ser eliminado enfrentaria o Bugatti Veyron. Obviamente, não houve como colocar o mesmo piloto nos dois carros, mas o controle de largada ajudou a tornar as coisas mais imparciais.

Primeiro, o Porsche 918 Spyder eliminou o Pagani Huayra com uma boa vantagem, e passou para a próxima fase. Seu rival, então, foi decidido em um pega entre dois grandes rivais — McLaren P1 e LaFerrari. O britânico levou a melhor (com uma diferença bem menor), mas não teve a mesma sorte ao encarar o alemão. Assim, a disputa final foi entre o Bugatti Veyron e o Porsche 918 Spyder.

Ambos não são exatamente leves e têm tração integral. O Bugatti tem a vantagem da potência — nada menos que 313 cv a mais —, mas o 918 Spyder rebate com mais torque e a entrega instantânea de força pelos motores elétricos nas rodas dianteiras; além de ser mais de 200 kg mais leve. E assim, o híbrido abocanhou a vitória também na disputa de arrancadas.

11348237_434177563456160_794343362_n

E assim, chegamos ao fim do Hyper 5. Considerando o capricho na produção e o modo como as disputas foram apresentadas — pouco papo e muita ação —, não dá para dizer que foi o comparativo mais “científico” de todos, mas foi divertido. Mas, diz aí: quais eram suas apostas? Você ficou surpreso?

Matérias relacionadas

Será que o Porsche 918 Spyder é o 959 do século 21?

Dalmo Hernandes

Jesse e seu Volkswagen Jetta de “Velozes e Furiosos” se reencontram quinze anos depois

Dalmo Hernandes

É verdade que Henry Ford fez um carro de maconha?

Dalmo Hernandes