A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Projetos Gringos

Isto é um Ford Focus com motor de Nissan GT-R de 850 cv para enfrentar Pikes Peak

De vez em quando a gente encontra um carro que dispensa comentários. Esta é uma destas ocasiões — cara, é um Ford Focus com o motor VR38DETT do Nissan GT-R preparado para entregar 850 cv. Tudo isso para enfrentar a subida de montanha mais famosa do planeta, em Pikes Peak, no Colorado!

Acontece que a gente ganha a vida falando desse tipo de coisa e, por isso, “dispensar comentários” não é uma opção. Até porque você, leitor do FlatOut, certamente vai querer saber mais a respeito deste monstro, não é?

Tony-Quinn-Bespoke-Ford-Focus-with-850-HP-R35-V6-01

A subida de montanha de Pikes Peak não é chamada de “corrida para as nuvens” à toa: são quase três quilômetros em uma subida com mais de 150 curvas da largada, que fica a 1.400 m de altitude, à chegada, que fica a mais de 4.300 metros. E a corrida acabou ocasionando o nascimento de verdadeiras lendas sobre rodas — como o famoso Suzuki Escudo Pikes Peak, com seus quase 1.000 cv e sua obscena asa traseira.

Ou seja, se você quer disputar Pikes Peak e ter alguma chance, é melhor que seu carro seja mesmo matador. Não é à toa que as fabricantes investem bastante grana em bólidos específicos para a corrida — como o recente Peugeot 208 T16 de 880 cv — além de toda a comunicação em volta deles.

Tony-Quinn-Bespoke-Ford-Focus-with-850-HP-R35-V6-02

E é no meio disso tudo que um promotor de eventos americano chamado Tony Quinn quer se enfiar. Para isto, ele precisa que seu Ford Focus com motor de Nissan GT-R fique pronto para correr antes do próximo dia 26. Já mencionamos que o projeto está sendo feito na Nova Zelândia?

Por sorte, o trabalho da oficina Pace Innovations, de Queensland, na Austrália, já está mais do que adiantado. O carro até já competiu no ano passado na chamada Race to the Sky, na Nova Zelândia. Olha como foi:

O projeto começou no início de 2015 e, bem, a esta altura você já deve ter sacado que de Ford Focus não sobrou muita coisa — apenas o para-brisa e as colunas A e B. O restante da carroceria foi feito de fibra de carbono e tem formas que lembram a de um Ford Focus sedã da geração passada, porém muito mais musculosas.

 

Não é para menos: debaixo da “bolha” fica uma estrutura tubular feita sob medida, com suspensão inboard nas quatro rodas e espaço para o V6 biturbo de 3,8 litros do Nissan GT-R em posição central-traseira, conectada a um transeixo Holinger MFT sequencial de seis marchas na dianteira, que também leva a força do motor para o diferencial traseiro através de um eixo cardã.

pace-focus-2-e1425533263261

Estamos falando de um V6 todo preparado pela Craig Hasted Engines, de Brisbane, na Austrália, para entregar 850 cv e 99,5 mkgf de torque com os turbos operando a 1,4 bar — pressão até conservadora, se formos analisar. Aliás, o potencial de preparação do VR38DETT foi um dos motivos para que Quinn optasse por ele. Além, é claro, do fato de ser um motor muito resistente. Para deter tanta força, o carro tem freios de carbono-cerâmica iguais iguais aos dos monopostos da GP2.

pace-innovations-focus-race-to-the-sky-e1425514523703 pace-innovations-e1425514714991

No entanto, seu maior trunfo não é a potência cavalar, mas sim a aerodinâmica. Mais precisamente, o downforce: as gigantescas saias laterais têm barbatanas de borracha de 130 mm de altura que proporcionam um efeito solo parecido com os dos carros de Fórmula 1 da década de 1980. De acordo com Quinn, mais de 1.000 kg de downforce são gerados sobre o carro em alta velocidade — e a gente está falando de um carro que pesa só 985 kg!

Já deu para ver que o carro anda mesmo e que o piloto até entende do riscado. Sendo assim, é claro que estamos ansiosos para saber o que vai ser do Focus com motor de GT-R em Pikes Peak no fim do mês!

Matérias relacionadas

Uma breve história de (quase) todos os hot hatches da Volkswagen – parte final

Dalmo Hernandes

O que um Volkswagen Gol 1998 está fazendo à venda na Alemanha?

Dalmo Hernandes

Por que os carros franceses usavam faróis amarelos?

Leonardo Contesini