A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Jaguar lança sua resposta ao BMW Série 3, bate-papo online com Felipe Massa, o Unimog de Schwarzenegger e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Jaguar lança XE para encarar BMW Série 3, Mercedes Classe C e Audi A4

jag-xe-lead

A Jaguar sempre foi conhecida por ser uma fabricante de sedãs luxuosos e grandes esportivos, mas até agora não conseguiu emplacar um modelo de entrada como os alemães da BMW e da Mercedes fizeram há 30 anos com o Série 3 e o Classe C.

A última tentativa da marca britânica foi o X-Type, que foi muito criticado por ser baseado no Ford Mondeo (e por isso tinha tração dianteira), mas agora eles parecem ter feito tudo do jeito que o mercado espera com o novo XE, que foi apresentado ontem (8) em Londres.

slide_0010

Como seu antecessor, ele pega emprestado os melhores elementos estéticos de seus irmãos maiores: a face dianteira é uma variação do visual estrado pelo XJ, enquanto o capô longo tem um toque do F-Type. Já o caimento da linha do teto foi inspirado pela traseira do XJ. A traseira, por sua vez, é mais limpa que a dos outros sedãs, sem os ornamentos cromados. Apesar do bocão na dianteira, o fluxo aerodinâmico do XE resultou em um coeficiente 0,26 — marca excelente em tempos de economia de combustível.

O lado de dentro não foi tão detalhado quanto a carroceria, mas a cabine é envolvida por um arco que passa a impressão de se estar em um antigo Jag de corrida (veja a foto abaixo). O console central elevado reforça essa impressão de “cockpit” e, embora seja mais simples que o dos modelos maiores, o painel é sóbrio e organizado sem ser conservador.

Por enquanto o XE terá apenas duas variações do V6 3.0 sobrealimentado com compressor — uma com 340 cv e outra com 380 cv, na versão XE S —, e possivelmente o V8 5.0 de 495 cv (o mesmo do F-Type) para futuras versões R e RS. O câmbio é da ZF e tem oito marchas, que moderam a saída do motor para as rodas traseiras — a arquitetura modular do XE também aceita sistemas de tração integral. Futuramente ele usará um motor 2.0 turbo de quatro cilindros e 240 cv como versão de entrada.

FlatOut 2014-09-09 às 10.38.15

Com o V6 de 380 cv, o XE S poderá chegar aos 100 km/h em 4,9 segundos antes de atingir os 250 km/h de velocidade máxima, limitada eletronicamente. Esse tempo é 0,2 s mais rápido que o BMW 335i e idêntico ao do Audi S4.

 

Felipe Massa fará Hangout ao vivo nesta terça-feira

_w2q9516_edit

Depois de voltar ao pódio no GP da Itália neste último fim de semana, o brasileiro Felipe Massa participará de um Hangout (bate-papo online) promovido pela Williams em seu canal do YouTube nesta terça-feira a partir das 13:30 no horário de Brasília (17:30 no Reino Unido). O piloto irá responder às perguntas enviadas pelos fãs através do Google+.

Para participar, é preciso ter mais de 18 anos, ter uma conta no Google+ e um endereço no GMail (que é requisito básico para usar o Hangouts), estar disponível no horário do chat e se inscrever pelo email [email protected] informando seu nome, idade, país, endereço do GMail e a pergunta a ser feita.

 

Schwarzenegger está vendendo seu Unimog exclusivo

mercedes-benz-arnold-schwarzenegger-1-size-598

O ator e ex-governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, colocou à venda seu Mercedes-Benz Unimog 1977. O modelo foi feito especialmente para o ator, que é fã de veículos militares.

mercedes-benz-arnold-schwarzenegger-6-size-598

O Unimog de Schwarzenegger tem rodas de 22 polegada, eixo portal, e um motor turbodiesel de 6,4 litros e 320 cv que podem levar o monstrinho a 96 km/h. O Unimogenegger rodou apenas 2.092 km desde que saiu da fábrica. O carro está anunciado em um site alemão por € 208.250, ou cerca de R$ 620.000.

 

Aston Martin revela Lagonda

AM-Lagonda-1

Depois de divulgar algumas imagens do Lagonda após os testes no Oriente Médio, a Aston Martin divulgou mais imagens do sedã fabricado em edição limitada para a região.

AM-Lagonda-4

O Lagonda buscou seu nome no sedã de luxo (e bizarro) produzido pela marca nos anos 1970 — que também influenciou a silhueta deste novo modelo —, mas ele é apenas uma variação do Rapide, o atual sedã da Aston.

AM-Lagonda-2

O modelo ainda está em desenvolvimento pela divisão Q, responsável pelos projetos especiais da marca. Embora a Aston não tenha divulgado os detalhes sobre a motorização, é provável que ele tenha o mesmo V12 5.9 de 552 cv do Rapide S.

 

Um Jaguar restomod feito pela própria fábrica

jaguar_2

Há algumas semanas a Jaguar divulgou os detalhes do Mark 2 restaurado e modernizado por seu designer-chefe Ian Callum, que pretende usar o carro no dia-a-dia. Obviamente um belíssimo Jag dos anos 1950-60 com segurança e conforto dos carros modernos acabaria fazendo sucesso entre os ricos que procuram algo mais estiloso que os modelos à venda para qualquer um nas concessionárias, e por isso ele será uma edição limitada feita pela própria fábrica.

O Jaguar Mark 2 de Callum foi feito por conta própria. O designer enviou o carro para uma empresa especializada na restauração de Jags clássicos chamada Classic Motors. Lá eles alargaram as bitolas, e refizeram os para-lamas dianteiros e traseiros para acomodar os novos eixos — os dianteiros receberam respiros para otimizar o fluxo de ar no cofre do motor.

As rodas mantém o estilo das originais, raiadas e com cubo rápido, mas agora têm 17 polegadas e são feitas pela inglesa Turrino Wheels. O diâmetro não é meramente estético: elas dão espaço para os discos de freio ventilados de 320 mm na frente e 280 mm atrás. A suspensão também foi modernizada e agora usa braços triangulares sobrepostos com amortecedores ajustáveis e molas esportivas.

No lado de dentro, os instrumentos clássicos são da Smiths, mas o sistema de áudio é um DVD Clarion moderno. A direção usa cremalheira e pinhão e assistência elétrica, e todo o restante da cabine tem couro envelhecido, carvalho e lã. O motor é o clássico seis-em-linha de 4,2 litros com carburação dupla SU e 260 cv, trabalhando junto com o câmbio manual de cinco marchas.

 

Matérias relacionadas

Commando, Comanche, Scrambler, Gladiator: a história das picapes da Jeep

Dalmo Hernandes

Um Hyundai para o apocalipse zumbi, os importados mais vendidos em maio, um acidente com a Ferrari Enzo e mais!

Leonardo Contesini

McLaren P1 LM quer o recorde de Nürburgring, ladrões roubam quase 200 rodas em concessionária, o esportivo Caterham-Renault que nunca será feito e mais!

Leonardo Contesini