A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Carros Antigos

Jaguar volta a fabricar o E-Type depois de 50 anos (ou quase isso)

Há 50 anos a Jaguar decidiu construir 18 exemplares do E-Type especialmente para corridas. Eles usaram motor e carroceria de alumínio para ficar mais leves que os modelos de rua, e por isso ficaram conhecidos como “Lightweight E-Type”. Só que dos 18 previstos, apenas 12 foram fabricados entre 1963 e 1964. Os outro seis nunca foram começados. Agora, depois de cinco décadas, a divisão de clássicos da Jaguar decidiu reparar esse erro histórico, e irá construir estes seis exemplares perdidos.

Os Lightweight E-Type foram projetados para encarar rivais como a Ferrari 250 GTO, Shelby Cobra Daytona e Porsche 904, em Le Mans, Sebring e outras corridas do mundial de carros esporte nos anos 1960. Eles tinham chassi, carroceria e motor de alumínio, e por isso eram 115 kg mais leves que os E-Type de rua. Entre os nomes que pilotaram os Lighwteight estão Graham Hill, Jackie Stewart, Briggs Cunningham e Roy Salvadori.

jylqxbjf19sybqktvpw0

Com motores confiáveis, baixo peso e grande pilotos, a investida da Jag tinha tudo para repetir o sucesso dos C-Type e D-Type, mas os E-Type Lightweight não foram muito bem sucedidos em Le Mans nem Sebring, embora tenham conseguido resultados expressivos em corridas menores. Dos 12 carros originais, dois foram convertidos para Low Drag Coupes, uma versão mais aerodinâmica feita pela Jaguar em 1962, e muitos deles acabaram modificados ao longo dos anos com motores maiores e alterações na carroceria.

v75evmkjdj6tbjvayhmi pajeqohtznng5mrimgxy

 

Apesar de ter construído apenas 12 dos 18 carros previstos, a Jaguar já tinha reservado um número de chassi para todos eles. Assim, os seis modelos faltantes serão construídos exatamente como seus irmãos foram feitos há 50 anos — eles terão a mesma carroceria de alumínio, o motor será o mesmo seis-em-linha de 3,8 litros, com bloco de alumínio e 300 cv e a transmissão ZF manual de cinco marchas.

uw97gjhzotxsurxy2oz5

Segundo o diretor do “Heritage Business” da Jaguar, Derek Weale, “a chance de completar a produção originalmente prevista do E-Type Lightweight é uma oportunidade que não poderia ser perdida“. Os felizes compradores dos seis E-Type Lightweight poderão escolher as cores e acabamento do seu Jag de corrida novo em folha. A marca não divulgou o preço, mas tenha certeza de que eles irão esbarrar nos sete dígitos.

ov8kodbcaxalh019kg7h

Matérias relacionadas

Este cara tinha o primeiro protótipo do Ford Mustang Boss 302 desde 1978 e não sabia disso

Dalmo Hernandes

Como fazer o seu Opala V8 (Opaloito) – o guia de swap realista e sem frescura, parte 2

Juliano Barata

O Lamborghini cor-de-rosa da vovó mais gearhead que já conhecemos

Dalmo Hernandes