A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

JCB Fastrac 2: conheça o trator mais veloz do planeta – feito com a ajuda da Williams

Lamborghini e Porsche são duas fabricantes de esportivos que, no passado, fizeram tratores – e dos bons. Mas o trator mais veloz do mundo vem de uma fabricante que sempre dedicou-se às máquinas de trabalho, mesmo: a JCB. Seu nome é Fastrac 2 e, verdade seja dita, ele foi feito com a ajuda de ninguém menos que a Williams Engineering, braço de desenvolvimento técnico da equipe Williams de Fórmula 1.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Membro especial, com todos os benefícios: acesso livre a todo o conteúdo do FlatOut, participação no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), descontos em nossa loja, oficinas e lojas parceiras!

A partir de

R$20,00 / mês

ASSINANTE

Plano feito na medida para quem quer acessar livremente todo o conteúdo do FlatOut, incluindo vídeos exclusivos para assinantes e FlatOuters.*

De R$14,90

por R$9,90 / mês

*Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em nossa loja ou em parceiros.

Nos últimos dias, o Fastrac 2 foi levado até a base da Força Aérea Real britânica em Elvington, no Reino Unido, com o piloto Guy Martin ao volante. Lá, ele atingiu uma velocidade média de 218,72 km/h em duas aferições oficiais pela Guinness World Records. Sua velocidade de pico, porém, foi consideravelmente maior: 247,47 km/h.

O mais interessante é que, apesar de soar como um modelo feito especialmente para quebrar recordes de velocidade, o JCB Fastrac é um modelo de linha – e um trator exatamente igual aos que são vendidos nas concessionárias da JCB foi o que serviu de base para o Fastrac 2.

O Fastrac original já é interessante por si só: trata-se de um trator high-end, fabricado desde 1991. Na série 8000 (o que serviu de base para o Fastrac 2), vem equipado com um seis-em-linha turbodiesel de 7,2 litros capaz de entregar, originalmente, até 352 cv e 146,8 kgfm de torque, moderado por um câmbio CVT com caixa de redução.

Pesando 11 toneladas, o Fastrac 8000 é capaz de atingir apenas 70 km/h – não se precisa mais do que isto para arar a terra ou rebocar colheitadeiras. E, em sua cabine bastante equipada, ar-condicionado automático, banco com suspensão pneumática, tela sensível ao toque, compartimentos de carga e rádio com quatro alto-falantes são itens de série.

Para transformar o Fastrac 8000 em uma máquina muito mais rápida, a JCB fez uma série de modificações importantes – que também deram outra postura ao trator.

Para começar, o motor de 7,2 recebeu um turbocompressor maior, capaz de operar com pressão 230% maior que o original, mais um supercharger elétrico – ausente no trator de linha. Com uma bomba de combustível de 2.500 bar e limite de giro aumentado para 3.300 rpm, o seis-em-linha entrega “mais de 1.030 cv e 254,9 kgfm”.

O trator também recebeu novos pneus, desenvolvidos especialmente para acelerar no asfalto, um freio hidráulico mais poderoso, um para-quedas, e diversas modificações no chassi e na carroceria – estas, feitas com a ajuda de Rob Smedley, ex-chefe de performance da Williams F1 e engenheiro da Williams Grand Prix Engineering.

A cabine foi rebaixada, para deixar o centro de gravidade mais próximo do chão, e foram instalados alguns splitters, difusores e defletores para melhorar a eficiência aerodinâmica. Além disso, por questão de segurança, uma gaiola de proteção integral foi instalada na cabine.

Vale observar que o recorde anterior já pertencia à JCB, que em junho deste ano chegou aos 166,7 km/h com o Fastrac One na mesma pista de pouso, também com Guy Martin ao volante.

Ele era um pouco menos potente e um pouco mais pesado, e a JCB tinha certeza de que não seria tão difícil assim quebrar seu próprio recorde. Eles conseguiram com uma diferença de mais de 50 km/h.

Matérias relacionadas

Como se regulariza um protótipo fabricado artesanalmente?

Leonardo Contesini

Universo paralelo: os carros rebatizados mais bizarros que você já viu

Dalmo Hernandes

O guia de versões especiais do Ford Mustang | Parte 4: a quinta geração

Leonardo Contesini