Edição diária: 15/06/2019
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Jeep Wrangler começa a ser vendido no Brasil, Porsche Taycan terá versão Cross em 2020, Mazda considera voltar a Le Mans e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Membro especial, com todos os benefícios: acesso livre a todo o conteúdo do FlatOut, participação no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), descontos em nossa loja, oficinas e lojas parceiras!

A partir de

R$20,00 / mês

ASSINANTE

Plano feito na medida para quem quer acessar livremente todo o conteúdo do FlatOut, incluindo vídeos exclusivos para assinantes e FlatOuters.*

De R$14,90

por R$9,90 / mês

*Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em nossa loja ou em parceiros.

 

Jeep começa pré-venda do Wrangler por R$ 260.000

Nesta sexta-feira (15) a Jeep deu início à pré-venda do novo Wrangler, a JL. O jipe será oferecido inicialmente na versão Sahara, com duas ou quatro porta, custando R$ 259.990 e R$ 274.990, respectivamente.

O motor é o inédito 2.0 turbo de 270 cv e 40,8 kgfm de torque, acoplado a uma caixa automática de oito marchas que, obviamente, leva a força para as quatro rodas.

De série, a versão Sahara vem com central multimídia com tela de 8,4” (com conexão Apple CarPlay e Android Auto), painel digital com tela de 7”, hill holder, controles eletrônicos de tração e estabilidade, faróis e lanternas de LED e cruise control. O novo Wrangler, a princípio, está disponível em cinco cores – preto, branco, prata, cinza e vermelho, esta última apenas para o modelo de quatro portas. Opcionais são a capota externa com acabamento em preto, e apliques na cor da carroceria para os para-lamas.

As encomendas podem ser feitas pelo site da Jeep até o dia 4 de abril, mediante um depósito de R$ 5.000 como sinal. (DH)

 

Porsche confirma Taycan Cross Turismo para 2020

O Porsche Taycan ainda nem foi apresentado em sua versão final e já acumulou mais de 20.000 encomendas, então faz sentido que a fabricante alemã queira expandir a linha. Foi confirmada pelo CEO da Porsche, Oliver Blume, uma versão perua com apelo off-road do elétrico Taycan, que deverá chegar ao mercado até o fim de 2020.

O carro será baseado no Porsche Mission E Cross Turismo, conceito apresentado no Salão de Genebra de 2018 – visualmente, uma mistura de Taycan e Panamera Sport Turismo com suspensão elevada e molduras pretas nos para-lamas. É bem provável que a versão de produção ganhe um look mais urbano, com carroceria mais perto do solo e sem pneus de uso misto.

O nome já foi confirmado como Taycan Cross Turismo, e a aposta é que ele compartilhe o powertrain com a versão original – ou seja, motores elétricos nos dois eixos com potência na altura dos 600 cv, 0-100 km/h em 3,5 segundos e 0-200 km/h em 12 segundos. (DH)

 

Próximo Aston Martin de James Bond será elétrico

A parceria de décadas de James Bond com a Aston Martin ganhará um novo capítulo no próximo filme do agente secreto. Daniel Craig, que interpreta 007 desde 2006, com “Cassino Royale”, poderá dirigir um Aston Martin Elétrico no próximo longa-metragem.

A informação vem do tabloide britânico The Sun. Previsto para o ano que vem e ainda sem título, o novo 007 será o 25º filme da franquia, e o último com Daniel Craig no papel de James Bond. Citando uma fonte não identificada, o The Sun diz que o diretor do filme fez um acordo com a Aston Martin, e colocará um dos novos modelos elétricos da fabricante “no centro de uma incrível sequência de ação.”

Uma possibilidade é que o carro em questão seja o novo sedan E Rapide. O sedã de luxo deve começar a ser fabricado no fim de 2019, e terá dois motores elétricos para entregar mais de 600 cv e 97 kgfm de torque, alimentados por um conjunto de baterias de 65 kWh. (DH)

 

Documentário sobre John DeLorean estreia em abril

A história de John DeLorean é uma das mais conhecidas e dramáticas do mundo automotivo. Depois de inventar o muscle car, no fim dos anos 70 o executivo decidiu fundar sua própria companhia e fabricar um esportivo completamente diferente de tudo o que havia: o DMC-12, com carroceria em forma de cunha, portas asa-de-gaivota, acabamento de aço escovado… e um V6 fabricado na França com 132 cv. Acusado de fraude e tráfico de cocaína, DeLorean foi julgado e absolvido duas vezes. O DeLorean DMC-12 foi um fracasso no início, mas depois de estrelar em “De Volta para o Futuro”, de 1985, transformou-se em um ícone.

Agora, a trajetória de DeLorean será contada novamente – pelo cinema, com o documentário dramatizado Framing John DeLorean. O filme trará depoimentos de pessoas próximas de John DeLorean, incluindo seus filhos, com diversas imagens da época. Nas seções dramatizadas, Alec Baldwin foi escalado para o papel principal – e ficou parecidíssimo, como podemos ver no trailer de divulgação.

Framing John DeLorean estreia no próximo dia 7 de abril, no Festival de Cinema de Tribeca, em Manhattan. (DH)

 

Mazda considera voltar a Le Mans

A Mazda revelou neste fim de semana que considera retornar às 24 Horas de Le Mans em um futuro próximo. Em uma entrevista ao site The Drive, concedida durante as 12 Horas de Sebring, o chefe da Mazda North America, Masahiro Moro, confirmou que a marca considera disputar as 24 Horas novamente, embora não tenha um programa em curso ou mesmo aprovado.

“Ainda não temos um plano para as 24 Horas. Entramos em contato com o Automobile Club de l’Ouest e estou me reunindo pessoalmente com Pierre Fillon e Jean Todt para discutir a respeito. É importante estarmos envolvidos”, disse Moro ao site.

Apesar da declaração, a Mazda só retornaria ao WEC caso seu atual protótipo, o Mazda RT24-P seja adequado ao novo regulamento dos hypercars, de forma que ela não precise de um orçamento à parte para desenvolver um carro novo exclusivamente para Le Mans. (LC)

 

Chevrolet divulga teaser do novo Prisma

Com a chegada da nova geração da dupla Onix/Prisma se aproximando não apenas no Brasil, mas também na China, a GM divulgou um teaser do sedã para o mercado chinês, onde se chamará Onix como o nosso hatch.

O modelo será idêntico ao nacional, que deve chegar no segundo semestre e confirma o flagra que vimos há alguns meses, publicado por um site chinês. Ele será equipado com um novo motor turbo 1.0 de 130 cv e um 1.3 aspirado de 110 cv, e terá 4,47 metros de comprimento, 1,47 metro de altura e 2,60 de entre-eixos, o indica que ele poderá substituir o Cobalt, posicionado acima dos atuais Onix e Prisma, que seguem a venda como modelos de entrada da GM no Brasil. (LC)

 

Cadillac apresenta o sedã CT5

Depois de confirmar o cancelamento dos sedãs CT6, ATS e XTS e lançar dois novos SUV em 2018, a Cadillac surpreende hoje (18) ao apresentar o novo sedã CT5. O sedã tem a tarefa de suceder o CTS, carro que trouxe a Cadillac à era moderna de carros de luxo modernos e meio esportivos, inspirado nos europeus. O sedã vem para competir com BMW Série 5, Mercedes Classe E e Audi A6.

O CT5 tem design inspirado no conceito Escala, com grade menor e com estilo colmeia, faróis horizontais e caída mais suave do teto. O fabricante só revelou uma foto do interior, onde dá para ver a alavanca do câmbio tipo joystick usada nos SUV novos da marca e no Chevrolet Bolt e um comando giratório para a central multimídia no estilo do iDrive da BMW.

A plataforma é uma atualização da Alpha, que estreou no Cadillac ATS e também é usada no CTS e no Camaro. O CT5 tem tração traseira e oferece tração integral como opcional. Os motores disponíveis são os 2.0 turbo, o mesmo usado no Equinox vendido aqui, e o V6 3.0 bi-turbo exclusivo da Cadillac, ambos acoplados ao cambio automático de 10 marchas desenvolvido com a Ford. Dados de performance não foram divulgados, mais informações virão no lançamento oficial no Salão de Nova York.

Em uma entrevista à MotorTrend o presidente da Cadillac Steve Carlisle disse que outras marcas só poderão usar o novo motor V8 Blackwing sobre o seu cadáver. O Blackwing é um V8 4.2, bi-turbo, de 557 cv e com configuração hot-V – o coletor de escape e os turbos ficam no centro do V, para melhor eficiência. Esse motor foi anunciado para ser usado no CT6-V, mas logo em seguida foi anunciado que o CT6 sairia de linha em 2019, deixando esse motor apenas para uma produção limitada. Essa declaração do presidente da Cadillac deixa a entender que o novo CT5 deve usar o Blackwing em uma futura versão V. (ER)

Matérias relacionadas

Renovação de CNH terá curso e prova, Citroën renova C4 Lounge, o possível fim do Audi R8 e mais!

Leonardo Contesini

Este VW Voyage viajou dos EUA para a Alemanha e correu em Nürburgring

Dalmo Hernandes

As primeiras imagens de “The Grand Tour”, Brigada do RS deixará de multar DRLs, BMW Série 1 ganha versão sedã e mais!

Leonardo Contesini