Edição diária: 18/06/2019
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Jenson Button e Felipe Nasr nas 24 Horas de Le Mans, novo Porsche 718 Cayman GT4 flagrado em ação (e com um flat-6 aspirado), os novos Mercedes-AMG E53 Sedan e Wagon e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Jenson Button e Felipe Nasr irão disputar as 24 Horas de Le Mans

Jenson-Button-Le-Mans-

As 24 Horas de Le Mans deste ano prometem. Além de Fernando Alonso na Toyota e Juan Pablo Montoya na United Autosports, agora é a vez de Jenson Button anunciar sua participação na mais longa das provas do automobilismo. O campeão de F1 de 2009 irá disputar a LMP1 pela SMP Racing ao lado de Vitaly Petrov e Mikhail Aleshin.

Além disso, como Alonso e Montoya, Button também é um candidato à tríplice coroa, dado que já venceu o GP de Mônaco de F1 em 2009 e agora está disputando a principal categoria de Mans, competindo diretamente contra Fernando Alonso e também Bruno Senna, que irá disputar a LMP1 pela Rebellion. Montoya, que já tem a Indy 500 e o GP de Mônaco no currículo, só precisa das 24 Horas de Le Mans para se tornar o segundo piloto a conquistar a tríplice, depois de Graham Hill, porém irá disputar a LMP2.

nasr-corre-de-porsche

Quem também anunciou a participação nas 24 Horas de Le Mans deste ano é o brasileiro Felipe Nasr, que disputará a LMP2 pela equipe Villorba Corse, que usará um Dallara-Gibson P217, e substituirá o italiano Andrea Belicchi, que se afastou da competição devido a uma lesão nas costas.

Além de Nasr e Senna, outros cinco brasileiros estão confirmados para as 24 Horas de Le Mans deste ano: André Negrão pela Signatech na LMP2, Daniel Serra e Pipo Derani pela AF Corse na GTEPro, Tony Kanaan pela Ford Chip Ganassi também na GTEPro, e Augusto Farfus pela BMW MTEK estreando o M8 GTE na mesma GTEPro. Fernando Rees, que estava confirmado para disputar a LMP2 pela Larbre, acabou perdendo seu posto depois que a equipe francesa rompeu com um patrocinador, precisando colocar um de seus lugares à disposição de um piloto pagante para garantir sua participação em Mans.

 

Porsche 718 Cayman GT4 flagrado em ação

Quando a Porsche atualizou a linha Cayman/Boxster, rebatizando-os como 718 e dando a eles uma nova família de motores flat-4 turbo, nos perguntamos como ficariam as versões mais radicais dos modelos — o Boxster Spyder e o Cayman GT4. A pergunta começou a ser respondida agora, ao menos em parte: o Cayman GT4 também será atualizado, porém manterá seu flat-6 aspirado.

Ao menos é o que deixa claro este vídeo gravado em Monza, na Itália, onde o 718 Cayman GT4 Clubsport deu as caras pela primeira vez. Você deve lembrar que os rumores da imprensa alemã diziam que, sendo aspirado, o último flat-6 sem turbo que restou nas prateleiras da Porsche foi o 4.0 do 911 GT3. Pois é exatamente este motor que deverá equipar o Cayman, embora com um nível de potência um pouco menor, provavelmente na casa dos 400 cv. O ronco do carro no vídeo também revela que ele será equipado com o câmbio PDK, embora o câmbio manual deva ser mantido como opção sem custo, dado que a Porsche já entendeu o recado do público com o 911 R.

 

Mercedes-AMG substitui E43 por E53 híbrida

screen-shot-2018-04-27-at-2-35-42-pm-1524854329

 

A linha 53 da Mercedes-AMG acaba de ganhar mais dois novos integrantes: os novos E53 Sedan e E53 Wagon. Como os demais 53, a dupla troca o V6 3.0 biturbo pelo novíssimo seis-em-linha também com três litros, porém auxiliado por um turbo e um motor elétrico de 48 volts — o que faz deles híbridos leves.

screen-shot-2018-04-27-at-2-36-18-pm-1524854394 screen-shot-2018-04-27-at-2-36-05-pm-1524854367

Como no CLS e no GT e no Classe E Coupé e Cabriolet, o seis-em-linha eletrificado produz 435 cv a 6.100 rpm e 53,8 kgfm entre 1.800 e 5.800 rpm, que são distribuídos para as quatro rodas e moderados pelo câmbio automático de nove marchas com conversor de torque (a embreagem dupla é reservada aos 63). A aceleração de zero a 100 km/h é feita em 4,5 segundos (0,1 segundo mais rápido que seu antecessor) e a velocidade máxima continua limitada aos 250 km/h.

 

Bodo Buschmann, fundador da Brabus, morreu aos 62 anos

bodo-buschmann-01

Morreu nesta última sexta-feira (27) o fundador da Brabus, Bodo Buschmann. Ele tinha apenas 62 anos e a causa de sua morte foi descrita pela família somente como “uma curta doença”.

Bodo Buschmann fundou a Brabus no início dos anos 1980. Filho de um concessionário Mercedes-Benz, Bodo criou a Brabus porque seu pai o proibida de parar seu 911 na frente da empresa da família, uma vez que o 911 não era um Mercedes. Para solucionar este “problema”, decidiu dar aos Mercedes o desempenho dos Porsche e no processo criou a mais famosa preparadora de Mercedes depois da AMG. Após a compra da AMG pela Daimler, aliás, a Brabus se tornou a principal preparadora independente dos modelos Mercedes, contando com uma liberdade que a AMG já não tem mais desde o início dos anos 1990.

bodo-buschmann-03

“Bodo Buschmann conseguiu transformar seu hobby em sua profissão quando tinha apenas 22 anos. Esta paixão foi mantida por ele até seu último suspiro. Ele estabeleceu novos padrões na indústria e durante toda a sua vida manteve-se fiel ao seu lema: ‘Nunca trabalhe por dinheiro — trabalhe por paixão!'”, dizia o comunicado enviado pela família à imprensa.

 

Fórmula 1 resolve o “problema” dos onboards com o halo

A adoção do halo nos Fórmula 1 neste ano solucionou um velho problema dos monopostos abertos, mas trouxe alguns efeitos colaterais. Entre eles estão uma maior dificuldade de entrar no cockpit, maior dificuldade dos mecânicos ao afivelar os cintos dos pilotos, e também o encobrimento parcial das imagens onboard — o halo fica exatamente sobre o bico do carro devido à posição das câmeras.

Enquanto os primeiros “problemas” são o preço a se pagar pela segurança, este último foi algo mais facilmente contornado. A Liberty Media contornou o problema colocando os gráficos de velocidade, frenagem, aceleração, conta-giros e indicação de marchas sobre o halo.

Os gráficos foram adotados pela primeira vez neste domingo, durante o GP do Azerbaijão, e até ficaram interessantes. Quem não deve ter gostado muito são os patrocinadores, que pagaram uma boa grana para aparecer nos onboards e agora foram simplesmente encobertos por estas informações.

Matérias relacionadas

Great News: as camisetas do FlatOut “Stripe” chegaram (update: veja nos comentários)

Juliano Barata

Seguro auto online: tudo o que você precisa saber na hora de contratar

Leonardo Contesini

Semana dos Fiat turbinados: veja a lista dos carros que podem anunciar de graça até terça que vem!

Juliano Barata