FlatOut!
Image default
Zero a 300

Jeremy Clarkson acusado de racismo, BMW M2 pode chegar em 2015, turbo para a Lamborghini…

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente.

 

Jeremy Clarkson é acusado de racismo por tablóide

O tablóide britânico Daily Mirror estampou na capa de sua edição de 1º de maio uma manchete na qual acusava o apresentador de Top Gear, Jeremy Clarkson, de usar o termo “nigger (algo como “crioulo”) em uma rima do tipo “uni-duni-te” durante uma gravação sobre os gêmeos Toyota GT 86 e Subaru BRZ. Clarkson de fato fez a rima, que em inglês é “eenie meenie miney mo“,  e pode ser pejorativamente combinada com “get a nigger by its toe” (pegue o crioulo pelo dedão), embora Clarkson tenha omitido a ofensa murmurando qualquer outra palavra. Contudo, os editores do tablóide acreditam que Clarkson teve a intenção de dizer “nigger” e agora ele está sendo acusado por metade da ilha por racismo.

Você talvez esteja estranhando tudo isso, pois o comparativo feito no episódio 2 da 19ª temporada de Top Gear foi ao ar com a palavra “teacher“. Clarkson achou que seu murmúrio poderia ser confundido com “nigger” e pediu aos editores do programa que usassem um take alternativo. Contudo, de alguma forma o Mirror conseguiu a gravação e transformou o fato em uma tremenda discussão que envolveu até membros do parlamento (algo como nossos deputados federais) que pode levar Clarkson à demissão da BBC — que é uma emissora pública.

O apresentador obviamente se defendeu, dizendo que o tablóide “foi longe demais desta vez” e mais tarde publicou uma declaração em vídeo na qual diz o seguinte:

Normalmente não respondo a acusações de jornais, mas nesta ocasião acho que preciso abrir uma exceção. 

Há alguns anos, gravei uma cena para o Top Gear na qual citei a rima “eeny meeny, miny, moe”. Obviamente eu estava bem ciente de que a versão mais conhecida desta rima é uma expressão racista que eu evitei com veemência. A gravação completa mostra que gravei três tomadas. Em duas murmurei onde haveria a rima ofensiva, e na terceira substituí o murmúrio por ‘teacher’. 

Quando assistir à gravação algumas semanas mais tarde, percebi que em uma das versões murmuradas, se você ouvir atentamente com o volume alto, pode parecer que eu falei a palavra que tentei evitar. 

Fiquei louco com isso. Atormentado. É uma palavra que eu abomino e fiz tudo o que poderia para garantir que esta versão não aparecesse no programa que foi ao ar. Na verdade, tenho aqui a nota que enviei na época à produção, e ela diz o seguinte: ‘não usei a palavra n****, mas acabei de ouvir pelos fones de ouvido e parece que eu falo isso. Há algum outro take que possamos usar?’

Por favor, tenham certeza de que fiz o possível para não usar esta palavra. Como estou aqui implorando por seu perdão pelo fato, é óbvio que meus esforços não foram suficientes. Obrigado”. 

Além de Clarkson, seus colegas James May e Richard Hammond também publicaram declarações em defesa do apresentador, dizendo que “ele pode ter vários defeitos, mas certamente não é racista”. O episódio está sendo considerado por muitos leitores e até mesmo críticos de Clarkson como “uma tentativa desesperada do Mirror em ganhar audiência em um dia ruim”.

BMW M2  pode ser lançado em 2015

BMW-M235i-racing-car-las-vegas-02

O site Left Lane News apurou que a BMW aprovou a versão esportiva da Série 2, e programa seu lançamento para o fim de 2015, provavelmente com o nome M2, que foi registrado pela marca em 2011. Ele será o sucessor do Série 1 M e, como seu antecessor, terá um bodykit mais agressivo inspirado no modelo M235i Racing, desenvolvido para as pistas. Isso significa que os para-choques terão dutos e tomadas de ar generosas, ressaltos no capô, para-lamas mais largos, saias laterais, spoiler traseiro e difusores de ar. 

Apesar de pertencer à Série 2, o futuro M2 terá tecnologias desenvolvidas para a dupla M3 e M4 em termos de chassi e acerto dinâmico, bem como a adoção de fibra de carbono em sua construção. Logicamente ainda não há detalhes oficiais sobre o powertrain do modelo, mas é quase certo que ele terá uma variação do motor 3.0 turbo de seis cilindros em linha com potência na casa dos 370 cv e opções de câmbio manual de seis marchas ou automático de oito para moderar a cavalaria nas rodas traseiras, o que permitiria ao M2 chegar aos 100 km/h em pouco mais de 4 segundos.

Tributo a Senna e Ratzenberger reúne 20 mil pessoas em Ímola

Ayrton Senna Tribute 1994-2014 Imola (ITA) 01-04 May 2014

No dia em que a morte de Ayrton Senna completou 20 anos, o tributo ao piloto organizado no Autódromo Enzo e Dino Ferrari em Ímola reuniu cerca de 20 mil pessoas, além de pilotos que disputaram o GP de San Marino de 1994 e a dupla ferrarista Kimi Raikkonen e Fernando Alonso.

Ayrton Senna Tribute 1994-2014 Imola (ITA) 01-04 May 2014

Houve também uma missa em homenagem a Senna e Ratzenberger, na qual estiveram presentes os pais do piloto austríaco. A homenagem se estende até o próximo dia 6 de maio.

Lamborghini Urus pode ser o primeiro modelo turbo da Lamborghini

Lamborghini-Urus-Concept-6

Apesar da declaração do CEO da Lamborghini, Stephan Winkelmann, de que a marca pretende explorar ao máximo os motores aspirados, o futuro SUV Urus, previsto para 2016/2017 poderá ser o primeiro modelo turbo da marca. Segundo o próprio Winkelmann, a adoção de um V8 turbo seria a solução para atender as restrições de emissões das leis ambientais europeias e manter o alto nível de desempenho típico dos modelos da marca.

Além disso, os motores aspirados da Lamborghini podem estar perto do fim. A notícia vem do engenheiro de pesquisa e desenvolvimento da marca, Maurizio Reggiani, que declarou que deve ser forçado a usar motores turbo nos próximos três ou quatro anos.

 

Matérias relacionadas

Dear God II: agora é a vez de Ari Vatanen (sim, ele mesmo!) passar mal como navegador de rali

Dalmo Hernandes

ZR1 testado: como anda o Corvette de rua mais potente (e mais rápido) que a Chevrolet já fez?

Dalmo Hernandes

Venturi Atlantique: o belo (e fracassado) esportivo francês de fibra de vidro com motor de DeLorean

Dalmo Hernandes