A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Juros mais baixos para compra de carros, Porsche 911 terá versão híbrida, novos Nissan para o Brasil e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Juros para carros serão mais baixos

2_foto2_01_10

Depois de uma queda brusca nas vendas de carros novos no Brasil, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) assinaram na semana passada um acordo com a Caixa Econômica Federal e com o Banco PAN para oferecer crédito com juros mais baixos para a compra de automóveis.

Além dos juros menores que a taxa praticada no mercado, o acordo também prevê maior carência para a primeira parcela dos financiamentos e a adoção de taxas de juros diferenciadas para frotistas. Segundo o acordo, as taxas partem de 1,09% ao mês para carros novos e 1,42% para carros usados e nos dois casos a primeira parcela pode ser paga em até 120 dias. Com as mudanças, o presidente da Anfavea, Luiz Moan, espera um aumento de 15% no volume de veículos vendidos.

 

Porsche confirma versão híbrida para o 911

original

Há alguns meses vimos que a Porsche planejava adotar powertrains híbridos na linha 911 — em especial no 911 Turbo — mas não sabíamos quando. Agora dois executivos da fabricante confirmaram ao site Motoring.com que a próxima geração do 911 (992) terá uma variação híbrida. O modelo deve ser lançado em 2018 e, por isso, precisará atender leis mais severas de controles de emissões e consumo de combustível.

A solução, segundo o Dr. Frank-Stefan Walliser, é adotar um sistema híbrido no modelo, composto por motores elétricos no eixo dianteiro e o tradicional flat-6 na traseira. O primeiro modelo a receber o conjunto será o Carrera 4, de tração integral. Ele também desmente os boatos de que o 911 terá somente motores turbo ao dizer que um motor aspirado é mais recomendado para o Carrera 4 pois é mais leve que um turbo e os motores elétricos dão conta do torque em baixas rotações.

A preferência pelo motor aspirado também é declarada pelo chefe de pesquisa e desenvolvimento da Porsche, Dr. Wolfgang Hatz, que confirmou os trabalho no 911 híbrido e disse preferir o motor aspirado ao turbo. Ainda que o carro acabe mais pesado que a versão convencional, a potência total irá compensar o peso extra. Hatz também afirmou que os compradores do 911 irão aceitar a ideia de um 911 híbrido porque, segundo suas palavras, “a tecnologia também pode ser divertida” — o 918 Spyder é uma boa prova disso.

Enquanto os híbridos não chegam, a Porsche irá adotar motores turbo em algumas versões do 911 ainda neste ano, quando o modelo receber as chamadas “atualizações de meia-vida” no Salão de Frankfurt.

 

Nissan cogita voltar a importar SUVs ao Brasil

nissancrossover

Em um evento para a imprensa, que levou jornalista para assistir às 24 Horas de Le Mans, a Nissan aproveitou para mostrar os utilitários Juke, Qashqai, sucesso de vendas na Europa, do tamanho de um Hyundai ix35, e o conhecido X-Trail, mas numa geração desconhecida dos brasileiros. A empresa, com isso, sinalizou que pretende voltar a vender utilitários no Brasil, mesmo que em volumes baixos, por conta da baixa competitividade de preço que produtos europeus teriam em reais.

Dos três, apenas o Qashqai é exclusivamente europeu. X-Trail e Juke também são feitos no Japão e poderiam ser importados a preços mais convidativos. A não ser que o acordo de livre comércio do Mercosul com a União Europeia esteja mais adiantado do que imaginamos e possa entrar em vigor ainda este ano. O plano de importar os SUVs é para depois de abril do ano que vem.

 

Renault leva o conceito Alpine Celebration a Le Mans

renault-alpine-celebration-concept-a

A Renault aproveitou a edição 2015 das 24 Horas de Le Mans para mostrar seu mais novo conceito do Alpine, chamado por isso mesmo de Alpine Celebration. O modelo seria uma antecipação do carro final, que será mostrado no Salão de Genebra do ano que vem, segundo as expectativas.

renault-alpine-celebration-concept-b

De acordo com Bernard Ollivier, chefe da Alpine, o carro terá de se manter fiel às premissas da marca, ou seja, terá de ser leve, rápido e gostoso de dirigir. Fala-se em 250 cv de potência, 1.100 kg e um interior elegante e descomplicado. Ollivier chegou a dizer à revista Autocar que não sabe nem se conseguirá lançar o carro no ano que vem, já que eles preferem ter certeza de que ele será bem recebido. De todo modo, as opiniões sobre ele, coletadas em Le Mans e em Goodwood, devem ajudar a definir os rumos do carro de produção.

 

Porsche estuda irmão menor para o Macan

Porsche-Macan-Junior2-700x467

Depois que desbravou o mercado de utilitários com o Cayenne, uma jogada de mestre de Wendelin Wiedeking, a Porsche demorou anos para oferecer uma alternativa menor. Entre o Cayenne (2002) e o Macan (2014), houve uma distância de 12 anos. Mas o próximo SUV da marca deve demorar metade deste tempo para aparecer. Segundo a revista alemã Autobild, o irmão menor do Macan deve aparecer em 2020, se tudo correr conforme o planejado.

Uma das preocupações da Porsche é, acredite, que o carro tenha uma demanda muito acima do que a marca possa atender, mesmo com preços entre 40 mil e 60 mil euros. Outra é com o desempenho, já que um modelo menor do que o Macan provavelmente não teria espaço sob o capô para um boxer ou mesmo para um V6, o que o limitaria a motores de quatro cilindros. Nada que um bom turbo ou mesmo um sistema híbrido não possam resolver.

Porsche-Macan-Junior-700x467

Se for aprovado, o carro deverá se tornar o Porsche mais em conta. E, considerando a demanda por SUVs compactos de luxo, como a que existe pelos Mini Countryman e Paceman e pelo Range Rover Evoque em todas as partes do mundo, seria uma aposta acertada.

 

BMW suspende projeto do roadster Z2

21002421751124555234

Lembra quando falamos que a BMW está trabalhando em um roadster compacto, que seria batizado Z2? Então… estava trabalhando, pois segundo a revista britânica CAR, o novo chairman Harald Krüger e o chefe de pesquisa e desenvolvimento da marca, Klaus Froelich, cancelaram o projeto.

A decisão teria sido motivada pela “retração do mercado de esportivos” e também por que cada vez mais os clientes preferem crossovers e SUVs. Outra possível causa para o cancelamento do projeto é a intenção da BMW colocar em produção o Mini Superleggera Vision, embora o sinal verde ainda não tenha sido ligado. O BMW Z2 seria exatamente o que o Mini Superleggera Vision poderá ser: um roadster de tração dianteira baseado na plataforma UKL e embalado pelos motores 1.5 turbo de três cilindros e 2.0 turbo de quatro cilindros.

 

Gran Turismo terá Peugeot 208 T16 Pikes Peak

Peugeot-208-T16-Pikes-Peak-2-638x367

Depois que o Peugeot 208 T16 Pikes Peak bateu recordes em Pikes Peak conduzido por Sebastian Loeb, em 2013, o carro entrou no radar do game Gran Turismo. Pelo menos foi isso que Kazunori Yamauchi disse em uma entrevista durante a apresentação do Peugeot Vision GT. Questionado se o T16 seria incluído no jogo, ele disse um sonoro “sim”. Equipado com motor 3.2 V6 biturbo de 875 cv, o carro pesa exatos 875 cv. Veja o vídeo da subida:

Ao entrar para o GT, o 208 T16 fará parte de um clube seleto que inclui carros como o Suzuki Escudo e o Sport E-Runner, ambos de Monster Tajima. Com o anúncio de patrocínio oficial à prova, o Gran Turismo deve incluir a pista em alguma de suas próximas edições, mais provavelmente o GT7, já que Yamauchi negou, do mesmo modo direto que confirmou o T16, que o carro não seria incluído em updates ao GT6.

Matérias relacionadas

Hipercarros e Aston Martin confirmados em Le Mans, o novo Alpine A110S, o fim dos simuladores nas auto-escolas e mais!

Estas rodas com motores elétricos prometem aumentar a potência e reduzir o consumo – mas será uma boa ideia?

Dalmo Hernandes

500 Abarth e Jeep Cherokee flagrados em testes, como se faz o Koenigsegg One:1, o renascimento da Williams e mais!

Leonardo Contesini