A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Vídeo

Kei to the City: uma viagem para curtir a cultura automotiva Japonesa

Marty e Moog são dois amigos australianos que começaram a gravar vídeos de seus projetos automotivos na garagem de casa e acabaram criando um dos canais mais bacanas do YouTube, o Mighty Car Mods. Nos vídeos, a dupla mostra projetos automotivos da Austrália e outros países como Inglaterra, Japão e Nova Zelândia, e dá dicas e instruções passo a passo sobre preparação e mecânica.

No vídeo mais recente dos caras “Kei to the City” (um trocadilho com Key to the City, “a chave da cidade”) eles foram até o Japão colocar em prática uma espécie de “experiência social” para tentar entender melhor a cultura JDM. Na verdade isso é só um jeito mais formal de dizer que eles foram curtir uma viagem incrível para fazer exatamente o que os gearheads japoneses fazem: comprar um carro, prepará-lo, e curtir a cena automotiva local, ir a encontros noturnos, disputar corridas entre os semáforos e, no fim, participar de um encontro de dorifto.

O primeiro passo foi descolar um carro para chamar de seu, como um Skyline R32, mas com o orçamento apertado da produção independente, eles acabaram comprando por 300 dólares australianos (R$ 630) um kei Daihatsu Mira TR-XX que estava no ferro-velho da loja. Apesar de ser considerado “scrap“, o mini-hatchback estava em condições melhores do que muitos carros vistos a venda por aqui. Além disso, a versão TR-XX usa um motor três-cilindros turbo de 660 cm³ e cerca de 65 cv e tem tração integral. Exatamente o que todo mundo quer em um carro japonês.

FlatOut- 2014-03-02 às 09.02.42

Da revendedora de carros usados, a dupla foi direto à uma das lojas UpGarage, uma rede dedicada apenas a produtos automotivos de todos os tipos — de tapetes a intercoolers usados, passando por rodas de liga leve, coletores e molas esportivas. A loja é basicamente um supermercado onde você compra peças como se estivesse fazendo as compras do mês. Apesar de ser o sonho dos graxeiros, a dupla só levou um jogo de molas para rebaixar seu kei car turbinado e deixar a suspensão mais rígida, algo essencial para fazer drifts.

Agora eles só precisam de um lugar para preparar o carro, e em vez de uma super oficina descolada, eles descobriram um lugar chamado “The 88’s”, especializado em carros de drifting e tocado por sete irmãos. Ali os aussies instalam as novas molas, aumentam o ângulo de câmber negativo, fazem um escape novo e também aprendem que para os japoneses além de potência é preciso ter estilo e descobrem o que é um escape Mickey e Minnie Mouse.

Com o carro pronto eles começam a curtir o cenário da cultura de rua japonesa, e é melhor não darmos spoilers desta parte do vídeo. Mas posso adiantar que, no fim, o Japão tem tudo o que sempre sonhamos: carros divertidos e baratos, peças de todos os tipos e para todos os gostos e necessidades, e lugares de sobra para passar o dia acelerando (ou deslizando) com os amigos sem preocupações. O que poderia ser melhor?

 

Matérias relacionadas

Lamborghini Countach e Miura juntos: o encontro dos esportivos que definiram os supercarros do futuro

Leonardo Contesini

Do Iso Grifo Competizione ao Porsche 356 mais antigo do mundo: a coleção mais incrível que você não conhecia

Dalmo Hernandes

O Circuito de Macau é estreito demais ou será falta de noção dos pilotos?

Dalmo Hernandes