FlatOut!
Image default
Zero a 300

Ladrões driblam sistema keyless em menos de um minuto, novo Mercedes CLS vaza antes do lançamento, Kubica pode ser o substituto de Massa e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Hackers roubam Mercedes “keyless” em menos de 1 minuto

Em agosto de 2015 falamos sobre um sistema desenvolvido por um hacker polonês chamado Samy Kamkar que era capaz de capturar o sinal emitido pelas chaves presenciais, decodificá-los e usar a mesma criptografia para gerar novos códigos válidos. Na época Kamkar declarou que seu único interesse era mostrar aos fabricantes como o sistema pode ser falho (e talvez vender seus serviços para corrigir as brechas), mas agora, dois anos depois, parece que algum hacker mal intencionado descobriu como o negócio funciona e o colocou em prática com o Mercedes de outra pessoa.

O procedimento usou dois receptores: o primeiro foi posicionado dentro da área de alcance da chave, gravou o sinal magnético emitido por ela e transmitiu para o outro receptor posicionado ao lado do carro. Com o sinal emitido por esse segundo receptor, o sistema identificou a presença da chave, liberando o destravamento das portas e a partida do motor. Segundo a polícia de Birmingham, na Inglaterra, onde aconteceu o roubo, esse processo durou menos de um minuto. O crime aconteceu em setembro e até agora o carro não foi localizado e os ladrões não foram capturados.

 

Robert Kubica está perto de voltar à F1 pela Williams

robert-kubica-williams-2017-abu-dhabi-tyre-test_4168491

Depois de fazer seus testes pela Renault — e ver suas chances de voltar à sua última equipe ser eliminada com a contratação de Carlos Sainz Jr. — Robert Kubica agora está perto de assinar com a Williams. Quem diz é o chefe da Mercedes F1, Toto Wolff, ao site Autosport. Segundo o dirigente alemão, na disputa entre Paul Di Resta, Pascal Wehrlein e Robert Kubica, é mais provável que o polonês fique com a vaga.

“Acho que já ficou claro que a prioridade da Williams é Robert. Do meu ponto de vista Robert merece uma chance na Williams, e isso está fora do alcance de Pascal”, disse. “Ainda há uma pequena possibilidade para Wehrlein caso Robert não se saia muito bem, mas ninguém deseja que ele não vá bem.”

skysports-f1-robert-kubica-williams_4168304

Kubica terminou nesta manhã uma bateria de testes pela Williams em Abu Dhabi. Ele completou 100 voltas (quase a distância de dois GP no circuito) com todas a variações de pneus utilizados atualmente. Seu melhor tempo foi 1:41,296, o oitavo dos testes, obtido com pneus supermacios. Segundo a imprensa britânica, os resultados agradaram a Williams.

 

Nissan começa a produção de componentes novos para o Skyline R32

r32_gt-r_high-source

Em abril deste ano a Nissan anunciou que iria produzir componentes de reposição para seus modelos mais icônicos por meio de sua divisão Nismo. Batizado Heritage Parts Program, o serviço pretende fornecer componentes para colecionadores, restauradores e proprietários que desejam manter seus clássicos originais e sempre bem-cuidados. É um programa semelhante ao da Porsche Classic, da Ferrari Classiche e da Lamborghini Polo Storico, porém para esportivos mais mundanos.

Pois a marca japonesa já começou a venda das peças nesta semana. Primeiro o catálogo irá atender apenas o Nissan Skyline GT-R R32, mas ainda irá incluir os modelos R33 e R34, além do 300ZX e 240Z. As primeiras peças apresentadas são o para-choques dianteiro, polias do motor, linhas hidráulicas e emblemas, mas a Nissan já disponibiliza o catálogo completo para o carro, o que significa que você encontrará até buchas da suspensão e conectores. É a salvação para os carros vitimados pela febre tuning pós-Velozes-e-Furiosos do início dos anos 2000, não?

 

Mercedes CLS “vaza” antes da estreia

mercedes-cls-allnew-leak-2

Finja surpresa: as primeiras imagens do Mercedes CLS vazaram na internet antes da estreia do carro, agendada para esta próxima quarta-feira (29). A silhueta permanece praticamente a mesma desde a primeira geração, bem como o formato de guarda-chuva aberto das janelas laterais. A dianteira, como já era esperado, tem algo do AMG GT e ficará mais parecida se a versão AMG ganhar a grade Panamericana. Na traseira a Mercedes aproximou o CLS de seus cupês com um conjunto óptico seguindo a mesma estética das lanternas e face traseira — que dão um ar “triste” à ela.

mercedes-cls-allnew-leak-4

Por dentro, novamente ela é inspirada na Classe E, e traz o painel com tela dupla que se tornará o padrão da Mercedes a partir de 2018. Já o volante é novo, e exclusivo do modelo — ao menos por enquanto — e tem um visual mais esportivo e ao mesmo tempo mais elegante que o da Classe E.

mercedes-cls-allnew-leak-3

Um olhar não muito atento para o cofre do motor poderia achar que o modelo tem um V6 na dianteira, porém o “6 cylinder” escrito na tampa se refere ao novo motor seis-em-linha da marca. A dica está na tampa do bocal do óleo e na própria denominação, pois a Mercedes usa o gráfico V6 quando os cilindros estão assim dispostos.

2019-Mercedees-CLS-Eng

Trata-se do novo motor seis-em-linha da Mercedes, com três litros de deslocamento, dois turbos e, possivelmente, um motor elétrico posicionado entre o motor a combustão e o câmbio. Se este for o modelo AMG CLS 43, a potência deverá ficar na casa dos 400 cv. Mas isso é algo que só iremos descobrir amanhã.

 

Dodge Demon pode ser importado por R$ 850.000

2018 Dodge Challenger SRT Demon

A importadora paulistana Toys For Boys anunciou nesta terça-feira (28) que já está oferecendo o Dodge Demon aos clientes interessados em importá-lo dos EUA. O preço do carro no Brasil fica em torno de R$ 850.000, com pequenas variações devido ao ICMS do estado onde o carro será entregue.

O modelo nos EUA custa US$ 85.000 em sua versão completa, equivalentes a R$ 275.000 em conversão direta, sem frete, mas aumenta significativamente quando somados os demais impostos, taxas e serviços, que incluem desde frete e seguro de transporte até o IOF sobre o pagamento. Ao menos ele poderá ser comprado sem o “super IPI”, que adiciona 30 pontos percentuais sobre os 25 % do IPI para carros a gasolina com deslocamento superior a 2.000 cm³, e será extinto em 31 de dezembro.

 

Matérias relacionadas

RE-Type: este cara colocou um motor Wankel e um chassi tubular em um Jaguar E-Type

Dalmo Hernandes

McLaren F1: a história e todos os detalhes do supercarro que inventou o futuro

Leonardo Contesini

McLaren F1 atinge preço recorde, os Corvettes do Museu, novidades para Ferrari, Dodge e Alfa e mais!

Leonardo Contesini