A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Lamborghini Aventador quebra recorde em Nürburgring, Mercedes apresenta Classe A sedã que virá ao Brasil, Toyota poderá ter novo esportivo compacto e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Lamborghini Aventador é o novo recordista de Nürburgring Nordschleife

Como suspeitamos na segunda-feira, a Lamborghini quebrou o recorde dos carros produzidos em série em Nürburgring Nordschleife. A marca anunciou nesta quinta-feira (26) que o Aventador SVJ, que ainda nem foi lançado, completou os pouco mais de 20.000 metros do traçado Norte em 6:44,97, superando o recorde do 911 GT2 RS em pouco menos de 2,3 segundos.

O recorde havia sido “vazado” pela revista alemã Auto Motor und Sport hoje pela manhã,  junto com detalhes técnicos do carro — que indicam a potência de 770 cv — porém foram removidos minutos após a publicação. Algumas horas mais tarde, a própria Lamborghini divulgou o tempo de volta.

4-lamborghini-aventador-svj-nurburgring-record

Por enquanto a Lamborghini só divulgou um teaser com o tempo de volta, mas promete divulgar o vídeo completo ainda hoje. Por enquanto, tudo o que sabemos sobre a volta é que o modelo usou uma gaiola de proteção (não sabemos se usou fixação rígida ou com buchas) e que os pneus são Pirelli Trofeo R feitos sob medida para o Aventador SVJ. Também sabe-se que ele terá sistema de esterçamento das rodas traseiras e o pacote aerodinâmico ALA, semelhante ao do Huracán Performante, recordista anterior ao Porsche 911 GT2 RS.

Por falar no Huracán, a Lamborghini provavelmente sabe que tem um problema de reputação devido ao recorde anterior e, por isso este novo tempo de volta será questionado pelo público e pela imprensa, então esperamos que ela divulgue o máximo de informações e dados sobre a volta, e tenha um vídeo, preferencialmente, sem nenhum tipo de edição.

 

Mercedes apresenta Classe A Sedan que será vendido no Brasil

Mercedes-Benz A-Klasse Limousine, V 177, 2018 // Mercedes-Benz A

A Mercedes revelou nesta quinta-feira (26) a versão comum do seu novo sedã da Classe A. Anteriormente mostrado apenas na versão longa, criada para o mercado chinês, esta versão com entre-eixos mais curto será oferecida nos demais países, incluindo o Brasil. 

Mercedes-Benz A-Klasse Limousine, V 177, 2018 // Mercedes-Benz A

 

O modelo será posicionado abaixo do CLA e do Classe C, e foi desenvolvido para enfrentar o bem-sucedido Audi A3 Sedan e também o futuro BMW Série 2 Gran Coupé, previsto para 2019. 

Mercedes-Benz A-Klasse Limousine, V 177, 2018 // Mercedes-Benz A

Como a versão hatchback, o novo Classe A sedã terá apenas duas opções de motorização. A versão de entrada A200 usará um 1.3 turbo de 163 cv e 25,5 kgfm enquanto a versão de topo, A220, usará o 2.0 turbo da marca em uma configuração de 190 cv e 30,4 kgfm. Ambos serão equipado com o câmbio de embreagem dupla e sete marchas, mas somente o A220 poderá ser equipado com o sistema 4Matic de tração nas quatro rodas. 

Mercedes-Benz A-Klasse Limousine, V 177, 2018 // Mercedes-Benz A

Por dentro, o Classe A sedã tem o sistema MBUX, com duas telas de 10,25 polegadas, como nos modelos mais caros da marca. Uma das telas substitui o quadro de instrumentos enquanto a outra exibe as informações do sistema multimídia e funções do carro. 

Um fato curioso do Classe A sedã é que ele repetirá uma característica do Classe A original, de 1997. Na ocasião, devido ao fiasco no “teste do alce”, a Mercedes antecipou a migração das tecnologias de segurança do Classe S para o modelo de entrada, como os controles de tração e estabilidade e auxiliar de frenagem de emergência. Agora, o Classe A sedã também irá receber um pacote de tecnologias de segurança do Classe S, como o sistema de permanência na faixa de rolagem, cruise control adaptativo e frenagem automática de emergência. 

Mercedes-Benz A-Klasse Limousine, V 177, 2018 // Mercedes-Benz A

Como o hatchback, futuramente a Mercedes ainda deverá apresentar as versões AMG de seu novo “baby-Benz”, a A35, com o motor 2.0 turbo e cerca de 300 cv, e a A45, com o mesmo 2.0 turbo em uma configuração de 400 cv ou mais, ambas com o sistema 4Matic.

Mercedes-Benz A-Klasse Limousine, V 177, 2018 // Mercedes-Benz A

O modelo será apresentado ao público no Salão de Paris em outubro e deverá vir ao Brasil para o Salão do Automóvel no mês seguinte. A venda por aqui já foi confirmada pela Mercedes, que inicialmente importará o modelo do México, mas não descarta a possibilidade de produzi-lo na fábrica de Iracemápolis/SP.

 

Gol e Voyage agora têm motor 1.6 16v e câmbio automático de seis marchas

volkswagen-gol-e-voyage-at-1532613588220_v2_1024x1

Outra novidade apresentada nesta quinta-feira (26) é que a dupla Gol e Voyage agora passam a ser equipados com o câmbio automático de seis marchas do Polo. Com a nova transmissão a dupla volta a ganhar o motor 1.6 MSI 16 válvulas de 120 cv. Mas só com o câmbio automático. 

Os modelos com câmbio manual continuam usando o antiquado 1.6 de 8 válvulas que, como dissemos por aqui antes, ocupa o vergonhoso posto de motor menos potente do segmento, superado até mesmo pelo 1.4 8v do Onix/Prisma, que produz 106 cv, enquanto Ka/Ka+ e HB20/HB20S já chegam à casa dos 130 cv (o coreano com 128 cv e o Ford com 136 cv).

volkswagen-gol-e-voyage-at-1532613567129_v2_600x337

Para ter o câmbio automático e o motor menos antiquado no Gol é preciso desembolsar R$ 54.580, enquanto o Voyage cobra R$ 60.000. Por estes preços a dupla oferece de série vidros elétricos somente na dianteira, banco do motorista com ajuste de altura, faróis com máscara negra, preparação para sistema de som somente com chicotes, rodas de aço com calotas e suporte para celular.

Os opcionais se dividem em três pacotes. O primeiro é o Urban, de R$ 3.000, composto por faróis de dupla parábola, faróis de neblina, rodas de liga leve, chave canivete com abertura remota do porta-malas, vidros elétricos na traseira, ajuste de altura e profundidade da coluna de direção, ajuste elétrico dos retrovisores, e repetidores de seta nos retrovisores.

volkswagen-gol-e-voyage-at-1532613564578_v2_1024x1

O segundo é o Interatividade Composition Touch, de R$ 2.000, que inclui sistema multimídia com tela de 6,5 polegadas, Apple CarPlay e Android Auto e volante multifuncional. O último, é o pacote Discover Media, de R$ 2.100, com sistema multimídia com tela de 8 polegadas, Apple CarPlay e Android Auto, navegação GPS, e volante multifuncional.

 

McLaren 540C começa a ser vendido no Brasil por R$ 1,55 milhão

2017-mclaren-540c1

A Eurobike, representante da McLaren no Brasil, anunciou nesta quinta-feira (26) a chegada do 540C, modelo de entrada da sua linha Sport Series. Ele será oferecido por R$ 1,55 milhão, preço considerado “competitivo” neste segmento de entrada dos supercarros.

Como todo McLaren atual, ele usa um V8 biturbo, aqui em uma configuração de 3,8 litros com 540 cv (daí seu nome) a 7.500 rpm e 55 kgfm de torque entre 3.500 rpm e 6.500 rpm. O câmbio, como os demais modelos da marca, é uma caixa de embreagem dupla e sete marchas. Com esse conjunto, o 540C é capaz de chegar aos 100 km/h em 3,5 segundos, aos 200 km/h em 10,5 segundos e à máxima de 320 km/h.

 

Toyota poderá ter novo esportivo compacto abaixo do GT 86

toyota-s-fr-racing-concept-2

Você talvez lembre que há algum tempo o presidente da Toyota, Akio Toyoda, disse que gostaria de uma linha de esportivos com três modelos. O GT86 já está ai há cinco anos. O Supra está prestes a ser lançado. Adivinhe só qual o próximo passo?

Foi isso o que deu a entender o engenheiro-chefe da Toyota, Tetsuya Tada, durante uma entrevista coletiva na ocasião da apresentação do protótipo do Supra. Tada lembrou que o presidente gostaria de uma linha composta por “três irmãos” e o Supra é o “irmão maior”. Considerando que o Supra terá uma versão de quatro cilindros com cerca de 60-70 cv a mais que o GT86, o terceiro irmão só poderá ser posicionado abaixo do GT86.

sfr_main

Além disso, você também deve lembrar que a Toyota apresentou um esportivo compacto conceitual no Salão de Tóquio de 2015, o S-FR que, segundo a Toyota, foi pensado para “fazer toda uma nova geração se apaixonar pelo ato de dirigir”. Além do porte compacto, o modelo combinava métodos de construção de baixo peso com layout de motor dianteiro e tração traseira. E mais: o carro tinha quatro lugares, distribuição de peso 50/50, suspensão idependente nas quatro rodas para obter um “desempenho impressionante nas curvas”, e o bom e velho câmbio manual de seis marchas.

d63547f7-toyota-s-fr-concept-1-768x512

Embora não tenha revelado nada além da ideia dos três irmãos, nem mencionado o conceito nos últimos três anos, este terceiro modelo poderá ser uma derivação deste S-FR. Resta saber quando e como a Toyota irá torná-lo realidade.

Matérias relacionadas

Esta é a primeira roda de titânio impressa em 3D – e ela pode revolucionar o aftermarket

Dalmo Hernandes

Ford revela mais sobre o Mustang GT350, um test-drive com a Ferrari California T em Mônaco, dois carros de F1 à venda e mais!

Leonardo Contesini

Golf R400 tem produção confirmada, equipe do ex-Top Gear se reune em Londres, o novo Batmóvel em vídeo e mais!

Leonardo Contesini