A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Vídeo

Lancer Evo enfrenta uma dupla de Subaru STi — qual deles é o melhor?

A décima geração do Lancer Evolution já está por aí desde 2007 e, com o lançamento do Subaru WRX 2015, agora ela pode dizer que conviveu com duas gerações de seu maior rival sem alterações significativas, apenas alguns refinamentos. Mas qual deles é melhor: o renovado Subaru ou o experiente Mitsubishi?

Para tentar responder a esta pergunta, os caras do canal Everyday Driver fizeram o que qualquer entusiasta faria se tivesse a oportunidade: colocou o Evo para enfrentar dois STi — um hatchback da geração passada e um sedã 2015, com rodas douradas e tudo — nas longas e desertas estradas dos EUA.

evosti (1)

A Mitsubishi confia tanto na receita do Evo que ele é virtualmente  mesmo há sete anos. Os ingredientes são o motor de quatro cilindros e dois litros, 295 cv a 6.500 rpm e 41,5 mkgf de torque a 4.400 rpm, acoplado ao câmbio manual de cinco marchas e tração integral — tudo igual a 2007, com exceção de alguns detalhes estéticos.

A estratégia da Subaru foi um pouco diferente. O WRX STi 2015 é baseado no novo Impreza, que ficou maior e mais refinado, com acabamento mais caprichado, materiais melhores e um visual mais maduro — e exclusivo da versão. Pela primeira vez o WRX é considerado um modelo à parte da linha Impreza. Sistemas de suspensão e eletrônico foram revisados, o interior deu um salto gigantesco em qualidade e a nova plataforma deu origem a um carro maior e com posição de dirigir mais elevada.

evosti (2)

Por outro lado, o motor é praticamente o mesmo: um boxer de 2,5 litros turbinado de 310 cv a 6.000 rpm e 40 mkgf de torque a 4.000 rpm — 10 cv a mais do que a geração anterior graças a um reajuste na ECU, que também aumentou o limite de rotações do motor para 7.100 rpm, porém diminuiu o torque em 1,7 mkgf.

Por falar na geração anterior, o STI antigo é o terceiro elemento deste comparativo e sua presença permite que se responda à pergunta: quem acertou, a Mitsubishi ao manter o Evo X quase inalterado por tanto tempo ou a Subaru, ao criar um novo carro e manter a mesma mecânica?

evosti (3)

Os caras que tentam responder a esta pergunta são os apresentadores do Everyday Driver: Todd Deeken (o cara de cabelo comprido) e Paul Schmucker. Eles dirigem os três pelas rodovias da Califórnia, alternando trechos de longas retas com passagens estreitas e sinuosas com um ar quase europeu — o cenário perfeito para avaliar todos os aspectos de um carro.

A impressão geral é que os três carros se equilibram muito bem. O Mitsubishi Evo é notável por seu acerto de suspensão mais voltado ao desempenho, com menos curso e mais rigidez se comparado aos Impreza, enquanto seu motor se mostra mais elástico.

Os apresentadores também concordam que os bancos Recaro são melhores, e o interior, embora não seja espetacular, é bastante agradável e bem acabado. O Lancer também passa a sensação de ser mais leve e transmite mais agilidade — as respostas rápidas do acelerador e a comunicatividade da direção são os grandes responsáveis.

Já o Impreza ganhou uma nova plataforma e controle eletrônico de diferencial mais refinados, ao mesmo tempo em que a suspensão ficou mais rígida, garantindo mais estabilidade e menos rolagem da carroceria, contudo sem comprometer o conforto.

O interior tem visual muito mais agradável e o acabamento, significativamente superior. A ergonomia permanece impecável, mas a posição de dirigir é mais elevada e, por isto, a sensação de conexão com a estrada é menor. Nisto, o WRX STi anterior é mais parecido com o Evo — você se senta mais perto do chão, e o carro parece ser o mais leve dos três.

No fim ambos discordam — Todd prefere o Evo por sentir que ele é o que fica mais à vontade se levado ao limite, e o que mais convida a fazê-lo. Paul diz que o STi 2015 é o carro para ele — mais refinado, mais versátil e, para ele, melhor acertado que o Evo. E ambos concordam que o STi da geração passada vai deixar saudades por ser o último hatchback, e que apesar de ser mais antigo, ainda é competitivo contra o Evo e contra seu sucessor.

Da nossa parte, fica a nostalgia antecipada por saber que, em um futuro próximo, o Subaru WRX STi reinará sozinho até segunda ordem. E você, qual dos três prefere?

 

Matérias relacionadas

Alfa Romeo 155: o modo italiano de fazer sedãs esportivos

Renato Bellote

“Prost vs. Senna”: relembrando a rivalidade épica em uma corrida de hot hatches

Dalmo Hernandes

A emocionante história do rapaz que prometeu – e conseguiu – um Bel-Air 57 para o pai em seu aniversário de 57 anos

Dalmo Hernandes