Lancia Thema 8.32 — uma “Ferrari” de quatro portas

Dalmo Hernandes 13 fevereiro, 2014 135
Lancia Thema 8.32 — uma “Ferrari” de quatro portas

O conceito de sleeper (ou Q-car, se você for britânico) já está mais do que enraizado no imaginário dos entusiastas automotivos. Trata-se daquele carro que traz um visual mundano por fora, com detalhes que só para os mais atentos podem significar que aquele modelo tem uma pimenta a mais no motor. Os mais fascinantes são os sleepers de fábrica. De vez em quando os fabricantes preferem seguir por um caminho mais discreto e fazer um sedã de quatro portas que pode encarar veículos declaradamente esportivos sem perder a elegância e discrição. Um dos mais impressionantes foi o Lancia Thema 8.32, um sedã primo do Fiat Croma, com um V8 da Ferrari.

Se a Fiat no Brasil dos anos 80 ainda era uma fábrica de carros pequenos – situação que só foi mudar em 1991, com a chegada do Tempra -, na Europa a empresa de Turim tinha um portifólio de modelos bem maior, com opções de todos os tamanhos. Na época, o maior carro da marca era o Croma, introduzido em 1985.

a8c5eddd956b4c88a371f08b02a545e9-600x450

Era um carro curioso. Tinha formato de sedã, porém sua tampa traseira incorporava também o vigia traseiro, fazendo dele tecnicamente um hatchback (ou mais especificamente um liftback). Imagine um dos nossos primeiros Escorts, mas com a traseira ainda mais “espichada”. O Croma era a versão da Fiat para a plataforma Tipo Quattro (que não tinha nada a ver com o quattro da Audi, pois tinha tração dianteira), um projeto em conjunto com a Saab e que deu origem a quatro modelos: o Saab 9000, o Alfa Romeo 164, o próprio Croma e o Lancia Thema.

Enquanto Saab e Fiat eram liftbacks, o Alfa e o Lancia eram sedãs de verdade, e ocupavam uma posição mais luxuosa comparados aos outros. O Thema também possuía uma versão wagon.

O Thema era bastante leve para seu tamanho. Com 4,59 metros de comprimento e um generoso entre-eixos de 2,66 metros (o mesmo dos outros três irmãos), o sedã pesava de 1.150 a 1.300 kg dependendo do motor. No começo eram quatro: um quatro-cilindros de 2,0 litros, 8v e 120 cv; esse mesmo motor, mas com turbocompressor para gerar 166 cv; o PRV (Peugeot, Renault e Volvo) V6 de 2,8L e 150cv; e um quatro-em-linha turbodiesel de 2,4L e 101 cv. Instalados em posição transversal e acoplados a uma transmissão manual de cinco marchas (ou automática de três em algums versões), o Thema e seus irmãos eram bastante modernos para a época.

Por dentro do Lancia, confortáveis e espaçosos bancos de couro e raiz de nogueira no painel e nas portas, ao melhor estilo italiano. Mas mesmo com tantas qualidades, o sedã produzido de 1985 a 1995 passou quase despercebido por seus onze anos de vida. Uma versão, porém, pode até justificar sua passagem pelo mundo: o Thema 8.32.

5179324603_63817bb87f_b-600x398

Em 1986 o europeu estava muito bem servido quando o assunto era supersedã: a Alemanha oferecia o BMW M5 E28 e o Mercedes 560SEL. O Bentley Mulsanne Turbo era inglês, e o Ford Sierra Sapphire Cosworth se dizia inglês, mas vinha da Bélgica. Mas o que te levaria a trocar a “ultimate driving machine” bávara ou o outro alemão por um italiano todo quadrado? A resposta é simples: nenhum deles tinha um V8 Ferrari debaixo do capô.

LHA160-Thema-8.32-2.-Serie-1988-1992

Está certo que o V8, similar ao da Ferrari 308, era na verdade montado pela Ducati. Mas ainda era projetado pela Ferrari, e ao abrir-se o capô notava-se a inscrição “LANCIA by Ferrari” na tampa de válvulas. O 8.32 do nome aludia ao número de cilindros e de válvulas.

O motor, de 2,9 litros era basicamente o mesmo da 308,  com algumas adaptações para tornar o seu fucionamento mais suave e gradual, como alterações no diâmetro dos cilindros e curso dos pistões, além de válvulas de maior diâmetro e ignição remapeada. E, talvez a mais importante das mudanças, um virabrequim cruzado no lugar do plano, que equipava a Ferrari, para reduzir as vibrações. Isso deu resultado: segundo o teste feito em junho daquele ano pela Autocar britânica, mesmo ao atingir os 6.75o rpm onde aparecia a potência máxima de 215 cv (na Ferrari a potência era maior, 240 cv), o carro parecia estar a apenas 2.000 rpm. E até os 7.500 rpm, o limite de giro, o V8 mal se fazia sentir. O tempo de 0-96 km/h era de 6,8 segundos, meio segundo atrás do M5 de 1988.

5747548825_151556f1b8_b-600x401

Outras qualidades, porém, cativavam no 8.32, mesmo possuindo apenas tração dianteira. Sua estabilidade era irrepreensível, e a suspensão com amortecedores eletrônicos fornecia dois modos: “comfort” e “sport”. O Thema 8.32 não era um carro de curvas lentas, onde a carroceria rolava um pouco mais do que o desejável, pois o rodar ainda era macio demais. Em trajetos mais rápidos, no entanto, ele se saía melhor, e graças ao chassi bem firme e aos pneus originais Goodyear Eagle 205/55 R15 (inimagináveis em um sedã de alto desempenho nos dias de hoje, mas ideais para a época), não era fácil fazê-lo desgarrar do seu trajeto.

De qualquer forma, a casa preferida do Lancia era mesmo o asfalto livre para longas viagens. Como grand tourer o 8.32 brilhava, o V8 suave rosnava grave e uniforme e você realmente se sentia em uma Ferrari de quatro portas.

Por dentro, couro da melhor qualidade da grife Poltrona Frau em profusão e madeira nobre no painel, além de instrumentação mais do que completa. Era um carro bastante espaçoso e, diferente da Ferrari que lhe cedeu o motor, levava cinco pessoas. Podia se passar por um Thema comum, não fossem a grade e para-choque dianteiro levemente redesenhados, um discreto aerofólio retrátil atrás, que podia ser escondido ao toque de um botão, e o pequeno emblema “8.32″ amarelo ao lado do nome Thema. Os 29 kgfm de torque a 4500 rpm confirmavam sua vocação para pegar a estrada, onde era mais fácil atingir a velocidade máxima de 240 km/h.

LHA160-Thema-8.32-2.-Serie-1988-1992B-600x414

Logo no ano seguinte, todas as versões do Lancia Thema receberam catalisadores, causando uma queda geral na potência. O 8.32 agora passava a produzir 205 cv, acompanhou a reestilização da linha em 1989 e assim permaneceu até 1992, quando deixou de ser produzido. Em seu lugar, no que talvez possamos considerar um exemplo de downsizing, entrou a versão de quatro cilindros, 2,0 litros e 16V com turbocompressor, que também entregava 205 cv, mas era mais econômico e até mais rápido em linha reta.

lancia_thema_2_0_ie_16v_turbo_large_23519-600x414

Na época de seu lançamento, o Lancia Thema 8.32 custava em média 40 mil libras (algo em torno de 140 mil libras em valores atuais). Não foi um sucesso de vendas, com apenas 9 unidades vendidas oficialmente no Reino Unido. Em sua terra natal, sua produção limitada de 2370 unidades entre 1986 e 1988 e mais 1989 e 1992 faz dele um carro bastante raro. Destes, existiram 64 carros numerados (32 antes e 32 depois do facelift), todos na cor Rosso Corsa, o famoso “vermelho Ferrari”. Reza a lenda que foi feito um 8.32 perua para o então presidente da Fiat Gianni Agnelli.

lancia_thema_8.32_3-600x342

Caso quisesse um de verdade, você era convidado a ir até a fábrica em San Paolo, conversar com os engenheiros, ver o carro ser montado e ainda acompanhar o piloto de testes na primeira volta antes da entrega. Não está escrito em lugar algum que os alemães ou ingleses não faziam o mesmo, mas esse conceito caiu como uma luva aos italianos. Talvez quem comprasse um Thema V8 tivesse opções mais racionais, baratas e provavelmente mais rápidas na concorrência. O BMW M5 tinha um seis-em-linha de 286 cv, tração traseira e ainda era mais barato. Talvez fosse um carro melhor, mas hoje certamente gera menos surpresa.

4806056911_e3d99f51bf_b-600x400

No ano passado foi anunciada a volta do Lancia Thema. Trata-se, no entanto, de um Chrysler 300C com emblemas Lancia. É um sedã de tração traseira baseado na plataforma LX da Chrysler – a mesma do Dodge Charger – com um V8 HEMI debaixo do capô. Não é um carro ruim, mas está longe de ter a alma de um italiano de verdade.

Ferrari e Lancia, quase sempre uma parceria de sucesso

É curioso pensar que a existência desse carro só foi possível graças a um acontecimento bastante triste. Em 1955, o piloto principal da equipe de automobilismo da Lancia, Alberto Ascari, sofreu um acidente fatal enquanto testava a Ferrari 750 Monza no circuito de Monaco. Na então chamada Curva di Valoni, Ascari perdeu o controle do carro, que capotou várias vezes. O piloto foi jogado para fora do carro e, protegido apenas por um capacete, sofreu vários ferimentos e morreu no local.

Comovido com o acontecimento, o então presidente da companhia Gianne Lancia doou todos os carros de competição e seus motores de oito cilindros à Scuderia Ferrari, dando início a uma das parcerias mais interessantes da história do automóvel.

LHA084-Stratos-1973-1974-e1336672470825

Em 1956 Juan Manuel Fangio vencia seu quarto campeonato de Fórmula 1 pilotando um D50 fornecido pela Lancia. Nos anos 70, a Lancia venceu o WRC três vezes graças a um Stratos com motor 2,4 emprestado da Ferrari Dino. A terceira parceria foi o Lancia Thema 8.32.

  • Muryllo

    A 1° Foto lembra o Fiat Tempra!

    • André#

      acho que já vi Tempra com as rodas da 1° foto

      • Alex Portugal

        tenho certeza que viu kkk era roda original dele por aqui

        • KzR

          Belas rodas por sinal!

        • Lucas Oliveira

          tempra é 4 furos, e essa roda ai nunca veio pro BR não, esa ai lembra a do sedici..

          • Alex Portugal

            o desenho é exatamente o mesmo, só a furação que muda.

          • Lucas Oliveira

            do tempra tem a HLX que é no maximo parecida..

          • Alex Portugal

            dei uma pesquisada e confundi mesmo, a do Tempra nacional tinha o mesmo desenho, porém eram 4 raios penas e não 5.

            devo ter misturado na minha mente essa que postou com a de 4 raios.

          • Marcelo Henrique

            Tempra Turbo: Aro 14″, tala 5,5″, furação 4×98 e ET de 38mm.
            E por curiosidade, as rodas do Uno Turbo era idênticas, mas o ET era de 30mm.
            Agora as dos Tempra Turbo Stile não sei.

    • GSB
      • KzR

        Esse é o ápice dos Fiats Quadrados! Mais bonito na configuração coupé-sedan 2 portas.

      • Sinceramente, o Tempra quatro portas nunca me atraiu. Mas, meu amigo, essas duas portas inverteram minha mente! Ô, coisa linda!

        • Lucas Oliveira

          eu tenho um 4 portas mas realmente aquela linha do vidro da porta que vai até o vidro lateal traseiro e sobe pra mala é quase imoral hehe

      • AlceuF

        Eu tinha um igualzinho em 1995.

      • Marcelo Henrique

        E o motor 2.0 8v Turbo ACT também equipou o Thema :)

    • Lucas Timm

      O Tempra até onde eu sei era um meio termo ao (feio demais) Regata e o (luxuoso demais) Croma.

      • ltd76

        Não, o Tempra substituiu o Regatta como modelo médio da Fiat, abaixo do Croma.

    • Sergio

      Com certeza parentes bem próximos, tive um Tempra um dos melhores carros que já tive.

    • Allan Guimaraes

      Afinal, o Uno ditou as regras de estilo da Fiat desde 1983… Todos são meio parecidos (+ Croma, Tipo, Tempra, etc.)

    • KzR

      Não é a toa que é bonito, rsrsrs
      Esses italianos quadrados tem um charme que só deles. Mama mia!

  • os2spec

    Fiat Prêmio dos Europeus!

    Abraço!

  • Ubiratã Muniz Silva

    Canhão italiano. Detalhe: a lanterna traseira é praticamente igual à do nosso Fiat Duna/Premio.

    • Allan Guimaraes

      Do Omega também… E se buscar tinha mais modelos que usavam esse desenho.

      • Ubiratã Muniz Silva

        a do Omega (IMHO) é bem diferente, só segue o layout das luzes.

        Essa é praticamente idêntica à do Premio/Duna, se bobear até os encaixes são iguais. Peças originais da Fiat na época vinham com a inscrição “Fiat/Lancia” na caixa.Não duvido nada que esse componente em particular fosse compartilhado entre os modelos. (na verdade a Fiat deve ter aproveitado a lanterna do Lancia no Premio brasileiro, já que o Premio é posterior).

        Lembre-se que os últimos Mareas vinham com lanternas do Lancia Lybra.

        • ltd76

          Bem diferente da lanterna do Prêmio. Neste, o corte junto a tampa do porta-malas é reto, enquanto que no Lancia é inclinado. Sem contar na diferença de tamanho entre os modelos. Nada a ver.
          Ter o nome Fiat/lancia estampado significa o mesmo do Vw/audi. Ou seja, nada

  • Fórmula Finesse

    Imagino as lixadas de pneus nas saídas de curva….Tempra Stile ao quadrado!

  • The_Pilot

    mentira !! se não pega fogo não é ferrari .gostei do carrinho .é bem desenhado, tem um belo motor mas , foi um pouco afuscado ( a maioria dos gearheads não o conhece ) pela própria ferrari . é como boa parte dos carros da maserati hoje em dia .
    cheguei a sonhar com um tempra ”from hell” lendo o post .

  • Alex Portugal

    pensa em alguém que se apaixonou por esse carro

  • ubiratã

    qual é essa Curva di Valoni? Qual o nome atual dela? O circuito é monaco mesmo ou estamos falando de monza e ela é a atual Ascari?

  • Jwoll

    E eu sonhando com um 1.4 T ou um fivetech, agora sonhando com um V8 by ferrari no uninho hahahahahah!

  • Yelssek

    Que lindão hein? Não conhecia…valeu FlatOut!

  • André#

    A 2° foto parece um uno 84

  • Rapha

    O 8.32 Wagon realmente existe O.o

  • Rapha

    O 8.32 Wagon realmente existe O.o

    • Rapha

      Mais fotos…

      • GabrielM

        esse carro ta virgem!!! ou voltaram a km…mais uma perua pra lista das peruas mais fodas de todas…adorei.

    • Rapha

      Mais fotos dela…

    • Rapha

      • Raphael Medeiros

        Salvem as peruas!

    • Rapha

      ….

    • Leonardo Brito

      Parece a lanterna traseira do Prêmio.

  • gndm

    falando em ferrari de 4 portas me lembrei da ferrari pinin
    http://www.car-revs-daily.com/wp-content/uploads/2013/12/Most-Copied-4-Door-Never-Made-1980-Ferrari-Pinin-Concept-31.jpg
    uma pena não ter entrar em produção

  • Raphael

    Muito interessante.

    Aliás, falando em Lancia, vale à pena um artigo falando sobre os Lancia Delta S4 de rally, que usavam um motor de Tempra + Compressor Volumétrico + Turbocompressor. Um acerto poderoso e difícil, que rendeu várias vitórias.

    A titulo de curiosidade:

    “Com um
    bloco de 1.8 c.c., duplo comando e 16 válvulas, a Abarth dotou-o de um
    turbo de alta pressão e de um compressor volumétrico, para minimizar os
    efeitos de ‘lag’ do turbo a rotações mais baixas, contribuindo assim,
    para uma constante e elevada potência, cujos registros foram desde os
    ‘humildes’ 420/50 cv nas primeiras unidades, até descomunais 612 cv de potência, quando este atingia já o seu mais elevado desenvolvimento, em 1986. […]”

    Mais em:

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Lancia_Delta_S4

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Lancia_delta

    http://it.wikipedia.org/wiki/Motore_bialbero_FIAT

    Apesar de mal falado no Brasil, na Itália o motor do Tempra (Bialbero Lampredi, como é conhecido) fez muito sucesso e equipou vários carros Fiat, Lancia e Alfa Romeo (neste caso com cabeçote aperfeiçoado), inclusive modelos esportivos e de competição.

  • WillSHO

    Aproveitando o post, belo post por sinal, seria uma boa fazer um post sobre os melhores carros para se colocar um V8.

  • HighwayStar_84

    A Lancia de hoje não é nem a sombra do que já foi…até os anos 90 a Lancia fazia muitos carros foda!!! Quando eu era criança não era difícil alguém mencionando ‘Lancia’ como uma marca de carros esportivos…eu até pensava nisso também! Mas hoje em dia só tem carro comum, exceto o Flavia que é um conversível interessante…mas sem motor estupendo…

    O Thema atual não tem Hemi coisa nenhuma…ele tem um V6, quem dera se tivesse um V8, daí ficaria mais decente!!!

    • XRS250

      Olha poderia ter um V8 mas a gasolina para lá de cara da Europa, eu acho que inviabiliza o V8 , mas já que a Lancia tem que competir MB ou BMW poderiam oferecer o V8 mesmo assim.

  • Marcos Amorim

    Estranho que sempre pensei que V8 de virabrequim plano vibrassem menos que os modelos de virabrequim cruzado.

  • Leonardo Brito

    Ouvi falar muto desse carro na minha infância/adolescência.

    Detalhe para o interior… não deve nada pra muito carro atual e até supera alguns em termos de requinte e sofisticação (claro, isso sem aquele celular que parece o sapatofone do Agente 86).

    • AstolphoGM6

      Eu dispensava a madeira hein… todo preto ficaria mais bonito…

      • Leonardo Brito

        Eu não sou nem um pouco fã de madeira mas no caso dessa Thema eu abro uma exceção.

        Mas, realmente, preto ia ficar muito bonito.

        • AstolphoGM6

          Só curto acabamento em madeira em carros antigos mesmo, tipo 70’s pra traz… Esse Thema ficaria lindo todo preto, mas também não dispensava um carro desses por esse detalhe kkkk

      • Allan Guimaraes

        Vou de caramelo (odeio o nome popular, mas enfim…)

        • AstolphoGM6

          CarmÉlo… Biscooooito… Chocolaaaate!!! hauahua malz ae, lembrei do Twix! =P

          • KzR

            Novo termo: interior Twix! hehehehee

          • AstolphoGM6

            hauhaua Pods crer, não tinha pensado nisso!! e quando vem assim, Couro Preto com madeira clara, cai como uma Luva! kkkkkk

          • KzR

            Se tiver couro claro e madeira escura, vai ser Twix branco? kkkkk

          • AstolphoGM6

            De repente… vai q a moda pega, e agente cria um novo sabor do chocolate? kkkkkkkkkk

          • KzR

            Seria bom… a gente inventa, a empresa paga os royalties e a gente pode começar a encher nossas garagens de carros legais… por mim tá valendo! kkkkkkkkkkkk

          • AstolphoGM6

            Desenho até um Twizão na lateral do carro de corrida (pq com a grana eu com certeza terei um… ou mais hehehe) pra fazer propaganda, pode ser gratuita mesmo! kkk

    • KzR

      Cara, eu não dispensaria o telefone. É um charme a mais de uma época nostálgica. Algumas BMW 90’s trazem isso e acho show. A madeira, quando bem aplicada, cai bem tanto num antigo, quanto num moderno.

      Um bom exemplo é a Alfa 156 (que nem é antiga, nem nova).

      • Angelo Miglioranza

        Meu Taurus 92 tem celular tambem, as vezes o celular chama mais atenção que o carro hehe

  • Welington Leal

    Os italianos não gostavam de curva nos carros no anos 80

    Parece um Prêmio fermentado!

    • Allan Guimaraes

      É o mesmo que pegar um Fusion 2014 e dizer que parece um Fiesta Sedan fermentado…

  • VanKindenser

    As linhas da carroceria me lembram muito a Alfa 164. Não gosto de Ferrari, mais a ideia de ter um sedã quadradão, com um V8 italiano, e que muita gente não conhece me fez babar…

    • Allan Guimaraes

      Que como a reportagem disse, era irmão do Thema (bastardo, mas era).

      • ltd76

        Bastardo nada, eram consanguíneos. Basicamente o mesmo carro, com carrocerias diferentes.

  • Lucas Timm

    Logo abaixo da bateria — é uma bomba injetora? o_O’

    • Marcos Amorim

      Eu acho que é o módulo do ABS, mas de qualquer forma a injeção dele parece ser quase mecânica, como uma CIS, a julgar pelas linhas com os bicos no coletor de admissão.

  • AstolphoGM6

    Lindo Carro! Havia conhecido no finado Jalop… só não tinha me atentado a versão 2.0 16v Turbo… não da pra dizer qual dos dois é mais interessante! kkkk

    Só sei de uma coisa… deu uma vontade de comprar um Alfa Romeu 164 kkkkkkkk Agente sonha com o que dá né…

    • KzR

      Ah… kkkkkkkkk bateu o coração pelo cuore de 3 litros e 24v? Bem vindo ao clube! rsrsrs

      A 164 é muito ruim de mercado. Tanto que você pode achar uma muito boa por um preço bom ou um preço absurdo. E como de praxe, as Super manuais estão raras. Há muitas 164 V6 12v, mas tem alguma coisa que não me deixa escolher uma delas em face de uma Super 24v – sonho depois da Bimmer! =D

      • AstolphoGM6

        Sempre tive uma queda pelo Cuore, até pq… #gostodecarros hehehehe

        A 164 Super me apaixonou completamento quando a vi pela primeira vez, era adolescente e vi uma Preta LINDA estacionada perto de casa… e estava a venda!! kkk

        Quando conheci melhor o carro, me apaixonei pelo estilo, e o som do V6 24v, mas detestei o fato de se FWD… na minha cabeça Juvenil, um carro desse porte, com esse motor, tem que ser RWD… Ainda acho q seria melhor se fosse assim, ou AWD, mas já tem um tempo q estou “quebrando meus tabus” sobre carros FWD….

        Já vi várias a venda por preço bom, raramente a Super, mas sou Bundão pra importados… sei q se dar uma merdinha qualquer, já era, o carro ia virar Sucata na minha mão proletária… =/

        • KzR

          Eu admito: só comecei a olhar direito para a 164 depois dos posts de compras do Jalopnik. Aí fui caçando algumas matérias sobre ela no próprio Jalop. Depois veio a matéria do Bellote e… pqp! Apaixonei-me pelo V6 dela, o da Super.

          Ainda bem que não vi nenhuma a venda, senão estaria aqui roendo…kkkkkkkk

          No começo também torcia o nariz pelo fato de ser FWD. Mas deixei isso para lá e comecei a quebrar esse TABU. Tanto que no Duelo 164 vs Omega (Absoluto), eu votei… na 164.

          Eu já namorei várias na internet (Webmotors e Mercado Livre). Fico até imaginando como seria ter uma. Penso muito nas dificuldades de se ter uma. Mas se eu tivesse uma, faria todo o esforço para cuidar bem dela, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          Só que como eu contei ao Yelssek, a minha prioridade máxima é a E36 Seis Cilindros (325i/328i/M3). Depois é que vem as Alfas, hahahahaha

          • AstolphoGM6

            Aprendi Bastante sobre ela no Jalop também!!

            Esses tabus acho q já quebrei viu… mas to com tigo, se for pra ter um Importado p brincar de vez em quando, as BMW’s E36 vem em primeiro lugar… e eu incluiria a 323Ti Commpact, e a 323i Tourinho nessa lista ai! kkkkkk

          • KzR

            As bimmers estão no Top! Já defini por lei e não pode ser revogada! rsrsrsrs

            A Compact entraria em segundo plano, porque se fosse pegar uma, pegaria uma 4 cilindros e faria um projeto Flat Out nela (corrida ou track-day). Será que este L4 consegue rugir que nem o do M3 E30? uahshuahuahuhua

          • AstolphoGM6

            hauhauaah Amém!! =P

            Aah cara, eu piro na 323Ti 6cil. Todo o poder do conjunto da 325i, num carro menor e mais leve!!

            O 4cil não deve urrar tão bonito quanto a M3 não, mas tenho certeza q o 6cil da pra passar um pano! kkk

          • KzR

            Cara, fico meio estranho com a 323Ti. Tem quase tudo que a 325 tem e é menor e mais leve, mas será que vira uma âncora na frente? A BMW fez o 130i com seis cilindros (outra maravilha) e é um hatch com boa distribuição de peso. Acho que não pisaram na bola com o 323Ti. Mas até confirmar, deixo as Compact com o 4cil mesmo, rsrs.

            Tarei nesse vídeo!!! É só um rolê tranquilo com umas boas subidas de giro, mas me fez devanear como seria rodar com a e36 6 canecos. Olha como as trocas são feitas com suavidade, evidenciando outro bom atributo do carro, o câmbio. Ahhhh… huummm… sweat dreams!

            https://www.youtube.com/watch?v=5U9WEInLnU4

          • AstolphoGM6

            É verdade, não sei se a distribuição de peso da 323Ti é boa o suficiente p não gerar esse efeito… mas uma coisa é certa, eu pegava uma mesmo assim!! hauaha

            Vou ver o vídeo depois, no trampo não abre! ¬¬

    • Marcelo Henrique

      Rapaz, de vez em quando eu penso em comprar um V6 destes.

      • AstolphoGM6

        Eu sempre Penso!! um Super 24v manual… Mas minha Bunda Molice fala mais alto! hauahua

        • Diego Louro

          Um 24V que usa embreagem do Marea Turbo… Um desses com um bom retrabalho no cabeçote,escape e remapeamento da injeção deve ficar interessante…

  • gigio morengue

    um Premio com motor de Ferrari!!!! XD

  • lightness RS

    Que carro com a frente linda,pqp

    O motor só se torna a cereja do bolo

  • Vitor Silva Marques

    Que painel lindo cara

  • InDougWeTrost

    Alguma coisa nesse Lancia me fez lembrar do Lotus Carlton…

    • Fernando.S.Costa

      As lanternas traseiras!

  • AlexandreZamariolli

    Lá pelos idos de 1998 ou 1999, tive oportunidade de ver um 8.32 circulando pelo Jardim Europa, em São Paulo.

  • XRS250

    Esse Lancia com motor de projeto Ferrari deve estar valendo uma fortuna hoje. mas convenhamos esse carro é quase uma Ferrari sem as inconveniências de uma Ferrari.

  • Allan Guimaraes

    Só duvido que o bicho fosse estável. Se era leve, colocar um pesado V8 na dianteira devia sobrecarregar bastante a frente do carro…

  • rmb1607

    E esse carro tinha uma coisa raríssima : um V8 montado na transversal !!!! Alguém se lembra de algum outro carro com V8 na transversal ?

    • Marcelo Henrique

      No mercado americano existiu a plataforma W da GM que era para carros de tração dianteira e motor V8 (LS4).
      Impala SS, Monte Carlo SS, Pontiat Grand Prix GXP, Buick LaCrosse Super.

  • Michael Lunardo

    Aqui fala mais sobre carros da Lancia, inclusive Stratus com motor Ferrari

    http://topgearbr.wordpress.com/?s=lancia

  • velho do alabama

    Premio misturado com Tempra, curti hein

  • Arts_Maverick

    Não me lembrava mais desta incrível máquina! Lembro que li sobre ela na época e fiquei imaginando o quanto deveria ser interessante!
    Obrigado por resgatar esta memória! E o melhor é que agora pude ouvir o ronco que sempre fiquei imaginando como seria…
    Valeu!
    E as fotos da versão perua me deixaram babando muito!

  • Brazooka

    Me lembro de uma reportagem da 4R do meio pro final da década de 80, falando do Lancia Thema. Interior impecável, e o exterior, parecia um Fiat Prêmio… mas como todo aquele desempenho? Eu olhava os dados e não acreditava. Foi um dos motivos que me induziu a “olhar por baixo da carroceria” e entender que “não é porque parece veloz, que é veloz. Não é porque parece lento, que é carro lento” (ali começou o conceito de “sleeper”, pra mim, sem nem conhecer o termo).

  • MadSubaru

    Essas saídas de ar no painel, me são familiares até demais… Uno, é você?

  • Leonardomax01

    Lembro que “conheci” este belo carro lendo as materias do BCWS !!

  • Dieki

    Com um V8 desse berrando na minha orelha… Não teria Übersedã que me convencesse!

  • Akinaga
  • WillShaks

    Achei que tinham encontrado um à venda aqui no Brasil… HEHE! :/

  • Elder Júnio

    Esses executivos de alto escalão da FIAT gostam mesmo de uma perua… Já ví umas duas vezes uma FIAT Croma rodando aqui em BH, deve ser quase única no Brasil… Apesar de ser fabricada pelos ”hermanos”…

    • ltd76

      O Croma nunca foi fabricado na Argentina. Nem o modelo original, nem o modelo mais novo feito sobre a plataforma GM. O Regata sim foi feito na argentina.

      • Elder Júnio

        Soooo….. Valeu…

  • WagnerSCS

    Agora fiquei imaginando aqui um Tempra com esse V8 Ferrari… Como ele ronca bonito com o vira com plano cruzado!
    Acham heresia demais?

  • Carlo Manfredini

    Um ronco, um orgasmo… Sem mais.

  • Fernando Bueno

    Tem uma dessas no Brasil!! Não sei onde está, mas já vi na oficina de um amigo, fazendo reparos na pintura.

  • Saulo

    Se vc olhar muito tempo pro carro, vai acabar vendo um Fiat Premio

  • EpsilonEuskadi

    Obra de arte sobre rodas. Um autêntico lobo em pele de cordeiro.

  • Paulo Henrique Alves

    Thema hoje, apesar de ser um 300c…

    Imagina se tivesse o motor dos Hellcats(ou de uma ferrari tbm… vai que, né)

    http://s1.cdn.autoevolution.com/images/news/2011-lancia-thema-first-photo-released-31175_1.jpg

  • DeenisV12

    Como ficou com um som similar o da Ferrari MSM tendo virabrequim cruzado no lugar do plano? Achava que ia ficar igual o ronco de muscle car deste jeito

  • Pedro Afonso Belatto

    e basicamente um tempra com um motor de ferrari

    • Leiner Vitor

      Pegou pesado, esse é muito maior…

  • Leonardomax01

    Belo post “reciclado”do jalopnik!!!

  • Leiner Vitor

    Cara eu queria ter uma coleção de lancia’s, eles não fizeram os carros mais bem sucedidos do mundo, mas certamente fizeram os mais legais.

    Delta
    Thema
    Stratus
    037
    Monte Carlo
    Ypsilon
    Beta

    Da vontade de colecionar todos!