A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Lei quer identificação de motoristas iniciantes no carro, Aventador SVJ pode ter feito 6:54 em Nürburgring, projeto de lei para iluminar faixas de pedestres e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Projeto de lei quer identificação de motorista iniciante no carro

motorista-iniciante-adesivo

Um projeto de lei em tramitação na Câmara dos Deputados planeja tornar obrigatória a identificação de carros conduzidos por motoristas iniciantes, ainda habilitados com a Permissão para Dirigir (a habilitação provisória). A medida é adotada em vários países como Inglaterra, Japão, Austrália, Espanha e Portugal.

O projeto foi aprovado pela Comissão de Viação e Transportes na semana passada, e será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC). Caso seja aprovada, por tramitar em caráter conclusivo, a lei entrará em vigor em 30 dias, a menos que seja vetada pela presidência da república.

A aplicação da lei, contudo, dependerá de uma resolução do Contran para definir o tipo de identificação e os padrões da identificação a ser usada pelos motoristas. A ausência da identificação será considerada infração grave, o que cassa a habilitação provisória, e o carro deverá ficar retido para regularização — o que não faz muito sentido se a habilitação provisória será cassada.

 

Faixas de pedestres iluminadas em todo o Brasil

placas

Outro projeto de lei aprovado recentemente pela Comissão de Viação e Transportes é o PL 8729/17, que pretende tornar obrigatória a iluminação de faixas de pedestres em todo o Brasil. A proposta foi inspirada em um projeto de 1996 da Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo, que visava instalar iluminação nas principais travessias da cidade.

O projeto também está tramitando em caráter conclusivo, o que significa que uma vez aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC), entrará em vigor automaticamente a menos que seja vetado pela presidência da república. Como a identificação dos condutores iniciantes, os critérios para padronizar a iluminação deverão ser definidos pelo Contran.

 

Lamborghini Aventador SVJ pode superar o recorde do GT2 em Nürburgring?

lamborghini-aventador-svj-showcases-v12-soundtrack-on-nurburgring-spits-flames-124917_1

 

Parece que estamos prestes a testemunhar uma série de novos recordes que transformarão a marca dos 6 minutos e 45 segundos o novo patamar de tempos em Nürburgring Nordschleife. Na semana passada foi o Porsche GT3 RS que chegou aos 6:56 segundos, posicionando-se como o terceiro carro mais rápido do Inferno Verde, e o segundo carro mais rápido com motor aspirado no circuito. Agora, a Lamborghini, que já tem o recorde entre os motores aspirados com o Huracán Performante, está tentando um novo recorde com seu futuro modelo, o Aventador SVJ.

O carro foi flagrado no circuito pelo YouTuber Misha Charoudin completando uma volta em 6:54 — tempo cinco segundos mais baixo que o do Aventador SV. Ainda é um tempo maior que o do Huracán Performante, porém o tempo foi cravado com a pista aberta a outros carros. Em condições ideais, com a pista livre como em todos os recordes no circuito, é plausível que ele supere o Huracán e chegue à casa dos 6:50, o que o coloca como um sério desafiante ao 911 GT2 RS.

O Aventador SVJ deverá ser 30 kg mais leve que o Super Veloce, enquanto sua potência deverá ficar entre 750 e 770 cv. Isso significa que ele terá praticamente o mesmo peso do 911 GT2 RS (serão 1.495 kg do Lambo versus 1.475 kg do GT2 RS) e terá entre 50 e 70 cv a mais, além da tração integral para ajudar nas saídas de curvas. Ambos são equipados com esterçamento das rodas traseiras. Além disso, o Aventador SVJ deverá receber um pacote aerodinâmico semelhante ao do Huracán Performante, capaz de gerar ainda mais downforce que no SV.

Seria um tiro no escuro arriscar qualquer palpite sobre o que o Aventador SVJ será capaz de fazer no Inferno Verde. Tudo o que esperamos é que os bolonheses sejam mais transparentes e não voltem a recorrer a pneus com “composto especial” em sua tentativa de recorde.

 

Dodge Challenger Hellcat terá 735 cv e capô dual snorkel na linha 2019

FlatOut 2018-05-02 às 13.52.11

A Dodge começou a divulgar a linha 2019 do Challenger, e é claro que eles não fariam isso usando a versão de entrada, mas sim seu modelo regular mais radical, o SRT Hellcat (o Demon é uma série limitada, lembra?). Há alguns meses eles passaram a oferecer o pacote Shakedown, que inclui faixas assimétricas e duas cores clássicas do catálogo da Dodge. Agora, o carro irá ganhar o clássico capô “dual snorkel” dos anos 1970.

O capô “dual snorkel” era adotado por carros como o Challenger R/T 440 Six Pack e o Plymouth Barracuda Gran Coupé, e será 100% funcional no Hellcat, admitindo ar fresco diretamente para as caixas da admissão do muscle car.

DG019_002CLtr89470hhug0mh40g98ojmqvm8-980x620

Além disso, com o fim do Demon, é possível que a Dodge passe a oferecer alguns de seus equipamentos como opcionais no Hellcat, como o TransBrake, os pneus Nitto e o sistema de resfriamento do motor pelo ar-condicionado, e o modo arrancada. Além disso, a potência do V8 deverá subir de 717 cv para 735 cv.

Estas atualizações do Hellcat deverão ser a última renovação do Challenger. A FCA pretende substituir o Challenger em 2021, quando irá finalmente aposentar sua plataforma da era Daimler-Chrysler para adotar a plataforma do atual Maserati Ghibli.

 

Jaguar já está planejando o “Project 9”

jaguar_project_7_9

A Jaguar ainda nem lançou o Project 8 — a versão V8 do seu sedã médio XE que quebrou o recorde entre os sedãs em Nürburgring Nordschleife — e já começou a falar de seu próximo projeto especial, o Project 9.

Quem antecipou a novidade foi o próprio chefe da divisão Special Vehicle Operations, John Edwards, em entrevista ao Top Gear: “Haverá um Project 9, mas ainda não decidimos como ele será. Não precisa ser necessariamente um carro de alto desempenho. Fazemos as regras à medida em que evoluímos”, disse.

Os dois primeiros modelos, o Project 7 e o Project 8, foram dois supercarros que trouxeram um pouco da esportividade superlativa que a Jaguar havia guardado em uma prateleira desde o fim do XJ220 — apesar dos modelos R. O Project 7, por exemplo, era um speedster de 575 cv criado pelo brasileiro César Pieri e aprovado por Ian Callum, que se tornou o Jag mais potente da história da marca. O Project 8 é equipado com o mesmo V8 5.0 supercharged, porém com 600 cv em vez de “apenas” 575 cv, o que foi suficiente para torná-lo o sedã mais rápido em Nürburgring, com 7:21.

jaguar-xe-sv-project-8-8

Agora, considerando essa história de que ele não precisa ser necessariamente um carro de alto desempenho, não seria surpresa se o Project 9 fosse um SUV de altíssimo luxo, como o Range Rover Autobiography. Quem apostaria nisso?

Matérias relacionadas

Nem sempre os limpadores de para-brisa ficam… no para-brisa

Dalmo Hernandes

Toyota Supra em nova foto, BMW e Mercedes podem se unir para produzir plataformas, as novas versões de Amarok e Frontier e mais!

Leonardo Contesini

Conheça os detalhes do Jaguar E-Type elétrico usado no casamento do príncipe Harry

Dalmo Hernandes
error: Direitos autorais reservados