A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Lexus LFA ainda tem 12 unidades zero-km a venda, Swift Sport terá motor turbo, Charger Hellcat ganha pacote de 1.025 cv e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Ainda restam 12 Lexus LFA zero-quilômetro a venda

autowp.ru_lexus_lfa_au-spec_5

Lembra do LFA? O supercarro que a Lexus fabricou por apenas dois anos depois de quase 10 anos de desenvolvimento? Que tinha um V10 que subia os giros tão rápido que foi preciso criar um conta-giros digital para ele? Pois é: ele saiu de linha em 2012, quando os últimos exemplares planejados foram produzidos, mas mesmo depois de cinco anos ainda restam 12 exemplares zero-quilômetro do LFA a venda nos EUA.

Acredite: mesmo em um mundo que se paga ágio por um Porsche 911 e que pessoas processam a Ferrari por ela ter se recusado a vender uma LaFerrari a elas, ainda restam 12 unidades novinhas de um dos supercarros mais impressionantes já feitos.

Quem descobriu isso foi o pessoal do Autoblog, que estava analisando os números de vendas nos EUA em julho, e topou com uma concessionária que havia vendido um Lexus LFA novo. Curiosos sobre um supercarro destes ainda estar disponível depois de cinco anos, o site americano ligou para a Toyota e recebeu como resposta a informação de que ainda há outros 12 LFA novinhos e jamais licenciados em concessionárias dos EUA.

Por que um carro destes ainda não está esgotado? Bem, há várias possibilidades. A mais provável é que eles foram guardados propositalmente como investimento, em uma tentativa de aguardar a valorização dos carros para vendê-los por uma fortuna maior ainda. Ou talvez eles já estejam sendo vendidos por um valor maior que seu apelo emocional e as pessoas simplesmente preferem pagar uma fortuna pelo 911 R que por um Lexus quase esquecido.

De qualquer forma, é bom saber que ainda é possível comprar um supercarro com motor V10 aspirado de tração traseira e zero-quilômetro. Não é, Dodge?

 

Robert Kubica faz o quarto melhor tempo em seu treino de retorno à F1

Robert-Kubica-Could-Return-To-F1-6

Se você nunca entendeu por que a saída forçada de Robert Kubica da F1 foi tão lamentada nos últimos anos, talvez esta notícia deixe claro. O polonês voltou a pilotar um carro do ano da Fórmula 1 nos testes realizados em Hungaroring depois de seis anos afastado da categoria e, mesmo com limitações na mão direita, conseguiu o quarto melhor tempo do dia.

O mais rápido do dia foi Sebastian Vettel, que conseguiu o melhor tempo de 1:17,124, seguido pelo jovem britânico Lando Norris, que compete na GP3 e tem contrato com a McLaren. Ele fez o segundo melhor tempo de 1:17,384, e ficou à frente de Kimi Raikkonen, o terceiro. Em seguida veio Robert Kubica, com 1:18,572, um tempo impressionante mesmo com pneus supermacios, uma vez que ele não pilotava monopostos em ritmo de treinos desde 2011.

Em entrevista ao Sky Sports, Kubica disse que ficou satisfeito com o teste, mas não 100% satisfeito e que a maior diferença é que o carro de 2017 não se parece em nenhum aspecto com os carros que pilotou recentemente. “Quando há tantas coisas diferentes, leva algum tempo para se adaptar. Não foi fácil, mas foi bom. Poderia pilotar amanhã facilmente, uma vez que meu condicionamento físico está bom, o que é um bom sinal”, disse.

A Renault está avaliando novos pilotos neste segundo dia de testes, e aproveitou para avaliar se Kubica tem condições de retornar à Fórmula 1. Diríamos que as chances são boas. Especialmente considerando o desempenho de Jolyon Palmer, o segundo piloto da equipe.

 

Novo Suzuki Swift Sport terá motor turbo

open

 

Depois de confirmar o lançamento do novo Swift Sport no Salão de Frankfurt, a Suzuki agora revelou as primeiras imagens oficiais do carro, que além de mostrá-lo por novos ângulos, também revela alguns detalhes bastante interessantes.

3

Na traseira ele será identificado pela saída dupla de escape, integrada a uma espécie de difusor, feito de material texturizado que dá um ar refinado ao pequeno hatch japonês. No lado de dentro os bancos esportivos chamam a atenção e acabam desviando os olhares da informação mais reveladora sobre o modelo, que está em seu quadro de instrumentos. Olhe bem para ele:

5

Notou o display de pressão do turbo? Pois é: isso confirma o que já se esperava: o novo Swift Sport trocará seu ardido 1.6 de 140 cv por um 1.4 turbo Boosterjet emprestado pelo Vitara. Ainda não se sabe quanta potência este novo motor fornecerá ao Swift Sport, mas ele certamente terá ao menos os mesmos 140 cv que produz no Vitara. E ainda que permaneça com os mesmos 140 cv, o fato de ser turbo significa que ele tem pico de potência mais baixo que seu antecessor (no qual os 140 cv apareciam além das 6.000 rpm) e curva de torque mais plana, o que certamente dará mais agilidade nas saídas de curvas. As fotos também mostram que ele continuará com o câmbio manual de seis marchas, e terá volante esportivo com base plana, além de detalhes em vermelho no painel.

7 4

Uma informação não confirmada, mas que parece se mostrar tão certa quanto a adoção do motor turbo é que esta nova geração do Swift Sport terá seu peso reduzido para apenas 870 kg graças ao uso de ligas metálicas de maior resistência, o que resultaria em uma relação peso/potência de 6,21 kg/cv.

 

Hennessey lança pacote de 1.000 cv para o Challenger Hellcat

hellcat-hpe1000-grey-challenger-9-1-1501690554

Depois de criar o Camaro Exorcist como resposta ao Dodge Demon, John Hennessey agora desenvolveu um pacote de preparação para o Challenger Hellcat que o deixará com o mesmo potencial de arrancada que o irmão endiabrado. Como? Com mais potência, lógico!

hellcat-hpe1000-grey-challenger-30-1501692380

Batizado HPE-1000 o pacote eleva a potência do Challenger Hellcat em 308 cv, saltando de 717 cv para 1.025 cv. O aumento de potência é feito à moda antiga: com um compressor ainda maior que o original, de 4,5 litros, capaz de produzir 1 bar de pressão máxima. O torque também dispara, saltando de 89,7 mkgf para 133,7 mkgf.

A Hennessey não detalhou se o modelo terá mais modificações na suspensão ou pneus para melhorar sua tração na arrancada, mas disse que ele será capaz de acelerar de zero a 100 km/h em 2,8 segundos e completar o quarto-de-milha em 9,9 segundos a 227 km/h.

 

Lamborghini Diablo de Jay Kay está a venda

jamiroquai-lamborghini-diablo-se30

A galera dos anos 1990 certamente lembra deste Diablo: ele estrelou o clipe de Cosmic Girl, do Jamiroquai, ao lado da Ferrari F40 e da F355 preta do frontman da banda, Jay Kay. Mais de duas décadas se passaram desde então, e, diferentemente do que achávamos, músicos milionários também vendem seus carros usados de vez em quando.

jamiroquai-lamborghini-diablo-se30-front doors

O Diablo em questão é um dos 150 exemplares da versão SE30, e um dos 16 fabricados com o volante no lado contrário para a Inglaterra, Austrália e Japão. Uma curiosidade é que durante o clipe, o carro teve o para-brisa destruído por uma câmera, e as gravações foram concluídas sem o vidro (é por isso que em certa altura do vídeo Jay Kay parece estar em um conversível).

O carro está a venda na Amari Supercars, que foi a mesma loja que vendeu o Diablo a Jay Kay em 1996, e o valor pedido por esta estrela da música é US$ 727.000.

Matérias relacionadas

Aceleramos o Honda Civic Touring – e descobrimos as qualidades (e defeitos) da versão turbo

Leonardo Contesini

Ferrari 488 Pista ganha versão exclusiva para pilotos, Jovens brasileiros menos interessados em dirigir, WEC mostra prévia dos hipercarros da futura LMP1 e mais!

Leonardo Contesini

Este Subaru Impreza WRX sedã preparado com 350 cv está à venda

Dalmo Hernandes