FlatOut!
Image default
Lançamentos

Lynk & Co 03 Cyan Racing: um sedã de 540 cv com pedigree de pista – e tração dianteira

O nome da companhia sugere um carro elétrico, ao menos para mim: Lynk & Co. Não soa como um nome pós-moderno perfeito para uma rival da Tesla? (Claro, depois de “Nikola”, que já foi reivindicado por uma empresa norte-americana que fabrica caminhões elétricos.) Pois não é nada disto: a Lynk & Co tem este nome porque a palavra “link” remete à conectividade e à Internet de uma forma geral – e, com isto, a companhia sediada na China pretende ganhar a atenção do público jovem.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Membro especial, com todos os benefícios: acesso livre a todo o conteúdo do FlatOut, participação no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), descontos em nossa loja, oficinas e lojas parceiras!

A partir de

R$20,00 / mês

ASSINANTE

Plano feito na medida para quem quer acessar livremente todo o conteúdo do FlatOut, incluindo vídeos exclusivos para assinantes e FlatOuters.*

De R$14,90

por R$9,90 / mês

*Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em nossa loja ou em parceiros.

Fundada na China em 2016, a Lynk & Co pertence à Geely, que também é dona da Volvo – o que permite que a fabricante use a plataforma modular CMA (Compact Modular Architecture) dos suecos, assim como os motores 1.5 de três cilindros e 2.0 de quatro cilindros, ambos turbinados, em seus modelos. São os mesmos componentes do Volvo XC40.

Lynk & Co 02

Atualmente a Lynk & Co tem três modelos – dois SUVs, chamados 01 e 02, e um sedã, o 03. Todos eles compartilham a mesma base, e também a mesma identidade visual, mas o Lynk & Co 03 vai ser o nosso foco hoje.

Em trajes formais, o sedã lançado em outubro de 2018 é um sedã médio de tração dianteira bastante convencional, exceto pelos faróis em dois níveis – um par na altura do capô, e outro par nas extremidades da grade, evidenciando o parentesco com os crossovers. Os motores podem ser um 1.5 turbo de 156 cv ou 180 cv, e um 2.0 turbo de 190 cv, e o câmbio pode ser manual de seis marchas ou de dupla embreagem e sete marchas. Realmente, nada extraordinário.

Só que uma versão conceitual apresentada no início deste mês chamou nossa atenção: o Lynk & Co Cyan Concept – uma versão esportiva de mais de 500 cv que tem a proposta de ser um carro de corrida para as ruas, usando como benchmark o desempenho dos carros que competem em provas de turismo na Europa.

A origem chinesa e o fato de ser um carro de tração dianteira podem até nos deixar com um pé atrás, mas há um detalhe importante: a Cyan Racing, responsável pelo conceito, é nada menos que a antiga Polestar, que atuava como preparadora de fábrica da Volvo – incluindo os carros de competição. Em julho de 2015 a Polestar foi comprada pela Volvo, que aproveitou o nome em sua nova divisão de carros elétricos. Dois meses depois, a Polestar Racing passou a se chamar Cyan Racing – e, em 2018, assumiu o programa de automobilismo da Lynk & Co para o WTCR – World Touring Car Cup, a Copa Mundial de Carros de Turismo. O 03 TCR já apareceu em fotos e vídeos, e parece promissor:

Usando sua experiência nas pistas, a Cyan Racing vai colocar o Lynk & Co 03 TCR para competir na temporada de 2019, que começa em abril. E, usando a versão de competição como base, também fará um carro de rua – do qual o conceito é uma prévia.

O 03 da Cyan Racing usa uma versão muito mais apimentada do 2.0 turbo visto no carro de rua, capaz de entregar nada menos que 535 cv a 7.800 rpm, com 51,4 kgfm de torque entre 4.500 e 7.000 rpm – o limite de giro é 8.000 rpm. Acoplado a uma transmissão sequencial de seis marchas (que, segundo a Cyan Racing, é capaz de fazer trocas em 60 milissegundos) ligada a um diferencial com autoblocante, o propulsor é capaz de levar o sedã de 1.287 kg zero a 100 km/h em 4,4 segundos, de zero a 200 km/h em 10 segundos, e até os 310 km/h de velocidade máxima.

A suspensão usa amortecedores ajustáveis desenvolvidos pela Öhlins especialmente para o projeto. E o Lynk & Co 03 Cyan ainda consegue frear de 100 km/h a zero em menos de 30 metros, graças à adoção de discos de 378 mm na dianteira e 290 mm na traseira, com pinças de seis e dois pistões, respectivamente. As rodas são de 20 polegadas, criadas pela própria Cyan, e calçadas com pneus 285/30 nos quatro cantos.

A Lynk & Co só não confirma uma versão de produção. No entanto, o CEO da Cyan Racing, Christian Dahl, diz que esta possibilidade não está descartada: “Este é um conceito de alto desempenho que pode ser o primeiro passo em direção a uma versão esportiva para os clientes da Lynk & Co, na qual usaremos as lições aprendidas nas pistas para as ruas”, disse Dahl.

Sugestão do leitor Chris Reid

Matérias relacionadas

É oficial: o Honda Civic Si cupê 2014 chega ao Brasil em outubro!

Dalmo Hernandes

Lamborghini Centenario: 770 cv para o touro mais furioso da história

Dalmo Hernandes

Apollo Arrow: 1.000 cv e a carroceria mais agressiva do mundo são a marca do sucessor do Gumpert

Dalmo Hernandes