A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Mais fraudes nos postos de combustível, McLaren P1 tem produção encerrada, Alemanha testará limites de velocidade nas Autobahnen e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Postos de combustível continuam fraudando bombas

Clique na imagem para ver o vídeo

Em agosto passado falamos sobre o aumento nas fraudes em postos de combustíveis e explicamos como funciona o golpe da “bomba baixa”. A fraude não é novidade – o programa Fantástico, da Rede Globo, já havia denunciado esse tipo de golpe em 2012, mas ele continuou a ser aplicado como se não houvesse fiscalização alguma. Agora, o Jornal da Band, da Rede Bandeirantes, fez uma nova investigação, pouco antes do último reajuste dos combustíveis, e revelou que todos os postos investigados vendem menos combustível do que aparece na bomba para o consumidor.

Segundo a reportagem, foram escolhidos dez postos de todas as regiões da cidade de São Paulo. O combustível do abastecimento era direcionado a um tanque separado instalado no porta-malas e levado para uma posterior análise para confrontar o volume cobrado e o volume efetivamente vendido. Em todos os casos a diferença foi superior ao limite previsto em lei. Contudo, em um dos postos – o que apresentou a maior variação — em vez de 27% de álcool adicionado à gasolina, havia mais de 60%.

 

Produção do McLaren P1 já foi encerrada

MclarenP1-End-01

A McLaren produziu nesta semana o 375º exemplar do seu hipercarro P1, encerrando a produção limitada do modelo. O último P1 é pintado de laranja perolizado, a mesma cor do 64º e último McLaren F1 de rua (de chassi #075). O último McLaren P1 também tem spliter, difusor e detalhes na lateral em fibra de carbono exposta, enquanto as rodas são pintadas de prata.

MclarenP1-End-02

Por dentro, a cabine tem elementos exclusivos, preparados pela divisão MSO, como acabamento em preto brilhante no câmbio, no quadro de instrumentos e nas saídas de ar. Os bancos de fibra de carbono são forrados de Alcantara preta e laranja, repetindo a cor externa do carro. No ensaio fotográfico de divulgação, ele aparece ao lado do primeiro McLaren P1.

MclarenP1-End-03

Agora, resta apenas o McLaren P1 GTR, que até agora tem 13 protótipos experimentais, 5 protótipos de homologação, 3 carros de pré-produção e 35 unidades de produção — em sua maioria pintados de amarelo Volcano.

 

Alemanha irá testar limites de velocidade nas autobahnen

Autobahn2

Os trechos sem limites das autobahnen alemãs são o paraíso asfaltado dos fãs de carros e viagens — e também de boa parte da população alemã. Mas logicamente nem todos são a favor da ausência de limites de velocidade nessas rodovias, e uma dessas pessoas é o ministro de trânsito do estado de Baden-Württemberg, onde ficam as sedes da Mercedes, Porsche Audi Quattro GmbH e da Bosch. Ele pretende agora impor um limite de 120 km/h em alguns trechos ilimitados das autobahn naquele estado.

O ministo Winfried Hermann, do Partido Verde, diz que esses limites são apenas um teste — que ele pretende realizar por quatro anos. E ele selecionou grandes trechos da rede de auto-estradas alemãs com a intenção de usar os resultados para solicitar um limite geral em todo o país. É lógico que esta é uma decisão polêmica não somente por tornar as viagens mais demoradas, mas também porque a indústria automobilística alemã construiu sua reputação sobre a confiabilidade de seus carros desenvolvidos para viagens longas e em alta velocidade.

Os novos limites devem valer a partir de maio de 2016, e afetam 10% da malha viária de Baden-Württemberg. Em toda a Alemanha, somente 30% das autobahnen têm limites de velocidade. Em 2013, o Partido Verde da Alemanha já havia tentado impor um limite de 120 km/h, mas não conseguiu.

 

Kia lançará quatro carros no Brasil em 2016

2016-kia-rio-11-1

Depois de um ano fraquíssimo em vendas — especialmente se comparado com os anos anteriores ao Inovar Auto — a Kia do Brasil espera uma recuperação em 2016 com o início da operação da nova fábrica da marca no México. Desde 2013, a Kia foi uma das mais afetadas pelos 30 pontos percentuais do IPI para fabricantes que não produzem no Brasil. Mesmo assim, em 2014 a marca ainda conseguiu vender 77.000 unidades, mas deve fechar 2015 com apenas 16.000.

kia-sportage-2016-(3)

Para reverter a situação, a marca irá lançar quatro novos modelos no Brasil em 2016. A maior novidade será o Kia Rio, que é o modelo mais vendido da marca em todo o mundo, e será vendido em três versões: hatch de duas portas, de quatro portas e sedã. Ele será lançado em julho, aproveitando a Olimpíada do Rio de Janeiro, e será inicialmente importado da Coreia do Sul. No final do ano ele começará a ser importado do México. Ainda não há detalhes sobre a motorização, mas é provável que ele venha com o 1.6 16v de 128 cv que já equipa o Soul e os irmãos da Hyundai como o HB20.

2016 Kia Optima

Antes do Rio, contudo, chega a nova geração do Sportage, que já está em testes no Brasil e será lançado em março — inicialmente da Coreia do Sul e, em junho, do México. Nesse mesmo mês também virão do México os novos Optima e Cerato.

 

Matérias relacionadas

Isdera Imperator e Commendatore: os supercarros alemães com motor Mercedes que o mundo esqueceu

Dalmo Hernandes

Plymouth Road Runner: a história do muscle car aliviado e feito para as massas – parte 1

Dalmo Hernandes

Nostalgia JDM: viaje no tempo com estes vídeos de drift da revista Carboy

Dalmo Hernandes