Mais um engavetamento em Nürburgring – agora com 14 carros (veja o onboard)

Dalmo Hernandes 14 novembro, 2017 0
Mais um engavetamento em Nürburgring – agora com 14 carros (veja o onboard)

Você deve lembrar que, em agosto deste ano, um vazamento de fluido – ao que tudo indica, vindo de um McLaren 650S – causou um acidente de grandes proporções, envolvendo mais de dez carros e com pelo menos dez feridos. Pois então: aconteceu de novo. E foi ainda maior.

O acidente aconteceu no dia 30 de outubro, uma terça-feira, durante um Touristen Farhten – você sabe, os dias em que o circuito é aberto ao público mediante uma pequena taxa. De acordo com a polícia alemã, um total de 14 carros se envolveu na sequência de colisões, que começou quando um Porsche teve uma mangueira do sistema de arrefecimento danificada e derramou fluido de arrefecimento sobre a pista. É triste mas, quando isto acontece durante um dia de pista cheia em Nürburgring, a chance de ocorrer um acidente é altíssima. Isso porque praticamente todos os fluidos de arrefecimento são baseados em etilenoglicol, que é levemente viscoso e escorregadio sobre superfícies.

O incidente se deu no trecho de Hatzenbach, que fica entre os km 2 e 3 do Nordschleife e fica ao lado de um pequeno rio de mesmo nome. A pista é bastante estreita e as curvas são rápidas – trata-se de um dos piores trechos para ocorrer um vazamento de fluidos, como fica bem claro no chocante vídeo onboard abaixo. Gravado pelo dono de um BMW E30 com uma GoPro, o vídeo mostra uma cortina de fumaça à frente do carro. O motorista para o carro na grama e corre para trás do muro, em uma tentativa de avisar quem está vindo. Não adianta muito.

A pista está escorregadia e a maioria dos carros está veloz demais para conseguir reduzir a tempo. Enquanto alguns carros passam zunindo (é um momento bem tenso, dá para imaginar o que o rapaz está passando), um Porsche 911 GT3 RS atravessa rodando o canteiro e acerta em cheio a traseira do E30, por volta de 1:05 do vídeo. Sem tempo para pensar nisso agora, o cara continua tentando avisar os outros motoristas. Uma perua Skoda e outro Porsche 911 GT3 RS (da mesma cor, inclusive) param aos 1:10.

Logo em seguida, um BMW E90 branco com faixas nas cores Motorsport pode ser visto tentando reduzir a velocidade, e ouvido quando acerta os outros carros (e uma nova cortina de fumaça se levanta). Depois, um Série 3 E36 vermelho metálico consegue parar, mas é atingido por um Audi TT de segunda geração prata (aos 1:50 do vídeo). Mais alguns carros podem ser vistos tentando desviar dos que já estão espalhados pela pista antes do fim do vídeo.

Outros registros começaram a aparecer, também. O vídeo acima traz o ponto de vista do segundo Porsche 911 GT3 que aparece no vídeo: ele consegue desviar dos outros carros e se afastar do ponto crítico, e é possível ver que outros motoristas param na grama e descem dos seus carros para ajudar a sinalizar o trecho. Um deles até saca um par de bandeiras amarelas com listras vermelhas, que são utilizadas pra indicar um vazamento de fluido na pista. É exatamente isto que se deve fazer em uma situação dessas no Inferno Verde. Como já comentamos, pois há poucos fiscais na pista e nem todos os motoristas estão preparados para agir da forma adequada, sem colocar a si próprios e aos outros em risco.

Aliás, Dale Lomas, do site Bridge to Gantry, especializado em Nürburgring, estava presente no dia e diz que um fiscal ficou posicionado no início da Hatzenbach quatro dias consecutivos, mas que no momento do vazamento e dos acidentes subsequentes, não havia ninguém.

Este último vídeo foi feito por um fotógrafo algum tempo depois do incidente, já com a pista fechada e a polícia no local – pois, vale lembrar, Nürburgring é uma via pública, sujeita às leis de trânsito e, no âmbito legal, uma colisão ali é tratada como qualquer outra colisão em uma rua ou estrada alemã. É uma cena inóspita, com destroços pela pista e imagens mais claras dos carros envolvidos.

Polizei diz que cinco pessoas ficaram feridas e foram levadas ao hospital mais próximo, e que o motorista do Audi TT teve de ser retirado dos escombros pelos bombeiros. Foi estimado que os danos materiais ultrapassam os € 100 mil (cerca de R$ 380 mil em conversão direta).