Malzoni GT “Projeto Agulha”: a restaurando a fibra do Project Cars #57

Charles de Marchi 16 agosto, 2014 55
Malzoni GT “Projeto Agulha”: a restaurando a fibra do Project Cars #57

Seguindo a série de matérias sobre o meu projeto de restauração do Malzoni, vou trazer aos amigos do FlatOut com mais fotos do que texto, acho que falei muito e mostrei pouco.

As fotos dessa matéria são da fase de restauração da carroceria de fibra de vidro do Malzoni. Como disse no post anterior a intenção é manter o máximo possível da originalidade do modelo.

Assim que o Malzoni chegou à oficina, iniciamos a identificação dos primeiros pontos e detalhes que necessitavam de atenção especial, como bolhas, e trincos (os famosos pés-de-galinha) na fibra e a lanterna traseira adaptada que existia e que precisava ser retirada para que o carro pudesse voltar à originalidade.

index

Esse ponto merece um destaque pois, como as lentes e lanternas traseiras originais do Malzoni foram fabricados exclusivamente para ele, não há peças novas ou usadas para reposição. Diante desse dilema, optei pela utilização das lanternas traseiras da alfa Romeo 2300 dos anos 1979 a 1984, as mesmas que são utilizadas nos Pumas GTB S1, Dardo Corona, dentre outros fora-de-série nacionais.

lente-lanterna-traseira-alfa-romeo-puma-gtb-s1-arteb_MLB-F-5186916543_102013

Essa escolha foi feita levando-se em conta que o desenho dessa lanterna traseira do Alfa é a que mais se assemelha ao desenho das originais do Malzoni, principalmente na opção tricolor. Embora as lanternas do Alfa também não sejam fáceis de se encontrar, foi uma opção melhor do que utilizar lentes modernas que não combinariam com a época de fabricação do carro, destoando do conjunto.

Copy of 91

Como disse nos posts anteriores, já sabia desde o princípio de que seria impossível devolver o carro aos 100% de originalidade, devido o grande número de itens exclusivos de acabamento que ele possuía e que foram se perdendo durante o tempo e são impossíveis de se reproduzir hoje em dia. Não por falta de tecnologia, mas por falta de referências e por muitas vezes o impedimento financeiro.

No final, a escolha pelas lanternas do Alfa Romeo 2300, acabou sendo uma escolha natural, uma vez que as maçanetas que o Malzoni originalmente adotava já eram desse modelo, assim como outros fora de série nacionais, pois na época, usar itens da Alfa Romeo era atribuir classe e elegância ao projeto, pois o modelo 2300 foi durante anos o veículo mais caro produzido e vendido no país.

index (1)

Terminada a recuperação desses pontos de destaque, que precisavam de mais atenção pois tratava-se de verdadeira cirurgia estética de restauração a originalidade, estávamos prontos para iniciar o processo de decapagem total da tinta e gel coat até encontrarmos a fibra original. A partir daí, iniciaríamos a recuperação geral da fibra com nova aplicação de gel coat bem como aplicação do fundo primer.

O aerofólio traseiro foi removido, pois além de não ser um item original do modelo, não gostei da aparência do carro com ele. Além, é claro, de sua total ineficiência para o modelo, pois o único downforce que ele pode oferecer é pelo seu próprio peso.

Puma GTS, Malzoni GT e Bugre Kadron 8.11.2013 022

Após a retirada das camadas de tinta, fundo PU e gel coat, descobrimos que a fibra estava em condição melhor do que eu esperava, mostrando que o carro não sofreu colisões ou teve partes refeitas. Várias demãos de primer foram aplicadas, pois a cada demão pudemos observar algum detalhes a serem corrigidos, então seguiu-se várias vezes o ritual: aplicação de primer, lixamento, nova aplicação de primer.

No próximo post, espero ter as fotos do carro já com a pintura. Obrigado pelos comentários recebidos, inclusive com sugestões e ajuda, pelo post anterior e até o próximo!

Por Charles de Marchi, Project Cars #57

0pcdisclaimer2