A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

McLaren Senna em versão de corrida, novo Rimac terá quase 2.000 cv, Bugatti começa a mostrar o Chiron Super Sport e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

McLaren Senna pode ganhar versão de corrida

mclaren_senna_31

Há algumas semanas as McLaren deixou claro que pretende colocar seu novo hipercarro, o Senna, para correr. Na ocasião falou-se até mesmo na possibilidade de uma nova categoria nos moldes da antiga GT1, mas tudo ainda era meramente especulativo. Agora, o site Daily Sports Car apurou que a McLaren pode estar preparando o lançamento de uma versão de pista do Senna para Genebra — e que o carro poderá competir na temporada 2019/2020 do Mundial de Endurance (WEC).

Segundo o Daily Sports Car, a McLaren não pretende criar uma versão GTE do 720S, mas sim do Senna. E o motivo é o “Balance of Performance”, o regulamento que tenta equalizar o desempenho dos carros mantendo a relação peso/potência mais ou menos igual para todos, permitindo que carros GT de diferentes configurações mecânicas se enfrentem em igualdade nas pistas. É aí que entra a vantagem do Senna. Com a potência e o peso regidos pelo regulamento, os carros diferenciam-se na aerodinâmica e distribuição de peso. Foi por isso que o Porsche 911 RSR girou seu flat-6 180 graus — a distribuição de peso ficou mais próxima do ideal e ainda liberou espaço para um difusor maior. O McLaren Senna já nasceu com distribuição de peso ideal (50% sobre cada eixo) e tem um projeto aerodinâmico mais avançado que o de seus rivais — dado que foi projetado com a função sobreposta à forma.

Além disso, Zak Brown, o CEO da McLaren, já anunciou há exatamente um ano que tem interesse em retornar às 24 Horas de Le Mans — a McLaren correu na categoria GT1 de Mans entre 1994 e 1998, vencendo a prova em 1995.

Se isso irá acontecer realmente, é algo que descobriremos nesta semana, quando a McLaren fizer sua apresentação no Salão de Genebra.

 

Rota 2030 volta a ser adiado

Linha de montagem do Complexo Industrial Automotivo de Gravataí, RS

Em 21 de fevereiro o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) Marcos Jorge de Lima, disse que o novo regime industrial automobilístico, o Rota 2030, seria anunciado “em alguns dias”. Pois bem, já se passaram 12 dias e, além de não ter sido anunciado, ele também foi adiado para o início de abril.

O motivo é o mesmo de sempre: as negociações entre o MDIC e o Ministério da Fazenda sobre os benefícios tributários e forma de fazer a renúncia fiscal das fabricantes, que deve ficar em torno de R$ 1,5 bilhão ao ano — o mesmo do Inovar Auto. No Rota 2030, contudo, o subsídio para as indústrias não será condicionado à produção local, mas a investimentos em pesquisa e desenvolvimento.

O MDIC quer que o incentivo de renúncia fiscal seja um “desconto” no imposto de renda, na contribuição social sobre o lucro líquido (CSLL) e, caso não tenha lucro, o benefício poderia ser compensado em outros impostos federais, exceto contribuições previdenciárias. Já o Ministério da Fazenda quer que as fabricantes se enquadrem na chamada “Lei do Bem”, um programa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação que concede benefícios para quem investe em inovação.

O conflito agora está sendo mediado pela Casa Civil, e o novo prazo para o anúncio é abril, mas considerando que nenhum prazo foi cumprido até agora, é pouco provável que isso realmente aconteça.

 

Novo supercarro da Rimac terá 1.940 cv

Lembra quando a Rimac divulgou o primeiro teaser de seu novo supercarro elétrico, em janeiro? Pois bem, a estreia do carro irá acontecer nesta terça-feira (6), mas você sabe como são os lançamentos hoje em dia: eles nunca revelam nada que você não tenha ficado sabendo com dias, semanas ou meses de antecedência. Desta vez a Rimac divulgou um vídeo publicado em sua página oficial no Facebook revelando aquele que talvez o maior fator surpresa do carro: sua potência. Ele terá nada menos que 1.940 cv.

Sim: quase 2.000 cv em um carro produzido em série. Uma série de 100 unidades, mas ainda assim uma série. A Rimac não divulgou os dados de desempenho, mas pode apostar em uma velocidade máxima esbarrando nos 400 km/h e em um tempo de aceleração na casa dos dois segundos, que é o novo padrão dos supercarros elétricos.

Além da potência, a Rimac também revelou um outro teaser mostrando uma animação do carro em movimento e parte de sua traseira, que tem uma asa móvel e um visual menos “conceitual” que o Concept One.

 

Ford pode ser a próxima fabricante a ingressar na Fórmula E

formula-e-02

 

Enquanto a F1 tem apenas quatro fabricantes, a Fórmula E já reuniu Audi, Jaguar, Citroën, Renault-Nissan, Mercedes e Porsche, e está prestes a “roubar” mais uma fabricante do automobilismo movido a gasolina. Segundo o site e-racing365, a Ford pode ser a próxima fabricante a juntar-se à Fórmula E, quando o programa do Ford GT no WEC for encerrado, o que deve acontecer em 2019.

A migração não seria tão simples quanto parece. Como a Fórmula E é limitada a 12 equipes e todas as vagas já estão ocupadas, a gigante americana terá que se aliar a alguma das equipes já participantes. A mais cotada é a Dragon Racing, que é baseada nos EUA e rompeu sua parceria com a Faraday Future. Além disso, a Dragon é gerenciada por Jay Penske, filho de Roger Penske, que tem relações com a Ford há décadas.

 

Bugatti prepara novidade para Genebra

Apesar da estratégia de revelar todas as novidades antes da hora por meio de imagens oficiais vazadas, teasers ou conceitos, às vezes uma ou outra fabricante resolvem resgatar a arte esquecida de se guardar um segredo e mantém tudo em sigilo até a data de lançamento. A Bugatti é uma delas. A fabricante franco-germânica de nome italiano surpreendeu nesta segunda-feira (5) ao anunciar alguma novidade ainda misteriosa para Genebra.

O vídeo não mostra muita coisa, mas surpreende porque a Bugatti não teve nenhum carro flagrado, nem boatos rolando pela mídia nos últimos meses. Por isso não se sabe o que eles vão apresentar exatamente, mas a imprensa europeia fala no aguardado Chiron Super Sport — embora seja possível que eles tenham decidido/conseguido obter o recorde mundial de velocidade com um carro produzido em série. Ou as duas coisas.

Especialmente porque espera-se que o Chiron Super Sport tenha 1.800 cv de potência e velocidade máxima superior a 480 km/h. Com Hennessey e Koenigsegg mirando este mesmo alvo, é bom que tenha mesmo. As suspeitas de que este seja uma nova versão recordista são reforçadas por dois elementos do vídeo: o título “Further Shaping Our Category” (algo como “moldando nossa categoria ainda mais”), e as quatro saídas de escape separadas, em vez de apenas duas do Chiron regular.

Por ora isso é tudo o que se sabe. A apresentação acontece na manhã desta terça-feira (6), às 9:40 na Suíça.

Matérias relacionadas

Black Blocs destroem loja Mercedes em SP, WTCC em Nürburgring Nordschleife, LaFerrari Spider em 2015 e mais!

Leonardo Contesini

Skyline R33 GT-R V Spec em São Paulo: burnout, zerinhos e puxada no dino! FlatOut Midnight

Juliano Barata

Quer um hatchback de tração traseira? Este BMW 318ti Compact conservadíssimo está à venda!

Dalmo Hernandes