A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Melhor da Semana

Melhor da semana: os novos Jetta GLI, BMW M8 e CLA35 Shooting Brake, recorde em Nürburgring e mais!

Passou a semana procurando os coxins do motor do seu BMW 335i E90? Ficou a semana toda esperando o CVT do seu Lancer esfriar e por isso não consegui acessar seu site favorito? Não tem problema: aqui está nosso tradicional resumo com tudo o que rolou de mais importante nessa semana.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Membro especial, com todos os benefícios: acesso livre a todo o conteúdo do FlatOut, participação no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), descontos em nossa loja, oficinas e lojas parceiras!

A partir de

R$20,00 / mês

ASSINANTE

Plano feito na medida para quem quer acessar livremente todo o conteúdo do FlatOut, incluindo vídeos exclusivos para assinantes e FlatOuters.*

De R$14,90

por R$9,90 / mês

*Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em nossa loja ou em parceiros.

 

Volkswagen Jetta GLI lançado

A Volkswagen apresentou na quarta-feira (5) o aguardado Jetta GLI, equipado com o motor 2.0 TSI de 230 cv e o câmbio DSG de seis marchas com embreagem úmida (DQ250) compartilhados com o Golf GTI. Além disso, ele também troca o eixo de torção traseiro por um arranjo multilink, com o melhor controle de geometria que se espera em um esportivo.

OJetta GLi será a versão de topo, adotando a lista completa de equipamentos do R Line acrescida de faróis de LED adaptativos, sistema de áudio Beats, bancos com revestimento de couro e aquecimento, banco do motorista com ajustes elétricos e memória, rodas de 18 polegadas com pneus 225/45, freio de estacionamento eletromecânico com função auto-hold, retrovisores com sistema de desembaçamento, borboletas para trocas de marcha no volante, cruise control adaptativo, quadro de instrumentos digital e teto panorâmico.

O preço inicial é R$ 144.990 e seu único opcional é o teto panorâmico, de R$ 4.990. As cores especiais “Prata Piryt”, “Cinza Platinum” (metálicas) e “Preto Mystic” (perolizada) não terão custo adicional. A paleta de cores ainda inclui o “Cinza Puro” (cor do modelo apresentado), o “Branco Puro” e o “Vermelho Tornado”.

 

O novo BMW M8

Já conhecíamos o BMW M8 em sua versão de competição desde o ano passado, e a fabricante também já havia mostrado o carro camuflado em um ensaio oficial. Agora, finalmente, o cupê esportivo foi apresentado em sua versão definitiva como cupê e conversível.

O motor do M8 não é novidade trata-se do mesmo V8 biturbo de 4,4 litros empregado no BMW M5, com os mesmos 600 cv a 6.000 rpm e 76,4 kgfm de torque entre 1.800 e 5.600 rpm produzidos no sedã. Na versão Competition, disponível para as duas carrocerias, são 625 cv a 6.000 rpm, enquanto o torque permanece o mesmo. Em qualquer um dos casos, o câmbio é sempre o automático ZF 8HP.

De acordo com a BMW, o M8 “normal” tem força o bastante para ir de zero a 100 km/h em 3,3 segundos no caso do cupê, e em 3,4 segundos no caso do conversível. Na variante Competition, são 3,2 segundos e 3,3 segundos, respectivamente. A velocidade máxima é sempre limitada em 250 km/h – a não ser que opte-se pelo M Drivers Package, que aumenta a velocidade máxima para 305 km/h.

A versão Competition também conta com suportes mais rígidos para o motor, cambagem levemente mais negativa na dianteira, amortecedores mais firmes e acabamento diferenciado no interior – incluindo um modo de condução extra, Track, além dos modos Road e Sport encontrados no M8 comum. As fotos de divulgação mostram o M8 Competition.

 

O novo Mercedes-AMG CLA 35 Shooting Brake

a Mercedes lançou nesta semana a versão Shooting Brake, equipada com o mesmo motor 2.0 turbo usado nas outras opções de carroceria do A35, capaz de entregar 306 cv entre 5.800 e 6.100 rpm e 40,8 kgfm de torque entre 3.000 e 4.000 rpm. A transmissão também é a mesma, com o câmbio de dupla embreagem e sete marchas da Mercedes ligado ao sistema 4Matic de tração nas quatro rodas. Segundo a fabricante, a perua esportiva é capaz de ir de zero a 100 km/h em 4,9 segundos, com velocidade máxima limitada em 250 km/h. É exatamente o mesmo desempenho do CLA35 sedã.

A perua tem rodas de 18 polegadas (as de 19 polegadas são opcionais) e body kit exclusivo, com para-choques de desenho mais agressivo e um difusor traseiro mais avantajado. Ela também oferece cinco modos de condução através do AMG Dynamic Select – Smoothness, Comfort, Sport, Sport+ e Individual; e o sistema AMG Track Pace. Este, integrado à central multimídia MBUX, permite que se monitore 80 dados diferentes a respeito do veículo, incluindo velocidade, aceleração e tempos de volta.

 

Volkswagen ID R quebra recorde de elétricos em Nürburgring

A Volkswagen anunciou que seu protótipo elétrico de corridas, o ID R, completou a volta no Nordschleife em 6:05,336 com Romain Dumas ao volante. O tempo é o mais rápido entre os carros elétricos e o segundo tempo mais baixo já registrado por qualquer tipo de carro no traçado de 20.600 metros.

Os 6:05,336 colocam o ID R atrás apenas do Porsche 919 Hybrid Evo, que até hoje o carro mais rápido a completar a volta no Nordschleife, tendo cravado 5:19,546 no traçado completo, com 20.832 metros em vez dos 20.600 usados nas sessões de testes. Ele superou até mesmo a marca de 6:11,13 de Stefan Bellof em 1983, ainda que tempo do alemão também tenha sido com um traçado de 20.832. Veja mais detalhes sobre o recorde e o carro neste post.

 

FCA desiste da negociação de fusão com a Renault

A fusão da FCA com a Renault não vai mais acontecer. A Fiat Chrysler Automobiles – responsável pela proposta – decidiu voltar atrás.

De acordo com o Wall Street Journal, a negociação ia bem até o momento em que dois representantes da Nissan abriram mão de votar contra ou a favor da fusão. Ou seja: não havia a certeza de que, após a fusão com a FCA, a Nissan continuaria sua aliança com a Renault.

Sem esta garantia, o governo francês pediu para que todas as partes envolvidas colocassem a fusão em stand by até que a Nissan desse um parecer formal. A FCA não gostou muito da ideia e, abruptamente, resolveu cancelar tudo.

 

Novo HB20 terá motor 1.0 turbo com injeção direta

O novo Hyundai HB20 chega somente no final deste ano, mas a Hyundai já começou a divulgar detalhes do modelo, dizendo que ele terá uma evolução do atual motor 1.0 aspirado, e um novo motor 1.0 turbo.

Não há detalhes sobre as evoluções no 1.0 aspirado, que atualmente produz 80 cv. Considerando as limitações de um projeto do tipo, a menos que a Hyundai adote um novo sistema de injeção direta de combustível, ele dificilmente terá ganhos significativos na potência ou consumo.

Já o 1.0 turbo não será uma mera evolução do 1.0 turbo atual. Ele será um projeto novo, com sistema de injeção direta que ajudará a elevar a potência de 105 cv para 120 cv, e o torque de 15 kgfm para 17 kgfm. Esse motor irá substituir o atual Gamma 1.6 usado nas versões de topo do modelo. As transmissões continuam as mesmas: manual de cinco marchas e automática de seis marchas.

 

Ford irá encerrar a produção do Fusion em 2020

A Ford decidiu encerrar a produção do Fusion  em 2020, como parte da reestruturação de sua linha de produtos, que terá apenas SUVs, picapes, crossovers e o Mustang.

A informação foi confirmada por um porta-voz da Ford ao site americano Automotive News. Segundo a apuração, o Fusion Sport já não terá uma linha 2020 (ou seja: será encerrado neste ano) e a produção será encerrada em 2020.

 

Os carros mais vendidos no Brasil em maio

Nesta semana foi divulgada a lista dos carros mais vendidos no Brasil em maio e, como nos últimos 40 meses, o Chevrolet Onix ficou na dianteira com 22.279 unidades, seu novo recorde deste ano, superando as 19.619 unidades vendidas em abril.

A segunda posição ficou novamente com o Hyundai HB20, que vendeu 10.111 unidades, seguido pelo Ka com 9.148. A quarta posição também foi mantida: o Renault Kwid vendeu 8.661 unidades, superando o Gol, que ficou em quinto com 8.317 unidades.

As coisas começaram a mudar somente na sexta posição: ocupada pelo Argo no mês passado, ela agora é do Chevrolet Prisma que vendeu 7.509 unidades em maio. A sétima posição ficou com a Fiat Strada com 7.128 unidades, segunda pelo Polo, que teve 6.136 unidades, pela Fiat Toro com 5.854 unidades, e o Renegade, com 5.754 unidades.

Com o quinto mês na conta, o ranking parcial de 2019 fica da seguinte forma: 1º Chevrolet Onix – 97.411 (=); 2º Hyundai HB20 – 44.852 (=); 3º Ford Ka – 40.480 (=); 4º Chevrolet Prisma – 34.779 (=); 5º  Renault Kwid – 32.642 (=); 6º Volkswagen Gol – 31.656 (=); 7º Fiat Strada – 29.866 (+1); 8º Fiat Argo – 28.674 (-1); 9º Jeep Renegade – 27.261 (=); 10º Volkswagen Polo – 26.469 (=).

 

Novo supercarro de Gordon Murray vai pesar menos de uma tonelada e terá V12 aspirado

Gordon Murray revelou nessa terça (4) a ficha técnica de seu novo supercarro, o T.50. O novo projeto de Murray dá continuidade a proposta do McLaren F1 de um esportivo leve, com motor aspirado e focado no prazer ao dirigir, tudo isso usando o que tem de mais atual tecnologicamente.

Na ficha técnica há números surpreendentes sobre o carro, o primeiro deles é o peso de apenas 980 kg – um Up! TSI pesa 987 kg. O motor é um V12 novo projetado pela Cosworth e é o motor que gira mais alto usado em um carro de produção. Ele tem quatro litros de deslocamento, 659 cv, 45,8 kgfm e corte de giro em 12.100 rpm. O V12 é aspirado e tem admissão tipo ram air, ele é parte estrutural do chassi e usa ligas leves como magnésio e titânio. Esse motor manda a força para as rodas traseiras através de uma transmissão manual de seis marchas tradicional, com padrão em H, projetada pela Xtrac.

A carroceria do T.50 é feita de fibra de carbono, com o chassi também feito de fibra de carbono. O carro terá espaço para três ocupantes, com o motorista ocupando a posição central. A suspensão utiliza braços triangulares sobrepostos com molas e amortecedores inboard. Para ajudar a manter o esportivo grudado no chão Murray trouxe de volta o extrator de ar no assoalho do Brabham BT46B.

Gordon Murray disse em entrevista a revista Autocar que o T.50 é o equivalente moderno do McLaren F1. O projetista diz que seu carro não foi feito para quebrar recordes em pistas ou de velocidade máxima, o foco foi o envolvimento com o motorista e superar o F1. Murray não tem planos de fazer supercarros elétricos, com a tecnologia atual de baterias o carro seria pesado e teria autonomia muito baixa, isso é o oposto do que ele quer para seu novo carro.

O T.50 tem estreia prevista para 2022 e o preço é estimado de £2 milhões.

 

O trailer de Ford vs. Ferrari

A 20th Century Fox lançou no domingo passado o aguardado trailer de “Ford vs. Ferrari”, com Matt Damon no papel de Carroll Shelby e Christian Bale como Ken Miles.

O trailer mostra que os carros são fiéis à época, ainda que as Ferrari pareçam todas reproduzidas por CG. Christian Bale parece convencer como Ken Miles e tenho quase a certeza de ter visto uma cena em Willow Springs, um dos autódromos mais legais dos EUA. A história, caso você não conheça (vamos contá-la nos próximos dias), trata da empreitada da Ford contra a Ferrari em Le Mans, motivada por questões pessoais entre Henry Ford II e Enzo Ferrari, depois que este último se recusou a vender sua Scuderia para os americanos. A estreia está marcada para 15 de novembro.

 

O fim do Ford Focus

Todo mundo já sabia que o Ford Focus estava com os dias contados no Brasil – a produção do modelo na Argentina foi encerrada no início de maio, e era só questão de tempo até que o estoque no Brasil acabasse. O hatchback já sumiu do site brasileiro da Ford, que conta apenas com o Fastback.

Em contato com as concessionárias da marca, soubemos que o carro já não é mais oferecido. Em uma delas, por exemplo, a última unidade do modelo foi vendida há dois meses.

Com isto, encerra-se a trajetória do Focus não apenas no Brasil, onde o segmento dos hatches médios está respirando por aparelhos, mas em toda a América – nos Estados Unidos o modelo já saiu de linha no ano passado. Resta apenas a Europa, onde o modelo acabou de ganhar uma nova geração e está entre os mais vendidos.

 

Fiat Uno 2020 fica mais caro e volta a ter a versão Way

O Fiat Uno segue em linha espremido entre o Mobi e o Argo na gama de compactos da Fiat. A linha 2020 foi apresentada nessa segunda (3) e tem como maior novidade o retorno da versão aventureira Way. O Uno aposta no custo/benefício para atrair os consumidores, o modelo vem bem equipado em todas as versões.

Agora, o hatchback parte de R$ 45.290 – antes eram R$ 43.690, ou seja, R$ 1.600 a mais na versão de entrada. Este valor corresponde à versão entrada, Attractive, que é equipada com o veterano motor 1.0 Fire Evo de 75 cv e 9,9 kgfm de torque. Já as versões Drive 1.0 e Way 1.0 usam o motor 1.0 Firefly, de 77 cv e 10,9 kgfm de torque. Por fim, o Uno Way 1.3 assume o topo da gama – equipado com o motor Firefly de 109 cv e 14,2 kgfm de torque. Em todos os casos, o câmbio é manual de cinco marchas.

No mais, não houve mudanças. O Uno mais barato vem de série com ar-condicionado, direção assistida, computador de bordo, travas elétricas e vidros elétricos na dianteira. Já as versões Drive e Way 1.0 acrescentam direção com assistência elétrica, limpador e desembaçador para o vidro traseiro e volante ajustável em altura. Elas custam, respectivamente, R$ 47.290 e R$ 48.690.

O Uno Way vem com motores 1.0 ou 1.3, ambos da família Firefly, o 1.0 parte de R$ 48.690 e tem os equipamentos da versão Drive. O Way 1.3 tem preço sugerido de R$ 53.690 e acrescenta chave canivete, monitoramento da pressão dos pneus, pré-disposição para rádio, computador de bordo com tela LCD e sistema start-stop.

 

Ian Callun deixa a Jaguar

O designer Ian Callum anunciou que está deixando o cargo de diretor de design da Jaguar depois de 20 anos. O  escocês de 64 anos continua ligado à fabricante, porém como consultor, passando o cargo de diretor de design para Julian Thomson, criador do Lotus Elise. Callum diz que saiu para “buscar outros projetos de design”.

Iam Callum foi responsável por alguns designs marcantes dos anos 1980 e 1990 antes de ir para a Jaguar, como o Ford RS200, o Escort Cosworth, o Ford Puma, o Aston Martin DB7 e o Nissan R390. Na Jaguar ele começou trabalhando no facelift do S-Type e no desenho da traseira da perua X-Type Estate. O primeiro carro que Ian Callum criou para a Jaguar foi o XK de 2005. Ele foi responsável pela revolução no estilo dos carros da marca, que iniciou no XF lançado em 2007.

 

Novo motor 2.0 turbo da AMG terá 421 cv

Vejam só que beleza: até agora estávamos achando que o novo Mercedes-AMG A45 iria recorrer a um sistema híbrido leve para atingir os 421 cv prenunciados por uma série de rumores que circularam no início do ano. Em vez disso, eles se mantiveram fieis à boa e velha combustão interna e com um bônus: o motor usa um único turbo, o que significa que a geometria do compressor é um pouco mais, digamos, “agressiva”, o que resultou em uma “experiência de carro aspirado”, segundo a Mercedes-AMG. O que isso significa?

Bem, veja os números que você vai entender: são duas variações do novo motor, a exemplo dos modelos V8 da AMG. A primeira, que será usada no A45 (e seus irmãos GLA, CLA e GLB) produz 387 cv e 48,9 kgfm. A segunda, produz insanos 421 cv e 50,9 kgfm. Nos dois motores, o torque máximo aparece somente às 5.000 rpm enquanto a potência máxima chega às 6.750 rpm, a meras 450 rpm do limite de 7.200 rpm.v

 

Exclusivo para assinantes e crowdfunders

Começamos a semana explicando as diferenças e citando alguns exemplos das várias gerações dos motores 2.0 TSI da Volkswagen, que batiza duas famílias (EA113 e EA888) e já está chegando ao seu 15º ano (clique aqui ver o post)

Clique na imagem para ver o post

Também contamos a história da Diamond Star Motors, a joint ventura formada entre a Chrysler e a Mitsubishi durante os anos 1980 e 1990, que deu origem a modelos como o Mitsubishi Eclipse, Eagle Talon, Plymouth Laser, 3000GT e Dodge Stealth (clique aqui para ver o post)

Clique na imagem para ver o post

Chegamos ao terceiro capítulo da nossa série sobre a história das patrocinadoras mais icônicas do automobilismo, desta vez com a John Player Special, que esteve tão ligada aos pilotos brasileiros quanto a pintura branca e vermelha da Marlboro (clique aqui para ver o post)

Clique na imagem para ver o post

Aproveitando os 100 anos da Citroën, selecionamos os carros que melhor definiram a marca francesa em toda a sua história, desde seu primeiro grande sucesso, até os modelos mais modernos. A primeira parte está aqui e a segunda aqui (ou clique nas imagens abaixo para acessar cada uma)

Vimos que algumas regras usadas pelos americanos nos “corredores de motos” ajudam a reduzir os acidentes com motociclistas, que são as maiores vítimas da letalidade do nosso trânsito. O que podemos aprender com os americanos? É o que vimos neste post.

Clique na imagem para ver o post

Encerramos nossa mini-série de quatro capítulos com a história da Auto Union contando a trajetória da marca que a substituiu até hoje, a Audi. Confira aqui ou na imagem abaixo:

Com a Fórmula 1 no Canadá, também continuamos nossa série com a história e a evolução dos traçados de cada um dos circuitos da categoria com os detalhes do Circuito Gilles Villeneuve (leia aqui)

Clique na imagem para ver o post

Contamos como um operador de trator projetou “sem querer” a lendária Corkscrew de Laguna Seca (clique aqui para ver o post):

Clique na imagem para ver o post

 

YouTube do FlatOut

Nesta semana tivemos mais um episódio do FlatOut Midnight, no qual conhecemos um tributo a Tommi Makinen com o  bloco original 4G92 do Lancer, turbinado e feito com quase todos os componentes nacionais, resultando em mais de 300 cv e peso beirando os 1.000 kg.

 

Project Cars

Nesta semana conhecemos a segunda parte do Project Cars #512, o Honda Prelude Si do leitor Eduardo Martinelli. Neste capítulo, ele conta como foi o processo de compra do carro e as primeiras modificações feitas no cupê japonês noventista. Leia aqui.

Clique na imagem para ver o post

 

Especiais do FlatOut

Diante das polêmicas na discussão sobre as alterações propostas pelo governo federal para o Código de Trânsito, dissecamos os detalhes para que você não caia nas armadilhas ideológicas de lado A ou B. Leia aqui.

Clique na imagem para ver o post

Relembramos o Lancer Evolution X FQ440 R, que até hoje é o carro com o 2.0 turbo mais potente do mundo, mesmo já fora de linha. Leia aqui.

Clique na imagem para ver o post

Vimos como é possível usar um câmbio manual combinado a motores elétricos e quais os benefícios disso (leia aqui)

Clique na imagem para ver o post

Conhecemos os detalhes da Kombi Porsche que rodou em Nürburgring nesses últimos dias (leia aqui):

Clique na imagem para ver o post

E relembramos a trajetória do recém-aposentado designer Ian Callum, desde seus tempos da Ford até seus últimos dias na Jaguar (leia aqui)

Clique na imagem para ver o post

 

Matérias relacionadas

Melhor da semana: novas multas em 2019, os carros mais vendidos em 2018, Dart Games, novos clássicos e mais!

Leonardo Contesini

Melhor da semana: aceleramos Argo Trekking e Range Rover Velar, nosso adeus a Niki Lauda e mais!

Leonardo Contesini

Melhor da semana: os novos Passat, Jetta GLI e Audi TT RS, FlaTalk no Youtube, a história do Honda NSX e mais!

Leonardo Contesini