Mercedes-Benz 300CE-24: um carro pra chamar de meu

Alexandre Anziliero 21 abril, 2014 185
Mercedes-Benz 300CE-24: um carro pra chamar de meu

Gasolina. Uma das boas lembranças da minha infância é a minha mãe brigando comigo porque eu abaixava os vidros do carro no posto pra deixar o cheiro de gasolina entrar, ou quando andava de Fuscão com meu tio, depois de contornamos curvas mais ousadas. Gostava e gosto deste cheiro. Adorava também o assovio aerodinâmico que o Comodoro Coupé deste mesmo tio (não sei o ano, mas é aquele com a frente quadrada que começou em 1980) fazia a partir dos 60 ou 70 km/h. Carros, carros, carros.

A verdade é que sempre gostei desse universo. Fui criança nos anos 80, uma época na qual a presença dos carros era mais marcante. Eles tinham personalidade mesmo, você reconhecia um automóvel pelo seu ronco de longe. Lembro que brincávamos de sentar de costas pra rua e ficar adivinhando qual carro passava. Claro que a variedade era menor, mas hoje a brincadeira seria muito mais difícil, mesmo porque a maioria dos carros sequer faz barulho…

Aos 10 anos, pedi de aniversário a assinatura da Quatro Rodas, e as devorava de capa a capa quando chegavam. Meu quarto era decorado com os pôsteres de Bugatti EB110 azul, Porsche 911 Carrera 4 vermelho, McLaren F1, Jaguar XJ220 e afins. Mas a edição de outubro de 1992 (veja o acervo digital da QR clicando aqui) trouxe algo pelo qual me apaixonei instantaneamente.

pc59-post01-fotoqr

Era um tempo no qual eu nem sonhava com o que seria um sleeper, mas sem saber do conceito moderno, na verdade era tudo o que eu queria de um carro. Carroceria coupé (de verdade, sem coluna B) suspensão independente nas quatro rodas, 231 cv em um seis-em-linha com quatro válvulas por cilindro e duplo comando de válvulas no cabeçote, 27,2 mkgf de torque despejados nas rodas traseiras de um carro com 1.400kg, em uma relação peso/potência de 6,06 kg/cv. Havia encontrado a minha carta no Super Trunfo!

A vida passou, faculdade, filhos, casa, a luta diária pelo metal… por muito tempo cheguei a esquecer o dito cujo, mas nunca esqueci minha paixão imensa por carros. Tive vários, uns legais e outros nem tanto, mas sempre fui do tipo que tira o sábado ou domingo para lavar o carro, encerar, aspirar e claro, rodar por rodar pelo simples prazer de dirigir.

Não gosto de carros muito modificados, com estética acima da função como rodas enormes e discos de freio pequenos, rebaixados ao extremo e afins. Também não creio que para ser gearhead tenha que gostar somente de carro manual com 1000 cv. Sou viciado em carros e prefiro os automáticos, admiro carros quietos e confortáveis no uso civil, mas que têm chão e que respondam à altura quando chamados.

Penso que ser gearhead mesmo é amar e respeitar desde aquele 147 com câmbio maluco até a deusa do Braulio, pois com certeza em ambos há horas de projeto, trabalho e sacrifício de pessoas exatamente como eu e você, apaixonados por carros e pela liberdade que eles representam.

Quando a vida permitiu, a primeira coisa que comecei a fazer foi procurar um antigo pra chamar de meu. Queria um carro que pudesse eventualmente ser usado no dia a dia, mas também que me desse muito prazer ao volante, um carro daqueles onde quem manda na relação homem-máquina ainda é o ser humano. Vasculhei a internet por anos a fio procurando por Opalas, Chargers, Darts, testemunhando o preço deles chegar aonde estão hoje… e nada de encontrar o meu.

Sim, sou embaixador do reino do frisinho, grão-mestre da ordem dos devotos do selinho de fábrica e fico maluco se descubro alguma gambiarra em carro meu. Mas que fique claro, isso é comigo e com os meus carros, pois respeito todas as formas de uso destas máquinas maravilhosas – mas não sou obrigado a concordar com elas. E é aí que a coisa complicou na minha busca.

É muito difícil encontrar um clássico nacional dos anos 70 que não tenha sido repintado, modificado de alguma forma ou customizado ao gosto do dono. E quando aparece, o preço é surreal. Resolvi mudar o foco. Já que não podia ter um antigo em condições excepcionais então eu pegaria um carro com vinte e tantos anos pra criar, aproveitando a melhor oferta de peças originais para deixá-lo em condições de, um dia, receber a placa preta.

pc59-post01-foto001

Aumentei o leque das buscas e foi aí que reencontrei aquele amor platônico da minha adolescência. A primeira 300CE que vi me chamou atenção pelo excelente custo-benefício, embora eu suspeitasse de que a manutenção devesse ser das mais caras. Me inscrevi em fóruns especializados, estudei tudo o que tive alcance, pesquisei preços de pacotes de peças de uso frequente, até ter certeza que poderia realizar o sonho sem viver um pesadelo.

Neste momento aquela primeira CE tinha sumido dos anúncios, e por ser um carro relativamente raro fiquei muito decepcionado com minha hesitação. Mas quando é pra ser, acontece! Menos de uma semana depois, esta estrela que ilustra este post surgiu na rede – a mais de 1.000 km de distância! Sem titubear, fiz um primeiro contato telefônico e me animei com a descrição do carro feita pelo antigo dono. Conversa com a patroa daqui, quebra cofrinho dali, consegui a outorga uxória e uma boa negociação no valor do carro.

pc59-post01-foto2

Quando a emoção fala muito alto é difícil ser racional. Quando vi o carro pela primeira vez ao vivo não fiquei procurando defeitos. Fiquei admirando embasbacado suas proporções, seu teto baixo, suas linhas aerodinâmicas que me remetem a como exatamente deve ser um carro para devorar estradas, seu cinto de segurança com um braço telescópico que o coloca na sua frente quando fecha a porta, o interior azul, aquele ronco rouco dos seis cilindros…

Como os apaixonados são amigos da sorte, o carro estava em condições melhores do que eu esperava: interior em excelentes condições, motor e câmbio com tudo em ordem, lataria, suspensão idem, mimos como bancos elétricos, teto solar, o sistema do cinto e vácuo das portas todos operando. Burocracia atendida, parti com meu sonho sobre rodas para uma viagem de 1.000 km de apresentação e interação.

pc59-post01-foto4

pc59-post01-foto3

Logo de cara chamou a atenção aquela estrela espetada no capô enorme, a maciez, o silêncio quase absoluto a bordo, o charme de não ter a coluna B e o ronco, que ronco! O carro veio com um furo minúsculo no escapamento intermediário, mas só se ouvia o ronco abrindo o vidro. A cada saída de pedágio eu deixava o vidro abaixado pra ouvir aquilo. Me arrepiava! Esse carro é um até os 3.500-4.000 rpm e outro bem diferente depois disso: o ronco afina e vira um urro baixo, completamente hipnotizante e viciante.

Já substituí o escape defeituoso, mas estes 1.000 km com ele aberto foram uma baita lua de mel. Estou com o carro há sete meses e já fiz muita coisa nele. O objetivo é deixa-lo o mais original possível e rodar com ele sempre que puder, pois carros foram feitos para andar, não para enfeitar garagens escuras.

É um Project Car de placa preta, sem pretensões de mais potência ou melhorias dinâmicas. O objetivo é apenas manter a história viva para ser contada daqui algumas décadas exatamente como ela foi escrita em 1990. Vou dividir aqui todas as experiências boas e ruins em se ter uma alemã de meia idade na garagem, neste caminho árduo e prazeroso que é realizar um sonho “cabeça de engrenagem” no Brasil. Grande abraço.

Por Alexandre Anziliero, Project Cars #59

0pcdisclaimer2

  • HighwayStar_84

    Lindo carro!!!

  • Fernando Pavani

    É um mundo prazeroso, esse! Saí recentemente de uma C280 Elegance 1995, carro excepcional!

    Parabéns e boa sorte!

  • Diogo Rengel Santos

    What-a-Merc!!!!!!!!!!! Que carro sensacional! Meus parabéns pela aquisição e sucesso nesta empreitada

  • “O objetivo é deixa-lo o mais original possível e rodar com ele sempre que puder, pois carros foram feitos para andar, não para enfeitar garagens escuras.”

    Falou tudo… Parabéns pelo carro… Show de bola!

    • Gabriel Gonzalez

      Hehe, Gasolina no tanque estraga :) , Pneu que não roda ganha ranhuras 😛

  • Vette_ZR1

    ” Não gosto de carros muito modificados, com estética acima da função como rodas enormes e discos de freio pequenos, rebaixados ao extremo e afins. Também não creio que para ser gearhead tenha que gostar somente de carro manual com 1000 cv. Sou viciado em carros e prefiro os automáticos, admiro carros quietos e confortáveis no uso civil, mas que têm chão e que respondam à altura quando chamados. ”

    MELHOR DEFINIÇÃO ‘TIL NOW !

    Tá de parabéns pelo projeto :)

    • Gabriel Gonzalez

      Um Gearhead que passar por uma Mercedes anos 80 Inteiraça como essa e não quebrar o pescoço, Não é gearhead!

      • KzR

        Fato! rsrs

    • KzR

      Carro manual de 1000cv? É um dragster! Ou um desses projetos insanos de americanos & cia.

      • GSB

        O Mustang 1971 da Pastore em 926 cv (100 cv deles à injeção de metanol) e um câmbio manual de 5 marchas, mas é como você disse, projetos malucos com motores mais insanos ainda kkkkk

        • KzR

          Esse tem de ser bem maluco para manter. Acho que muitos daqui topariam, hehehe

  • Lucas Donateli Rosa

    Parabéns pelo carro! Realmente uma beleza!

  • Bruno PR

    “Penso que ser gearhead mesmo é amar e respeitar desde aquele 147 com câmbio maluco até a deusa do Braulio, pois com certeza em ambos há horas de projeto, trabalho e sacrifício de pessoas exatamente como eu e você, apaixonados por carros e pela liberdade que eles representam.”

    Muito bem dito, tem gente que se esquece disso.

    • Vinicius Mol

      Melhor descrição impossível do que é o verdadeiro pensamento GEARHEAD!

    • XRS250

      deusa do braulio essa é histórica. KKKKKKKKKK

    • Marcos Rainier de Sá

      gearhed é quem gosta de CARRO, não apenas carros da moda, não apenas alguma novidade ou algum carro lendário, GEARHEAD de verdade gosta de carro, no meu caso fico com um sorriso bobo ao ver qualquer carro antigo acelerando, me sinto a melhor pessoa do mundo “esticando” as marchas do meu Fusca 1300 ou deslizando sobre o asfalto no Omegão 4100, paro na rua pra olhar qualquer carro legal, desde 147 com placa preta até algum superesportivo. Já chorei na frente de um Comodoro 4100 em um encontro de carros antigos de tanta saudade que tenho dos Opalas do pai e de vontade de ter um (uns quantos) depois de formado.

      • DJUNIOR

        Comigo é mais ou menos isso, quando eu vejo algum carro raro parado na rua eu fico um tempão admirando o bolido(original ou com modificações de bom gosto) ou andando(principalmente esportivos ou utilitários dando aquela esticada na avenida hehehehe)… Meus colegas dizem que eu presto mais atenção nos carros na rua que mulher hehehehe… Sobre o último caso é por causa da “doença” da ferrugem automotiva que me fisgou com gosto quando eu tinha uns 4 anos de idade no mesmo caso do autor desse post, com a diferença que o meu pai não ligava em eu deixar o vidro abaixado enquanto o ar-condicionado permanecesse desligado….

        • Marcos Rainier de Sá

          a minha paixão por carros começou quando meu pai saiu comigo recém nascido do hospital em um Opala SS 250-S 76 preparado haha

    • Adilson Pedro Scheid

      ele realmente falou tudo! tem horas que a gente deixa essa ou aquela preferência por marca X ou Y falar mais alto, mas todos sofremos da mesma doença, não tem jeito! e com a idade vamos amadurecendo e respeitando o gosto dos outros, somos todos “cabeças de engrenagem” mesmo! 😀

  • Vinícius Afonso Oliveira

    Mercedes… Esta mulher que me faz perder a cabeça!

  • Angelo_Jr

    Tesão de barca!! Quero mesmo ver o preço de manutenção, mercedez é o meu sonho de daily driver

    • Aleanz

      Não é barato, mas pelo menos você acha tudo o que precisar, original e, se garimpar, paga mesmo preço de qualquer carro médio. Abraço.

  • Elder Júnio

    Ai, as alemãs de meia idade…
    Meu sonho…
    Projeto bacana demais.. Parabéns…

  • Mr. Car

    Benza Deus, e com interior monocromático azul, o mais espetacular que um carro pode ter!!!

    • Aleanz

      Confesso que preferia os marrons/beges, mas esse azul é sensacional mesmo, e discreto até, no escuro parece preto. A Mercedes tem/tinha interiores de babar, com as mais variadas opções de cores para interior. Abraço.

  • Coffinator

    A mala desse carro deve caber uns 3 corpos fácil.

    • GSB

      Mercedes desta época tinham o espaço de um cemitério no porta-malas, daí a preferência dos mafiosos haha…

    • DJUNIOR

      Para ficar melhor(ou pior, depende do ponto de vista) só faltou o porta-armas que existe nos Opalas da vida hehehehe

      • castilho17

        vem junto da pintura preta e do filme 100% em todos os vidros..

        na hora o porta-luvas vira porta armas..

    • Arthur Vinicius

      é incrível como isso é útil no dia dia ̿ ̿ ̿’̿’̵͇̿̿з=(•_•)=ε/̵͇̿̿/’̿’̿ ̿

  • Neto Neto

    Carro atemporal!! sempre terá classe! e esse motorzão pra levar 1400kg, tá mais do que suficiente pra andar com segurança!

  • Lucas Timm

    Também adoro câmbio automático. Acho o conversor de torque uma das mais lindas e engenhosas gambiarras feitas pelo homem. O prazer de dirigir quem faz é o carro como um todo, não o câmbio.

    Muita gente também daria a bunda, se preciso fosse, para dirigir uma Mercedes ou BMW. E não ia nem reclamar de não ter uma embreagem para pisar. :)

    • KzR

      Eu pretendo provar e beber na fonte desses dois mundos. Alias, a variedade também dá gosto e apura os sentidos.

      • FearWRX

        Dirigi só 2 AT: Um Astra 2011 e o Golf VII com DSG e é um “veneno” que se você prova, vê o quanto é bom, principalmente o DSG, aquilo é uma manteiga ao passar de marcha (tanto que você mal ouve as trocas e menos ainda, as sente) e acima disso, silencioso. O Astra AT também tem seu trunfo, embora seja gastão demais, o MT já não é um primor nisso, o AT então…

        Mas mesmo assim, teria um AT só em último caso, se fosse pra ir trabalhar e pegasse trânsito pesado, coisa que ainda não sei se pegaria ou não. O bom é que, conhecendo os AT, perdi literalmente 100% do meu preconceito contra eles.

        • Gabriel de Oliveira

          O DSG é automatizado, logo, tem um funcionamento diferente de um automático, com conversor de torque parasitando e etc.

          Mas sim, concordo com voce!

          • Lucas Timm

            Também não acho o conversor de torque um parasita. Sim, há perda de energia, mas há muito mais recursos desativados via injeção eletrônica e controle de tração do que a perda da conversão.

            Mas “isso a Globo não mostra”.

        • KzR

          O primeiro AT que andei foi um Passat 1.8T Tiptronic. Realmente, agrada muito o funcionamento suave dele. Só fiz a besteira de não testar a seleção sequencial, =(

          Sempre tive uma boa curiosidade sobre AT’s. Acho que não tive pé atrás com eles. Contudo, minha preferência é pelos manuais. Só dá vontade de ter um automático quando sinto cansaço na perna esquerda ou quando ela dói. Só que quando pego uma boa estrada livre para rodar, a predileção toma conta e esqueço esse pensamento.

          Talvez até possa pegar um AT para uso urbano, mas meu foco para eles, por hora, é outro. O Golf 7 pode ser uma boa opção diária.

    • Caio Cartaxo

      Concordo, tenho paixão pelos dois câmbios, e pra falar bem a verdade, tenho uma queda maior pelo automático.

  • Raf_OPC

    Parabens! Tenho essa quatro rodas até hoje, realmente é um modelo bem raro aqui

  • Hugo

    Nossa parece o carro acabou de sair da fabrica,muito bonito,bem cuidado e cor azul isso é boa escolha.

  • Yelssek

    “Não gosto de carros muito modificados…”
    Toma meu like fera…

    • KzR

      OFF: A Diablo ficou para escanteio?! O seu sonho B-M-W está mais perto?

      Esse pessoal anda brincando de mudar os avatares, querem dizer alguma coisa, mas a dúvida é só nossa hahahahaha

      • Yelssek

        Quem dera, KzR, quem dera…só ano que vem quando terminar de me formar…
        Só mudei para dar uma variada, mas num gostei…esse avatar era o pôster que ficava no meu quarto…hahahaha…

        • KzR

          Ah… acho que foi o efeito FearWRX! rsrsrs

          Hahaha E que nome!!! E belo poster, por sinal

    • GSB

      Porra Yelssek, você está comentando e eu nem estou percebendo, seu Diablo é ícone aqui kkkkkkk

      E seu sonho não é uma M3 E46 com S85 engine? haha

      • Yelssek

        Voltei…hahahhaha…eu também não achei legal…
        Esse é o meu sonho louco…meu sonho mesmo é a E36 all stock..

        Abs

        • Alvaretts

          😉

  • Douglas Duarte da Silva

    Merças são Merças…A Estrela de 3 pontas é meu amor platônico…principalmente a classe S.
    E outra coisa…mais um pros adoradores do cambio automático…Tamo junto

    • Volvo v70 sleeper

      Nem fala… o Mercedes s w140 me hipnotiza de uma forma que eu nao consigo explicar!

    • Caio Cartaxo

      Então somos dois amigos, apaixonadissimos pela estrela, e a S é de me deixar louco. Aquela W140 é uma tesão.

    • Alex Portugal

      Meu tio pegou uma S500 1999 e esse feriado que passou emprestou para meu pai usar, ele comprou de um cara que a deixou guardada por muito tempo e precisava rodar, como ele iria viajar de avião, pediu isso para meu pai, bom, eu não tenho palavras para descrever o que é aquilo.

      • Douglas Duarte da Silva

        Classe S simplesmente o melhor carro do mundo…

      • Volvo v70 sleeper

        nos conte mais a fundo como foi andar em um carro destes?por favor!

        • Alex Portugal

          literalmente é ter sofás em um carro, uma coisa de outro mundo! bancos traseiros com regulagem elétrica, com aquecimento ou resfriamento, como se fosse uma daquelas poltronas americanas enormes que se vê em filmes, um couro macio, geladeira no meio deles, não tenho o que falar sobre esse conforto.
          ao volante? ele fez 7 kml subindo a serra, sim SETE, isso porque o V8 não precisava passar dos 2 mil RPM para andar a 80 kmh na subida, tem tanto botão que você fica perdido, quando está na estrada pode baixar um pouco a suspensão e deixa ela mais dura, fazendo que tenha um rodar mais firme, na cidade não da para perceber nossas ruas de merda.
          a sensação de dirigir com aquela “mira” no capo, que por sinal parece que está a 10 metros de você, é única, não tem como não se sentir o cara dentro de um daquele, seu sorriso é automático. Infelizmente ou não hehe esse carro tem nada menos que 3 abafadores de escapamento, meu tio tinha tirado um deles e ainda sim o silêncio era que mandava.Menos quando estava parado e podia dar uma boa acelerada, pena que ela não deixa subir muito o giro, o motor corta antes do 4 mil RPM quando está parado.

          É uma experiencia única, posso te garantir, eu compraria facilmente uma dessa se tivesse 70 mil para gastar em um carro de FDS.

          PS. só tenho essa foto porque meu celular sofreu um acidente e não consigo mais acessar, essa estava no meu Instagran

          • Volvo v70 sleeper

            Imagino que seja uma carro magnifico! Deve ter sido uma experiencia única, classe s é classe s, nao importa se é 0km ou de 30 anos atrás! É um carro icônico!

  • Thiago SG

    Muito bacana, porém acho a 500SEC V8 ainda mais legal e o preço é praticamente o mesmo da 300CE.

    • Aleanz

      Verdade Thiago, parabéns pelo bom gosto. Até acompanhei algumas, mas ao vivo, pra mim, as proporções da carroceria da 300CE são meu número…hehe, acho o tamanho exato. Já a SEC, apesar de ser linda, acho um tanto grande demais. A frente da SEC acho uma das mais felizes da Mercedes de todos os tempos. Abraço.

  • Gabriel Gonzalez

    Acho incrível um carro sem coluna B ser silencioso…. voce não tem ideia do porre que é alinhar CAPOTA, VIGIA , VIDRO DIANTEIRO, VIDRO TRASEIRO… hehe no seu caro não tem o VIGIA , mas deve ser chato da mesma forma! haha LINDO carro!

  • Leandro Amorim Corrêa

    Desculpe propor isso no topico de seu project car! apenas gostaria de egar carona num topico que pode ter muitas visualizações para propor algo que os apaixonados por carros entenderiam muito bem:

    Senhores.

    Proponho uma campanha para pressionar o retorno do gol GTi ao Brasil…

    Não adianta dizer que é impossivel sem ao menos tentarmos!!! Vamos criar uma enxurrada de emails enviados para a VW do Brasil e para dizer a ela que um GOL com 1.4TFSi e cambio de 6 marchas é sim um carro tão possivel quanto deve ser divertido!!!!

    campanha iniciada HJ na comunidade SANGUE AP do FACEBOOK!!! Ajudem nossa causa compartilhando!!!

    https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=453239198139630&id=194827990647420&notif_t=like

    • DJUNIOR

      O Rallye mostrou o poder de fogo que esse EA-211 1.6 tem… Mas a VW não vai canibalizar o mesmo e os Cross por isso(o publico alvo quer, além de chamativo, um carro “aventureiro”: aka.: que aguente a buraqueira nossa de cada dia sem reclamar)… Essa é, infelizmente, a realidade. Embora seja possível ter um hipotético Voyage GLI com esse motor e algumas perfumarias para diferenciá-lo do Cros…, digo, Evidence….

      • FearWRX

        Fala mal do 1.6 da VW quem não conhece, motor excelente. Meu pai está em casa com a Cross de um amigo pra vender e dirigi esse fim de semana pra matar a saudade do, também, 1.6 que ele trouxe há um tempo. Dos 1.6 que já dirigi, o da VW pra mim é o melhor, esses 106cv parecem 120.
        A única coisa que não gosto é o ronco, ele consegue ser mais feio que os dos Chevrolet.

        • Leandro Amorim Corrêa

          Se comparar ele com o 1.4 tsi eh ultrapassado… tanto que a volks trará no ano que vem um novo 1.6 que irá equipar a saveiro. Porém seria mais inteligente da parte da VW parar o 1.6 e dedicar-se ao 1.4 tsi e aprimora-lo.

          Na europa, existiu o Polo GTi que usou um 1.8 tsi de A3 com 180hp, imagino ser bastante divertido. adequando-se a faixa do gol poderia muito bem ser um 1.4tsi do A1.

          Agora em relação a “aventureiros altos” pra poder andar nas nossas ruas, acho isso verdadeiramente uma pena, pois ao invés de pressão para revertermos a situação as montadoras dão o famoso jeitinho brasileiro e adaptam seus carros para a qualidade das nossas vias… Quem não faz isso sofre de má fama, como ocorre com carros franceses e suas “suspenções de vidro” hehehe

        • DJUNIOR

          O EA-111 ainda me surpreende por render tão bem mesmo sendo considerado antigo… O problema que eu vejo nele é só no ronco, que é bem estranho mesmo. E também já é certo que a VW costuma mentir por baixo a potência declarada dos seus carros(favor excluir a Fullpower disso).

    • Igor

      Simples, basta comprar o Golf 1.4 TSi que custaria a mesma coisa e ainda seria melhor acabado.

    • Raphael Montanari

      li em algum lugar que a VW quer fazer isso mesmo. No caso viria com um “corpo” em tamanho de gol e aparencia de golf, motor 1.4T, cambio 5 marchas manual ou DSG.. http://carplace.virgula.uol.com.br/segredaco-sexta-geracao-do-vw-gol-que-chega-em-2016-sera-um-mini-golf/

  • KzR

    Também há imenso prazer em manter um carro bem original e rodar com ele sem medo. Na vida nem tudo é rua, nem tudo é pista. Mas há as estradas, e há a chance de sair por aí, pelo puro prazer de dirigir, sem esquecer do tempo necessário para esta preparação e para os cuidados (lavar o carro, encerar, aspirar e conversar com ele).

    Alexandre, excelente carro. Uma jóia de uma alemã de meia idade mais atraente que muitas brasileiras novinhas. Parabéns e curta bem seu carro que você chama de seu.

    • Aleanz

      Obrigado pelas belas palavras KzR. Abraço.

      • KzR

        De nada Aleanz. Prazer será acompanhar sua jornada, pois tenho interesse em algumas alemãs de meia idade. =D

  • RodrigoSM

    Seu carro está um show… parabéns

    Cara… como é esse esquema do cinto que vc falou? É aquele automatico que vai até perto do volante?

    Essa sua frase diz tudo “Também não creio que para ser gearhead tenha que gostar somente de carro manual com 1000 cv”

    Como sempre falo aqui, os muitos puristas do site recriminam carros diferentes do que esse que citou talvez… pra mim vale só de ser um carro, hahaha

    vlww

    • Aleanz

      Isso Rodrigo, não fiz vídeo do meu mas esse aqui mostra o funcionamento visto do banco traseiro. Abraço.

      https://www.youtube.com/watch?v=NHP3nfN2pj4

      • RodrigoSM

        Nossa show de bola esse aí hein?
        Curti esse esquema… muito fino trato…

        Parabéns mais uma vez… flw

  • Saulo

    Olha esse estofamento e o acabamento desse carro, puta que pariu.

  • Guilherme Oliveira

    Esses Mercedes dos anos 80~90 tem uma pinta de carro de executivo, que pqp viu!! E esses bancos. Só de olhar já da pra imaginar o conforto.

  • CorsarioViajante

    MUito legal, vou acompanhar com gosto!

    • Aleanz

      Obrigado Corsário. Abraço.

  • Marco

    SENSACIONAL.

    Também sou adepto de pouca modificação, desde que funcional, ou originalidade.

    Gostaria de ter outro carro para rodar aos finais de semana ou eventualmente de segunda a sexta, mas sem espaço na garagem fica complicado.

    Assim como outros leitores, tenho essa quatro rodas guardada.

    “outorga uxória”? Aposto que o autor do post é advogado pra usar o termo…haha

    • DJUNIOR

      PT-BR: ele tava se coçando pra pegar o carro hehehehehehe

  • XRS250

    Parabéns pelo “Mercedão” está bonito para caramba. inclusive eu ri litros com a “DEUSA do Bráulio” .huahauahuhuaa

  • BJONNES

    meus parabéns pela maquina ainda bem que essas Mercedes mais antigas é mais fácil encontrar uma não blindada também sou fã das mercedes

  • Caio Cartaxo

    Cara, virei teu fã, na verdade esse é o primeiro project cars que eu li do começo ao fim, me arrepiei lendo cara, concordo com tudo que você disse, e como um assumido fã da Mercedes, eu quase que vou ai pedir para você me da uma carona kkk. Sucesso ai nesse carrão, cuide muito bem dele.

    • Aleanz

      Obrigado Caio, sucesso pra ti também!

  • Leandro Oliveira

    Muito bom seu relato. Confesso q me identifiquei desde as primeiras linhas (sou da decada de 80) e comecei minha colecao de 4rodas em 1988. Essa revista citada eu tenho em casa e seus registros com relação à 300 CE descrevem realmente o maravilhoso carro que é e sempre foi.

  • FearWRX

    [OffTopic] Se alguém ver meu post e souber responder, saberiam me dizer se as rodas de Alfa Romeo servem no Palio? É necessário alguma adaptação?

    Se for 4 furos, serve normalmente?

    Obrigado desde já pela ajuda.

    • GSB

      Fiquei curioso para ver sua Ayumi com um jogo de rodas da 155 haha…

      Essa em questão é de 15 polegadas, mas eu realmente não sei se é necessário alguma adaptação, acredito e torço para que caiba…

      http://forum.berlinasportivo.com/images/dto_garage/users/37314/1192.jpg

      • FearWRX

        A idéia é boa, não? hahahaha
        Essa eu não acho em lugar algum, estou procurando ou uma de Alfa 156 ou as do 145 Quadrigofoglio, as da 164 acho que não vão ficar legais…
        Dependendo como for, mês que vem, ou ela estará com as de Alfa, ou do Marea Turbo.

        A minha maior dúvida é se da pra usar normal ou não… Mas parece que dá sim.
        Valeu pela resposta.

        • GSB

          É ótima kkkkk, já tinha visto alguma outra com rodas da Alfa?

          Eu pensei que as da 156 fossem apenas de 5 furos, mas um jogo delas remetendo a 156 Wagon ficaria fodástico… As do 145 realmente ficariam boas, e ao meu ver combinaria com o porte da sua perua.

          Não seria tão difícil de achar um jogo do Marea Turbo, e também ficaria show, mas Alfa sempre bate uma paixão a mais, então lhe desejo boa sorte com essa dúvida aí haha…

          Nada!

          • FearWRX

            Acho que não seria exagero dizer que as rodas dos Alfa Romeo são as rodas mais bonitas que tem, de fábrica. São lindas demais…
            E nunca vi uma Weekend com essas que estou vendo, mas tenho certeza que vai ficar bom, fora que, pra combinar com ela, vou mandar pintar de grafite também.

            Se não tiver como pegar de Alfa, vou de alguma roda de Marea mesmo.

          • msouza91

            Fear, ultimamente eu tenho visto muitas copias da roda do Alfa 145, elas são 4×98 e servem no Palio sem problemas. As copias da Zetta são muito boas e tem um custo bom

          • FearWRX

            Achei uma pessoa que vende essas cópias, mas R$ 1.400,00 o jogo. Não conheço muito mas achei um preço bem salgado por se tratarem de cópias…
            Mas vou procurar essas que você falou em último caso, valeu também.

          • msouza91

            É +/- esse preço mesmo, mais barato que isso num jogo, só se for usado

          • FearWRX

            Se vocês que entendem falam, vou aceitar o que dizem. Vou considerar a compra dessas.

          • lightness RS

            Fear, mas esse é o preço, independente de serem cópias.. se são de boa qualidade, muito complicado ter um preço menor q esse, eu sinceramente até achei bem baratas!!

            Nunca ouvi reclamações das rodas Zetta, parecem ser boas !

          • FearWRX

            Então vou perguntar pro vendedor se são dessas Zetta, pode ser que seja.
            Se apesar que achei outro jogo, que me parece original, e com pneus pelo mesmo preço que as cópias, apesar de as réplicas serem, segundo o vendedor, vendidas novas, na caixa.

        • As rodas da 156, 164 / 166 são de 5 furos
          De 4 furos tem a medida 4×98 e se não me engano, é padrão Fiat, fica a questão do off set, mas a príncipo elas encaixam.
          Essas rodas da 155 Super além de difíceis de achar e são caras. Mais para frente, quero ter conseguir um jogo pra ficar de reserva.

          • FearWRX

            Pelo jeito só as de 145 servem mesmo.
            Mas sendo 4×98 elas servem em qualquer Fiat?

            Essas do 155 Super são lindas demais, mas as do 145 já estão de bom tamanho.
            No mais, valeu.

          • Na maioria deles, incluindo o seu carro.

    • Renan Barbalho

      Cabem sim Fear!
      As rodas de 4 furos das Alfa são 4×98, iguais as da Fiat. Mesmo que queira uma de 5 furos, refurar os cubos é trabalho simples.
      Olha:
      [IMG]http://i286.photobucket.com/albums/ll83/rbarbalho/opalasspalio0696ei.jpg[/IMG]

      • FearWRX

        Puta que pariu, QUE COISA LINDA ♥ ♥
        Eu cheguei a ver sucatas de Alfa Romeo (inclusive com essas rodas), mas é incrível, parece que de sucata de Alfa, a primeira coisa que some são as rodas. Dos 5 anúncios que achei, NENHUM tinha mais as rodas.

      • DJUNIOR

        Essas rodas mudam o caráter do carro todo. Pqp como são lindas vei *—-*

      • Rodrigo Sublime

        essas do Alfa 156 sport ficaram lindas…

      • Aleanz

        Lindas!

      • Elton Cesar Malfatti

        Ficou linda demais essa Palio weekend com rodas Alfa!! Um dos ups mais legais para fiats de meia idade é colocar rodas de Alfa.

    • Leonardo Brito

      Rodas de Alfa Romeo?

      Sinto que alguém está preparando uma Palio Weekend pra sambar bonito na cara da sociedade… hehehehe.
      Tomara que ache as rodas… e queremos fotos pós-instalação.

    • Elton Cesar Malfatti
  • Fabio_Galdino

    Lindo… Parabéns pelo carro, bela barca…. clap,clap,clap…..

  • BLK_Poomah_GTE78

    Parabéns pela Fraulein! Muito bonita. Você é um cara de muito bom gosto. Sucesso, e grana, pra você, meu caro. O resto você já tem.

    Abraço

    • Aleanz

      Que é isso. Muito obrigado. Você, pelo avatar sofre do mesmo mal…hehehe. Abraço.

  • Davi Reis

    Isso que é bom gosto, as Mercedes dessa época são as mais bonitas de todas na minha opinião. Aproveite e rode bastante com ele!

    • Aleanz

      Obrigado Davi! Rodar, com certeza, é a melhor parte da brincadeira…hehehe. Abraço.

  • Alan Carvalho

    “Penso que ser gearhead mesmo é amar e respeitar desde aquele 147 com câmbio maluco até a deusa do Braulio”

  • Até agora foi o PC que mais se identificou comigo.
    Estou com a minha macchina a mais ou menos o mesmo tempo e desde então é só felicidade, também tenho a pretensão de deixá-la o mais original possível, mas não faço questão da placa preta.
    Tenho essa 4 Rodas na minha coleção, me lembro que o sistema do cinto chamou a minha atenção na época.
    Admiro as Mercedes, mas para mim é o tipo de carro que acho lindo na garagem dos outros (rs),Mas sempre que vejo uma clássica dessas na rua dou uma segunda ou terceira olhada.
    Parabéns pela aquisição e que você curta muito ela.

    • Aleanz

      Seu carro também me torce o pescoço, aliás, quem não gosta?! Cogitei uma Alfa, mas minha queda por coupés é maior. Abraço, obrigado e desejo o mesmo pra você.

    • Matheus Barroso

      qual é o seu carro, delfino?

      • É uma Alfa Romeo 155 Super

        • Leonardo Brito

          Quem precisa de 50 tons de cinza quando tem um tom de vermelho como esse na garagem?…rs.

          Incrível como vermelho (e, em certos casos, amarelo) só cai bem mesmo em carro italiano… parece magia ou cláusula contratual.

        • Matheus Barroso

          twin spark né? eu tava vendo uma 156 com esse motor esses dias, mas meu pai não empolgou, faço 18 esse ano

          • Sim, 2.0 16V Twin Spark e 150cv (153 cv nas 156)
            Nunca dirigi a 156, mas um amigo que tem as duas disse que a 156 é melhor de dirigir e um exemplar bem cuidado não costuma dar dor de cabeça.

  • Pedro S. Liguori

    Uau, demais! Sou fãzaço das Mecas. Inclusive, penso em fazer uma loucura e comprar uma da década de 90 pra usar como daily driver, mas penso nas questões práticas que envolveriam o projeto. É muito cara a manutenção?

    • Aleanz

      As peças que demandam troca frequente têm preço bem razoável. Mas existem peças muito caras e peças muito baratas, como qualquer carro. Sorte, cuidado e carinho com a máquina, não tem erro. O que é importante, é que você encontra todas as peças pra este carro, algo no mínimo reconfortante para quem tem carros mais antigos.
      Tento usar ela todo dia, mas tenho minhas restrições que são muitas, como chuva, ameaça de chuva, e sol do meio-dia. É um carro que pode e deve ser usado com frequência, mas com planejamento. Não usaria no anda e pára do dia-a-dia. Abraço.

  • Romulo Dias

    Taí um negócio que vai ser muito bom acompanhar! Finalmente vou conhcer o real custo de manutenção de um importado (bem) usado!

  • msouza91

    Lindo carro, e virei fã pela forma como vc descorda de algumas vertentes, mas respeita, é assim que se faz um mundo automotivo melhor! E o mais legal foi eu descobrir que tem uma dessas merças a venda aqui perto, e não custa o preço de um rim!

  • G. Vilchez

    Realmente esse é um carro pra chamar de seu. Nada melhor pra quem quer dirigir com orgulho e alegria e fugir desse mundo infestado de Velosters e ix35…

  • DJUNIOR

    Os MB dessa época são como os Toyota e Mit importados mais os Subarus: duram a vida inteira se fazer a manutenção correta, mas se quebrar já vá preparando o talão de cheques e o rim pra vender hehehehehe…. O carro ta muito lindo(pra ganhar placa preta falta praticamente nada para fazer nela) e faria questão de andar nela de carona se eu fosse da mesma região que você mora 😀

  • Adilson Pedro Scheid

    meu sonho de criança tb era ter uma Mercedes! bateu uma nostalgia aqui que até me suou os olhos! 😉

  • Carro foi mesmo feito pra andar, deixar guardado e ver o tempo consumir é bobagem, das marcas alemãs, a MB sempre foi minha favorita, admiro muito a BMW e já tive a oportunidade de andar em um Audi no meu breve emprego como mecânico, mas o que me chamava a atenção naquela oficina especializada em importados era a E 55 AMG que chegou em cima de um guincho por negligência do dono, meus parabéns pelo belo cupê…

  • Vitor Souza

    Sério que essa é a Quatro Rodas?

    Não parece nem um pouco com a atual.

    • Leonardo Brito

      Essa FOI a Quatro Rodas, quando ainda se dedicava ao assunto carro… quando ainda tinha coragem de publicar uma seção chamada “Em defesa do leitor”, que nem se comprara a essa atual (nunca esqueço do caso do uma moça que passou um perrengue absurdo com um Voyage na estrada por causa de superaqucimento).

      Hoje em dia é uma versão automobilística da Casa Cláudia… só fotos, conteúdo que é bom nada.

  • Paulo Felipe Corrêa

    Cara, parabéns pela máquina! É muito dificil encontrar um interior azul tão intacto como esse. E concordo com tudo que vc disse sobre ser Gearhead, eu acredito que ser Gearhead começa a partir do ponto que vc ama e respeita os carros e faz com que eles façam parte da sua vida não só como meio de locomoção. Me diz uma coisa, vi que vc fez pesquisa sobre manutenção antes de comprar, o que vc achou dos custos?

    • Aleanz

      É um carro que dá pra manter sim, principalmente se houver planejamento na troca de peças e pesquisa antes da compra. O importante é que há bastante oferta. Tem, principalmente que gostar da brincadeira, porque vai dar trabalho. Abraço.

  • Marcio Meireles

    Sou simplesmente louco por Mercedes dos anos 80 e 90… Em especial as SL, a 560 SEC e as classe S… Imponência com discrição, conforto com potência de sobra.

  • thiagozaiden

    Belo projeto e excelente texto

    Esse assovio do Opala me fez voltar no tempo, meu pai teve uma Caravan 1981 com o saudável 250S, e esse assovio fazia parte da trilha sonora em cada viagem.

  • Herumor

    cade os mimimi do povo que gosta de fazer lotação reclamando que é 4 lugares?

  • Daniel Garcia

    Excelente escolha em todos os aspectos na minha opiniao. Carroceria sem igual, coupe de verdade, algo que nao se encontra hoje em dia. Alem de ser um legitimo MB totalmente diferente de hoje em dia, sem a coluna B, eh um modelo que te passa a ideia de esportividade sem perder em nada a elegancia alema de tempos outrora, tempos aqueles em que engenheiros nao gastavam milhoes de dolares pra embarcar tanta tecnologia sem tanto ganho assim, como hoje em dia. Parabens pela escolha e pelo projeto. E tambem pela afirmacao, carro tem que rodar, nao ficar enfeitando garagem escura.

  • Jonas Martins

    Concordo com tudo! Adoro os automáticos e carros conservados o mais original possível. Passou a ser meu Project Car preferido!

  • Rodrigo Sublime

    “Me inscrevi em fóruns especializados, estudei tudo o que tive alcance, pesquisei preços de pacotes de peças de uso frequente, até ter certeza que poderia realizar o sonho sem viver um pesadelo.” Este é o maior problema, muita gente adquiri um carro sem antes saber do custo de mante-los, sei o que é isso por conta da Marea, um carro de R$ 8 mil, que te entrega uma puta tecnologia, agora pra mante-lo o assunto é outro! o cara fica endividado e diz que o carro é uma bosta!

    • Ivan Vidal

      Tu não quer comparar a mecânica “simples” porem de alto valor de uma BM, com a mecânica complicada e de alto valor de uma Marea… O que também, não quer dizer que motores complicados não possam ter valores baixos de manutenção, existe o ZETEC 16v (não o zetec rocam 8v), que não me deixa mentir. Fácil de encontrar peças, peças com preços normais. Porem nem todos conseguem deixar ele afinadinho.

      • Rodrigo Sublime

        primeiro, quem comparou o que? com o que? Segundo Sou Engenheiro na FORD e as peças originais FORD são o dobro do preço da Marea Turbo (FIAT)… Acho que o Sr. não entendeu o que escrevi… e terceiro, estamos falando de Mercedes-Benz (empresa da qual tbm fui engenheiro) e não BM… Quarto, percebe-se que não entende de mecânica, pq a mecânica Marea não é complicada, qualquer profissional decente sabe mexer nestes carros, é como um ZETEC só que 1 cilindro a mais, quase todos os carros 16V, 20V, 24V e até alguns 8V precisam de ferramentas especiais! Simples e normal, e quem disse que mecânica BM ou Mercedes é simples? Um gde abç… Rodrigo Sublime Project Cars #34

        • Bruno Ventura

          Cara, sabes o que é curioso no que falasses? Mecânica Marea não é complicada. E olha, meus mecânicos dizem a mesma coisa, que mecânica Alfa/Mareas não são nada complicadas, só requerem um pouco de atenção e capricho, diferente da maioria dos mexânicos que só metem o pau.

          • Rodrigo Sublime

            Justamente! 😉

    • Aleanz

      Exatamente Rodrigo. Antes de poder comprar, tem que saber se vai poder manter, aí é que são elas. Qualquer carro quebra, depende apenas do dono. Abraço.

  • Fórmula Finesse

    Que carro maravilhoso, bonito mesmo! Parabéns!

  • Leonardo Brito

    Interessante que sempre fui mais “Mercedeiro” que “Biimerzeiro”… acho os Mercedes-Benz mais imponentes, mas classudos.
    Meu sonho é uma 600 Pullman, aquela limousine de papas e chefes de estado.

    Esse interior em couro merece um comentário a parte:
    Noves fora a idade do carro você nota, pelas fotos, o quanto ele está bem conservado e com aparência digna… claro que a conservação também ajuda muito mas é fato que tem muito carro atual que com 2, 3 anos de uso o couro fica pior que sofá de puteiro ou poltrona de consultório, só falta um monte de Veja do ano passado pra completar o cenário.

    • Aleanz

      Tb me surpreendi com o resultado após o primeiro “trato” que dei nos bancos. Mas a explicação é simples, são de couro mesmo, não o sintético como na maioria absoluta dos carros modernos. E claro, o cuidado desde a escolha dos materiais até a técnica superior de montagem confirmam q impressão de que eram feitos pra durar muito. Com cuidado fica como novo décadas, tipo aquele móvel antigo na casa da nona, que é feito de madeira mesmo.. hehe. Abraço.

  • Thiago CV

    Rapaz!! Sua história é muito parecida com a minha!! xDD

    Eu apenas “hoje” consegui ter um carro do qual também me apaixonei perdidamente ao vê-la em uma revista (eu tbm tinha assinatura da 4R). E foi essa propaganda ai que me fez ter o carro que tenho hj!

    Era 1994 quando vi essa propaganda e pela primeira vez vi a Compact, que pra mim, era a BMW mais legal de todas, pois ela era diferente! Afinal ela “não tinha bunda” como as pessoas se referia a carros hatch!

    E então eu disse pra mim mesmo que um dia eu teria uma igualzinha, compact e vermelha que é minha cor favorita!

    Pois é, anos depois, 2013 para ser mais preciso eu estava pesquisando carros e quando quase compro um, eis que vejo um tweete do MercadoLivre falando sobre BMW’s, ai fui lá conferir e o que encontrei!? Uma igual depois de ter olhado um monte e já quase fechando o navegador!

    Não deu outra, fui à concessionária e arrematei, queria nem saber o que tinha de ser feito, pois o que tivesse eu faria!

    Realizei meu sonho e hj estou feliz automotivamente falando!

    Só um p.s: Nem vejo muito o tweeter, mas nesse dia, eu por acaso olhei!

    • Leonardo Brito

      Uma auto-escola aqui de Santos comprou uma dessas assim que foi lançada… era briga entre os alunos pra dirigir.
      Foi uma estratégia de marketing que deu muito certo, até hoje você fala “Auto-Escola Rallye” e imediatamente os “Sub-60” lembram da BMW.

      Eu curto muito o estilo dessa Compact, os alemães acertaram em cheio nesse carro.

    • Aleanz

      Bela história e belo carro. Tb babava nela quando saiu. Abraço.

  • Dieki

    MB da época em que elas eram produzidas pensando no apocalipse! Que interior maravilhoso!

  • Paulo

    Parabéns pela escolha! Tenho uma história parecida com a sua na infância… decorava a 4 Rodas e sabia nomes, dados, marcas e babava o dia todo nas máquinas que eram avaliadas de verdade. Hoje em dia a revista não possui mais qualidade, infelizmente, e muitas das matérias são baseadas em opiniões pessoais de quem avalia os veículos. 3 ou 4 fotos ilustram a matéria de 2 páginas que não trazem mais todos os dados técnicos. Saudades daquela época.
    Quanto ao teu carro, meu sonho também é uma Mercedes cupê… são carros de desenho único e marcante. Vejo alguns à venda mas ainda não posso me dedicar financeiramente a algum modelo realmente bom como o que você encontrou. Um dia chego lá.

    • Aleanz

      Boa sorte Paulo! A primeira coisa necessária para conseguir algo é querer, o resto vem. Abraço e obrigado.

  • Bruno Rodrigues Da Silva

    cara, que carro maravilhoso, esse interior azul, todo o bom estado do carro ,apluado de pé ,eu tbm sou suspeito para falar, pois eu sou muito fã dos importados dos anos 90, e ainda vou ter o meu tbm, e tbm acho q me considero da ”turma do frisinho”, tbm ñ consigo, pensar em ter um carro para “criar ” não estando com tudo no lugar, eu sou mais chato com riscos nas soleiras e falta de emblemas ou eles colocados em posições erradas rsrsrs

    e tbm achei a definição do que é um Gearhead, que é respeitar ( não aceitar) , todo tipo de carro.:)

    mais dou os parabéns a alguém q como eu, gosta de um bom Importado Usado para ”criar”, parabéns pelo mercedes.

  • Ricardo Lima

    Parabéns pela máquina. Tenho um exemplar do “Pai” dela a 500 SEC W126, essa aí do avatar. Aliás fiquei surpreso como o interior dos carros é quase igual. Também comecei atrás de de Opala ou Dodge, mas quando ví o preço que pediam e o que pedem em uma MB, abracei a Benz e foi a melhor decisão possível.

    • Aleanz

      Exatamente Ricardo! São excelentes máquinas pelo preço que custam. Se puder, nos presenteie com fotos da SEC aqui mesmo, são imponentes. Abraço.

      • Ricardo Lima

        Segue uma foto da criança. 5.0 V8 245cv interior caramelo, já com as BBS 18

        • Aleanz

          Simplesmente linda! BBS é coringa mesmo. Abraço.

  • Ubiratã Muniz Silva

    Estou sem palavras. Belíssimo exemplar. Parabéns elevado à milésima potência. Se me permite a pergunta pessoal, pagou quanto?

    Em tempo, meu chefe tem um Classe E sedan (acho que é um 300 também) da mesma época (um pouco mais antigo, o dele é 86), quando eu saio pra lanchar (a lanchonete aqui do trabalho é na garagem, o carro dele fica do lado) eu sempre babo nos carros dele (a Merça e o golzinho G4 convertido pra eletricidade).

  • Guilherme70s

    “pois carros foram feitos para andar, não para enfeitar garagens escuras.”…

    #mito!

    Meu eterno e sincero respeito depois desta.

  • brunollo

    BOm, está fazendo como diz meu pai. O carro vai ficar antigo com você.

    • Aleanz

      Tomara Brunollo, tomara. Abraço.

  • Thyago Szoke

    Parabéns em todos os sentidos e ótima sorte com o projeto! Assinado, outro fã incontestável das 300 CE-24!

    • Aleanz

      Obrigado Thyago. Abraço.

  • Rodrigo Moraes

    Parabéns pelo carro, Alexandre! Também sou fã dos Mercedes!

    Ao pessoal que ainda torce o nariz pra câmbio AT, gostaria de lembrar que esse tipo de câmbio varia muito. Nos carros com motores pouco potentes, o conversor de torque funciona o tempo todo e é realmente um saco (o Civic pra mim é um bom exemplo de carro AT ruim de guiar, pois o conversor de torque atua até na 5a marcha). Já no Mercedes, o conversor só atua na 1a marcha, dali pra frente ele é travado, então a reação da roda motriz, em relação ao acelerador, é idêntica à de um carro com câmbio mecânico.

    • Aleanz

      Legal Rodrigo, obrigado pelo esclarecimento. O câmbio desta Mercedes é o 722.3, 4 marchas a frente. Ele tem uma peculiaridade que é arrancar sempre em segunda marcha, se quiser sair em primeira tem que, com o carro parado, colocar a alavanca no 2 e no D novamente, aí ele sai em primeira. Curioso e eficiente até, pois o motor tem força de sobra nas arrancadas. Abraço.

  • Fabricio Lima

    BELO CARRO .

  • Nhego

    Alexandre, Há que dizer que sua escolha foi muito acertada! Essa Merça dos anos 90 e couro azul, são clássicos. Também tenho as quatro rodas desses anos e os posteres ficaram tão bem colados que arrancaram a tinta da parede quando tive que tirá-los.
    Gear head é sair de casa pra ir ver carros na loja de usados, só pra ver o que se tem de raro.
    Gear head é saber qual carro é pelo barulho do fechamento da porta…. Ainda prefiro o termo louco por carro. 😉

    • Aleanz

      Obrigado Nhego. Abraço.

  • Arts_Maverick

    Cara, que carro espetacular! Parabéns!
    Vi um desses recentemente numa oficina especializada em Mercedes aqui perto de casa e me lembrei justamente desta matéria da Quatro Rodas! Um belo carro para se curtir por anos sem fim, pois tem fama de indestrutível.

    • Aleanz

      Obrigado Arts_Maverick! Realmente, o carro passa essa impressão mesmo, até e principalmente nos detalhes de acabamento, dá pra ver que tem muito cuidado na escolha de materiais e na montagem. Abraço.

      • Arts_Maverick

        Muito bem feito em cada pequeno detalhe! Quando visto dessa forma os preços se justificam, já que é diferenciado pela qualidade e cuidado na construção.

  • Felipe S.

    Lindo carro, eu sempre fui apaixonado por carros “executivos”,se esse carro fosse meu a única diferença seria que eu o deixaria preto ou grafiti, e colocaria um compressor mecânico nele, um turbo estragaria o som dessa máquina.

  • ZéhGabilão

    Desculpa o meio Off, mas o macaco (Bilstein!!) desse carro é o mais Top que já usei na vida hauhauahuahuau

  • Realmente, parece que eu revivi minha trajetória neste lindo texto… e a propósito os opalas/caravan’s que faziam os assobiar, eram os comodoros 1985/1987…. desvio aerodinâmico na grade. Linda história e sou mais um da turma do frizinho e adesivos orginais……

  • Celso Alfista

    Simplesmente linda, carro perfeito.

  • ochateador

    Vai ser um senhor placa-preta esse carro.

  • Andress Domeni

    Ri muito com o Deusa do Bráulio kkkkk…linda a Meca. .boa sorte!

  • Marcos Fajardo

    Parabéns! (tb procurando coupe MBz),,,