A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História Zero a 300

Mercedes-Benz T80: o carro de seis rodas de 3.000 cv que quase foi recordista de velocidade em 1939

Sobrealimentação, injeção direta de combustível, reprogramação eletrônica, componentes internos reforçados, mais deslocamento, combustível de competição de alta octanagem... hoje em dia, quem quiser fazer um motor absurdamente potente tem opções de sobra. Não é uma empreitada para qualquer um e não é barato, claro, mas veja os carros de arrancada Top Fuel, por exemplo: eles têm em média 10.000 cv e usam motores em V8 de mais de oito litros com super

Matérias relacionadas

Vai um muscle car “alternativo”? Este Oldsmobile Cutlass S 1969 com motor V8 350 está à venda no Brasil

Dalmo Hernandes

Um BMW 320i quase novo, um project car francês, um Jetta TSI de 300 cv e mais no GT40

Dalmo Hernandes

Aerofólio traseiro em hatches de tração dianteira: faz sentido? Qual o motivo?

Juliano Barata
error: Direitos autorais reservados