FlatOut!
Image default
História Zero a 300

Mercedes-Benz T80: o carro de seis rodas de 3.000 cv que quase foi recordista de velocidade em 1939

Sobrealimentação, injeção direta de combustível, reprogramação eletrônica, componentes internos reforçados, mais deslocamento, combustível de competição de alta octanagem... hoje em dia, quem quiser fazer um motor absurdamente potente tem opções de sobra. Não é uma empreitada para qualquer um e não é barato, claro, mas veja

Matérias relacionadas

Este VW Passat “Iraque” em fase final de restauração está à venda. E aí, encara?

Dalmo Hernandes

ENCS 2018: mega galeria do Encontro Nacional do Clube Subaru no Autódromo de Piracicaba!

Juliano Barata

McLaren nega sucessor para o F1, novas informações do Corvette de motor central-traseiro, novo Supra pode ter V6 biturbo e mais!

Leonardo Contesini