Mercedes CLK GTR: o rival que o McLaren F1 (quase) não teve

Leonardo Contesini 27 dezembro, 2014 174
Mercedes CLK GTR: o rival que o McLaren F1 (quase) não teve

Era uma vez um universo automobilístico em que os modelos especiais de homologação eram frequentes e até mesmo os bólidos mais potentes de Le Mans precisavam de uma versão de rua para poder alinhar no grid. A história é geralmente a seguinte: os fabricantes estudam o regulamento, constroem uma série limitada de modelos de rua e ganham o direito de inscrever uma versão de pista nos campeonatos.

Assim foi com os modelos da categoria GT1 da FIA. Ou melhor: assim deveria ter sido, pois o CLK GTR de rua é apenas o último capítulo dessa história única e que dificilmente se repetirá.

A história começou no fim de 1996, depois que a FIA tentou transformar o campeonato de turismo alemão — o Deutsche Tourenwagen Meisterschaft, ou DTM — em um campeonato mundial batizado International Touring Car Championship. A manobra foi desastrosa: as duas categorias acabaram e a DTM só voltou em 2000, depois de quatro anos. Sem nenhuma categoria de ponta para participar e já atuando como fornecedora de motores na F1, a Mercedes e a AMG decidiram que o novo campeonato GT1 da FIA era o lugar ideal para se manter em atividade nas pistas.

tumblr_mg58ezGLDO1qargtno1_1280

Só havia um pequeno problema: havia pouquíssimo tempo até o início da temporada de 1997 e o regulamento exigia que fossem construídas, no mínimo, 25 unidades de rua para que um modelo pudesse disputar o Mundial. Como eles conseguiram? Digamos que a FIA não foi muito incisiva em relação às regras de homologação e a Mercedes só precisou fazer um exemplar de rua em 1997 — e nem chegou a vendê-lo.

O projeto começou com um McLaren F1 GTR, comprado em segredo para um exercício de engenharia reversa. Os alemães analisaram a construção, o funcionamento e o desempenho do esportivo inglês — que havia se sagrado campeão da categoria que deu origem ao campeonato FIA GT, a BPR Global GT Endurance Series. A AMG chegou ao ponto de instalar um molde inicial da carroceria de seu futuro carro de corridas sobre o McLaren para testar e desenvolver a aerodinâmica do modelo (essa história será contada em um próximo post).

tumblr_myrmaith961s7e0meo1_1280

Em apenas 128 dias — ou quatro meses e uma semana — a Mercedes concluiu o bólido que foi batizado como CLK GTR. Com monocoque de fibra de carbono fabricado pela Lola na Inglaterra, suspensão pushrod inboard integrada ao subchassi de alumínio na traseira e um V12 6.9 com 48 válvulas, pistões forjados, bielas de titânio e mais de 600 cv (que mais tarde equiparia o Pagani Zonda), o CLK GTR estava pronto para a disputa.

tumblr_mxd9ytSNND1ro6nr6o7_1280

Na primeira corrida do FIA GT 1997 em Hockenheim, em abril daquele ano, a AMG-Mercedes conseguiu alinhar dois CLK GTR no grid. Um deles, pilotado por Bernd Schneider e Alexander Wurz, conseguiu simplesmente a pole-position, superando a concorrência formada por McLaren F1 GTR, Porsche 911 GT1, Viper GTS-R, Panoz Esperante GTR-1 entre outros.

Na corrida, contudo, a rapidez do projeto cobrou seu preço: nenhum dos CLK GTR terminou a prova. A Mercedes trabalhou na confiabilidade do carro para a segunda corrida, em Silverstone, e obteve bons resultados: o CLK GTR terminou a prova em segundo lugar, a menos de um segundo de distância do F1 GTR vencedor. Na quarta etapa em Nürburgring, depois de um apagado oitavo lugar em Helsinki, o CLK GTR faturou a primeira das seis vitórias da equipe ao longo do ano. A AMG-Mercedes conquistou o título de construtores, e Bernd Schneider ficou com o caneco dos pilotos.

Em 1998, o modelo continuou a impor seu domínio. Venceu as duas primeiras corridas, e então foi substituído pelo CLK LM, uma variação feita para disputar as 24 horas de Le Mans. A principal modificação era a substituição do V12 por um V8 de cinco litros M119, o mesmo projeto que equipou o Sauber C9, o vencedor de Le Mans em 1989. O motivo? A durabilidade do motor: enquanto as corridas do FIA GT tinham 500 km, nas 24 Horas de Le Mans são mais de 4.700 km. A potência continuava na casa dos 600 cv apesar dos cilindros e dos quase dois litros a menos.

FIA GT World Championship

O carro também ganhou um novo pacote aerodinâmico, com bico e teto mais baixos e novos dutos de refrigeração para o motor e os freios. Tudo parecia bem, principalmente depois de Bernd Schneider cravar o tempo mais rápido da classificação para a corrida. A mudança para os V8, contudo, não repetiria o sucesso de 1989 e na 31ª volta os dois Mercedes já estavam fora da corrida devido a problemas mecânicos.

Mesmo com o fiasco em Mans, o CLK voltaria às pistas para ganhar simplesmente todas as corridas restantes na temporada do FIA GT. Klaus Ludwig e o brasileiro Ricardo Zonta dividiram o título de pilotos, e o domínio entre os construtores fez com que não houvesse concorrentes dispostos a ser desafiados.

 

Mas e a versão de rua?

Como vimos, a Mercedes foi beneficiada pelo relaxamento das regras de homologação — não só ela: Nissan e Porsche também pegaram uma carona na vista grossa da FIA. Eles só foram se preocupar em construir uma versão de rua do CLK GTR em 1998, quando o modelo já havia sido aposentado das pistas.

tumblr_n1vsi1BgwP1ts6cg4o1_1280

Diz a lenda que o atraso no desenvolvimento dos carros de rua foi devido à dificuldade de adaptação de um carro desses para os pobres mortais. Imagine só: é como se a Audi decidisse vender o R18 e-tron com ar-condicionado para milionários desfilarem por Dubai.

No processo de transformação em supercarro de rua o CLK GTR ganhou assistência elétrica para freios e direção e um controle de tração para impedir que os monstruosos pneus 345/35 R18 se evaporassem em uma arrancada mais inspirada. Além disso, ele ganhou amenidades que milionários esperam em um supercarro da Mercedes como bancos de couro e ar-condicionado. Como resultado o carro engordou 300 kg, indo de 1.100 kg para 1.400 kg.

T2eC16FHJHEE9ny2p6iBROl1MpD_4

A asa móvel de corrida deu lugar a uma asa integrada à carroceria, com na Ferrari F50. O motor V12 ficou com 620 cv e 78,5 mkgf, que eram moderados por um câmbio sequencial de seis marchas com acionamento por aletas elétricas no volante e pedal de embreagem. O painel era o mesmo do CLK, o cupê mais barato da Mercedes na época, ainda que o CLK custasse US$ 1.547.000 (cerca de US$ 2.200.000 em 2014, ou quase R$ 6 milhões), o que fez dele o carro produzido em série mais caro da história até então.

Captura de Tela 2014-12-27 às 03.45.47

Mas ele também entregava um desempenho que poucos carros entregaram até aquela época. Comparado com o McLaren F1, o CLK GTR vai de zero a 100 km/h em 3,4 segundos, enquanto o britânico vai em 3,2. A aceleração lateral era maior no Mercedes: 1,8 g vs. 1,3 g — uma marca alcançada por sua aerodinâmica, que também limitava sua velocidade máxima em 340 km/h, um quesito no qual o Mercedes leva uma surra do F1, que chegava aos 384 km/h.

tumblr_mu0ni2PzhF1r3dl49o1_1280

No fim, foram construídos apenas 20 CLK GTR Coupé. Os outros seis monocoques exigidos foram transformados nos raríssimos CLK GTR Roadster.

  • Dudu69
  • NightRider

    Isso só leva a ver como a McLaren F1 era perfeita pois era praticamente um carro de rua com poucas modificações, ate os criadores dela falaram que não queriam um carro de pista. Agora a MB para vencer sua parceira McLaren precisou fazer um carro 100% de pista e apanhou para fazer a versão de rua.
    Agora a MB e McLaren já não eram parceiras na época ?

    • Filipe Machado

      Boa pergunta, até onde sei o McLaren F1 usava powertrain da BMW

      • NightRider

        A McLaren F1 usa motor BMW sim, mas não lembro se em 97 a McLaren já usava motores Mercedes na Formula 1. Acho que começou em 98

        • Filipe Machado

          98 ou 99 talvez, também não me recordo direito… daqui a pouco alguém explica ai rsrsrsrs

        • Flávio Marques

          A Mercedes começou a fornecer motores para a Mclaren em 1995!

          • Guilherme Guimarães

            Sim, a Mercedes começou sua parceria com a McLaren na F1 em 1995. Não sei, chute meu, mas de repente o projeto do carro McLaren F1 já poderia estar rolando e com o motor devidamente escolhido…

          • Diz a lenda que na época do desenvolvimento, a McLaren definiu que somente três fabricantes tinham capacidade de fazer um motor a altura do carro, a Ferrari, que não foi a escolhida por motivos óbvios, a Honda, seria a escolha natural, mas os japoneses não se interessaram e a BMW, que aceitou a proposta.

        • Edinho Kunzler

          A McLaren usou motores Peugeot em 1994 e a partir de 1995 começou a ser empurrada pelos Mercedes. A F1 não recebeu motor Mercedes porque a Mercedes só colocava seus motores em carros com motores dianteiros (não sei por uma questão técnica ou por birra com rivais seus, hábeis construtores de carros com motores centrais traseiros).

          • NightRider

            Pelo jeitp isso acabou, já que fornesse motor para o Zonda.

        • Vinicius LMS

          A Mclaren F1 foi lançada em 93, foi projetada na época em que a parceria com a Honda já tinha acabado, e não sei se o Senna teve algum envolvimento com o projeto como teve com o NSX.
          E a Mclaren só passou a usar motor Mercedes em 95, quando o F1 já existia.

    • Edinho Kunzler

      Reza a lenda que a Mercedes não queria fornecer motores para um superesportivo com motor central traseiro. Restou à McLaren duas alternativas com recursos e tecnologia para produzir o motor desejado (compacto e de alto rendimento): Ferrari e BMW. A primeira, obviamente, nem foi considerada. A segunda aceitou o desafio e entregou 127cv a mais do que o solicitado pelos projetistas ingleses.

      • NightRider

        A minha duvida foi, se empresas eram parceiras na Fórmula 1, qual o motivo da MB desenvolver um carro para bater no parceiro e pq comprar um F1 GTR em segredo ? Era só pedir um para o Ron Dennis rs

        • Negócios.
          Sem contar que a essa altura, a produção do F1 estava encerrada e o F1 GTR competia por equipes particulares.

      • Yelssek

        Edinho, entre as fabricantes de motores que vc citou a HONDA também foi cogitada, porém nao aceitou pois já era parceira da Mclaren na F1.

        • F A

          Na ocasião estava acabando a parceria.

  • Doge

    Go Tsuchiya Go !

  • Sérgio Calíope

    Pra mim a versão de homologação mais foda de todos o tempos

  • Filipe Machado

    Ainda acho o McLaren F1 o supercarro mais legal dos anos 90… Irretocável e atemporal

  • Thiago Henrique
  • Alexandre

    Vai voá? HUAHUAHUAHUA

  • Victor Gomes

    Sempre joguei com ela no Need for Speed High Stakes para PS1. Parte da minha infância está nesse video:
    https://www.youtube.com/watch?v=wR0Vfbaia0U

  • Gustavo Muchiutti

    Carro dos meus sonhos mais impossíveis, da marca que eu mais amo. <3

  • Lelo

    Tenho uma miniatura dessa CLK-GTR a mais de 10 anos. Ja ta meio avariada mas com a pintura 0km.
    Não é o carro de verdade mas ta valendo kk

  • Riashe

    Bom Dia.

    Quando citam CLK GT-R,sempre lembro destes vídeos que foram gravados em Tokyo.

    https://www.youtube.com/watch?v=cgdRBlM6uRg

    https://www.youtube.com/watch?v=2ghuBsPmrAI

    https://www.youtube.com/watch?v=si5xeDUvKDA

    • walmir silva

      Esse Mayback parece carro de rapper americano

      • Riashe

        Boa Tarde.

        Concordo.

        • walmir silva

          Boa tarde

          Por que você sempre dá boa tarde? Fiquei curiosos kkkk

          • Riashe

            Boa Tarde.

            Apenas estou sendo educado.

  • Douglas Carnieto

    Reza a lenda que existia um desses aqui no BR, do irmão do Abilio Diniz, esqueci o nome dele, tinha sido importado pela Comark! Só não sei agora se é lenda mesmo ou é verdade!

    • Leonardo Mendes

      Alcides Diniz.

      Em se tratando dos Diniz, pode bem ser verdade… eles são chegados em carrões assim.

    • Doge

      Lenda.
      Ou então ele tem o carro e nunca andou nele.

      • Rafael B.

        É verdade…havia fotos dele em solo brasileiro algum tempo atrás

      • Claro, o cara nem tinha uma pista particular.

        • Doge

          Ele tinha um Lister comprado do Maluf esse tem varias fotos.
          Agora da CLK eu nunca ví.

          • Está aí a prova do crime. Mas era a versão de competição.

          • Yelssek

            Lister Storm? Vc tá de sacanagem…

          • Doge
          • Yelssek

            PQP!!!! PQP!!!!! PQP!!!! PQP!!!!

          • Doge

            Achou pouco ?

            http://www.exclusivosnobrasil.com/uploads/2012/08/lemans-640×480.jpg

            Jaguar Lister XJS LeMans ( baseado no XJS )

            . Approximately 90 tuned Jaguar XJSs were produced, with the emphasis very much on super car performance. For those who felt the standard V12 Jaguar engine a bit insipid, Lister added a comprehensive tuning package. The fuel injection was modified with 4 additional injectors and throttle bodies. The engine management system was tweaked, the heads gas flowed with larger valves fitted and to take the power, the crankshaft was nitrided, whilst Cosworth conrods carried special forged pistons. New bearings and a modified oil system were also deemed necessary in order to reliably deliver the 604bhp that it could now produce. The Le Mans Coupe was capable of over 200 mph with the correct gearing and was the first production car to do so. Clearly the suspension and braking were going to need some attention, and this they duly got. The car was made to look the part too with a full body kit and superb Lister Recaro leather interior.

            ” According to factory chassis records, this Lister Jaguar is one of only 20 Le Mans 7.0 litre Coupes ever made. Chassis number #037LJ04LM was exported from new but repatriated from Brunei by the last owner. It is believed that the car was delivered new to the Brunei Royal Family. Purchased by the current owner in 2004 with only 3,350 miles reading on the odometer, #037LJ04LM has been professionally stored since in a temperature controlled environment. A little over 120 miles have been covered to and from the MoT station over the last 9 years. However, oil changes at regular intervals have ensured that this incredibly rare car is in fine mechanical order.

            The bodywork is factory precise, the underside spotless and the paint is reflective of a car that has been used sparingly over the years. The engine bay is extremely clean and the inner wings flawless. It is very rare to find an XJS in such pristine original order, let alone a Lister Le Mans. The interior shows some signs of age, specifically the leather would benefit from reconolising treatment. Pre-auction inspection is welcomed and encouraged.

            In 1990 this car was sold new for nearly £160,000. Today, it is yours for a snip of that original price and surely represents an investment opportunity for any classic car collection. 1980s and 1990s exotica, such as Lister XJS’, have shown bullish rises in value recently as their depreciation curves level off and good examples become harder to source. ”

            Custava 160.000 libras em 1990 …

            Tá aí outro carro que só o Sultão da Mooca ( Paulo Maluf ) e o Sultão de Brunei tinham quando novos.
            Sou Malufista só pelo gosto dele por carros.

          • Nem consigo olha pra ele,eu passo mal quando vejo ele.

          • Hot DoG

            Pelo menos meus impostos estão indo para alguma coisa que gosto kkk

          • Diego Tobias

            Um dos piores carros do Gran Turismo… ahuhauahuhauhauh
            Sempre ficava em ultimo! 😛

    • Tem mesma lenda sobre a Ferrari Enzo,tem algumas pessoas dizem esta na garagem em Chuí-RS ou seja vizinho do Uruguay.

      • Doge

        A CLK tinha duas, uma que correu até num evento em SP mas era uma CLK DTM e não uma GTR, a GTR era de corrida ( não era de rua ) e não há registro algum ou de alguém tenha visto ela andando.
        Acredito que quando o falecido Cidão comprou a CLK DTM a Mercedes enviou também uma GTR como ” propaganda ” da Equipe Capuava na época mas é bem provável que ela sequer tenha rodado no Brasil.

        Sobre a Enzo é mito também, até por que na época que lançaram a Enzo só poderia comprá-la quem já tinha uma F40 ou F50 coisa que na época em toda a América Latina só um Sr. chamado Lawrence Pih poderia fazer.

        Ele tinha não só a única F40 da America Latina como também a única F50 ( as placas eram em sequencia – ENZ-0040 pra F40 e ENZ-0050 pra F50 ).

        • O Sr.Pih é amiguinho do Lula kkkkkkkkkkkkkkkkkk eu esperava por isso mesmo

          • Doge

            Qualquer um no nível dele conheceria o Lula/FHC

          • Mas eu não kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          • Doge

            Ser muito rico e não conhecer gente influente só se você não sair de casa

          • Uai eu prefiro fazer amizade vcom tio Gates do que esses ratos como Lula,Dilma e Skeik de Mooca(Vovo Maluf)

          • Doge

            Isso, aí se você precisar de algum desembaraço fiscal, sanitário, trabalhista, empréstimo do BNDES você vai lá na sede da Microsoft.

          • Melhor do que virar um empresario ladrão,faça o seu jeito

          • Doge

            Melhor ser um ladrão rico que um ladrão pobre já que todo o povo é ladrão mesmo.

        • Tem F40 no Chile.
          E outra informação a se confirmar, é que na época do lançamento da Enzo, o Pih já tinha se desfeito das duas.
          Ao que parece, um brasileiro comprou uma Enzo, mas pouco tempo depois se mudou para os EUA e levou o carro com ele.

          • Doge

            Ele era o unico que poderia ter comprado.
            Um brasileiro pode até ter comprado mas o carro não veio pra cá, até por que a propria Via Italia não iria ter aparato técnico pra fazer manutenção nela.

            Vi agora, não só F40 mas F50, Enzo, 288 GTO e um RUF CTR-3

            https://www.youtube.com/watch?v=zJXcYdI1wh8

            https://www.youtube.com/watch?v=C0UbxicjzpY

          • Fora os Pagani.
            Sobre a Enzo, essa foi a história que rolou na época, não afirmei que era verdade. O BR era promissor naqueles tempos, não é impossível que a Ferrari abrisse uma exceção, para um cliente com potencial de se tornar um grande colecionador e que oferecesse uma quantia a mais.
            A F50 do Pih, por exemplo, não é uma das 349, mas um modelo de pré produção, que suspeita-se foi exposta no stand da Pininfarina no Salão de Genebra em 95, e o carro só chegou aqui em meados de 1997.
            Finalizando a seção de fofocas, dizem que o dono atual da F40 e seu irmão tem uma coleção fodástica de Ferrari na Europa, aos cuidados da própria fábrica. Sem contar com os modelos que ele possui aqui no BR.

          • Doge

            Eles tem uma grande coleção aqui, tanto que o Ribeirão Shopping fez uma exposição de algumas delas anos atrás

            http://1.bp.blogspot.com/-3×7-YpwhTQ0/UC2dHg4d4yI/AAAAAAAAEY8/-Vw9tEltCgM/s1600/Rib+Shop.jpg

    • Douglas Prado

      Isso daria um belo post, “Lendas em solo Brasileiro” algo assim, sei lá. Mas a ideia seria reunir num post, os carros mais raros, ex.: o Omega Lotus que tem por aqui.

  • Leonardo Mendes

    OFF.: Alguém ficou sem comissão no Natal…
    http://www.reginaldodecampinas.com.br/novo/veiculos-a-venda/?id=604

    • Renato

      O Reginaldo deve esta revoltado com esse FDP! Já passei por isso e sei o quanto que uma atitude desta, atrapalha e desmotiva um trabalho sério. Infelizmente existem alguns vermes “sem escrúpulos´´ dentre nós.

    • Me fala esse site foi hackeado ? isso foi um trollzinho ne ?

      Como assim não pagou a comissão ?

      • Leonardo Mendes

        Então, eu peguei a informação de um colega que havia postado no Facebook… ao que tudo indica é verídica.

    • Cesar Souza

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Yuri Franzoni

      Bah, coisa feia hein…

  • Anderson Rezende
  • Rafael B.

    Um dos CLK GTR de pista está no Brasil
    Preguiça de procurar as fotos,alguém com tempo procure ai

    • Acho que já saiu, lembro de ter visto a foto numa loja do exterior a alguns anos, mas ainda tinha a pintura da Capuava Racing

      • Ricardo Cosme

        Ele ainda está lá escondido em um galpão perto do autódromo

    • SuzukaDriver90

      Se não me engano a família Diniz possuía um, o Otávio Mesquita mostrou uma vez em um de seus programas!

    • Alexandre

      A Familia Diniz ainda tem (ou tinha) um CLK GTR de rua.
      Quando trabalhei na Mercedes estavamos fazendo a tradução do manual do veículo para eles (mesmo tendo sido importação “independente”) por conta do prestigio ($$$$) que eles tem, além das concessionárias da marca.

      O carro era prata e enorme.. lindo demais de ver. Salvo engano, com a morte do Alcides Diniz, a famlia começou a se desfazer de toda a coleção de carros dele, creio que este talvez tenha ido embora também.

  • Gabriel Oliveira

    A gente ta fazendo um campeonato no gran turismo assim, carros de nível perto dos GT3 e outros de nível GT1 e ela tá no meio :)
    http://gtecenter.blogspot.com.br/2014/12/duelo-macabro-em-nurburgring-gpf-marca.html

  • jonatanwh
  • Bruno Almeida de Sousa

    Esse carro é incrível!Um amigo meu foi para a Europa nas férias, e viu um desses na versão Roadster(salvo engano dele), na cor prata, exposto em uma concessionária Mercedes Benz em Paris.Vou ver se consigo fotos com ele

  • jonatanwh
  • Arts_Maverick

    Bruto!! 1,8G num carro “de rua” é estupidez (no bom sentido) demais!!!

  • Fabio Vicente

    “Klaus Ludwig e o brasileiro Ricardo Zonta dividiram o título de pilotos”
    Embora eu cultue este carro até hoje, tanto que o tenho uma réplica em escala 1:12 da Maisto, este trecho que destaco é a parte mais importante do post para mim.
    Que o FlatOut possa nos trazer mais cultura automotiva com textos como este, e que possamos também nos informar sobre os grandes pilotos brasileiros que fizeram bonito nas categorias de protótipos. Brasileiros como o próprio Zonta, Raul Boesel, Maurizio Sala, Alex Dias Ribeiro, e mais recentemente, Lucas di Grassi e Augusto Farfus, que honraram o nome do país correndo em categorias de turismo e de longa duração.

    • Elton Ogg

      Lembrando que ficou atrás somente de uns caras “desconhecidos” como:
      1º Tom Kristensen/Allan McNish
      2º Jacques Villeneuve/Marc Gené
      e na frete de Pedro Lamy-Alexander Wurz

      Cara simples e bem na dele, o conheci fazendo trilha de moto no “lendário” Bar do Paulo em Campo Magro (região metropolitana de Curitiba), nas férias de verão da F1, ainda nos tempos da Toyota.
      Pena que esses pilotos quase sempre são lembrados somente por suas passagens na F1.

  • Igor Fernandes

    A conheci no Need For Speed 3 Hot Pursuit

    http://img.gawkerassets.com/img/17da2xvpanbqxpng/original.png

    E mais tarde meu conhecimento sobre ela aumentou no Gran Turismo 4 com a LM *-*

    http://img.gamefaqs.net/screens/9/b/7/gfs_53690_2_15.jpg

    • Dudu69

      só é uma pena que não dava pra usar o carro nas perseguições. mas pelo menos tem uma gambiarra pra resolver isso. (só na versão de PC)

  • Junior Gaboardi

    o mercedes mais fodastico de todos os tempos…!!!

  • Diego Fernandes

    Desculpem. Mas, eu só consigo imaginar um concorrente à altura do F1. Ou seria o contrário? https://www.youtube.com/watch?v=cCKFyrBDLWw

    • Fórmula Finesse

      O 12 cilindros BMW não dava chance pro porschaumm; este só levava no grip e nas freadas extremas!

      • Diego Fernandes

        A superioridade germânica impera de qualquer modo. Agora imagine um carro com a estrutura do Porsche e esse motor BMW 😮

      • Alberto Miniaturas

        12 cilindros da BMW/McLaren, sem uma a outra não seria nada, grande parceria que deu certo.

  • joaoalbertoborelli .

    _já tive um desses em miniatura!! quebrei tudo !!

    • Diego Fernandes

      Eu já tive miniaturas das Ferraris F50 e Testarossa em escala 1:18 que causavam inveja nos outros garotos da minha rua. Elas até que duraram um bom tempo. Mas depois de uma certa idade eu já não ligava tanto assim pra elas e, eu dei as duas pra um primo meu. Você não sabe o quanto eu me arrependo de ter feito isso…

      • CARPANO

        Eu com 8, 9 anos comecei minha coleção de miniaturas 1:18. Um primo ia pro paraguai e sempre pedia miniaturas da Burago e Maisto. Tive cerca de 20, 25… e ficavam na estante de casa. Lembro que ainda era barato, custava cerca de R$ 30,00.. hoje fui ver e passam de 200 facilmente..

        Meus primos menores piravam mas nunca deixei eles pegarem, exceto quando não estava em casa, minha mãe deixava eles brincarem… resultado, retrovisores quebrados, alguns sem rodas.

        Alguns estão guardados, Ford GT 90, Corvette Pace Car indianapolis, Williams F1 94, Alfa Romeu Spider V6, Mustang (não lembro o modelo, na vdd acho que era só conceito..) entre outros.

  • ernani

    ai eu me pergunto: tinha como o zonda não ser no mínimo épico? não

  • Yelssek

    A década de 90 foi o auge da analogia automotiva…peguem todos os representantes de supercarros dessa década e verão obras de arte que atravessarão a eternidade.

    • Diego Fernandes

      Menos o Diablo com faróis de Nissan…

      • walmir silva
        • Allan Guimaraes

          Outra beleza inigualável dos japoneses. Infelizmente virou 350 e 370.

      • Filipe Augustus

        Essa Diablo é de 2001,já com facelift, a original tinha faróis escamoteáveis!

      • Yelssek

        Eu também prefiro com faróis escamoteáveis, mas se me fosse dado, eu aceitaria até com orbitais…hahahaha

        • Jefferson J. Souza

          Aí tu forçou a amizade meu amigo, com orbitais é dose auhauhauh

      • Allan Guimaraes

        Os carros eram TÃO fantásticos até os anos 90 que os faróis do 300 ZX caíam como uma luva em um Diablo… Lindíssimo, ainda melhor que o original.

      • Alberto Miniaturas

        Discordo: Diablo GTR é linda.

  • Mario Henrique

    http://youtu.be/2ghuBsPmrAI

    Desculpa Ferrari V12, Lambos V12 ou qualquer outro carro. O som mais foda vindo de doze cilindros está nesse video.

  • Yuri Victor

    E 1,8g vs 1,3g e uma surra do CLK na F1.A F1 que faz um duelo mais ao estilo da CLK GTR não e a LM nem a normal, é sim a GT (4 unidades) essa sim e mais rapida em um circuito.

  • Marcelo De Sousa

    Parabéns Flatout excelente matéria. Um carro incrível, muito bonito.

  • walmir silva

    conheci ele no NFS High Stakes, e desde então o considero o mais lindo mercedes ja produzido

    http://img2.wikia.nocookie.net/__cb20140916002143/nfs/en/images/d/df/NFSHS_PS1_Mercedes_Benz_CLK-GTR.PNG

    • Igor Moreira

      Cara, obrigado por me lembrar o nome desse jogo, vou baixar ele agora! rs

      • walmir silva

        É nóix!! XD

    • Eduardo de Mattos

      Eu conheci ela no NFS Hot Porsuit do Ps1, e sim, tbm acho o mercedes mais lindo de todos

    • Diego Tobias

      E nesse jogo ele já rivalizava com o Mc F1 como o carro mais rápido… E sim, eu sempre comprava a CLK na cor vinho!

      • walmir silva

        Eu lembro que o comportamento dinamico da F-1 era melhor,mas ela “não era tão rapida” quanto a CLK,o que colocava as duas em uma bela disputa. A minha sempre era prata,nessa epoca eu achava que por lei todas as Mercedes deveriam ser prata kkkk

    • Lamborghinista

      Conheci no Need for Speed: Hot Pursuit 2 e desde então me apaixonei!
      http://wiki.nfsunlimited.net/images/9/98/NFSHP2_Car_-_Mercedes-Benz_CLK_GTR.jpg

  • KLENDATU

    A reportagem mistura algumas informações do CLR, ele e o CLK GTR que so compartilham o powertraim, todo o resto eh muito diferente.
    Veja a comparação com CLR acima e CLK GTR Abaixo.

    http://s21.postimg.org/63kcgdgye/clr_clk_gtr.jpg

  • badanha bad

    Phodástico !

  • KLENDATU

    A reportagem mistura algumas informações do CLR, ele e o CLK GTR que so compartilham o powertraim, todo o resto eh muito diferente.

    Veja a comparação com CLR acima e CLK GTR Abaixo.

    • RodaPresa

      Klendatu barada nikto!!!

      • Brazooka

        OBS: Klaatu barada nikto.
        😉

        Misturou Tropas Estelares (Klendatu) com O Dia em que a Terra Parou. 😀 😀 😀 😀 😀

        http://en.wikipedia.org/wiki/Klaatu_barada_nikto

        • RodaPresa

          Misturei sim e foi de proposito kkk queria ver se alguém ia lembrar de um dos filmes ou até dos soldados do Jabba no Star Wars.

        • RodaPresa

          Misturei sim e foi de proposito kkk queria ver se alguém ia lembrar de um dos filmes ou até dos soldados do Jabba no Star Wars.

    • Marcos Amorim

      São três carros diferentes, o CLK GTR, o CLK LM e o CLR.

    • Celio_Jr

      E afinal, qual deles foi o famoso por levantar voo em Le Mans, em 99?

      https://www.youtube.com/watch?v=SFN_Gp1eHN0

      • KLENDATU

        CLR

  • RodaPresa

    Lindo esse conversível da foto!
    Para quem já jogou os NFS mais antigos é impossível não lembrar dos jogos olhando fotos desse carro rs

  • RodaPresa

    Essa CLK é minha Mercedes favorita junto com a SLR igual a do Thor. As duas na cor prata são show de bola!

  • Que belo Mercedes-Benz, mas dotado de quatro válvulas por cilindros, é interessante isso, na época a Mercedes-Benz usa 3 válvulas por cilindro para os motores V6, V8 e V12 para os carros de passeio, ou seja o foco era o desempenho.

  • GSB
    • Ao seu – F

      Indeed!

    • Israel Goes

      Encontre o Maclaren F1

  • Eduardo Yamane

    Quando vejo esse bólido, só consigo lembrar do voo triunfal…

    • KLENDATU

      o que voou eh outro carro, o CLR feito 2 anos depois.

  • Deutschland, Deutschland über alles, über alles in der welt

  • Filipe Alves

    E também tem o CLK LM de rua, o CLR GTR 7.3 (a primeira unidade construída) e a Versão SS (mais potente que a versão “normal” do gtr, mas menos potente que a 7.3)
    Eis o único lm de rua:

  • Diego Tobias

    Simplesmente magnífico!!! Desde criança sou apaixonado por esse carro!!! Pra mim um dos mais belos Mercedes já feitos!

  • Alexandre Giles

    “… e Bernard Schneider ficou com o CANECO dos pilotos.” Que que isso flatout, isso aqui é um lugar de família !!! hehehehe

  • Osamu Minis

    Mclaren F1 Long Tail com motor Mercedes-Benz

  • leoayala

    Galera, um dia iremos relembrar esta categoria como relembram o mítico gripo B de rali… Eram carros simplesmente miticos! Quando adolescente, assistia aos compactos no Sportv (quando ainda não era um canal tão coxinha, futebol 200%).
    Só um detalhe: Prestem atenção ao emblema da Mercedes sobre o capô. Aerodinâmica? Pra quê? O que importava era mostrar como o carro era mais rápido que os outros, sem abdicar da essência da marca!
    E como estes carro continuam lindos, mesmo 20 anos depois…

    P.S.: E, pra variar, a Ferrrari não participava desta categoria…

  • Lamborghinista

    Conheci essa maravilha no Need for Speed: Hot Pursuit 2 (PS2)! Desde então virei fã desse carro, além de belo corre muito, e ainda me traz uma sensação de nostalgia ao ver fotos dele!

    http://wiki.nfsunlimited.net/images/9/98/NFSHP2_Car_-_Mercedes-Benz_CLK_GTR.jpg

    • Kevin Fernandes

      tbm conheci ele no Need for Speed, mas foi no High Stakes(ou alguma coisa assim) do PS1

      • Arthur Fonseca

        sim, need 4 high stakes, ele e o F1 eram os Inalcançáveis do jogo, só no gameshark kkkkkkk

    • Eduardo Rossi

      Conheci ele no Need For Speed 3: Hot Pursuit pra PC, pena que ele não podia fugir da polícia, servia apenas para campeonatos e extremamente difícil de abrir sem códigos.

  • Pedro Weslley

    Eu tinha um de controle remoto, que ia pra frente e pra trás… eu achava irado!

    Até que um dia resolvi praticar minha aula de “anatomia automotiva” nele…

    HMMMMM…

    • Vitor

      Eu tbm tive um de controle, ainda tinha os emblemas dos patrocinadores e o MOBIL gigantesco escrito na asa, tivara uma pira com ele. No momento estou usando toda sua performance para terminar as 24h de LaSarthe no GT5 kkkkk