A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #276

Meu BMW E34 com motor de M3 e câmbio manual – a história e a transformação do Project Cars #276

Tudo certo, galera? Meu nome é Kelvin Duarte e vou contar a história do meu BMW 525i E34 manual equipado com o motor 3.0 S50 do M3 E36. Originalmente ele tinha 170 cv, e agora está com cerca de 260 cv. Vamos nessa?

Como a maioria dos leitores sou apaixonado por carros, meu primeiro carro foi um Suzuki Swift Sedan 1993 motor 1.3, depois parti pra um Golf GL 1996 1.8  dai sai dele para um Corsa Wind 1999 motor 1.0. Depois troquei o Corsa em um Honda Civic 1995 EG8 que tentei deixar ao estilo JDM.

Captura de Tela 2015-09-20 às 10.51.42

Depois do Civic precisei de um carro que eu pudesse usar para trabalhar no dia a dia, como sou fotografo precisava de um carro que pudesse me levar para as praias e para locais diferentes então comprei uma Pajero TR4

Captura de Tela 2015-09-20 às 10.51.50

Não passou muito tempo e logo senti falta de um carro que pudesse modificar e deixar a minha cara. Certo dia liguei para o Rafael, um amigo de Natal/RN que conheci através do Honda Clube. Ele teve um Honda Civic Coupe e eu quis saber o paradeiro do carro pois era louco por esse carro que era dele.

Rafael me deu a notícia ruim: não sabia onde estava o carro, mas o cunhado tinha um carro que seria a minha cara, um BMW 525i 1991 com câmbio manual. No começo pensei: “Tu é doido? É buxo!” Mas então carro não me saiu da cabeça.

O dono pedia R$ 18.000 e o carro estava com molas esportivas e rodas de 20 polegadas. Pensei comigo: na pior das hipóteses já tenho o dinheiro das rodas garantido — uns R$ 4.000. Assim não ficaria com um prejuizo enorme.

Conversei com meu pai se ele me ajudasse com metade do valor eu caía com a outra metade! Meu pai aceitou, mas na hora de pagar o velho me arranjou R$ 4.000. Arquei com os R$ 14.000. Como minha vida é corrida e o carro estava em Natal/RN, não tive como olhar o carro. Foram dias de negociação até que tirei uns três dias para viajar para Natal e pegar o BMW. Fui decidido a comprar.

O carro estava na oficina fazendo algumas revisões para que eu pudesse viajar tranquilo e assim foi. Peguei o BMW enchi  o tanque, olhei tudo que é necessário para que se possa viajar e trouxe de Natal/RN para Fortaleza/CE . Foram 550 km rodados e o único problema que deu foi o compressor do ar-condicionado, que fez um barulho estranho. No começo fiquei com medo de ser algo mais grave, mas graças a deus não foi nada demais. Essas abaixo são algumas das poucas fotos que havia visto do carro antes de comprá-lo:

 

Hoje sou fotógrafo devido à minha paixão por carros. Eu ia para os encontros e fazia as fotos dos eventos e encontros do Corsa Clube. Foi aí que descobri o dom que eu tinha para fotografia. Comecei a fazer fotos de eventos sociais ensaios de casais gestantes e infantis, fui ganhando nome, e com isso as condições financeiras melhoraram o que me possibilitou a realizar alguns dos meus sonhos um deles foi a BMW !

Voltando à história, ao chegar em Fortaleza o barulho do compressor só parou quando eu desliguei o ar-condiconado. Gastei cerca de R$ 600 para ajeitar o ar. Pronto: ar gelando normalmente. Hora de começar o projeto de vez.

O primeiro passo: tirar o filme e trocar o forro do capô eu um pequeno trato no motor!

BMWe34PC276-003

BMWe34PC276-048 BMWe34PC276-121

Na viagem de Natal a Fortaleza o carro comeu pneu por dentro, então mandei olhar todas as borrachas e terminais da suspensão. Mandei reparar o que foi preciso, mas um dos pneus havia chegado ao ponto de não prestar mais. Como não estava tava querendo gastar com pneus, acabei comprando as rodas 16 de um amigo por apenas R$ 600 com os pneus.

Captura de Tela 2015-09-20 às 11.19.02

Pronto: rodas 16 até comprar outro pneu de 20 polegadas. Aproveitei que as rodas estavam empenadas e mandei reformá-las. Também já comprei dois pneus novos. No dia 31 de dezembro de 2014 fui passar o réveillon com o BMW, saí de casa feliz da vida, fui pegar um amigo para irmos para o local do réveillon aqui em Fortaleza, cheguei de boa no destino. Às cinco da manhã, já voltando para deixar o camarada em casa, notei a temperatura do carro alta e um vazamento de água, esperei o carro esfriar e segui para casa. A temperatura voltou a aumentar, parei de novo e esperei esfriar — fiz isso várias vezes. Cheguei em casa umas nove da manhã, afinal, onde encontrar um reboque em pleno 1º de janeiro?

Em uma das paradas estava falando ao celular tentando achar um reboque e inventei de abrir o radiador para o ar quente ir saindo aos poucos. Resultado: descobri que distração, celular e água do radiador quente não combinam! Sofri uma queimadura grave no braço e levei três semanas para me recuperar.

Em casa identifiquei um vazamento pelo mangote, troquei a abraçadeira pensando que fosse esse o problema, dei a partida e nada dele esquentar. Problema resolvido! Não tão rápido, cara pálida: saí de casa ele começou a esquentar novamente. Levei para um eletricista, ele achou o ventilador da embreagem viscosa muito fraco e me indicou um local que poderia ajeitar. Resolvi o problema do ventilador e quando saí de lá… o carro começou a esquentar.

Já estava a caminho de uma capotaria onde iria fazer todo o interior do carro. Para lá eu fui e disse que só sairia de lá com o interior refeito e iria direto pra oficina de um amigo — em cima de um reboque! Depois de uma semana ele saiu de lá com o interior novo. Aqui vocês veem como ele estava antes:

 

Interior com bancos ressecados tapetes rasgados forros de portas frouxos teto e tampão descolando!

E começa a brincadeira…

Tá ficando bom..

Interior pronto, mas o carro ainda esquentava. Vamos levar para oficina para ver o que está acontecendo…

BMWe34PC276-127

Começamos pelo mais simples: válvula termostática ok, bomba d’agua ok, mangotes ok! Vamos para o radiador.  Constatamos logo os vazamentos pelo radiador. Tiramos e mandamos varetar e limpar ele todo! Fizemos um novo teste e o carro ainda estava esquentando. Então notamos que a água do radiador estava circulando so até a metade da colmeia. Então tiramos de novo e mandamos para o cara que fez o serviço anterior. Dessa vez o problema foi resolvido: a água circulando normalmente resolveu o problema do superaquecimento.

Só que aí veio um problema maior: o radiador estava com um vazamento pelas laterais. Estava entrando ar no sistema e dando compressão no radiador, fazendo com que ele estourasse! Pedi um radiador novo,e mas isso não iria adiantar e o carro começou a falhar. Tive que abrir o cabeçote e descobri que o cabeçote estava empenado. 

Eu já tinha dado um passe nele, o que fazer agora? Mandamos retificar e fazer preenchimento, mas mesmo assim ficou baixo. E agora? Como achar um cabeçote desses? A solução foi tentar uma junta sob medida. Levei o cabeçote pronto para uma empresa aqui na minha cidade que faz junta sob medida. A junta original tem 2 mm e precisávamos de uma de 2.6 mm. 

BMWe34PC276-116

Radiador novo…

… cabeçote pronto e junta sob medida pronta.

Enquanto isso as compras extra foram chegando. A maioria dos produtos comprados pelo eBay:

Do interior faltava ainda um cinzeiro, uma soleira e um acabamento do carpete do piso traseiro. Os extras foram: iluminação interna em LED, emblemas novos BMW/M5, lanternas traseiras, piscas, sinaleiras, faróis com Angel Eyes, spoiler traseiro e três kits de xenônio.

Veja como eles foram montados:

Nesse meio tempo surgiu a oportunidade de comprar as rodas Dubai de 20 polegadas do X6:

BMWe34PC276-052

Enquanto isso, adivinhem só o que apareceu? Um motor S50 do BMW M3 1995. Se eu ficasse com o motor antigo retificado correria o risco de ficar na mão de novo, pois o cabeçote já estava baixo demais. Então não perdi a oportunidade de comprar esse motor e ganhar mais potência.

BMWe34PC276-019

Só que para que essa belezura funcionasse tive que mudar o sistema de injeção eletrônica dele colocando uma Fuel Tech Ft350  acompahada de Spark Pro 6. Aqui está a máquina sem o coração:

BMWe34PC276-006

E agora vamos dar vida nova ao coração:

Este foi o primeiro teste de rua:

Eu conferindo como ficou o carro:

Rolezinho na noite:

Informações técnicas do mecânico:

Visão geral do carro:

Bom galera esse foi meu projeto 90% concluído

O que falta fazer:

  • Pintar Parachoques e Capô
  • Acertar e colocar no Dino
  • Colocar Farois de Milhas originais que estão a caminho
  • Projeto Futuro de umas BBS 18
  • Emblemas novos só serão colocados quando fizer a pintura

Aqui o filtro K&N e o intake de inox:

Captura de Tela 2015-09-20 às 12.03.48

Não gostei  do volante duas cores, então mandei cobrir de preto:

Captura de Tela 2015-09-20 às 12.03.57

E aqui o projeto 90% concluído:

BMWe34PC276-042

BMWe34PC276-146

É isso aí, galera! Tempo meio corrido para fazer esse texto mas acho que coloquei tudo que fiz no carro! Espero que gostem! Abraço e obrigado!

Por Kelvin Duarte, Project Cars #276

0pcdisclaimer2

 

Uma mensagem do FlatOut!

Kelvin, este foi um projeto que realmente nos impressionou e sem dúvida impressionará boa parte dos nossos leitores. A combinação do visual clássico do BMW E34, com um legítimo motor BMW M vindo direto de uma M3 e trabalhando com um câmbio manual é simplesmente matadora. Além disso, um futuro clássico foi salvo. Parabéns pelo empenho e pelo resultado!

Matérias relacionadas

Garagem Alfa Romeo: chegou a hora de retificar os motores italianos

Leonardo Contesini

Mitsubishi Pajero TR4 off-roader: a história do Project Cars #351

Leonardo Contesini

Project Cars #109 – os primeiros retoques no Honda CRX 1989 de Leandro Garcia

Leonardo Contesini
error: Direitos autorais reservados