A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

MTX Tatra V8 é o melhor supercarro tcheco do mundo – e provavelmente o único

Pense em todas as fabricantes europeias de supercarros que você conhece. Boa parte delas é italiana (Ferrari, Lamborghini), algumas são britânicas (Aston Martin), há uma ou outra francesas (Bugatti) e algumas têm origem mista (como a Pagani, cujo fundador é um argentino radicado na Itália). Agora, quantos supercarros que você conhece vieram, sei lá… da República Tcheca? Nós conhecemos ao menos um: o MTX Tatra.

Se o nome não lhe é estranho, há uma boa razão: a Tatra é uma das mais antigas fabricantes de automóveis do mundo — foi fundada em 1850, quando começou a fabricar carruagens para cavalos. Em 1891 a empresa passou a fabricar vagões ferroviários e, naquele mesmo ano, seu fundador, Ignác Šustala, morreu.

O então diretor técnico da Tatra, Hugo Fischer von Roeslerstamm, assumiu a empresa a partir dali e, em 1897, comprou um dos primeiros automóveis desenvolvidos por Karl Benz na Alemanha. Inspirado por ele, projetou o Tatra Präsident — uma “carruagem sem cavalos” que, em muitos aspectos, lembra o Patent-Motorwagen de Benz.

U_57_888460904442_1941TatraT87_01_1500

Começava ali a história automotiva da Tatra que, em 1936, daria ao mundo o carro que inspirou o Dr. Ferdinand Porsche na hora de desenhar o Fusca: o Tatra T97 — um sedã com um boxer de quatro cilindros refrigerado a ar pendurado na traseira, compartimentos de bagagem na dianteira e atrás do banco traseiro, espaço para cinco pessoas e a inconfundível silhueta arredondada que, na mesma época, foi vista nos primeiros protótipos do Carro do Povo.

Os motores refrigerados a ar se tornaram a marca registrada da Tatra que, nos anos que se seguiram, se tornou uma fabricante de caminhões — seus brutos estão entre os mais populares da Europa e até hoje usam, entre outros, os motores V8, V10 e até um V12 de 19 litros (!) refrigerados a ar. E é sobre um supercarro com motor “a ar” da Tatra que vamos falar agora, depois desta micro-aula sobre a história da empresa.

tattra-v8 (3)

A verdade é que a Tatra deixou de fabricar carros de passeio em 1999, quando o T700 — um sedã com um V8 aircooled na traseira — saiu de linha. Antes disso, porém, a marca ajudou a conceber e produzir o carro mais rápido da história tcheca: o MTX Tatra V8.

De cara dá para decifrar metade do nome: o MTX Tatra V8 era movido por um V8 Tatra. Mas e o “MTX”?

“MTX” é uma forma de abreviar Metalex, o nome de uma companhia tcheca que começou em 1969 fabricando monopostos de competição e, ao longo das décadas, passou a produzir modelos de rua baseados em carros da Skoda e da Lada. Em 1991, veio a parceria com a Tatra — que em essência forneceu apenas o motor, mas acabou se tornando o nome que deu fama ao carro. Uma fama moderada, porque pouquíssimas pessoas o conhecem.

tattra-v8 (1)

O motor em questão é um V8 refrigerado a ar (claro) de 3,9 litros capaz de entregar respeitáveis 306 cv, acoplado a um câmbio manual de cinco marchas. OK, não era muito, mas era o suficiente para chegar aos 100 km/h em 5,7 segundos com máxima de 240 km/h (há fontes que falam em mais de 260 km/h, mas não seríamos tão otimistas.

O visual do carro, de autoria do designer tcheco Václav Král, é totalmente anos 90: formas arredondadas, portas que abrem para cima, faróis escamoteáveis e cabine deslocada para a frente. O MTX Tatra V8 deve ter causado uma boa impressão quando foi apresentado no Salão do Automóvel de Praga em outubro de 1991, pois cerca de 200 pessoas o encomendaram. Como não tinha capacidade para fabricar tantos em pouco tempo, a MTX decidiu produzir uma série inicial de 100 unidades.

tattra-v8 (4)

Acontece que, destas, só cinco chegaram a ser produzidas — logo nos primeiros estágios da produção, a fábrica da MTX pegou fogo e perdeu boa parte do ferramental, tornando a sequência da fabricação inviável.

Os cinco carros estão espalhados pelo mundo: dois na República Tcheca (um deles em um museu, outro com um colecionador particular), um na Alemanha, um nos EUA e um na Itália — dizem que com entre-eixos aumentado e um motor Porsche no lugar do V8 Tatra original. Parece interessante…

tatra (5)

E isto é tudo o que se sabe sobre o MTX Tatra V8 — o primeiro e único supercarro tcheco do planeta… que seria ainda mais desconhecido se não tivesse aparecido no gigantesco clipe de 34 minutos para a música Runaway, lançada em 2010 pelo megalomaníaco rapper Kanye West.

 

 

Matérias relacionadas

Criador do McLaren F1 acha que os hipercarros híbridos estão indo na direção errada

Leonardo Contesini

Um Skyline “Kenmeri” da década de 1970 com motor RB26DETT de 550 cv: seria este o restomod perfeito?

Dalmo Hernandes

Chevrolet não quer que você faça seu Camaro Z/28 por conta própria

Dalmo Hernandes