A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos Zero a 300

Não é sempre que se vê um Fiat Uno 1.6R 1990 todo original e impecável como este à venda

Quando foi lançado no Brasil, em 1984, o Fiat Uno tinha a proposta de renovar o segmento de entrada com um carro de projeto moderno, mais espaçoso e econômico do que o Fiat 147. Foi uma missão que o Uno cumpriu com louvor, especialmente a partir dos anos 1990, quando foi lançado o Uno Mille – versão que pagava menos impostos graças ao motor com menos de 1.000 cm³ e tornou-se, com o perdão do trocadilho, o carro-chefe da Fiat no mercado brasileiro. Tanto que foi o Uno Mille a única versão vendida entre 1997 e 2013, sendo um dos carros mais baratos do Brasil  ao longo deste período. E um dos mais básicos, também.

Dito isto, nos anos 80 e 90 existiram diversas versões mais entusiastas do Uno. Como nosso Achado meio Perdido de hoje: um Uno 1.6R 1990, todo original conservadíssimo, que está anunciado no GT40.

15r

O primeiro modelo “R” do Fiat Uno foi lançado em 1987. Diferentemente das outras versões, que usavam o motor Fiasa produzido no Brasil, o 1.5R usava um motor argentino, fabricado pela Sociedad Europea de Vehículos para Latinoamérica, mais conhecida como Sevel. A Sevel era empresa que, na Argentina, fabricava sob licença veículos e componentes de várias marcas – como Fiat, Peugeot, Alfa Romeo, Chevrolet e Citroën. Um de seus produtos mais populares foi o Fiat Uno, tanto que existem diversas receitas de preparação para o motor Sevel no país vizinho. Os argentinos conseguem fazer estes motores passarem das 10.000 rpm, caso desejado.

Você pode conferir toda a história dos Uno R no episódio do FlatOut 56 aí em cima!

Ainda que seja um projeto diferente, o motor Sevel é bastante semelhante ao Fiasa em concepção, com comando no cabeçote acionado por correia dentada e duas válvulas por cilindro. No Uno 1.5R, que tinha carburador de corpo duplo, a potência era de 85 cv, com torque de 12,9 mkgf.

img_325292_4_8dc8b060-9969-4909-98d9-bfa2e0d42c7b

Em 1990, com o aumento no curso dos pistões de 63,9 mm para 67,4 mm, mantendo o diâmetro de 86,4 mm, o deslocamento do motor passou a 1,6 litro. O agora chamado Uno 1.6R tinha 88 cv e 13,2 mkgf de troque, e era capaz de ir de zero a 100 km/h em 11,4 segundos, com velocidade máxima de 160 km/h. Não era um carro exatamente veloz – ficava atrás do VW Gol GTS 1.8 e do Ford Escort XR3, que tinham motores iguais – mas compensava a relativa falta de fôlego com um comportamento dinâmico excelente, graças à suspensão traseira independente com feixe de molas transversal, que no caso do R tinha acerto exclusivos e amortecedores pressurizados.

A Fiat ainda adotou um sistema de injeção eletrônica multiponto em 1993, com o Uno 1.6R MPI, que tinha 92 cv, e no ano seguinte apresentou o Uno Turbo e seu motor 1.4 sobrealimentado de 118 cv – este sim um Uno rápido, capaz de acelerar de zero a 100 km/h em 9,2 segundos e seguir até os 195 km/h.

img_325256_4_8dc8b060-9969-4909-98d9-bfa2e0d42c7b

Mas há quem prefira o caráter old school do Uno 1.6R carburado, que também tinha um visual mais discreto e oitentista, inspirado pelo Uno Turbo europeu. Nesse caso, o ano/modelo de 1990 é interessante porque foi o último com motor carburado e a cobiçada “frente alta” com piscas laranja, como no desenho original de Giorgetto Giugiaro. No ano seguinte a versão adotaria a “frente baixa”, com faróis mais estreitos e grade na cor da carroceria. Detalhe: esta reestilização foi desenvolvida no Brasil, mas chegou à Itália quando o Uno Mille começou a ser montado localmente pela Innocenti.

img_325304_4_8dc8b060-9969-4909-98d9-bfa2e0d42c7b

O Uno 1.6R 1990 anunciado no GT40 pertence a Gean, de Farroupilha/RS, e é um carro muito bem conservado e íntegro. Gean conta que tem o carro desde 2012 e que o mesmo já foi repintado, em um serviço muito bem feito. Dito isto, todos os detalhes de acabamento – faróis, lanternas, emblemas, grade, adesivos e frisos. Os faróis auxiliares nos para-choques são os cobiçados Cibié Serra II de fábrica, e estão em excelente estado.

img_325348_4_8dc8b060-9969-4909-98d9-bfa2e0d42c7b

O mesmo vale para o lado de dentro. Estão presentes todos os detalhes exclusivos do Uno 1.6R: volante de quatro raios; cluster de instrumentos com conta-giros, check control e grafia amarela; revestimento dos bancos e portas em veludo cinza com detalhes vermelhos. Vidros e travas elétricos funcionam perfeitamente, e o aparelho de som moderno é a única concessão relacionada à originalidade.

img_325340_4_8dc8b060-9969-4909-98d9-bfa2e0d42c7b img_325360_4_8dc8b060-9969-4909-98d9-bfa2e0d42c7b

O Uno 1.6R está muito alinhado e nunca foi batido. As rodas originais estão com excelente aspecto, e o carro está com toda a manutenção em ordem. A quilometragem é relativamente baixa para um carro de quase 30 anos: cerca 93.000 km marcados no hodômetro.

img_325372_4_8dc8b060-9969-4909-98d9-bfa2e0d42c7b img_325276_4_8dc8b060-9969-4909-98d9-bfa2e0d42c7b

Trata-se de um dos mais bonitos exemplares do Uno 1.6R que já vimos, e a combinação de motor 1.6 e frente alta por si só já é suficiente para atrair os fãs de esportivo da Fiat. O valor está um pouco acima da média, mas também estão seu estado de conservação e nível de originalidade. É um carro para admiradores do modelo que não se importam em pagar mais por um carro verdadeiramente íntegro.

Se você ficou interessado, pode clicar aqui para acessar o anúncio e pegar os contatos do dono.

inbanner-fim-post


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

A história das motos BMW, parte 2: a quase falência, a recuperação e a volta como uma das maiores do mundo

Dalmo Hernandes

À venda: um Ford Mustang Hardtop 1967 com preparação leve por um preço interessante

Dalmo Hernandes

Porsche Macan 2020 chega ao Brasil, Autódromo do Ceará é posto à venda, Fiat 500 elétrico apresentado em 2020, Camaro Yenko de 1000 cv e mais!