A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Nelson Piquet fará fábrica de pneus no Ceará, Ford lança novo Edge no Brasil, BMW poderá fazer picape e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Nelson Piquet irá fabricar pneus esportivos no Ceará

image6.img.640.medium

Você pode não gostar do perfil debochado e desapegado ao bom-mocismo de Nelson Piquet, mas é inegável sua capacidade de ousar e inovar. Desde os cobertores de pneus ainda na F3 à criação da Autotrac, a primeira empresa de rastreamento de cargas por GPS do Brasil. Nos anos 1990 ele ainda tentou criar uma liga de automobilismo paralela à CBA e uma categoria de esporte-protótipo, a Espron, que corria com motores BMW. Agora, sua próxima empreitada será uma fábrica de pneus de corrida no Ceará.

A apuração é do jornalista Américo Teixeira Jr. do Diário Motorsport. Segundo a matéria do site, a fábrica será construída em Fortaleza, em parceria com a Le Cont — uma fabricante de pneus italiana criada em 1993 que produz pneus de competição para karts e carros, todos homologados pela FIA.. O local foi escolhido por seu posicionamento estratégico, da potencialidade logística e incentivos dos governos locais para a instalação de fábricas.

De acordo com o Diário Motorsport, as obras de construção da fábrica já foram iniciadas, os pneus produzidos ali devem chegar ao mercado em 2017.

 

Novo Ford Edge chega ao Brasil por R$ 230.000

edg16_pg_014_ext_full

A Ford lançou nesta quinta-feira (21) a nova geração do crossover Edge no Brasil. O modelo continua importando do Canadá, mas apenas na versão topo de linha Titanium, equipada com o motor 3.5 V6 de 284 cv, câmbio automático de seis marchas e tração integral.

Captura de Tela 2016-07-21 às 14.39.12

 

Nesta nova geração o Edge ganhou uma nova plataforma e uma lista de equipamentos e acessórios mais recheada. Custando R$ 229.990, o Edge Titanium traz quadro de instrumentos digital, oito airbags (duplo frontal, dois para os joelhos do motorista e passageiro, laterais e cortina), cintos infláveis no banco traseiro, câmera dianteira de 180 graus, cruise control adaptativo com alerta de colisão, sistema de alerta de mudança involuntária de faixa, controle de estabilidade, monitoramento de ponto cego, controle de rolagem da carroceria, assistente de partida em rampas, sistema de estacionamento autônomo (baliza e 90 graus) e sistema multimídia Sync 2 com áudio Sony e touchscreen de 8 polegadas.

Captura de Tela 2016-07-21 às 14.39.51

Os opcionais são apenas dois: o teto-solar panorâmico de R$ 5.000 e telas extra nos encostos de cabeça dianteiros, também por R$ 5.000.

 

Koenigsegg revela causa do acidente em Nürburgring

No início da semana vimos que o Koenigsegg Agera One:1 se acidentou em Nürburgring durante seus testes para a tentativa de obter o recorde de volta no Nordschleife. Na ocasião vimos as marcas de pneus na Adenauer Forst, o que indicava que as rodas do carro travaram, impedindo a redução de velocidade para contornar a curva. Agora a fabricante sueca divulgou uma nota esclarecendo a causa do acidente, que realmente teve a ver com os freios.

Segundo a Koenigsegg, a luz de alerta do ABS se acendeu em algum ponto da volta, mas o piloto não conseguiu vê-la por estar com capacete fechado e concentrado no traçado. Ela se acendeu devido a uma falha no sensor do ABS das rodas dianteiras, porém não houve nenhum sinal físico da falha — o curso e a sensibilidade do pedal não foram afetados e, por isso, o piloto só percebeu algo errado quando o ABS não entrou em ação. Em seguida, as rodas dianteiras travaram a 170 km/h e o One:1 passou reto, atingindo a barreira a cerca de 110 km/h antes de ser lançado e girar 180 graus no ar e aterrissar fora da pista.

Ainda de acordo com a Koenigsegg, todos os demais sistemas de segurança funcionaram corretamente — airbags, corte de combustível e cintos. Somente um pequeno incêndio se iniciou quando um pedaço da fibra de carbono quebrada tocou o escape quente, mas o próprio piloto conseguiu apagar o fogo.

 

BMW não descarta a possibilidade de produzir uma picape

The BMW X5 (02/2010)
The BMW X5 (02/2010)

Enquanto a Mercedes se prepara para lançar sua primeira picape de passeio, os executivos da BMW estão acompanhando a rival e imaginando a possibilidade de fazer algo parecido. É o que diz o site australiano Motoring, que conversou com o gerente local da BMW, Marc Werner.

Apesar do vice-presidente da BMW na Ásia, Pacífico e África do Sul, Hendrik von Kuenheim, ter dito que uma picape “não se encaixa na cultura da marca”, o gerente australiano disse que “nunca se deve dizer nunca”.

Em 2011 a BMW divulgou uma projeção de um M3 picape para sua pegadinha de 1º de abril daquele ano, mas aparentemente a brincadeira tinha um fundo de verdade, considerando que a marca apresentou duas picapes conceituais depois disso: a X3 pickup em 2014 e a Mini Paceman Adventure em 2015.

Agora, com a notícia da picape Mercedes, Marc Werner disse que “está assistindo de perto”, mas que “é mais fácil para a Mercedes pois eles têm uma linha de veículos comerciais, caminhões e vans, mas a BMW não”. Para o site Motoring, a BMW pode aproveitar a parceria com a Toyota para desenvolver uma futura picape baseada na Hilux, da mesma forma que a Mercedes juntou-se com a Nissan para desenvolver sua picape.

Há dez anos a ideia de um BMW de tração dianteira parecia impossível, mas, como disse Marc Werner, nunca diga nunca.

 

 

Capital da Noruega começa a eliminar vagas de estacionamento para desestimular o uso de carros

A prefeitura de Oslo, capital da Noruega, está mesmo disposta a banir os carros da cidade. Depois do plano nacional para proibir a venda de carros a combustão interna a partir de 2025, a cidade pretende se tornar “livre de carros” antes de 2019 eliminando as vagas de estacionamento para desestimular o uso de carros no centro da cidade.

Os políticos locais já ventilam a ideia de banir todos os veículos particulares do centro de Oslo desde 2015 para criar um “ambiente mais habitável”. Para isso, o governo também prometeu construir ao menos 60 km de ciclovias e “um enorme investimento” em transporte público até 2019.

Enquanto isso, as vagas e estacionamentos no centro da capitão serão gradualmente removidos e substituídos por lanchonetes, restaurantes e palcos de rua, começando em 2017.

Matérias relacionadas

Um novo Porsche de motor central-traseiro, EcoSport de cara nova, Fiat também pode ter fraudado emissões de motores e mais!

Leonardo Contesini

Takumi Fujiwara da vida real: este é o cara que inspirou Initial D

Dalmo Hernandes

Fiuk bateu seu Skyline de drift na rua, VW pode ter um “CrossFusca”, o primeiro acidente da LaFerrari e mais!

Leonardo Contesini