FlatOut!
Image default
Lançamentos Zero a 300

Novo Audi Q3 é lançado com visual e tecnologia dos modelos maiores – e com motor 2.0 turbo de 230 cv

Sete anos depois de sua estreia, em 2011, o Audi Q3 acaba de chegar a sua segunda geração, que foi apresentada há pouco pela fabricante. O novo Q3 ficou maior e mais imponente graças à adoção da plataforma modular MQB do Grupo Volkswagen, mas também ganhou um interior mais descolado e tecnológico, além de novos motores – incluindo o 2.0 turbo de 230 cv do Golf GTI. Vamos dar uma olhada nele com mais detalhes agora.

O Audi Q3 era o único modelo da marca dos quatro anéis que ainda não usava a plataforma modular da Volks (com a notável exceção do supercarro R8, que compartilha sua base com o Lamborghini Huracán), mas a nova geração deu um jeito nisto. Agora o Q3 é maior, no geral: com 4,48 m de comprimento e 1,86 m de largura, ele ficou 9 cm mais longo e 3 cm mais largo. O entre-eixos também cresceu, passando a 2,68 m contra 2,60 m do modelo anterior. Apenas a altura diminuiu em 1 cm, passando a 1,58 m, mas apesar disto a Audi garante que o SUV ficou mais espaçoso para a cabeça, as pernas e os ombros dos ocupantes.

Agora, você não precisa de uma fita métrica para perceber que o Audi Q3 ficou maior: a fabricante fez questão de deixar isto bem claro nas linhas do carro, que ganhou uma grade maior em forma de octágono com oito barras verticais e uma linha de cintura mais marcada e sinuosa, que torna os para-lamas visualmente mais largos e confere ao Q3, no geral, uma silhueta mais robusta.

audi_q3_quattro_s_line_2_028e024e09570700 audi_q3_quattro_s_line_69_02ef049107ab051c

Os faróis ganharam um contorno mais “bravo” e ficaram proporcionalmente menores na face dianteira, remetendo ao Audi Q8 (que é o maior e mais caro SUV da linha). Já a traseira é mais parecida com a geração anterior, embora as lanternas tenham ficado um pouco mais afiladas nas extremidades internas. Isto dito, a silhueta geral do Q3 é muito parecida com a da geração anterior, com o caimento da traseira relativamente acentuado e capô curto em relação ao habitáculo.

audi_q3_quattro_s_line_9_04bd00dc09b006a9

Do lado de dentro também fica clara a inspiração no Q8 e o parentesco com os outros modelos que usam a plataforma MQB. A estrutura do painel é um exemplo: ele dividido em dois níveis, com o cluster de instrumentos e as saídas de ar na parte superior e o console central em preto brilhante, que remete ao formato da grade dianteira, na parte inferior, acompanhado pelos comandos do ar-condicionado.

A Audi oferece onze opções de cor para o lado de fora do carro e uma seleção de materiais para o interior que inclui couro nautural e sintético e, de forma inédita, Alcantara para o painel e para os descansa-braços das portas – destacando a possibilidade de o material ser tingido em “um ousado tom de laranja”.

audi_q3_quattro_s_line_3 audi_q3_quattro_s_line_14

Um dos destaques do interior do novo Q3, de acordo com a Audi, é a modularidade. O banco traseiro pode ser deslocado em 15 cm para a frente ou para trás, priorizando espaço para os passageiros ou capacidade de carga. Sendo assim, o volume do porta-malas varia entre 530 ou 675 litros – podendo chegar a 1.525 litros com o encosto traseiro (que é tripartido de forma 40:20:40) completamente rebatido. O interior conta com um sistema de iluminação ambiente que pode ser ajustado em 30 cores diferentes.

audi_q3_28 audi_q3_35

O quadro de instrumentos é sempre digital, mesmo na versão básica, que tem uma tela de 10,25 polegadas e funções controladas pelo volante – e não é o mesmo usado pela VW, que fique claro —, acompanhado de uma tela de 8,8 polegadas na parte inferior. Opcionalmente, o Audi Virtual Cockpit pode vir com uma tela de 12,3 polegadas para o cluster e uma tela de 10,1 polegadas na parte inferior. Tão interessante quanto o hardware é o software – existe, por exemplo, a opção pelo Audi Connect Navigation & Infotainment Plus, que inclui mapas fornecidos pelo Google Earth e modelos tridimensionais das maiores cidades europeias exibidos no cluster principal para facilitar a navegação.

audi_q3_46_0345028908e305fd audi_q3_7_01c201e80ca70881

O novo Audi Q3 também pode ser equipado com câmeras panorâmicas na frente e na traseira, com um ângulo de visão de 180°, e um assistente de estacionamento que faz o SUV entrar e sair sozinho das vagas. O SUV pode ser equipado com um sistema de som Bang & Olufsen com surround 3D e 15 alto-falantes, entregando 680 watts de potência.

E a mecânica? Ao menos no início serão quatro opções de motor, sendo três a gasolina e uma a diesel, todas com quatro cilindros, turbo e injeção direta de combustível. A mais mansa delas é a 35 TFSI, com motor 1.5 turbo de 150 cv e tração dianteira. Logo em seguida há a 40 TFSI, com motor 2.0 turbo (o onipresente EA888 do Grupo VW) de 190 cv e tração integral Quattro. Depois, o 45 TFSI, com o mesmo 2.0 calibrado para render 230 cv e também com tração integral. O 35 TDI é o modelo a diesel, com motor 2.0 turbo de 150 cv e tração dianteira ou integral.

Como standard na maioria das versões foi adotado o câmbio S-Tronic de dupla embreagem e sete marchas, mas as versões de 150 cv (a gasolina e a diesel) podem vir equipadas com câmbio manual de seis marchas.

audi_q3_8_0512033f086705a2

Segundo a Audi, o novo Q3 oferecerá seis modos de condução, que priorizam conforto, economia ou esportividade em diferentes proporções. Os modos modificam as respostas do acelerador e do sistema de direção, as características do câmbio S-Tronic e a carga dos amortecedores ajustáveis – no caso desta última, usando informações lidas por sensores nas rodas e também dados de aceleração lateral. Observação: com o pacote estético S Line, que traz um visual mais agressivo para os para-choques, é padrão a suspensão sport, com molas e amortecedores mais firmes; acompanhada de assistência elétrica progressiva para a direção, que fica mais direta à medida em que o ângulo de esterçamento aumenta.

A suspensão é do tipo McPherson na dianteira, com sistema four-link no eixo traseiro. As bitolas são de 1.584 mm na dianteira e 1.576 mm na traseira. Já as rodas variam de acordo com o acabamento externo, variando entre 17 a 20 polegadas, sendo que estas últimas são da Audi Sport e usam pneus de medidas 255/40.

audi_q3_51_02f4037a081b0587

O Audi Q3 começará a ser fabricado na fábrica de Gyor, na Hungria, e as entregas na Europa começarão ainda em novembro. No Brasil a primeira geração do Q3 continuará sendo produzida em São José dos Pinhais/PR, mas o novo modelo deverá começar a desembarcar por aqui já no início de 2019. Por ora não há previsão de nacionalização, mas ele deverá ser um dos destaques da Audi no Salão do Automóvel em novembro.

Matérias relacionadas

Novo Need for Speed Payback é revelado e traz imagem vazada do novo BMW M5

Dalmo Hernandes

Retrô ao contrário: como os carros de hoje em dia seriam no passado?

Dalmo Hernandes

Este Renault 8 “Gordini” é a melhor herança que um entusiasta pode receber

Dalmo Hernandes