A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Lançamentos Zero a 300

Novo Mustang Bullitt é apresentado no Salão de Detroit – ao lado do original de 1968!

Steve McQueen, o cara mais cool da galáxia, dirigiu um carro à sua altura em Bullitt, o clássico filme de perseguição de 1968: um Ford Mustang verde “Highland Green” sem emblemas, sem cromados e movido por um V8 big block big block 390 (6,4 litros) com 335 cv brutos. O carro virou um ícone por si só, e a própria Ford fez questão de homenageá-lo algumas vezes ao longo da carreira do Mustang – a quarta e a quinta gerações do pony car ganharam versões “Bullitt”, com visual que remete ao carro do herói Fran Bullitt. E agora o Mustang de sexta geração vem se juntar à festa. Eis o novo Mustang Bullitt, apresentado no Salão de Detroit.

A presença do ‘Stang é um sopro de alívio em um salão cheio de SUVs e picapes, e o fato de ser um Bullitt já o torna automaticamente algo interessante: o carro de 1968 é um ícone entre os fãs dos muscle cars, e sua estética discreta somada à sua incrível performance nas ruas de São Francisco tem um apelo irresistível. Para deixar isto bem evidente, a Ford fez questão de levar dois carros para a revelação em Detroit: um dos Bullitt originais e um exemplar do novo Bullitt.

2018 NAIAS

É incrível pensar que em 2018 o Mustang Bullitt original completa 50 anos, mas é isto mesmo. E, meio século depois, um dos carros que participaram das filmagens foi o centro das atenções em Detroit. O carro pertence a Sean Kiernan, que herdou o carro em 2014 de seu pai, Robert – que, por sua vez, comprou o carro em 1974.

Original 1968 Bullitt Mustang

 

O Mustang, de chassi nº 8R02S125559, foi usado em muitas das cenas de ação no centro da cidade de São Francisco, e depois ficou na família de Sean todos estes anos, sendo usado diariamente por sua mãe durante muito tempo. De acordo com a Ford, foi Sean quem entrou em contato para revelar o carro.

Um detalhe importante: este não é o mesmo Mustang Bullitt que foi encontrado no início do ano passado no México – aquele carro, de chassi nº 8R02S125558, está em processo de restauração, mas ainda não ficou pronto.

De qualquer forma, ver os dois carros juntos no palco do Salão de Detroit é incrível, e deixa evidente como a Ford caprichou na caracterização do novo Bullitt, dando a ele o espírito do original mesmo sem a carroceria retrô da geração passada.

2019 Mustang Bullitt 2019 Mustang Bullitt

O Mustang Bullitt começará a ser vendido no segundo semestre de 2018 e terá apenas duas opções de cores – Shadow Black e o clássico Dark Highland Green, ainda que a cor pareça mais pigmentada e metalizada que a original. As rodas são uma reinterpretação das clássicas Torq Thrust, com miolo em preto brilhante.

2019 Mustang Bullitt

O motor é o V8 Coyote de cinco litros com comando duplo no cabeçote, como no Mustang GT, porém retrabalhado para entregar “pelo menos 481 cv e 58 mkgf de torque”, segundo a Ford (no GT comum, o motor entrega 441 cv e 55,3 mkgf de torque). O motor recebeu o coletor de admissão do Shelby GT350, com corpos de borboleta de 87 mm. é moderado por uma caixa manual de seis marchas com a manopla no formato de uma bola branca, como no Bullitt original.

O interior do carro ainda conta com bancos Recaro com costuras verdes, também presentes no painel, no console central e nos revestimentos de porta. O cluster de instrumentos é digital, com um painel de LCD de 12 polegadas, igual ao introduzido no novo Mustang GT, porém com uma nova tela de boas-vindas.

Celebrating the 50th anniversary of iconic movie “Bullitt” and its fan-favorite San Francisco car chase, Ford introduces the new cool and powerful 2019 Mustang Bullitt.Celebrating the 50th anniversary of iconic movie “Bullitt” and its fan-favorite San Francisco car chase, Ford introduces the new cool and powerful 2019 Mustang Bullitt.

Além dos bancos Recaro, o Mustang Bullitt virá de série com navegador por GPS, sistema de som premium e suspensão com amortecedores magnéticos semi-ativos, que ajustam automaticamente a carga de acordo com as condições do piso e comandos do motorista. As rodas de 18 polegadas abrigam freios Brembo com pinças vermelhas.

2019 Mustang Bullitt 2019 Mustang Bullitt

A customização externa, contudo, nos parece o principal apelo. A Ford removeu todos os emblemas do Mustang, deixando apenas o logo da versão no falso bocal de combustível na tampa do porta-malas. A grade é preta com um filete cromado em volta, como no original, mas no mais o que impera é a discrição, como no carro de Steve McQueen.

Aliás, foi a neta do king of cool, Molly McQueen, quem estrelou a campanha de lançamento, reproduzindo o papel do avô em uma disputa pela última vaga em um estacionamento. O rival, naturalmente, é um Dodge Charger.

A Ford ainda não revelou quantos exemplares serão fabricados, e nem quanto eles vão custar. Mas estes detalhes deverão surgir em breve.

2019 Mustang Bullitt

Matérias relacionadas

Semana BMW Série 3 e 4: todos os modelos da família anunciam na faixa até a próxima terça – veja o que já temos por lá

Juliano Barata

Vespa: a scooter que motorizou a Itália no pós-Guerra e se tornou um ícone no mundo todo

Dalmo Hernandes

Nissan 370Z Nismo, de Leone Andreta: FlatOut Midnight de lado!

Juliano Barata