FlatOut!
Image default
Lançamentos

Volkswagen Golf Variant é lançado no Brasil com motor 1.4 TSI de 140 cv

Depois de aparecer no Salão do Automóvel em 2014 e fazer barulho, o Golf Variant finalmente foi lançado no Brasil nesta sexta-feira (22). O modelo substitui a perua Jetta Variant, que deixou de ser importada em 2013 (e nos deixou com saudade de seu cinco-cilindros…).

A evolução foi grande, e ainda mais sensível porque, sendo baseado no hatchback e não no sedã, que ainda usa a plataforma antiga PQ35, a nova perua herdou a plataforma modular MQB do Golf VII, que emprega metais de alta resistência que tornam o Golf 74 kg mais leve que o Jetta Variant. São 1.357 kg contra 1.431 kg.

golf-variant (1)

Na verdade, de acordo com a VW, a nova plataforma é um dos maiores atrativos do Golf Variant que, assim como seu irmão de traseira mais curta, é fabricado na planta de Puebla, no México. A perua chega ao Brasil em duas versões de acabamento, Comfortline e Highline, ambas equipadas com o motor 1.4 TSI BlueMotion já empregado no Golf.

golf-variant (6)

Antes que você comece a reclamar da redução drástica no deslocamento, saiba (ou lembre) que este quatro-cilindros turbo entrega 140 cv a 4.500 rpm e 25,5 mkgf de torque a partir de baixíssimas 1.500 rpm. É uma queda sensível em relação aos 170 cv do cinco-cilindros, enquanto o torque subiu 1 mkgf e ainda chega antes – o pico de torque do 2.5 vem às 4.250 rpm. A transmissão é a DSG de dupla embreagem e sete marchas, exatamente a mesma do hatchback e a única opção disponível.

golf-variant (20) golf-variant (13)

É o bastante para chegar aos 205 km/h e ir de zero a 100 km/h em 9,5 segundos. A velocidade máxima é a mesma do Jetta Variant, mas o Golf Variant perde para sua antecessora apenas no 0-100 km/h, por 0,6 segundo.

O Golf Variant mede 4,56 metros de comprimento — 30,7 cm a mais que o hatchback — 1,80 metro de largura (sem contar os retrovisores), 1,48 metro de altura e 2,63 metros de entre-eixos. O porta-malas comporta 605 litros, capacidade que aumenta para 1.620 litros com o banco traseiro totalmente rebatido — a antecessora Jetta Variant comportava 505 litros com os bancos em posição normal e 1.550 com os bancos rebatidos.

golf-variant (17)

Esteticamente, a carroceria das versões só difere por causa dos frisos cromados do Highline, que também tem rack de teto na cor prata anodizada, enquanto o Comfortline não tem frisos e o rack é preto. No mais, o que realmente diferencia as duas versões é o nível de equipamentos e, claro, o preço: a versão de entrada Comfortline parte de R$ 87.490, e a de topo Highline, por R$ 94.990.

golf-variant (5)

De série, o Golf Variant Comfortline traz controles eletrônicos de estabilidade e tração e bloqueio eletrônico de diferencial  — o mesmo pacote de auxílios eletrônicos do hatch, assim como a suspensão traseira independente do tipo multilink. Além disso, o interior é recheado com sete airbags, ar-condicionado com difusor para o banco traseiro, sensores de estacionamento na dianteira e na traseira, vidros com isolamento térmico e sistema multimídia com tela de 5,8 polegadas sensível ao toque, CD Player MP3 e alto-falantes dianteiros e traseiros, além de interface para iOS (Apple) e entrada para cartão SD.

golf-variant (10)

O Comfortline também traz volante ajustável em altura e distância, retrovisores elétricos, vidros elétricos com função “one touch” e bancos dianteiros com regulagem de altura, além de luzes de leitura, descanso de braço no banco traseiro e acesso interno ao porta-malas.

A versão Highline adiciona retrovisor interno eletrocrômico, revestimento em couro, cruise control, sensores de chuva e luminosidade, sistema de ar-condicionado dual-zone e volante multifuncional que controla o rádio e o computador de bordo.

Se quiser mais equipamentos, para ambas as versões a VW oferece pacotes de opcionais. A Comfortline tem dois: Elegance e Exclusive. O primeiro oferece volante multifuncional, computador de bordo e borboletas atrás do volante, além de cruise control, sensores de chuva e crepuscular e rodas de 17 polegadas “Dijon” no lugar do jogo de 16 polegadas que vem de série. Por isso, cobra R$ 4.500. O segundo pacote, Exclusive, adiciona sistema multimídia “Discover Media”, com GPS, comando de voz e sensor de movimento, por R$ 8.890.

golf-variant (9)

Já o Highline tem três pacotes de opcionais: Elegance, Exclusive e Premium. O primeiro custa R$ 5.820 e traz o sistema multimídia “Discover Media”, partida a botão, sensor de proximidade nas portas, seleção de perfil de condução (“normal”, “sport”, “eco” e “individual”) e rodas de 17 polegadas “Geneva”. O pacote Exclusiv, de R$ 15.700, acrescenta faróis bixenônio, luzes diurnas de LED, sistema FLA (acima de 60 km/h o farol alto é desligado automaticamente quando outro carro vem no sentido contrário), cruise control adaptativo e alerta de colisão (ACC).

golf-variant (8)

Por fim, o pacote Premium adiciona o sistema multimídia “Discover Pro” com tela de oito polegadas, câmera traseira, bancos dianteiros com ajustes elétricos, detector de fadiga, sistema de frenagem de emergência e cintos com pré-tensionador para todos os ocupantes. Em ambas as versões, o teto solar panorâmico é um opcional isolado, e custa R$ 5.300.

O Golf Variant chega às lojas no fim deste mês, e a Volkswagen espera vender entre 2.000 e 2.500 unidades por ano no Brasil.

golf-variant (2) golf-variant (19) golf-variant (18)

 

Matérias relacionadas

Volkswagen ID Concept: o “Fusca do futuro” é elétrico, tem autonomia de 600 km e se dirige sozinho

Dalmo Hernandes

Genovation GXE: que tal um Chevrolet Corvette elétrico de 800 cv com câmbio manual de sete marchas?

Dalmo Hernandes

“Mini Remastered”: o novo restomod da David Brown Automotive é a reinvenção de um clássico britânico

Dalmo Hernandes