A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Lançamentos Notícias

O BMW Série 1 agora tem uma versão sedã

Você deve lembrar daquela teoria que volta e meia comentamos por aqui, de que as marcas alemãs estão sempre prontas para copiar umas das outras — uma história que começou lá nos anos 1980 com a Mercedes lançando o Classe C como resposta ao Série 3 e continua até hoje em modelos como os SUV cupê da Mercedes ou o futuro Série 8 da BMW.

Pois bem. Audi e Mercedes já tinham seus sedãs compactos de entrada (o A3 Sedan e o CLA), mas na BMW os sedãs começavam somente na Série 3, posicionada um segmento acima dos compactos das marcas rivais.

bmw-serie-1-sedan-5

Pois o problema começou a ser resolvido nesta semana na China, durante o Salão de Guangzhou. Foi lá que a BMW apresentou seu novo Série 1 Sedan, desenvolvido pelo braço local da BMW. Segundo a marca o modelo será oferecido somente na China, e não sairá de lá. Bem… se você acha que a BMW deixará Audi e Mercedes dominarem sozinhos um lucrativo segmento de entrada, pode apostar nisso. Agora, se você acha que a BMW também quer uma fatia desse bolo, já deve ter percebido que é apenas uma questão de tempo para vermos um sedã da Série 1 nas lojas ocidentais.

Especialmente porque o modelo é produzido sobre a plataforma UKL de tração dianteira/integral, já usada na atual geração de modelos Mini, no atual BMW X1 e Série 2 Active Tourer, e que também será adotada na próxima geração da Série 1.

bmw-serie-1-sedan-6

Inspirado pelo conceito Compact Sedan de 2015, o Série 1 Sedan chinês tem todos os elementos de design que você espera em um BMW: capô longo, traseira truncada, balanços curtos, Hofmeister Kink, grade duplo-rim e faróis com dois elementos circulares. Ops, melhor dizendo, quase todos: o Série 1 Sedan não tem tração traseira.

Suas rodas dianteiras podem ser movidas por dois motores diferentes: um 1.5 turbo de três cilindros e um 2.0 turbo de quatro cilindros. O primeiro, como no X1 e nos Mini, terá 136 cv (e poderá rodar até 18 km/l), enquanto o 2.0 terá uma versão de 192 cv e outra de 231 cv. Todas poderão ser combinadas a um câmbio manual de seis marchas ou automático de oito (sim, o onipresente ZF-8HP).

bmw-serie-1-sedan

 

Por dentro, a cabine também segue o padrão sóbrio-organizado típico da BMW. O painel tem um elemento decorativo prateado que se estende de ponta a ponta, sistema de ar-condicionado na parte inferior, tela do sistema multimídia no topo, quadro de instrumentos com velocímetro à esquerda e conta-giros à direita. O espaço interno é declarado como superior ao dos rivais devido ao seu entre-eixos de 2,67 metros, segundo a BMW. O Audi A3 Sedan tem 2,65 m de entre-eixos, enquanto o Mercedes-Benz CLA tem 2,69. A sensação de espaço também é reforçada pelo teto panorâmico de 0,7 m², o maior da categoria, segundo a BMW.

bmw-serie-1-sedan-4

Como praticamente todo lançamento de 2016, o sedã também terá sistemas de segurança como alerta de mudança involuntária de faixa, alerta de risco de colisão e de atropelamento.

O Série 1 Sedã começará a ser vendido na China em 2017, e deverá ganhar o resto do mundo nos anos seguintes, embora a BMW diga o contrário.

Matérias relacionadas

Mercedes-Benz apresenta a nova geração da Classe G e três novos modelos AMG 53 em Detroit

Leonardo Contesini

Este Corvette tem 670 cv, câmbio manual e… é totalmente elétrico. Você topa?

Leonardo Contesini

BMW M5 vira 7:38,9 e se torna um dos sedãs mais rápidos do mundo em Nürburgring Nordschleife

Dalmo Hernandes