FlatOut!
Image default
Car Culture Projetos Gringos WTF?

O incrível e bizarro Fusca widebody com motor Porsche feito pela Oettinger

Você certamente está familiarizado com as piadas que envolvem o parentesco entre o Volkswagen Fusca e o Porsche 911. A história é conhecida: Ferdinand Porsche foi o projetista do Fusca e um dos responsáveis pela criação e pelo aperfeiçoamento de sua fórmula – que também foi adotada pelos esportivos da marca que leva seu sobrenome, atingindo seu ápice no 911.

É fácil simplificar esta história toda e dizer que o Fusca é um Porsche 911 que deu errado, ou que o 911 é apenas um Fusca um pouco melhor. Além de fácil, é um tanto maldoso, na verdade: ainda que seus projetos sejam semelhantes, há diferenças cruciais entre um Fusca e um 911 clássico, com motor arrefecido a ar. A quantidade de cilindros é só uma delas.

Por outro lado, não falta quem queira aproveitar as semelhanças para tornar o Fusca mais próximo dos Porsche. Alguns pegam leve e só usam acessórios e emblemas inspirados pela fabricante. Outros vão mais além e conseguem adaptar a mecânica – é mais fácil fazê-lo com os flat-4, como o Porsche 356 ou o 912. No entanto, há quem prefira ir além. Bem além.

fusca-oettinger (5)

As fitas brancas estão ali para esconder riscos na pintura. Era um carro de corrida mesmo

O carro que você está vendo nas fotos é um dos Fusca mais curiosos que existem. Seu visual é bizarro mas, ao mesmo tempo, tem um apelo que não é tão fácil de explicar. As proporções da carroceria são estranhas e o aspecto é o de um kit car. Mas olha só a largura destes para-lamas traseiros!

Não há consenso sobre o nome do projeto, que costuma ser chamado simplesmente de “Beetle by Oettinger”. Sim, estamos falando de um carro feito por uma famosa preparadora alemã, e não de um enjambre de garagem (ainda que, melhor do que ninguém, a gente saiba que há muita coisa bacana feita em oficinas de fundo de quintal).

fusca-oettinger (9)

Segundo consta, o carro foi feito na década de 1970 a pedido de um cliente. Como você talvez já tenha lido aqui no FlatOut, a Oettinger costumava se chamar Okrasa (sigla para Oettinger Kraftfahrtechnische Spezial Anstalt, ou “Oettinger Componentes Automotivos Especiais”) e foi fundada em 1951 por Gerhard Öttinger. A companhia fabricava kits de performance para o motor boxer de 1.200 cm³ do Besouro. Originalmente, o flat-4 entregava coisa de 30 cv, mas os componentes da Okrasa, que incluiam novos cabeçotes, virabrequim com maior curso e carburador mais robusto, quase dobravam esta potência.

fusca-oettinger (8)

No entanto, o tal cliente da preparadora (que já se chamava Oettinger na época) queria algo muito mais radical. Começando pelo visual, claramente inspirado pelo Porsche 930 Flachbau, (flat nose em inglês, ou “nariz chato” em PT-BR). Esta é uma das versões mais lendárias do clássico Porsche 911 turbo de primeira geração, com dianteira inspirada pelo emblemático Porsche 935 que venceu as 24 Horas de Le Mans em 1979. A conversão era oferecida pelo programa de personalização da Porsche em 1981, e 948 unidades foram modificadas.

porsche_911_turbo_3.3_flachbau_coupe_1_1

Se acha que há quantidades impublicáveis de fibra de vidro ali, você está errado. Novos para-lamas, capô e soleiras das portas foram moldadas em metal e instaladas no Fusca, que também recebeu para-choques dianteiro e traseiro do Porsche 911, incluindo faróis e lanternas. Como o Fusca ja tem para-lamas largos, o resultado ficou um tanto caricato, e muito mais exagerado do que o do Porsche 930 Flachbau. Mas uma análise mais demorada mostra que a qualidade de construção e acabamento é de alto nível.

Além disso, com 2,2 metros de largura, este carro é considerado o Fusca mais largo de toda a Europa. Não é um recorde exatamente reconhecido, mas é bacana mesmo assim.

fusca-oettinger (10)

#choraboy #talalarga

O carro usado como base foi um Fusca 1303. Como você deve lembrar, o 1303 foi o auge da evolução “fusquística” na Europa: ele tinha suspensão independente do tipo McPherson na dianteira, para-brisa maior e curvado, um painel de verdade e porta-malas 50% maior (leia mais sobre ele neste post, com as evoluções do Fusca que não tivemos!).

VW-1303-Rallye-Frontansicht-Landstrasse-fotoshowImage-fab29b40-501123

Sendo assim, é evidente que o 1303 é uma base mais interessante para preparação. E, no caso deste carro, estamos falando de um legítimo flat-six Porsche. A especificação exata se perdeu no tempo – sabe-se apenas que a potência é de 260 cv. Cruzando com a potência dos Porsche 911 da época, queremos acreditar que seja o boxer de três litros do Porsche 911 Turbo 930.

No entanto, mesmo se não for, é um carro bem impressionante. Tanto que, atualmente, ele não faz parte de uma coleção particular, e sim do acervo do Museu da Volkswagen em Wolfsburg, na Alemanha. E eles ainda o colocaram ao lado de um Fusca original, só para tornar as modificações mais evidentes.

fusca-oettinger (1) fusca-oettinger (6) fusca-oettinger (3)

[ Fotos: Volkswagen via 4Legend.com/history-of-cars.com ]

Matérias relacionadas

Os pilotos do cinema e da TV favoritos dos nossos leitores

Dalmo Hernandes

O que você faria com este motor de Ferrari Enzo que encontramos à venda?

Dalmo Hernandes

24 Hours of LeMons: os melhores e mais bizarros carros de 2017

Dalmo Hernandes