A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Melhor da Semana

O Melhor da Semana: o fim do Fiesta, do SLK e das peruas VW, os 45 anos do Porsche 911 Turbo, T-Cross lançado e mais!

Passou a semana acompanhando as notícias da fronteira? Planejando o fim de semana no track day em Interlagos? Não encontrou um tempinho para ler as novidades do seu site favorito? Não tem problema. Aqui está nosso resumo com tudo o que rolou de mais importante nesta última semana.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Membro especial, com todos os benefícios: acesso livre a todo o conteúdo do FlatOut, participação no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), descontos em nossa loja, oficinas e lojas parceiras!

A partir de

R$20,00 / mês

ASSINANTE

Plano feito na medida para quem quer acessar livremente todo o conteúdo do FlatOut, incluindo vídeos exclusivos para assinantes e FlatOuters.*

De R$14,90

por R$9,90 / mês

*Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em nossa loja ou em parceiros.

 

O novo Focus ST

Na segunda-feira (18) a Ford revelou sem muita cerimônia a quarta geração do Focus ST. O modelo vem com o mesmo motor 2.3 EcoBoost do Focus RS e do Mustang, porém em uma configuração “amansada” de 280 cv, que poderá ser combinado ao câmbio manual de seis marchas ou automatizado de sete marchas e embreagem dupla, que, pela primeira vez no ST, terão diferencial eletrônico para controlar a distribuição de força para as rodas dianteiras.

Com esse conjunto o novo Focus ST vai de zero a 100 km/h em “menos de seis segundos”, de acordo com a Ford. A velocidade máxima não foi divulgada, mas como o 2.3 turbo terá 280 cv, podemos cravar que será 250 km/h. Além do motor, para transformar o Focus de quarta geração em um hot hatch a Ford também trocou a caixa de direção por outra 15% mais direta e a suspensão original por um conjunto 20% mais rígido na dianteira e 13% mais rígido na traseira, que também reduz a altura de rodagem em 10 mm. Os freios, claro, foram substituídos por discos maiores e pinças de dois pistões na dianteira, enquanto na traseira há um novo sistema eletro-hidráulico chamado Electric Brake Booster, que pressuriza as linhas de freio de forma mais rápida que um sistema puramente hidráulico.

Por dentro, ele segue a receita consagrada pela primeira geração: bancos Recaro, volante de menor diâmetro e instrumentação auxiliar (agora digital). O ST será oferecido somente na Europa, nas versões hatch e perua, e começa a ser vendido na metade deste ano.

 

Preço médio atingiu menor valor desde janeiro/18

O preço médio dos combustíveis permaneceu em queda e chegou ao seu menor valor desde 6 janeiro de 2018, chegando a R$ 4,173 após uma redução de 0,6% vindo de R$ 4,197. O etanol também manteve a queda nos preços, e chegou ao valor médio de R$ 2,744, uma redução de 0,5% em relação à semana anterior. Já o diesel se manteve estabilizado, com uma redução de apenas 0,1% em relação à semana anterior, passando de R$ 3,444 para R$ 3,442.

 

Volkswagen iniciou venda do T-Cross no Brasil

O T-Cross virá em três versões, com preços partindo de R$ 84.990 para a versão 200 TSI básica com câmbio manual de seis marchas — R$ 5.000 mais barata do que prevíamos.

Por esse preço a versão vem equipada com controle de estabilidade, seis airbags, freios a disco nas quatro rodas, bloqueio eletrônico do diferencial, direção elétrica e ajuste de altura e distância para o volante, assistente para partida em rampas (Hill Hold), sensores traseiros de estacionamento, sistema ISOFIX para fixação de cadeirinhas infantis, faróis com função “Coming & Leaving home”, faróis de neblina com função “cornering”, DRL elanternas traseiras em LED, banco dianteiro do passageiro com encosto rebatível, suporte para smartphone com entrada USB para carregamento, travas e vidros elétricos e volante multifuncional.

Como opcional, a versão de entrada oferece o pacote Interactive I inclui sistema de som Composition Touch com App-Connect, dois alto-falantes adicionais (além dos quatro de série) e App-Connect, câmera de ré para auxílio em manobras e sensores dianteiros de estacionamento (sensores traseiros são de série).

Logo acima está a versão automática do 200 TSI, que sai por R$ 89.500, e ganha controle automático de velocidade, apoio de braço central com porta-objetos, volante multifuncional revestido de couro com borboletas para troca de marchas, duas entradas USB para o banco traseiro, saída traseira de ar-condicionado, sistema de som Composition Touch com tela colorida sensível ao toque de 6,5 polegadas e App-Connect. Visualmente, ele se diferencia da 200 TSI pela grade dianteira pintada de preto brilhante e pelo logotipo “Automatic” na tampa do porta-malas. O único pacote opcional é o Interactive II que inclui câmera de ré para auxílio em manobras e sensores dianteiros de estacionamento e espelhos retrovisores externos com rebatimento elétrico.

A intermediária será a Comfortline 200 TSI, apenas automática, a partir de R$ 99.990. Por esse preço ela oferece ar-condicionado digital Climatronic, banco do motorista com ajuste lombar, câmera de ré para auxílio no estacionamento, indicador de pressão dos pneus, manopla da alavanca de câmbio revestida de couro, porta-luvas refrigerado, rodas de liga leve de 17” com pneus 205/55 R17, sensores dianteiros de estacionamento e sistema de frenagem automática pós-colisão.

Os opcionais do Comfortline 200 TSI são divididos em quatro pacotes. O primeiro é o Exclusive & Interactive, que inclui sistema multimídia “Discover Media” com navegador via satélite, tela de 8 polegadas, comando por voz e entrada USB no console central; iluminação ambiente em LED; seletor do modo de condução; sistema KESSY de abertura das portas sem chave e partida do motor por botão; espelhos retrovisores externos com rebatimento elétrico e tapetes adicionais de carpete.

O segundo é o Sky View II, que traz o teto solar panorâmico, espelho retrovisor interno eletrocrômico e sensores de chuva e crepuscular. O terceiro é o pacote Design View, que agrega bancos de couro com detalhes na cor “Marrakesh Brown” e apliques decorativos no painel com detalhes na cor bronze namíbia.
O quarto pacote, batizado Premium, traz o sistema Park Assist 3.0, faróis full-LED com luz de condução diurna em LED e sistema de som “Beats” com subwoofer.

Essa versão se diferencia da 200 TSI Automático pelos detalhes cromados na grade dianteira, colunas B pintadas de preto brilhante e para-choque traseiro com apliques cromados na região inferior. O revestimento interno é na cor azul escuro.

A Topo de linha será a 250 TSI de R$ 109.990. Por esse preço ele vem com bancos revestidos de couro, espelho retrovisor interno eletrocrômico, espelhos retrovisores externos com rebatimento automático, iluminação ambiente em LED, detector de fadiga, sistema Kessy, sistema start/stop e sensores de chuva e crepuscular. Os opcionais são o pacote Innovation, com o painel digital Active Info Display, sistema de áudio “Discover Media” com navegador via satélite, tela colorida de oito polegadas, comando por voz e entrada USB no console central e o seletor de modo de condução.

O opcional Sky View inclui o teto solar panorâmico, e o pacote Tech&Beats com o sistema Park Assist 3.0 de auxílio ao estacionamento, faróis full-LED com luz de condução diurna em LED e o sistema de áudio Beats com subwoofer.

Essa versão se diferencia visualmente pelo rack de teto na cor “prata anodizada”, moldura cromada para os faróis de neblina e para a grade dianteira e frisos laterais na região inferior dos vidros. Por dentro, destacam-se a iluminação ambiente em LED, manopla da alavanca de freio de estacionamento revestida de couro e cobertura dos pedais de alumínio.

O Highline ainda pode ser comprado com o pacote especial First Edition, limitado a 1.000 unidades. Ele custará R$ 117.400, e terá três opções de cores para a carroceria – bronze namíbia, branco puro e laranja energético — além de teto, colunas B e retrovisores pintados na cor preto ninja, rodas de liga leve de 17 polegadas na cor preta com superfície diamantada, painel digital Active Info Display, seletor de modo de condução e sistema multimídia Discover Media, com navegador via satélite, tela colorida de 8 polegadas, comando por voz e entrada USB no console central, e sistema de áudio Beats.

O T-Cross usa a plataforma MQB A0 do Polo, porém a versão nacional usa o entre-eixos de 2,65 do Virtus enquanto a europeia tem o do Polo de 2,56 metros. Em contrapartida o porta-malas do T-Cross é menor que o do europeu por conta da adoção do estepe obrigatório, que tirou 12 litros do volume e ficou nos 373 litros, ante os 385 litros do estrangeiro.

 

Ford fechou fábrica de São Bernardo do Campo

A Ford anunciou nesta semana o fechamento de sua fábrica em São Bernardo do Campo. Isto significa não apenas que a Ford deixa de atuar no segmento dos caminhões na América do Sul, mas também que o Fiesta, que dividia a linha de produção coma linha Cargo e os modelos F-4000 e F-350, deixa de ser fabricado. A Ford afirma que as vendas continuam até acabarem os estoques.

A Ford diz que a medida é parte da reestruturação global da marca – como você já deve saber, nos EUA os carros de passeio da marca (exceto o Mustang) estão com os dias contados, e apenas os SUVs e picapes serão vendidos. E há boatos de que, nos próximos anos, a atuação da Ford seguirá pelo mesmo caminho.

No Brasil, a situação do Fiesta não era das melhores – a chegada do atual Ka, que é produzido em Camaçari/BA, fez com que as vendas do Fiesta diminuíssem significativamente. A Ford afirma que continuará oferecendo suporte aos consumidores através de sua rede de concessionárias.

Segundo a Ford, a decisão foi tomada “após meses de busca por alternativas, incluindo a possibilidade de parcerias e venda da operação”. O fechamento da fábrica faz parte de um pacote de medidas que visa reduzir em 20% os custos com o quadro de funcionários e a estrutura administrativa da marca. Na prática, quase 5.000 funcionários, diretos e indiretos, ficarão sem trabalho. A Ford diz que reservou R$ 1,7 bilhão para indenizar empregados, concessionárias e fornecedores.

 

Aston Martin revela primeira imagem do “Filho do Valkyrie”

A Aston divulgou a primeira imagem do seu próximo hipercarro, o 003, mais conhecido como ‘Filho do Valkyrie”. Clareando um pouco a foto é possível ver que ele terá túneis para extrair o ar do difusor traseiro, saídas de escape superiores, como nos McLaren Senna e 600LT, e algo que parece ser uma barbatana na cobertura do motor, logo acima das saídas de escape. Aparentemente ele também terá um spoiler móvel na traseira, considerando o vão acima das lanternas.

O “Filho do Valkyrie” ainda não tem nome, mas ele não será o esportivo de motor central-traseiro cotado para encarar a Ferrari 488GTB e o McLaren 720S. Este será o Vanquish, que ainda não tem data para estrear. O novo hipercarro poderá se chamar Valhalla, e será posicionado acima do Vanquish e logo abaixo do Valkyrie.

Diferentemente do futuro Vanquish, o 003 terá um powertrain híbrido baseado em um V6 turbo, e terá  potência entre 800 cv e 1.000 cv. Serão produzidas apenas 500 unidades e ele deverá chegar em 2021. (LC)

 

BMW terá 20 lançamentos no Brasil em 2019

A BMW confirmou nesta semana 20 novos modelos no País até o fim de 2019. Eles serão divididos entre as marcas BMW, BMW Motorrad e Mini, e espalhados por todo o ano.

Entre os BMW, os confirmados são o novo Série 3, o X4, o X5 e o Z4. Os dois primeiros, como previsto, serão fabricados em Araquari/SC – a produção do X4 já começou, e a companhia afirma que já está no processo de adaptação da unidade para dar início à produção do Série 3 ainda no primeiro semestre. A nova geração do roadster Z4 também deverá ser lançada até julho deste ano. Já o SUV X5, que já está em pré-venda desde o fim de janeiro, está previsto para chegar às lojas até o fim de março.

>A BMW ainda terá lançamentos híbridos e elétricos: o elétrico i3 120Ah, que terá maior autonomia; o híbrido i8 Roadster, que marcou presença no Salão do Automóvel em 2018; e o sedã 530e, com um conjunto híbrido plug-in. A Mini receberá a versão híbrida plug-in do Countryman, a ALL4 PHEV, que também foi apresentada no Brasil durante Salão do Automóvel. O carro é movido por um três-cilindros turbo de 1,5 litro e 136 cv, mais um motor elétrico com potência equivalente a 87 cv, totalizando 224 cv.

Já a BMW Motorrad virá com lançamentos no segundo semestre. Entre eles, estão as motos F 850 GS Adventure, R 1250 GS, R 1250 GS Adventure e S1000RR, com lançamento previsto para algum momento entre outubro e dezembro de 2019. Todas elas serão produzidas em Manaus/AM.

VW T-Track será feito em Taubaté a partir de 2020

Volkswagen confirmou a produção do T-Track a partir de 2020. O carro é menor que o recém apresentado T-Cross e vem para ocupar o espaço que já foi do CrossFox. A fábrica de Taubaté é hoje responsável pela produção do Up e da família Gol, sendo a única da marca no país que ainda produz carros que não usam a plataforma MQB. No acordo entre o fabricante e o sindicato também consta que se Taubaté terá prioridade na fabricação de substitutos do Gol e Voyage. Com esse acordo a Volkswagen garante o emprego dos funcionários até 2022, com possibilidade de prorrogação de dois anos.

 

Vazam supostas imagens do Porsche 911 Turbo 992

Nesta semana o usuário @t_schleicher publicou no Instagram aquelas que parecem ser as primeiras imagens do Porsche 992 Turbo — evidenciado pelas entradas de ar nos para-lamas traseiros, mas também podemos ver uma nova asa traseira, que levantada no carro cinza, em primeiro plano, e recolhida no carro branco à sua frente. É possível ver que o para-choque traseiro é diferente, com as molduras plásticas abaixo dos refletores separadas do difusor traseiro – no 911 Carrera, é tudo uma peça só. As ponteiras de escape também são diferentes – elas são quadradas e dispostas em pares, enquanto no Carrera há uma saída oval em cada extremidade.

 

Novo Peugeot 208 aparece antes do lançamento em Genebra

Depois do primeiro vazamento, publicado no final de 2018, o novo Peugeot 208 teve uma galeria completa divulgada antes de seu lançamento oficial. O novo 208 adotará a identidade visual mais agressivas de seus irmãos maiores, com o 308 e o 508. Os faróis ganharam um contorno mais retilíneo (lembrando bastante o Audi A1) e trazem luzes diurnas de LED que lembram as garras de um leão – sendo que uma delas invade boa parte do para-choque. Já a traseira ganhou uma régua unindo as lanternas (aderindo à mais nova tendência do design automotivo), com um letreiro “P E U G E O T” no centro.

Por dentro, o 208 ficou mais futurista. O painel em dois níveis tem formas bem agressivas, com um cluster totalmente digital, elevado em relação ao volante – este, ligeiramente ovalado e com diâmetro pequeno, como já é no atual 208. Há também uma grande tela horizontal para a central multimídia, detalhes em preto brilhante e uma fileira de comandos físicos no console central, dispostos como teclas de piano.

A segunda geração do Peugeot 208 será construída sobre a nova plataforma CMP do Grupo PSA, que também é usada no DS 3 Crossback – o crossover compacto que foi revelado em setembro de 2018 como substituto do Citroën DS3.

 

Volkswagen anuncia mudanças em sua linha

Depois de lançar o novo T-Cross, a Volkswagen divulgou sua estratégia para os próximos anos no mercado brasileiro. A marca optou por abrir mão da disputa pela liderança de mercado para concentrar-se no aumento do volume de vendas de modelos mais rentáveis. Isso significa que, além dos novos modelos planejados para o Brasil — caso de seus cinco SUV previstos para os próximos anos, os já lançados Tiguan e T-Cross, e os futuros T-Track, Tarek e Atlas/Terramont — a Volkswagen também fará mudanças em sua linha de produtos.

A primeira delas, com efeito imediato, é o fim da importação do Golf Variant. Segundo o site Autos Segredos, a Volkswagen confirmou que cessou a importação da perua devido à baixa demanda — foram apenas 503 unidades em 2018. O carro ainda tem estoques no Brasil e por isso continua exibido no site e no configurador da marca.

O fim do Golf Variant também pode apontar o caminho a ser seguido pelo Golf hatch: a Volkswagen ainda não decidiu o que fazer com o carro, que foi reestilizado tardiamente no Brasil e terá uma nova geração ainda neste ano, porém lá fora. Por aqui, ele pode continuar até 2021, mas a marca ainda não sabe se trará a próxima geração, uma vez que o Golf poderá sofrer canibalização do T-Cross.

A marca também manterá o Fox em produção até 2021. Com a estratégia de enxugar versões, o compacto teve um aumento de 35% em suas vendas em 2018, tornando-se mais rentável para a fabricante, que decidiu mantê-lo por mais dois anos.

Essa estratégia de simplificação da linha também será aplicada ao up!, que vendeu 90% menos que o Fox em 2018. Com isso, a VW acredita que irá facilitar a escolha dos clientes na hora da compra. A decisão mais provável a ser tomada pela Volkswagen, é o fim do up! i-Motion, cessando definitivamente a oferta do câmbio automatizado de embreagem simples e seca.

Além destas mudanças, a Volkswagen também pretende trazer seis novos modelos híbridos ou elétricos até 2025. Um deles será o Golf GTE, que foi apresentado no Salão do Automóvel e chega ainda neste ano — e é um dos indícios de que a sétima geração do hatch terá sobrevida no Brasil.

 

Prefeitura de São Paulo irá desativar “Minhocão” e transformá-lo em parque

A prefeitura de São Paulo decidiu desativar o Elevado Presidente João Goulart e transformá-lo em um parque. A decisão foi anunciada nesta quinta-feira (21) pelo prefeito Bruno Covas, juntamente da apresentação da criação do parque que será feito sobre a estrutura, substituindo as pistas para automóveis.

O parque será construído em partes, com o primeiro trecho, de 900 metros, iniciado entre fevereiro e agosto, e conclusão até dezembro deste ano.

O projeto foi incluído no plano diretor da cidade, aprovado em 2014 e teve a lei que autoriza sua reforma sancionada em março de 2016. Localizado na área central da cidade, o Elevado João Goulart conecta a Avenida Radial Leste-Oeste (no Centro) à Avenida Francisco Matarazzo (Zona Oeste), passando pelos bairros República, Consolação, Santa Cecília e Barra Funda.

 

YouTube do FlatOut

Nesta semana tivemos duas atualizações em nosso canal do YouTube. A primeira foi uma edição “pure sounds” do Nissan GT-R R35 de 1.300 hp que estrelou o FlatOut Midnight há algumas semanas…

… e a outra foi o shakedown do Sandero RS com o kit RS 200 em Interlagos, onde o Juliano conseguiu um tempo insanamente baixo:

 

Especiais do FlatOut

Nesta semana conhecemos a Riva 32 Ferrari, a lancha italiana que era realmente a Ferrari Testarossa dos lagos e mares:

Clique na imagem para ver o post

Depois trouxemos a história de outro ícone italiano do passado, mas desta vez um Alfa Romeo dos anos 1990/2000, o 156 Coloni S1, cuja história é tão misteriosa quanto o carro é insano:

Clique na imagem para ver o post

Depois conhecemos um Honda Civic EG estupidamente radical preparado para subidas de montanha, mas que, incrivelmente é legalizado para as ruas:

Clique na imagem para ver o post

Com iminente o fim do Mercedes-Benz SLK, decidimos contar a esquecida história de seu primo americano, o Chrysler Crossfire, um esportivo americano nascido na Áustria. Praticamente a versão automobilística de Arnold Schwarzenegger:

Clique na imagem para ver o post

E fechamos a semana com o TechArt GTStreet RS, um Porsche Turbo S que teve sua potência aumentada para 770 cv e recebeu um caminhão de compósito forjado de carbono:

Clique na imagem para ver o post

 

Exclusivo para assinantes e FlatOuters/Crowdfunders

Começamos a semana com uma matéria exclusiva sobre a fiscalização de velocidade nas praças de pedágio de São Paulo, algo que será incluído em todos os novos contratos firmados com as concessionárias a partir de 2018.

Clique na imagem para ver o post

Contamos a trajetória de Dale Earnhardt, o Intimidator da Nascar…

Clique na imagem para ver o post

… publicamos a terceira parte do nosso guia de versões especiais do VW Golf GTI, nesta semana com a quinta e a sexta geração…

Clique na imagem para ver o post

… e também contamos a história da Light Bus, a Kombi que se tornou o símbolo de Woodstock e foi recriada recentemente:

Clique na imagem para ver o post

Com o iminente fim do Mercedes SLK, contamos a trajetória do roadster compacto da marca:

Clique na imagem para ver o post

E com o fechamento da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo, fizemos uma retrospectiva dos deslizes da marca no Brasil e uma contextualização de sua situação global:

Clique na imagem para ver o post

Explicamos qual é a “tolerância do radar”, como isso acontece e por que isso acontece:

Clique na imagem para ver o post

E com o fim do Fiesta no Brasil, também relembramos sua trajetória no mercado brasileiro nesses 24 anos que ele esteve por aqui:

Clique na imagem para ver o post

Com o lançamento do Porsche 992 Turbo se aproximando, revisitamos a origem do esportivo há exatos 45 anos:

Clique na imagem para ver o post

E com o fim da importação do Golf Variant, a Volkswagen encerrou sua história de 50 anos de peruas no Brasil, a qual contamos neste post:

Clique na imagem para ver o post

E contamos a origem da sigla BB das Ferrari 365 GT4 BB e 512 BB, que não tem nada a ver com Berlinetta nem Boxer, mas com algo muito mais interessante:

Clique na imagem para ver o post

Matérias relacionadas

Melhor da semana: avaliação do T-Cross, Mercedes C63 AMG no Brasil, o fim do Taurus e mais!

Leonardo Contesini

O novo Evoque, Kubica na Williams, avaliação do Jeep Compass turbodiesel e o melhor da semana no FlatOut e no YouTube do FlatOut!

Leonardo Contesini

A nova geração do Corolla, um Porsche Cayman com motor de 911 Carrera S, o fim do museu de Donington e o melhor da semana no FlatOut e no YouTube do FlatOut

Leonardo Contesini