A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Vídeo

O Porsche 911 de Jack Olsen é a inspiração absoluta de todo gearhead

Um carro para fazer tudo: correr no autódromo, passear na cidade, fazer compras, torcer pescoços. Este é o mantra de Jack Olsen e seu Black Beauty II – um Porsche 911 1972 extensamente preparado e mantido por ele mesmo. Neste post, vocês vão assistir ao vídeo mais inspirador do ano para os gearheads.

Como vocês devem supor, este 911 roda na cidade, na estrada e participa de Track Days e de provas de Pro Solo – e sempre se deslocou por conta própria, sem essa de trailerzinho o levando para eventos. Em autódromos mais velozes, por exemplo, Olsen parafusa um splitter dianteiro e uma enorme asa traseira, prontamente removidos antes de o Porsche voltar ao mundo civilizado.

Este 911 é único, mas não singular: ele é feito de componentes de modelos de diversas gerações. Veja a lista:

Porsche 911 1972: carroceria lightweight modificada e reforçada ao estilo do RSR. Peso total do carro: abaixo de 1.100 kg
Porsche 911 1995: motor 3.6 preparado, com cerca de 272 cv
Porsche 911 1977: transeixo de relação close-ratio (marchas próximas), com radiador externo
Porsche 911 turbo 1986: sistema de freios

bbeauty02

O maior orgulho de Olsen é o trabalho feito na suspensão. Acompanhe a lista de modificações:

– Rodas Lindsey Racing (17×9,5″ e 17×11″) do tipo 2-piece
– Rebaixado pouco abaixo dos modelos de especificação europeia (Olsen vive nos EUA)
– Amortecedores dianteiros JRZ modificados pela ERP e por Tyson Schmidt
– Amortecedores Bilstein HD com molas de 550 libras do tipo coil-over
– Braços de suspensão estendidos, mangas de eixo com geometria reconstruída
– Fixação dos amortecedores dianteiros modificada para permitir mais cáster, pela TRE Motorsports
– Sistema de juntas esféricas na suspensão dianteira
– Tirantes do Porsche Turbo, com geometria readequada para corrigir o efeito de bump steer (passarinhada)
– Reforço estrutural na torre dos amortecedores da Elephant Racing
– Berço dianteiro em alumínio
– Barra estabilizadora dianteira de 22 mm da Smart Racing
– Suspensão traseira com cambagem readequada, sistema de juntas esféricas e barra estabilizadora de 23 mm

Agora que você já sabe o bastante do Black Beauty II (o nome mostra que Olsen teve um Porsche anterior a este), é hora de pegar um cafezinho, puxar o babador e aumentar o volume. Inspire-se!

[vimeo id=”57909173″ width=”620″ height=”350″]

Último comentário: a garagem de Jack é uma verdadeira oficina, com centenas de ferramentas, peças de reposição e até um elevador embutido no solo. O espaço é tão popular que foi tema de matérias das revistas Car Craft e da Popular Mechanics – como assim, ignoraram o Porsche? O mais bacana é que Olsen usou o carro como laboratório não somente no sentido da preparação e da customização, mas também nos trabalhos manuais: no vídeo, ele conta que nunca havia soldado ou usinado nada até se dedicar a este 911. Belíssima história.

bbeauty03

Sim. O carro vagaroso que o Black Beauty engole é um Nissan GTR. Sorry, Nismo fans.

Matérias relacionadas

Golf GTI: a evolução ao longo das décadas e como ele se tornou sinônimo de hot hatch

Dalmo Hernandes

Ride the mountains: Transfăgărășan, a melhor estrada do mundo

Dalmo Hernandes

Recoil 2 : uma picape Trophy Truck de 850 cv e o “passeio na praia” mais extremo que você já viu

Dalmo Hernandes