A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

O provável fim do Lancer Evo, Viper tem produção interrompida (de novo), Autobahn será cobrada e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Mitsubishi Lancer Evo deixará de ser produzido após 2015

FlatOut 2014-07-10 às 10.49.49

Há alguns anos Mitsubishi anunciou que iria concentrar seus esforços de desenvolvimento em veículos sustentáveis, e logo surgiram os primeiros boatos de que o Lancer Evolution deixaria de ser produzido. Em março deste ano veio a notícia: o próprio diretor de projetos da Mitsubishi declarou que o Lancer Evolution X seria o últlimo de sua espécie, e deixaria a linha e produção no final de 2014. Os motivos para o fim do Evolution seriam o alto custo de produção e a baixa procura pelo modelo.

Contudo, no começo de maio a Mitsubishi dos EUA deu uma ponta de esperança aos fãs do Lancer Evolution ao anunciar que ele continuaria à venda durante 2015. O comunicado não mencionava nada a respeito de uma próxima geração do esportivo — apenas do sedã Lancer, deixando a dúvida (e o ceticismo) no ar.

Agora a mesma Mitsubishi dos EUA divulgou um comunicado junto com as fotos do novo modelo 2015 (que são em preto e branco, com um ar de despedida), no qual admite que “a marca não tem quaisquer planos de projetar um sucessor para o atual conceito de sedã de alta performance movido a gasolina com tração integral”, e que eles pretendem explorar as possibilidades de que modelos de alta performance incorporem tecnologias elétricas.

 

Isso deixa claro que o Mitsubishi Lancer Evolution como conhecemos irá morrer em um futuro próximo – fazendo do Evo X um colecionável valioso, cujas últimas unidades deverão ser mais disputadas (será que haverá uma série especial de despedida?). Além disso, confirma, de certa forma, as especulações de que seu sucessor seria um cupê híbrido, sem relação com o sedã Lancer.

 

Chrysler volta atrás e interrompe produção do Viper

2013-srt-viper-photo-473191-s-1280x782

A Chrysler mal anunciou a retomada da produção do Viper, e já mudou de ideia. A fabricante anunciou que as linhas de produção do esportivo foram paralisadas novamente menos de 20 dias depois de voltar à operação. As atividades foram interrompidas pela primeira vez em abril, e a produção voltou a operar em 23 de junho.

Segundo os novos planos, a Chrysler espera voltar a fabricar o Viper a partir de 21 de julho (se eles não mudarem de ideia de novo). Como vimos ontem, a marca não esconde que a demanda pelo Viper é muito inferior às expectativas — os planos iniciais previam a venda de duas mil unidades por ano, mas até agora foram vendidos menos de 400 unidades no primeiro semestre de 2014. Segundo a imprensa norte-americana, os motivadores da baixa demanda pelo Viper são a ausência de um câmbio automático (algo que todos os concorrentes oferecem — o Corvette inclusive) e o preço inicial superior a US$ 100.000, que o coloca no patamar de esportivos “premium” como Porsche Boxster/Cayman e Ferrari California.

 

Motoristas estrangeiros terão que pagar para usar as Autobahnen

rideshare-autobahn-germany

A Alemanha é um dos principais destinos para os turistas gearhead graças aos seus fabricantes consagrados, Nürburgring e, claro, seu sistema rodoviário. Isso significa que diariamente suas rodovias sem limites de velocidade atraem milhares de turistas a fim de acelerar seus carros — alugados ou não — até o limite.

Como você deve imaginar, milhares de pessoas usando uma estrutura gratuitamente causam um certo prejuízo no fim das contas. Os alemães já pagam seus impostos, e agora os motoristas estrangeiros que quiserem dirigir nas autobahnen terão que pagar 10 euros para transitar por 10 dias, ou 100 euros para obter uma licença válida por um ano. Com a medida, o governo alemão espera arrecadar até 2,5 bilhões de euros até 2020 — o que certamente irá ajudar a manter as autobahnen como elas merecem.

 

Manobrista bate Lamborghini Gallardo na Índia

800x601xLamborghini-Gallardo-Spyder-crash.jpg.pagespeed.ic.qJfG3hG0OJ

Aconteceu mais uma vez: um manobrista de um hotel cinco-estrelas na capital indiana destruiu o Lamborghini Gallardo de um cliente depois de batê-lo contra um muro de concreto na última quinta-feira.

A foto acima, tirada na frente do hotel Le Meridien, foi publicada no Times of India, e mostra o estrago causado pelo manobrista azarado/descuidado.

Lamborghini-Gallardo-Spyder-crash-India 601x800xValet-crashes-Lamborghini-Gallardo-Spyder.jpg.pagespeed.ic.RFktD4twJ_

O motorista do carro, Nipun Miglani, contou ao jornal que o carro já havia sido estacionado várias vezes por manobristas. Ele pegou o carro emprestado de um amigo para ir ao hotel. O manobrista e nem o hotel assumiram a culpa, e por isso a polícia abriu um processo contra o estabelecimento. O prejuízo estimado é de 20 milhões de rúpias, cerca de R$ 740 mil.

 

Volvo pode lançar V40 Polestar com 325 cv

R-design-1_1024-620x414

O hatch V40 da Volvo pode ser o próximo a receber uma versão radical preparada pela Polestar. Segundo o site Auto Express, a preparadora oficial da marca sueca irá usar o motor 2.0 turbo Drive-E de 325 cv.

Com esse motor (e essa potência), o V40 Polestar poderá chegar aos 100 km/h em menos de seis segundos e atingir 250 km/h. Como todo Polestar, o V40 deve receber suspensão mais rígida e freios maiores. O que ainda não está definido, segundo o site, é se o hatch terá tração integral ou dianteira, uma vez que o sistema integral aumenta consideravelmente o peso do carro.

 

Mitsubishi MiEV Evolution quebra o recorde para carros elétricos em Pikes Peak

Enquanto todos estavam de olho em Le Mans e Nürburgring, os americanos realizaram mais uma edição de sua subida de montanha de Pikes Peak. Como nos anos anteriores, recordes foram batidos, mas desta vez quem conquistou o feito foi um carro elétrico.

O piloto Greg Tracy deu uma prévia de um possível futuro próximo ao levar seu Mitsubishi MiEV Evolution III ao topo do Pikes Peak em apenas 9:08,188. Ele ficou apenas dois segundos atrás do melhor tempo deste ano, conseguido com um carro movido a gasolina e superou o recorde de Nobuhiro “Monster” Tajima, de 9:46,530 — com a pista ainda mais asfaltada do que no ano passado.

 

Matérias relacionadas

Fiat Toro aparece sem disfarces na linha de produção, Ford lança EcoSport 1.6 com câmbio Powershift, Bugatti Chiron flagrado e mais!

Leonardo Contesini

É uma pena que a Audi nunca tenha feito este belíssimo A8 Coupé

Dalmo Hernandes

AC Schnitzer apresenta seu BMW Série 8, KTM está vendendo suas motos da MotoGP, a nova geração do Kia Soul e mais!

Leonardo Contesini