O Rei do Pop em duas rodas: você sabia que Michael Jackson era fã de motos?

Dalmo Hernandes 16 maio, 2018 0
O Rei do Pop em duas rodas: você sabia que Michael Jackson era fã de motos?

Geralmente não associamos a imagem de Michael Jackson a motocicletas, mas aparentemente o Rei do Pop apreciava as duas rodas – por vezes, três. Tanto que Honda e Suzuki já lhe presentearam com motocicletas. E tudo começou quando Michael ainda era um menino talentosíssimo, liderando um grupo de soul, disco e rythm & blues com quatro de seus irmãos. E você nem precisa ter vivido a época para saber que estamos falando do Jackson Five.

Os irmãos Jackson foram estimulados desde crianças por seu pai, Joseph Jackson, a cantar, dançar e tocar instrumentos. Michael começou a se apresentar ao lado dos irmãos Jermaine, Tito, Jackie e Marlon Jackson em 1965, aos sete anos de idade. De início, os Jackson 5 faziam shows em Gary, Indiana, sua cidade natal, mas em pouco tempo começaram a viajar para outras cidades e estados.

Dois anos depois, em 1967, o grupo assinou seu primeiro contrato com uma gravadora da cidade, a Steeltown Records. Foi este contrato que, no ano seguinte, abriu para o grupo as portas da Motown Records, a gigante da música negra de Detroit. A partir daí os Jackson 5 ficaram gigantes, aparecendo semanalmente em programas de TV (eles chegaram a ganhar seu próprio programa, a série animada The Jackson 5ive, em 1971) e fazendo show milionários. Era questão de tempo até que as companhias descobrissem o potencial publicitário dos irmãos.

A Honda foi uma delas. Ainda nos anos 70, os irmãos Jackson ganharam de presente algumas motos da fabricante japonesa – que, ao lado das rivais Nissan, Mazda e Toyota, lançou uma ofensiva de produtos no mercado americano naquela época. Vale lembrar: os carros japoneses com motores de quatro cilindros começaram a fazer muito sucesso nos Estados Unidos, especialmente após 1973, por conta da crise do petróleo. O público norte-americano procurava carros mais compactos, práticos e eficientes.

b41454e22b72c7221cc78f5d2d7d7e00--jackson--jackson-family (1)

Para a Honda, então, nada mais esperto que presentear os artistas mais populares do momento com suas motos. Como os membros do Jackson Five ainda eram crianças e adolescentes, a Honda deu a eles de presente algumas de suas mini-motos e triciclos. Na foto abaixo, Michael Jackson está montado em uma Honda Z50, mini-moto com motor de 50 cm³ lançada em 1961 como brinquedo para crianças. Com rodas de cinco polegadas, pneus bifudos e pilotagem fácil, ela acabou se tornando popular também entre os adultos, e deu origem a uma linhagem que dura até hoje.

Michael Jackson com sua Honda Z50, junto com Diana Ross

Por causa de seu tamanho diminuto, dizia-se que a Honda Z50 fazia uma pessoa adulta ficar parecendo um gorila ao conduzi-la. Por isso, a moto ficou conhecida como Honda Monkey (de “macaco” em inglês). O pequeno Michael, contudo, tinha o tamanho certo para a Z50.

Uma das motos que a Honda deu de presente aos Jackson Five foi esta ATC 70 – na verdade, um triciclo com apelo off-road. Que por si só tem uma história interessante.

2018%2F05%2FJackson5ATCFeature

Na década de 1970 a Honda procurava algo para vender nos meses de inverno nos EUA – como nevava em boa parte dos EUA, as pessoas simplesmente compravam menos motos. Então, o engenheiro Osamu Takeuchi teve a ideia de criar um triciclo com pneus grandes e motor monocilíndrico de 90 cm³ e 7 cv. O chamado ATC90 (all-terrain cycle) não tinha suspensão, mas os pneus de neve ajudavam a amortecer os impactos. O sucesso foi imediato.

287186_0

Em 1973 foi lançada uma versão “para crianças” – o ATC70, com motor de 70 cm³ e apenas 3,5 cv. Para marcar o lançamento, a Honda presenteou os Jackson Five com um exemplar vermelho com pintura customizada e alguns elementos cromados, além de uma placa personalizada.

Não há fotos dos Jackson com este exemplar em especial, porém há provas de que este triciclo foi mesmo dado de presente aos irmãos. A agência Julien’s Auctions vai vendê-lo durante um evento chamado Music Icons 2018, que contará com diversos itens e pertences pessoais de personalidades do mundo da música – de figurinos de turnê de Britney Spears à guitarra que Bob Dylan usou ao vivo e em estúdio dos anos 60 aos anos 90. O triciclo dos Jackson 5 será vendido junto com o recibo de entrega em nome de “Motown/The Jackson 5”, endereçado para  famosa Sunset Boulevard, em Los Angeles, Califórnia.

Existem outros registros de Michael Jackson e seus irmãos usando veículos da Honda. Em uma delas, de 1984, Michael aparece dirigindo uma versão mais sofisticada do triciclo da Honda– o ATC 200 “Big Red”, que como o nome sugere tem motor de 200 cm³ e, diferentemente do que se vê nos primeiros modelos, tinha suspensão. A foto foi tirada para uma matéria sobre a turnê do álbum Victory, de 1984, 16º trabalho do grupo e o único a trazer os Jacksons como um sexteto, incluindo o caçula Randy Jackson.

Jackson-5-Honda-ATC70-Three-WheelerMichael_Jackson_Slide_CL_276 fdf02288f126aa235f249667a41d41a9

Anos mais tarde, em 1983, já como artista solo, Michael Jackson firmou um contrato com a Pepsi Co. para tornar-se o embaixador da marca de refrigerantes. Foi um marco na publicidade mundial – pela primeira vez um artista pop se tornava garoto propaganda oficial de um produto. Uma onda de comerciais da Pepsi estrelados por Michael Jackson, incluindo até uma versão de Billie Jean chamada “Pepsi Generation”, mais propagandas impressas e outros tipos de exposição da marca transformaram para sempre o marketing fonográfico, estabelecendo um padrão que ainda é seguido na indústria.

Mas o que o contrato de Michael Jackson tem a ver com motos? Bem, acontece a Pepsi era patrocinadora da equipe da Suzuki no Campeonato Mundial de Motovelocidade. Com isto, Michael Jackson também se tornou garoto-propaganda da Suzuki, gravando diversos comerciais para o scooter CL50 Love.

Jackson também recebeu de presente uma Suzuki RG500, moto esportiva com motor quatro-cilindros dois-tempos de 498 cm³, durante uma turnê do álbum Bad, sétimo trabalho de estúdio da carreira solo de Michael Jackson, lançado em 1987.

michael jackson suzuki