FlatOut!
Image default
Zero a 300

Oettinger lança Jetta com 250 cv no Brasil, o cupê de motor central da Yamaha, Porsche lança Macan GTS, Subaru quer mais modelos STI e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Oettinger lança pacote de preparação para Jetta no Brasil

JettaOettinger

Depois do Golf GTI e do Golf 1.4 TSI é a vez do Jetta TSI passar pelas mãos da Oettinger no Brasil. Como nos demais modelos, os clientes podem optar pelo carro zero, equipado com o conjunto completo, ou então equipar seus Jetta com o pacote de preparação do motor e jogo de rodas separadamente.

jettaoettinger1

O tratamento da Oettinger ao 2.0 TSI do Jetta envolve remapeamento da ECU (que altera ponto de ignição e mapa de injeção) e aumento da pressão de trabalho da turbina. Com isso, o motor vai dos 211 cv e 28,6 mkgf para 250 cv e 36,1 mkgf, e o carro passa a acelerar de zero a 100 km/h em 6,8 segundos, com máxima de 245 km/h. A preparação custa a partir de R$ 9.900. O jogo de rodas RXX de 19 polegadas é o mesmo do Golf TSI, com pneus 235/35, e sai por R$ 26.900. Quem preferir, pode comprar o carro zero-quilômetro da Oettinger nas mesmas cores oferecidas no Jetta original. O modelo parte de R$ 106.900 e tem garantia de dois anos ou 50.000 km.

 

O carro esportivo da Yamaha dá as caras em Tóquio

wcf-yamaha-sports-ride-concept-yamaha-sports-ride-concept

Há alguns dias vimos aqui no Zero a 300 o primeiro teaser do cupê esportivo da Yamaha, que seria apresentado no Salão de Tóquio. Pois bem, o Salão começou e o carro é este aí das fotos, o Yamaha Sport Ride. Infelizmente ele é apenas um conceito (ao menos por enquanto), mas promete uma interação homem-máquina semelhante à das motos da fabricante japonesa. As fotos não deixam muito claras as dimensões do modelo, mas ele é o que chamaríamos de mini-esportivo: são apenas 3,90 m de comprimento, 1,72 de largura e 1,17 de altura — aproximadamente o porte de um Lotus Elise.

wcf-yamaha-sports-ride-concept-yamaha-sports-ride-concept-1

A Yamaha não mencionou nada sobre o powertrain do carro, o que nos leva a crer que se trata de um conceito estático. Ou então que ele talvez tenha o motor 1.0 de três cilindros do conceito MOTIV.e idealizado por Gordon Murray. Sim, os 80 cv produzidos pelo 1.0 soam pouco para um esportivo, mas lembre-se que estamos falando do Japão, onde a Honda lançou o S600 e fez sucesso com o Beat. Além disso, o Yamaha Sports Ride pesa somente 750 kg, o que resultaria em uma relação peso/potência de 9,4 kg/cv. Se o Sport Ride sair da forma de conceito, ele será produzido pelo método iStream, também desenvolvido por Gordon Murray.

 

Porsche lança Macan GTS com 360 cv

Porsche-Macan-GTS-6

Se você já entendeu o método de segmentação dos modelos e versões da Porsche, sabe que a fabricante de esportivos alemã dá um jeito de preencher todo o espectro de potência de cada modelo com versões diferentes. Um exemplo prático: no começo o Porsche 911 Carrera era o modelo de entrada, e o 911 Turbo o topo de linha. Ao longo dos anos a Porsche foi preenchendo o espaço de potência entre os dois de forma que hoje, em 2015, entre o Carrera de 350 cv e o Turbo S de 560 cv há as versões S e Turbo, com 400 e 550 cv respectivamente. Como já deu pra sacar, ainda há espaço para uma versão GTS de 450-500 cv aí no meio.

Porsche-Macan-GTS-8

Com os demais modelos acontece o mesmo e é por isso que o Macan, que até agora só tinha as versões S e Turbo separadas por 60 cv, ganhou a versão GTS, que se encaixa perfeitamente nesse espaço. O modelo foi apresentado no Salão de Tóquio, e vem equipado com uma versão recalibrada do V6 turbo de três litros já usado na versão S. No Macan GTS o motor produz 360 cv a 6.000 rpm e 50,9 mkgf entre 1.650 e 4.000 rpm — 20 cv e 4,15 mkgf a mais que a versão de entrada. O câmbio é o PDK de embreagem dupla e sete marchas, e trabalha em conjunto com o sistema Porsche Traction Management (PTM) que inclui controle de tração e todas as demais babás eletrônicas.

Porsche-Macan-GTS-1

Com o novo conjunto o Macan GTS vai de zero a 100 km/h em 5,2 segundos (ou 5 segundos, se você comprar o pacote Sport Chrono opcional) e chega à máxima de 257 km/h. Com mais desempenho também vieram novos freios, que agora usam discos de 360 mm e pinças vermelhas de seis pistões na dianteira e discos de 330 mm e pinças de pistão simples na traseira, além de suspensão a ar que permite uma altura de rodagem 10 mm mais baixa que do Turbo. O escape também é exclusivo da versão.

Porsche-Macan-GTS-5

Em relação ao visual, o Macan GTS ganhou rodas de 20 polegadas em preto brilhante, faróis de LED e luzes diurnas como opcional. Por dentro ele tem bancos esportivos de couro, sistema multimídia e o pacote GTS com conta-giros, costuras logotipos GTS e cintos de segurança vermelhos.

 

Kia anuncia importação do Soul elétrico para o Brasil

kia-soul-ev-1_3_0

A isenção do imposto de importação para veículos elétricos e híbridos anunciada nesta semana já começou a surtir efeitos. A Kia anunciou que irá importar a versão elétrica do seu crossover Soul — a Soul EV. O modelo já está homologado no Brasil e tem 180 km de autonomia em percurso rodoviário ou 220 km em percurso urbano — uma média de 200 km. O carregamento leva 24 horas em uma tomada de 120 volts ou cinco hora em uma tomada de 240 volts, e ainda há um sistema de frenagem regenerativa que recupera até 12% da energia cinética do carro.

O Soul EV tem 29 mkgf e potência de 81,5 kW, equivalente a 111 cv, e velocidade máxima é de 145 km/h. As baterias do carro ficam sob o assoalho, o que ajuda a manter o espaço para carga inalterado e o centro de gravidade baixo. Para otimizar o consumo de energia, o sistema de ar-condicionado é exclusivo do modelo. Apesar de anunciar a importação, a Kia ainda não divulgou data de lançamento nem preços do Soul EV no Brasil.

 

Subaru pretende expandir sua linha STI

Subaru-BRZ-Concept-15

Além do conceito que antecipa a próxima geração do Impreza, a Subaru também revelou em Tóquio seus planos de expansão da linha STI. Atualmente, apenas o WRX tem sua versão retocada pela Subaru Tecnica International, embora a divisão já tenha preparado outros modelos ao longo de sua existência. Agora, o próximo passo é ampliar a linha de modelos STI, segundo o próprio chefe da divisão, Yoshio Hirakawa, contou ao site australiano Motoring.

Segundo a entrevista, Hirakawa pretende criar uma linha de modelos exclusivos além de kits de preparação aftermarket, além de uma diferenciação maior para os produtos da sua divisão especial. “Meu sonho é tornar a STI uma marca global. Para isso precisamos de mais carros, mais modelos. Vamos lançar dois novos modelos por ano”, disse o executivo ao site. Isso significa que o BRZ poderá ganhar uma versão STI, assim como o Legacy e o Forester, e também que futuramente poderemos ver um Subaru STI com motores turbo híbridos. 

Matérias relacionadas

Conheça cada detalhe do motor flat-12 do Porsche 917 em um time-lapse hipnótico

Dalmo Hernandes

O novo Porsche 992, os preços dos combustíveis, a avaliação da perua Volvo V60 e as novidades da semana no FlatOut!

Leonardo Contesini

Sandero e Logan terão facelift no Brasil, McLaren mostra protótipo do sucessor do F1, Ferrari do título de Schumacher em 2001 à venda e mais!

Leonardo Contesini