A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
GT40 Classificados Zero a 300

Os carros de R$ 120.000 a R$ 150.000 mais legais anunciados no GT40

E aí, pessoal? Mais uma sexta-feira, o que significa que é dia de ver alguns carros que estão à venda no GT40. Desta vez, separamos alguns dos possantes mais bacanas que se pode comprar com algo entre R$ 120.000 e R$ 150.000.

Como de costume, é importante reforçar que esta é uma situação diferente das listas de anúncios de pessoa física, que seguem uma ordem cronológica: escolhemos a dedo os carros desta lista, e todos são interessantes em nossa opinião – há uma razão por trás de cada escolha. E vale lembrar que alguns modelos podem estar um pouquinho abaixo ou um pouquinho acima da faixa estabelecida – temos que ser flexíveis, não?

Entendido? Então, bora lá!

 

img_177308_4_5b56b5d4-c392-496d-b0c4-f49f8d43fd5c

Um belo representante da linhagem de roadsters esportivos de luxo da Mercedes-Benz, que começou com o 300SL “Gullwing”. Trata-se de um 350SL da geração R107, fabricado em 1972 e, segundo o anunciante, com cerca de 92.000 km rodados. O motor é um V8 de 3,5 litros e 201 cv e a transmissão, automática de quatro marchas. O anúncio também diz que o carro está com a documentação toda em ordem e em excelente estado de conservação. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_49552_4_5e11a7da-d0b2-4b01-ad78-06d25e3c5067

Se for para ter um crossover, que seja algo radical como o Chevrolet HHR SS: uma perua/SUV retrô inspirada no Chevrolet Suburban de 1947, que pertencia à clássica linhagem Advance Design. Agora, ainda que o visual retrô sugira um motor V8 debaixo do volumoso capô, o HHR é movido por um quatro-cilindros de dois litros que, na versão SS, tem turbo e 260 cv. A tração é dianteira e o câmbio, automático. Segundo o anunciante, este exemplar fabricado em 2008 tem rodas BBS de 18 polegadas, freios Wilwood e 27.000 km marcados no hodômetro. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_132880_4_92ba0303-5321-4854-9675-f3cc4b2d8a2c

Este Subaru WRX não é um STI original de fábrica, mas isto é só um detalhe: preparado com uma nova turbina roletada, componentes internos forjados e retrabalho de fluxo, o  flat-four turbo de 2,5 litros entrega 440 cv, segundo o anunciante. Além disso, recebeu um kit widebody Karlton Fender Flares para acomodar rodas de 10,5 polegadas calçadas com pneus Toyo R888. Por fim, de acordo com o anúncio, o carro tem câmbio manual de seis marchas do STi, incluindo seus semi-eixos e cardã. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_169408_4_1f2a364e-2b39-4b5f-89d1-8c29c7cdd0cc

Sim, nesta faixa de preço já dá para comprar um Porsche moderno. Não um 911, mas um Boxster fabricado em 2005, com motor flat-six de 3,2 litros e 280 cv e câmbio manual de seis marchas. O roadster ainda tem central multimídia, câmera de ré e suspensão ajustável eletronicamente. A quilometragem declarada é baixa: 57.800 km. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_166060_4_a23ca27c-659f-407d-897a-4f98ec0762e6

Apesar dos emblemas BMW, este é um Romi Isetta, fabricado no Brasil – apenas uma licença poética. “Heresia” maior está no motor: no lugar do pequeno bicilíndrico de 236 cm³ foi trocado pelo quatro-cilindros com comando duplo no cabeçote de 750 cm³ da Honda CB750 F “Sete Galo”, com 82 cv a 9.500 rpm. De acordo com o anunciante o minicarro foi todo restaurado e está revisado, com motor, suspensão e freios em ordem. [highlight]Clique para ver o anúncio.[highlight]

 

img_180344_4_4c5e230a-4827-418a-bf1a-1c6dfa971cfe

Embora as gerações E36 e E46 do BMW M3 sejam as mais adoradas e procuradas, há de se reconhecer o valor da E90, última a contar com um motor naturalmente aspirado – um V8 de quatro litros que, em essência, era uma versão com dois cilindros a menos do V10 do BMW M5. São 420 cv a 8.300 rpm e 40,7 mkgf de torque a 3.900 rpm. O câmbio é manual de seis marchas, e segundo o anúncio o M3, fabricado em 2007, tem 72.550 km marcados no hodômetro. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_136520_4_a9728dc8-d5b2-4de5-bb2c-650608e759b6

Se você prefere os V8 americanos, este Pontiac Firebird certamente vai te agradar. Trata-se de um exemplar de 1974 da versão Formula 400, equipada com um V8 small block 350. O motor foi preparado com componentes internos forjados, carburador Holley quadrijet, câmbio automático TH350 e abafador Flowmaster, além de outros componentes, para entregar cerca de 400 cv. Segundo o proprietário, o carro foi montado há cerca de um ano e utilizado muito pouco desde então. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_84248_4_301ee356-7e0a-4d19-bef6-9cc0b3dddbcd

O Mercury Cougar era a versão “de luxo” do Ford Mustang nos anos 60 – os carros compartilham plataforma, alguns componentes da carroceria e mecânica, mas o Cougar tinha aspecto mais sofisticado e requintado. O proprietário deste exemplar de 1968 diz que está com o carro desde 1988, quando foi realizada uma restauração de funilaria, pintura e interior usando componentes importados dos Estados Unidos. O carro é equipado com um V8 302 preparado com carburador Holley Quadrijet, balanceiros roletados, pistões forjados e um conjunto de coletor de admissão e comando de válvulas Edelbrock. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_36460_4_44c963ad-a156-429d-8131-820b33aa305a

Agora, para quem prefere o Mustang mesmo, este hardtop 1965 parece uma opção interessante: parece muito íntegro e conta com um V8 289 (4,7 litros) acoplado a uma caixa automática – conjunto tipicamente americano. A carroceria e o interior parecem ter sido restaurados em uma combinação de preto e vermelho que pode agradar a alguns e desagradar a outros, mas no geral a aparência do carro é boa. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_47140_4_061d104b-499f-422c-82f3-9c3f18a5357e

Mais um carro americano para a lista: se a crise de meia-idade chegou, este Corvette C3 Targa 1976 com motor small block 350 (5,7 litros) pode ser o carro que você procurava (brincadeirinha). Segundo o anúncio, o carro está em perfeito estado de conservação e bastante original. O carro tem ar-condicionado e vidros/travas elétricos, e o câmbio é automático. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_100320_4_1e1597bb-012c-440c-8edf-6e1d19d0fee2

O Dodge Dart SE era a versão “esportiva de baixo custo” do cupê V8: com menos itens cromados e acabamento mais simples do lado de fora, bancos individuais, câmbio manual com alavanca no assoalho, capô preto e revestimento xadrez nos bancos, transformava o básico em descolado enquanto era movido pelo consagrado motor de 318 pol³ (5,2 litros) e 198 cv brutos. Por isto mesmo é um dos mais procurados pelos fãs da marca. De acordo com o anunciante, este exemplar de 1973 está quase totalmente original, exceto pelas lanternas traseiras do 1972. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

Matérias relacionadas

Project Cars 502: a conclusão do protótipo de rua do novo Puma

Leonardo Contesini

Encontro JDM em SP, FlatOut em Le Mans, o lançamento de Forza Horizon 2 e mais!

Leonardo Contesini

Qual sua opinião mais controversa sobre carros?

Leonardo Contesini