A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
GT40 Classificados Zero a 300

Os carros de R$ 120.000 a R$ 150.000 mais legais anunciados no GT40

E aí, pessoal? Mais uma sexta-feira, o que significa que é dia de ver alguns carros que estão à venda no GT40. Desta vez, separamos alguns dos possantes mais bacanas que se pode comprar com algo entre R$ 120.000 e R$ 150.000.

Como de costume, é importante reforçar que esta é uma situação diferente das listas de anúncios de pessoa física, que seguem uma ordem cronológica: escolhemos a dedo os carros desta lista, e todos são interessantes em nossa opinião – há uma razão por trás de cada escolha. E vale lembrar que alguns modelos podem estar um pouquinho abaixo ou um pouquinho acima da faixa estabelecida – temos que ser flexíveis, não?

Entendido? Então, bora lá!

 

img_177308_4_5b56b5d4-c392-496d-b0c4-f49f8d43fd5c

Um belo representante da linhagem de roadsters esportivos de luxo da Mercedes-Benz, que começou com o 300SL “Gullwing”. Trata-se de um 350SL da geração R107, fabricado em 1972 e, segundo o anunciante, com cerca de 92.000 km rodados. O motor é um V8 de 3,5 litros e 201 cv e a transmissão, automática de quatro marchas. O anúncio também diz que o carro está com a documentação toda em ordem e em excelente estado de conservação. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_49552_4_5e11a7da-d0b2-4b01-ad78-06d25e3c5067

Se for para ter um crossover, que seja algo radical como o Chevrolet HHR SS: uma perua/SUV retrô inspirada no Chevrolet Suburban de 1947, que pertencia à clássica linhagem Advance Design. Agora, ainda que o visual retrô sugira um motor V8 debaixo do volumoso capô, o HHR é movido por um quatro-cilindros de dois litros que, na versão SS, tem turbo e 260 cv. A tração é dianteira e o câmbio, automático. Segundo o anunciante, este exemplar fabricado em 2008 tem rodas BBS de 18 polegadas, freios Wilwood e 27.000 km marcados no hodômetro. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_132880_4_92ba0303-5321-4854-9675-f3cc4b2d8a2c

Este Subaru WRX não é um STI original de fábrica, mas isto é só um detalhe: preparado com uma nova turbina roletada, componentes internos forjados e retrabalho de fluxo, o  flat-four turbo de 2,5 litros entrega 440 cv, segundo o anunciante. Além disso, recebeu um kit widebody Karlton Fender Flares para acomodar rodas de 10,5 polegadas calçadas com pneus Toyo R888. Por fim, de acordo com o anúncio, o carro tem câmbio manual de seis marchas do STi, incluindo seus semi-eixos e cardã. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_169408_4_1f2a364e-2b39-4b5f-89d1-8c29c7cdd0cc

Sim, nesta faixa de preço já dá para comprar um Porsche moderno. Não um 911, mas um Boxster fabricado em 2005, com motor flat-six de 3,2 litros e 280 cv e câmbio manual de seis marchas. O roadster ainda tem central multimídia, câmera de ré e suspensão ajustável eletronicamente. A quilometragem declarada é baixa: 57.800 km. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_166060_4_a23ca27c-659f-407d-897a-4f98ec0762e6

Apesar dos emblemas BMW, este é um Romi Isetta, fabricado no Brasil – apenas uma licença poética. “Heresia” maior está no motor: no lugar do pequeno bicilíndrico de 236 cm³ foi trocado pelo quatro-cilindros com comando duplo no cabeçote de 750 cm³ da Honda CB750 F “Sete Galo”, com 82 cv a 9.500 rpm. De acordo com o anunciante o minicarro foi todo restaurado e está revisado, com motor, suspensão e freios em ordem. [highlight]Clique para ver o anúncio.[highlight]

 

img_180344_4_4c5e230a-4827-418a-bf1a-1c6dfa971cfe

Embora as gerações E36 e E46 do BMW M3 sejam as mais adoradas e procuradas, há de se reconhecer o valor da E90, última a contar com um motor naturalmente aspirado – um V8 de quatro litros que, em essência, era uma versão com dois cilindros a menos do V10 do BMW M5. São 420 cv a 8.300 rpm e 40,7 mkgf de torque a 3.900 rpm. O câmbio é manual de seis marchas, e segundo o anúncio o M3, fabricado em 2007, tem 72.550 km marcados no hodômetro. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_136520_4_a9728dc8-d5b2-4de5-bb2c-650608e759b6

Se você prefere os V8 americanos, este Pontiac Firebird certamente vai te agradar. Trata-se de um exemplar de 1974 da versão Formula 400, equipada com um V8 small block 350. O motor foi preparado com componentes internos forjados, carburador Holley quadrijet, câmbio automático TH350 e abafador Flowmaster, além de outros componentes, para entregar cerca de 400 cv. Segundo o proprietário, o carro foi montado há cerca de um ano e utilizado muito pouco desde então. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_84248_4_301ee356-7e0a-4d19-bef6-9cc0b3dddbcd

O Mercury Cougar era a versão “de luxo” do Ford Mustang nos anos 60 – os carros compartilham plataforma, alguns componentes da carroceria e mecânica, mas o Cougar tinha aspecto mais sofisticado e requintado. O proprietário deste exemplar de 1968 diz que está com o carro desde 1988, quando foi realizada uma restauração de funilaria, pintura e interior usando componentes importados dos Estados Unidos. O carro é equipado com um V8 302 preparado com carburador Holley Quadrijet, balanceiros roletados, pistões forjados e um conjunto de coletor de admissão e comando de válvulas Edelbrock. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_36460_4_44c963ad-a156-429d-8131-820b33aa305a

Agora, para quem prefere o Mustang mesmo, este hardtop 1965 parece uma opção interessante: parece muito íntegro e conta com um V8 289 (4,7 litros) acoplado a uma caixa automática – conjunto tipicamente americano. A carroceria e o interior parecem ter sido restaurados em uma combinação de preto e vermelho que pode agradar a alguns e desagradar a outros, mas no geral a aparência do carro é boa. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_47140_4_061d104b-499f-422c-82f3-9c3f18a5357e

Mais um carro americano para a lista: se a crise de meia-idade chegou, este Corvette C3 Targa 1976 com motor small block 350 (5,7 litros) pode ser o carro que você procurava (brincadeirinha). Segundo o anúncio, o carro está em perfeito estado de conservação e bastante original. O carro tem ar-condicionado e vidros/travas elétricos, e o câmbio é automático. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_100320_4_1e1597bb-012c-440c-8edf-6e1d19d0fee2

O Dodge Dart SE era a versão “esportiva de baixo custo” do cupê V8: com menos itens cromados e acabamento mais simples do lado de fora, bancos individuais, câmbio manual com alavanca no assoalho, capô preto e revestimento xadrez nos bancos, transformava o básico em descolado enquanto era movido pelo consagrado motor de 318 pol³ (5,2 litros) e 198 cv brutos. Por isto mesmo é um dos mais procurados pelos fãs da marca. De acordo com o anunciante, este exemplar de 1973 está quase totalmente original, exceto pelas lanternas traseiras do 1972. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

Matérias relacionadas

Conheça os detalhes do Jaguar E-Type elétrico usado no casamento do príncipe Harry

Dalmo Hernandes

Ford GT pode ter 640 cv, Porsche 911 terá versão híbrida, um passeio virtual pelos boxes da Ferrari, solda na roda causou acidente de Cristiano Araújo e mais!

Leonardo Contesini

Afinal, quais são as melhores – e as piores – músicas para ouvir dirigindo?

Dalmo Hernandes
error: Direitos autorais reservados